Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Celtics x Heat – Análises e Palpites

Depois de vencer em sete jogos o atual campeão da NBA, Toronto Raptors, o Boston Celtics terá pela frente o embalado Miami Heat, que venceu o favorito Milwaukee Bucks em 5 jogos e chega cheio de moral para as finais da conferência leste.

Celtics e Heat se enfrentaram nos playoffs da NBA por três temporadas seguidas, 2010, 2011 e 2012, com a equipe de Miami levando a melhor nos últimos dois confrontos. O embate de 2012 também pelas finais de conferência do leste foi vencido pela equipe da Flórida em 7 jogos e marcou o fim da era Allen, Garnett, Pierce em Boston. Agora com novas estrelas, a equipe de Boston tentará devolver o duro golpe sofrido há 8 anos pelas mãos de Lebron James e companhia.

Na temporada 2019/20 da NBA, Boston Celtics e Miami Heat se enfrentaram três vezes, com vantagem para a equipe Celta, que venceu dois dos três confrontos. O único duelo das duas equipes na bolha, foi vencido pela equipe de Miami por 112 x 106.

Relembre os confrontos entre as equipes nesta temporada:
Celtics 112 x 93 Heat
Heat 101 x 109 Celtics
Celtics 106 x 112 Heat

Confira abaixo os palpites e análises dos colaboradores do Celtics Brasil para as finais da conferência leste entre Boston Celtics e Miami Heat:

Lucas Caldini: Celtics 4 x 2 Heat

Apesar de ao início dos playoffs o Celtics ser um dos times esperados para fazer a final da conferência leste e o Miami Heat não, a impressão que tenho é que chegamos como os underdogs nessa série, eu não concordo.

Sem desmerecer a equipe de Miami, que vem fazendo um trabalho sensacional na bolha, tem um time muito encaixado e super bem treinado, por um dos melhores treinadores da NBA, Erick Spoelstra. Mas o Boston Celtics é mais time e conta com jogadores mais decisivos e que mesmo jovens, têm mais experiencia em playoffs do que a grande maioria do time de Miami. Não é à toa que apesar de algumas mudanças no elenco, chegamos em 3 das últimas 4 finais de conferência.

A série contra o Toronto Raptors serviu pra mostrar que apesar de novos, os principais jogadores Celtas são extremamente resilientes e tem capacidade de garantir vitórias no crunch time. Também mostrou para muitos que duvidavam, que estamos sim muito bem servidos na posição 5, após a monstruosa série feita por Daniel Theis, principalmente onde os números não mostram.

A grande preocupação da equipe Celta deve ser com os chutadores de Miami, como vimos no confronto contra eles na bolha e também em suas partidas nos playoffs, quando conseguem espaçar a quadra, podem ser letais e o jogo pode fugir do controle muito rápido.

Com o possível retorno de Gordon Hayward, a equipe de Boston se torna ainda mais forte dos dois lados da quadra, e ganha opções na rotação, assim Stevens poderá fazer ajustes para que a performance ofensiva do banco de reservas possa ser maior e prejudicar menos nossas chances.

Marcus Smart deve ser o grande ponto de desequilíbrio nessa série, assim como na série contra o Raptors. Nosso melhor defensor, se estiver em boas noites irá incomodar muito os chutadores e minar o volume da equipe de Miami.

O Boston Celtics já mostrou do que é capaz nesta temporada, tanto conseguindo anular os melhores ataques da liga, quanto decidindo jogos no crunch time. Celtics in six.

Daniel Emiliano: Celtics 4 x 1 Heat

Eu gostaria de ser mais humilde aqui, mas sinceramente, eu não consigo temer esse Heat, e acha-los favoritos, como muitos tem o feito.

A equipe de Miami vem fazendo um grande playoff? Com certeza! Mas o Celtics também está.
Minha avaliação é baseada em matchups, não em outras séries, e sendo assim, eu realmente acho que esse matchup é favorável a equipe de Boston.

Isso até mesmo ficou provado para mim nos dois confrontos da temporada regular, onde o Celtics saiu vitorioso.

No primeiro confronto entre as equipes, o Celtics (sem Smart e Hayward) venceu por quase 20 pontos. Já no segundo embate, sem Tatum e Kanter, conquistamos outra vitória sem sustos.

Heat só foi vencer o Celtics na bolha, em um momento em que as posições de classificação do Leste já estavam definidas e o Celtics estava mais preocupado em ganhar ritmo de jogo do que em vencer.

O Heat tem alguns talentos que com certeza darão trabalho ao Celtics, mas eles simplesmente não tem material humano pra exercer a mesma defesa que o Toronto realizou no Kemba.
Além disso, com o retorno de Hayward, o Celtics cria mais opções ofensivas, o que dificultará também qualquer tentativa de parar Tatum.

O perigo para o Celtics está nas bolas de 3. Como a equipe de Boston deve novamente tentar colapsar o garrafão para limitar Adebayo e Butler, alguns jogadores terão liberdade para arremessar de fora, e em uma dessas, Olynyk, Robinson e Herro podem fazer o Celtics sangrar.

Mas no fim das contas, eu vejo o Celtics tendo a melhor defesa e também o melhor ataque do confronto, o que me faz acreditar em jogos difíceis, mas com resultados pendendo mais para Boston. 4×1 Celtics é minha aposta.

Eduardo Marangoni: Celtics 4 x 2 Heat

Estou ansioso para ver essa série. Boston chega a sua 3ª final do Leste em 4 anos com 3 bases de rotação diferentes, mas podemos dizer que dessa vez pode ser diferente. Enfim, chegamos com um elenco competitivo e em um contexto em que as chances de título são reais, algo que se comprova com o desempenho superior ao adversário nas últimas duas séries e com as limitações de todos os outros adversários que ainda estão vivos nos playoffs.

No entanto, se o Celtics tem muita confiança, o nosso adversário também tem. Em uma política de trabalho duro e jogo coletivo, o Miami Heat amassou todos os seus adversários até aqui, incluindo o Milwaukee Bucks, favorito na série. Muitos chegaram a pensar que Jimmy Butler iria a Miami apenas para passar férias, mas se tornou um encaixe perfeito para liderar um time cheio de jogadores talentosos e que conseguem cumprir muito bem o papel que é dado a cada um deles. O resultado está aí: primeira final de conferência para Miami desde 2014.

No entanto, apesar de Butler ter negado em entrevista no início da temporada, o Boston Celtics é o maior desafio dos comandados de Erik Spoelstra até aqui. Uma equipe que sabe defender muito bem o perímetro que o Heat sabe aproveitar como ninguém, possui vários atletas que podem fazer de 20 a 35 pontos em uma boa noite, e conta com o retorno de Gordon Hayward, descansado, que castigou Miami nos dois primeiros jogos da Temporada Regular.

Somado ao excelente momento de Marcus Smart, acredito que os fatores que citei no parágrafo anterior pesarão e passaremos em 6 jogos bem apertados. 4×2.

Author avatar
Lucas França
Mineiro de Belo Horizonte, 24 anos, minha vida se resume ao Galo e ao Celtics, pivô nas horas vagas, tenho como maior ídolo Paul Pierce. Sempre busquei um lugar para falar do Celtics e da NBA, um só não é suficiente, então falo por aqui, pelo Celtão M1L GR4U (@Celtao17) no twitter e outros 450 blogs e perfis.

14 comentários

  1. Victor Garcia

    Muito confiante em fecharmos essa série em 4×2.

    Ansiedade enorme para que estes confrontos se iniciem.

    Let’s go!!! Bleed Green!!! Boston Strong!!!

  2. Fernando

    É melhor perder agora do que ser vice dos Lakers.
    Não temos time pra sermoa campeões.

    • Marco Antônio de Paula

      Muito pelo contrário. Eu quero o Celtics chegando o mais longe possível. Quem é Celta não tem medo do Roubolakers.

    • Marco Antônio de Paula

      Eu estou com o pé atrás nessa série. Eu acho Miami um time muito bom e melhor que os Raptors. Acho que Buttler pode fazer a diferença na série. Vamos precisar do nosso trio jogando muito. E não estou vendo isso no Kemba. Não acredito em defesa frouxa do lado de lá. Vão tentar pressionar muito o Tatum. O técnico deles é muito bom. E vamos precisar do Stevens montar uma estratégia para ganhar essa série. Se jogar no nível que jogamos contra os Raptors, com alguns apagões e falta de atenção não passaremos. Se jogarmos com intensidade e nossos principais jogadores inspirados, poderemos ir adiante.
      Avante Celtão

    • Oberdan Gonzalez

      Fernando, na boa, mas esse pensamento de vice pra mim é antiquado e coisa do futebol.
      O vice na verdade é o segundo melhor time de uma disputa e muitas vezes só não ganhou por diferentes detalhes.
      Tem muitas equipes que ficaram em segundo e eram fodas.
      Ok, é engraçado vc sacaneia o amigo mas é só.
      O vice é o melhor! Na verdade o segundo melhor.
      Abs

  3. Marcelo Gouveia

    Ao reivindicar o retrospecto dos confrontos na temporada regular, pode ser válido considerar que nas duas vitórias celtas, os Heats estavam em segundas noites consecutivas de jogos.

    Kemba precisa pontuar bem, amanhã. Do quinteto titular, ele parece ser o que mais precisa de uma atuação consistente.

  4. Fernando Henrique

    Ambos os times acabam forçando os adversários a utilizar mais o isolation do que normalmente acontece, e é nesse ponto que acho que podemos decidir a série a nosso favor. Tanto o Kemba quanto o Tatum são capazes de se dar muito bem em situações de um contra um, e Brown e Smart em menor intensidade. Com a volta do Hayward, mais uma opção fortissima nesse estilo de jogo. Inclusive, o Celtics é top 5 na temporada nessas situações.

    Nossa defesa de perímetro é excelente, principalmente contra jogadores com pouca experiência como o Herro e o Robinson. Butler é o único capaz de castigar o Celtics de forma diferenciada, e só isso contra Kemba, Tatum, Hayward, Bronw e Smart é muito pouco. Por isso vou de 4×2 Celtics

    • Fernando Henrique

      Pra completar: Heat é apenas o 19º em eficiência em jogadas de ISO.
      O Heat também não tem a capacidade de efetuar uma marcação no Kemba nos mesmos moldes do Raptors (sob o risco de liberar demasiado o perímetro permitindo arremessos fáceis de 3pts)

      Alguns desses dados vieram das análises do pessoal do Central do Draft, perfil muito bom. Recomendo pro pessoal conhecer mais sobre prospectos que podem chegar no Celtics via draft

  5. Fernando Silva

    Creio que eu possa afirmar com tranquilidade: fui um dos mais otimistas desde o início da season.

    Nossa equipe atual demonstrou superioridade à campanha anterior.

    Kemba foi o fator de start do maior desenvolvimento dos nossos talentos e uma virada de posicionamento quando pensamos em KI.

    Contudo, para está série, estou mais com o Marco Antônio.

    Ponto central que motiva minha posição: o Heat foi montado durante a season, moldado pós ASW.

    O potencial do nosso adversário não é o da regular season.

    Eu vejo uma série levemente favorável a nós.

    Mas, concordo que, se não tivermos foco durante toda a partida, podemos ser surpreendidos.

    Torço para o 4×1 dos colegas, e muito.

    Mas…

    Lets go Celtics!

  6. Marcelo Gouveia

    Confirmada a ausência do GH pro jogo 1.

    • Bruno Fiori

      Vou com o Marangoni, penso que o que pode pesar a favor do Heat em sua maioria, é a falta de atenção por parte do Celtics, muitas jogadas forçadas e ataques desperdiçados contra o Raptors deixaram isso escancarado. Acredito que o nosso ponto de desequilíbrio é a defesa, Butler não é suficiente, nem mesmo em conjunto com o Adebayo.
      Já o que pesa em torno da série, no geral, é a estrutura de Miami, foram formados ao decorrer da temporada e não tem uma convicção de jogo, lógicamente passaram com méritos por Bucks e Pacers, mas muito por demérito dos adversários. É um confronto difícil, mas arrisco um 4-2.

  7. R2

    Também estou otimista, o matchup é melhor que o Bucks com certeza, mas é inegável que o momento do Heats é melhor que o de Toronto, então não vejo jogo fácil. Como todos, vejo a volta do Hayward como um fator muito importante, um para a melhora da pontuação da segunda unidade e principalmente para que ele ganhe ritmo para a final, pois acho que esse ano é nossa melhor possibilidade de chegarmos lá!
    É fato que esse é o primeiro playoff do Kemba em um time com chegada, e apesar da idade é o jogador menos carimbado nesse tipo de campeonato dos nossos titulares, e acho que sentiu isso nos jogos contra o Toronto. Espero que esse intervalo dê a ele tempo para rever os jogos, encontrar caminhos e vir mais agressivo contra os Heats, depois de Tatum ele é nossa melhor opção de pontuação. Tenho sentido muita falta daquela bola de 3 rápida, saindo do bloqueio que é característica do jogo dele.

    Quanto a possibilidade de perder a final, como disse o Fernando, não uma preocupação para mim… só ganha finais quem chega a elas, e só sabe o que a pressão de disputar o título, quem já viveu isso, então mesmo que percam, será muito importante para Tatum, Smart, Kemba e Brown viverem esse momento, e se a derrota acontecer, será um motivo a mais para a franquia fortalecer o time para a próxima season e para jogadores interessantes desejarem se juntar a nós.

    Go celtics!

  8. Teobaldo

    Meus pitacos: 1 – Se o Kemba não entrar no clima, nossas chances diminuirão muito; 2 – Tudo pode acontecer, mesmo porque a Conferência Leste é muito fraca; 3 – Se os Clippers não acordarem teremos que aguentar os amarelinhos; 4 – Quem passar no Leste é fortíssimo candidato a ser varrido, principalmente contra os Lakers; 5 – Em nenhuma hipótese admito perder para os amarelinhos, principalmente no caso deles empatarem com o Celtão no número de banners.

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *