Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Crônica: os sete anos do 17

Uma história sensacional. Nem os melhores filmes e sonhos seriam tão incríveis.

A segunda pior campanha da NBA em 2007. Um jejum de 22 anos. O descrédito de todos, mesmo sendo o maior campeão da história do basquete mundial. Como superar? Simples: pegue um elenco experiente e unido, uma torcida apaixonada, uma defesa insana e um trio de craques. Com isso tudo em mãos, deixe as coisas fluírem.

As coisas fluíram, é claro: 66 vitórias na temporada regular, classificações sobre a zebra Hawks, os Cavaliers de LeBron e os sempre ‘bad boys’ Pistons. Faltava um passo. Na decisão, simplesmente o maior rival de sua história. Era a oportunidade de coroar uma temporada perfeita.

Aí chegou o dia 17 de junho de 2008. 17/6. 17 de Havlicek, 6 de Russell. 6 jogos para o 17. 132 a 91. A maior atuação da história das Finais, a maior de uma equipe de basquete desde o Dream Team. 2008 se juntou a 57, 59, 60, 61, 62, 63, 64, 65, 66, 68,69, 74, 76, 81, 84 e 86. Um dia perfeito. Um dia para lavar a alma. Um dia para não ser esquecido.

Sete anos depois daquele 17 de junho, estamos aqui relembrando essa história. Parabéns e obrigado a todos que contribuíram para que o Boston Celtics conquistasse o mundo pela 17ª vez.

“Os Celtics foram os campeões. Os Lakers foram vencidos. A cidade de Boston foi movimentada. Tudo estava bem com o mundo novamente” (Bill Simmons).

Author avatar
Gustavo Arruda
Gustavo, 28 anos, é maranhense de São Luís, jornalista formado pela UFMA e repórter do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011, com mais de 1.700 textos publicados. Nas horas vagas, é goleiro, armador, tio do João Gabriel e da Alice, e também dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

7 comentários

  1. Renato

    Excelente recordação.

    Provavelmente o jogo mais emocionante da minha vida.

    Uma vitória épica que nos trouxe de volta ao cenário da NBA.

    Parabéns Gustavo por nos recordar desse dia tão feliz.

  2. PHABIO PASSOS

    BEM, UMA ÓTIMA MATÉRIA, E UMA GRANDE E EXTRAORDINARIA LEMBRANÇA…VAMOS CELTICS….

  3. Shandyego Nunes de Oliveira

    Bela recordação.

    Meus amigos, sabem onde eu poderia encontrar, de preferência em HD os jogos das finais? Queria mesmo os playoffs inteiros rsrs’ mas só as finais já me adiantaria.

    E também, aquele “filme” de pós campeão, que relata o que foi aquele ano, sabem?

  4. Sander

    Ver o Big Ticket chorando foi emocionante.

  5. Marcos

    Amazing, desse time vão se aposentar as camisetas de Pierce e Garnett.

    []s verdes

  6. Armando

    Tenho gravado em DVD todos os jogos da série final contra os Lakers. Foi emocionante, especialmente esse jogo 6.

  7. Danilo Jeolás

    Título emocionante e histórico. O Big Three recuperou o orgulho celta.

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *