Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Heat 101 x 109 Celtics

Na noite de terça(28) o Boston Celtics visitou o Miami Heat e saiu com uma bela vitória, mesmo com a ausência de Jayson Tatum. Se apoiando principalmente na boa atuação de Gordon Hayward e Jaylen Brown, o Boston Celtics se manteve a frente do placar em quase todo o jogo e soube segurar as reações do time da casa com uma forte defesa e um bom jogo no perímetro.

O primeiro período do jogo começou perfeito para o Celtics, que abriu 8 a 0 depois de Smart e Brown acertarem bons arremessos do perímetro. Com Hayward jogando de forma agressiva e Brown sendo muito ativo em arremessos e assistências a equipe celta dominou o primeiro período da partida, ainda sim, a equipe da casa reagiu no fim do período quando começou a usar o banco e diminuiu a diferença. Placar do período 28 x 36.

No segundo o período, o banco de Miami impulsionou a equipe a fazer 13 a 4 na equipe celta, dando a liderança do placar para a equipe da casa pela primeira vez no jogo. Com Hayward e Brown descansando, o Celtics perdeu muito poder ofensivo e teve dificuldades em pontuar, apesar do bom inicio de período a equipe do Heat também teve dificuldades em pontuar mantendo o jogo equilibrado até o intervalo. Placar do intervalo 48 x 53.

No terceiro período de jogo, Brown que teve um segundo período discreto, voltou a liderar o ataque celta, ajudando a equipe a ampliar sua vantagem. Do outro lado Adebayo mantinha o Heat na partida e não deixava a equipe celta desgarrar no placar. Uma bola de três pontos de Brad Wanamaker manteve o Celtics em vantagem para o quarto período. Placar do período 76 x 80.

No ultimo período de jogo a equipe celta manteve a vantagem no placar. Com Brown e Hayward mais uma vez aparecendo bem no ataque, a equipe também contou com boa atuação defensiva de Grant Williams para segurar a reação da equipe da casa. Uma bola de três pontos de Smart próximo do fim do período sacramentou a vitória celta contra um forte adversário, fora de casa. Placar final 101 x 109.

O Boston Celtics conseguiu uma difícil vitória no AmericanAirLines Arena onde poucos times conseguiram bater a equipe da casa nessa temporada. Gordon Hayward e Jaylen Brown foram os destaques da equipe com ótimas atuações. Eles foram responsáveis por impulsionar nosso ataque na ausência de Jayson Tatum. A equipe do Celtics batalhou muito em quadra e também foi capaz de pegar uma boa quantidade de rebotes ofensivos que foram muito importantes para o resultado final junto de uma forte defesa. A equipe volta a jogar na quinta-feira(30), quando recebe o Golden State Warriors no TD Garden às 22h horário de Brasília.

A equipe do Miami Heat até se manteve próxima do placar durante todo o jogo com algumas breves lideranças no placar, mas não conseguiu de fato manter uma consistência para virar e assumir o controle do jogo. A equipe não conseguiu responder o ótimo jogo de Brown e Hayward. O destaque da equipe ficou com Dragic que teve ótima partida saindo do banco da equipe. A equipe volta a jogar sábado(01) quando visita o Orlando Magic às 21h horário de Brasília.

Destaques Boston Celtics

Jaylen Brown (25 pontos e 5 assistências)

Kemba Walker (16 pontos e 8 assistências)

Gordon Hayward (29 pontos e 9 rebotes)

Marcus Smart (11 pontos e 8 rebotes)

Daniel Theis (10 pontos e 11 rebotes)

Destaques Miami Heat

Duncan Robinson (12 pontos e 5 rebotes)

Jimmy Buttler (20 pontos e 6 rebotes)

Bam Adebayo (16 pontos e 10 rebotes)

Goran Dragic (23 pontos)

Dion Waiters (11 pontos e 5 rebotes)

Melhores momentos

Author avatar
Henrique Correia
Paulista, morador de Bauru no interior do estado de São Paulo, analista de suporte e corredor de rua nas horas vagas. Apaixonado por basquete, descobriu no jornalismo um hobby e quem sabe futuramente pode encontrar uma profissão. Acompanha a NBA desde 2010, torcedor fiel do Celtics, aguarda ansiosamente pra ver seu primeiro titulo.

11 comentários

  1. Jonas Broetto

    Boa vitória, contra adversário direto e fora de casa. Excelente !

  2. Claudio Almeida

    Excelente vitória, entretanto continuo achando que precisamos de um grande defensor de garrafão e de um pontuador nato para vir do banco. Nosso banco é ridículo, é só olhar as estatísticas, deve ser um dos piores da NBA.

  3. Engraçado que quando um ala fica fora, o time titular automaticamente se ajusta (1o quarto dominante).
    É o fenômeno do cobertor curto é claro, mas não vejo qual a dificuldade em se aproveitar de ter muitos alas – Tirando a parte emocional do técnico em ter que apontar jogadores como titulares absolutos.

    O nosso banco é fraco (muito devido ao draft horroroso desse ano), mas poderíamos fazer com que Hayward e Kanter viessem suprir a pontuação (não que sejam jogadores confiáveis, mas é o que teremos para 2020) e que Smart e Jaylen sempre estivessem juntos em quadra para ser lockdown defense (o melhor combo defensivo que temos).
    Falta ajustar a minutagem e o papel de cada um (ou de cada par) – Talvez aí esteja o pecado da comissão técnica auxiliar rookie, como bem já falou o drakes.

    Assumindo a realidade que bigs não podem pisar no TD Garden:

    Walker-Smart-Brown-Tatum (Oje)-Theis – titulares para 29+ minutos, sempre com Smart e Brown juntos – Unidade defensiva
    Wanna-Gordon-Oje (Tatum)-Williams Gordo-Kanter – suplentes alternando, mas sempre Gordon e Kanter juntos – Pontos do banco

    R. Williams tem os problemas de lesão que os médicos apontam que serão crônicos (podia ter feito cirurgia no ano passado), então as apostas deveriam ser Waters e Fall com aqueles 5 minutinhos todo jogo.
    Na próxima temporada eles tendem a evoluir demais.

    Abs verdes,

    • Fernando Silva

      Boa vitória.

      Assim como nas derrotas, penso que continuamos na mesma.

      Semi do leste é uma realidade para este time. Acho que todos concordamos.

      Finais do leste? Sim! Depende de quem vamos enfrentar na semi.

      Se Phylla ou Bucks, não somos favoritos mas podemos surpreender.

      Se chegarmos nas finais, idem.

      Contra Toronto, acredito em 4×3 para qualquer dos lados. Mas nos vejo como favoritos e com alguma chance de 4×2.

      Se conseguirmos mexer no banco ou no aro, acredito no título do leste e quem sabe no banner.

      • Marco Antônio de Paula

        Fernando, concordo com vc. Naturalmente a Semi é algo viável. . Entretanto é bom ficar entre os 3 primeiros na regular. Masa cho que temos que encarar a nossa realidade. Numa série de playoff não temos como surpreender Sixers, Bucks ou Raptors. Não vamos jogar um série de partidas naquele padrão contra o Lakers. Aquilo foi pontual. Precisamos de um bom protetor de Aro e não é estilo do Ainge buscar esse cara.
        A solução seria um crescimento defensivo de garrafão para Tatum e Brown. Não vejo isso acontecendo. Nossa única alternativa para ir mais longe é defesa. Sempre que jogamos bem defensivamente, vencemos. Mas eu acho que talvez essa seja uma das temporadas recentes que o Celtics está menos defendendo.

    • R2

      Marcos acho que esse pode ser um caminho interessante… colocar um dos 3 scorers que temos para vir do banco… eu particularmente gostaria mais de Brown vindo do banco que é um cara mais vibrante e agressivo.

      • Fernando Silva

        Tal solução foi a adotada pelo Heat com Dragic.

        Eu gosto mais quando o time entra completo, focado e mete logo 20 pts de frente no adversário.

        Depois é só administrar o tempo, poupando os titulares.

        Porém o fizemos em 3, 4 ou 5 partidas na season.

        Stevens gosta mais de entrar no jogo em banho maria e assim ficar o jogo todo, controlando a temperatura.

        Isso me aborrece e muito.

    • Marco Antônio de Paula

      Marcos. Concordo com vc que nossa principal dupla defensiva é Smart e Brown. O problema é quando ele tira o Brown e coloca o Smart para defender garrafão. Smart perde seu grande diferencial que é defender fora do perímetro nesse caso. Infelizmente a realidade é que não temos nenhum defensor de aro. Talvez um pouco o Theis, mas é muito inconstante.

  4. drakes

    Miami veio de jogo ontem, já é a segunda vez, por isso eu não conto muito esse jogo algo válido para os playoffs, mesmo assim a vitória é importante para tentar pelo menos ficar com 3 posição da conferência.

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *