Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Em entrevista, Ainge reafirma desejo de manter Thomas e rasga elogios para ele e Horford

No último domingo, 28 de maio, o Gerente de Operações de Basquete do Boston Celtics, Danny Ainge, concedeu longa e esclarecedora entrevista ao respeitado jornalista Steve Bulpett, do Boston Herald, um dos principais jornais da região há mais de 150 anos. Neste interessantíssimo depoimento, Ainge indica protecionismo com os principais jogadores do atual elenco, em especial Isaiah Thomas, elogia as temporadas de seu principal jogador, Thomas, e da recente aquisição, Al Horford, fala sobre o mercado de transferências do Celtics nos próximos meses, e mais.

Leia aqui a matéria de Bulpett na íntegra, em inglês.

Como o próprio Bulpett afirma no começo de sua matéria, “se o New Orleans Pelicans contatar Ainge e oferecer Anthony Davis, escolhas de Draft e passe livre vitalício no Mardi Gras (tradicional festa da cidade de New Orleans, comumente chamada de ‘carnaval norte-americano’), o Celtics provavelmente estaria disposto a desfazer-se de Isaiah Thomas”. No entanto, excetuando-se estes tipos de cenários utópicos, Danny Ainge não acredita que Thomas vá a lugar algum, nem agora, tampouco quando seu contrato expirar após a próxima temporada.

Alguns questionamentos recentes a respeito de se Thomas poderia ser uma peça principal de uma equipe que disputa o título da NBA são quase tolas de perder-se tempo para responder. Porém, algumas pessoas perguntam-se se o Celtics será capaz de manter todos os seus principais jogadores, altamente desejados ao redor da liga, juntos. Entre eles estão o próprio Thomas, seu companheiro de armação Avery Bradley e o sexto homem de Boston nesta temporada, Marcus Smart. Os três armadores entram em seu último ano de contrato em 2017/2018.

“Sim, nós podemos manter todos aqui. Mas, escute, estas são questões que nem eu sei se já tenho respostas. Isto é parte do difícil quebra-cabeça que é sempre difícil de solucionar. Tudo o que estou dizendo é que estas são coisas que eu tenho que me preocupar a respeito mesmo que não goste de pensar sobre. E eu sei que estas virão a ser decisões difíceis em algum momento. Mas, nós queremos manter Isaiah (Thomas)“, comentou Danny Ainge a respeito de seus armadores com contrato a vencer ao fim da próxima temporada.

Perguntado sobre se Thomas poderia vir a ser uma preocupação para a franquia por conta de um possível futuro contrato muito caro, Danny Ainge gargalhou e respondeu: “Tudo que eu sei é que ele teve um ano incrível, e quem não quer Isaiah Thomas em seu time? Sério, você deve estar brincando comigo. (Risos). Por que os fãs precisam se preocupar quanto dinheiro ele receberá? Eu posso entender se Isaiah, sua esposa e seu agente estiverem preocupados com isso, mas eu não entendo porque esta é uma conversa que precisa ser feita publicamente.”

A respeito das comparações de Thomas com outros jogadores da história do Celtics, Ainge foi enfático: “Escute, Isaiah teve uma das temporadas mais impressionantes na história do Celtics em tantos aspectos, com o que ele foi capaz de realizar. Eu não sei porque as pessoas não conseguem ver isso. Eu não sei porque, de repente, eles têm que saltar ao próximo nível e perguntar se ele é tão bom quanto Larry Bird ou Bill Russell. Por que não podemos apenas aproveitar o fato de que ele teve um grande ano?”

“Eu não entendo o mundo que vivemos. Eu sou perguntado em todo lugar que vou, ‘Quem é melhor, Michael Jordan ou LeBron James?’ E ninguém sabe a resposta. Todos têm uma opinião, mas não há uma resposta definitiva. Ambos são ótimos. Por que não podemos apenas aproveitar ambos? E eu sinto isto da mesma forma com Isaiah. Por que temos que compará-lo a Paul Pierce, Kevin Garnett, Larry Bird ou Bill Russell? Por que não podemos apenas aproveitar o que estamos vendo? Digo, isto é o que sou capaz de fazer. Eu não preciso da comparação. O que ele tem feito é incrível, e é divertido fazer parte disso, é divertido testemunhar isso. Eu não sei o que mais nós precisamos responder, além de dizer que foi incrível o que aconteceu.”, completou Ainge a respeito de Thomas.

Após rasgar elogios a Thomas, foi a vez de Ainge exaltar a grande temporada de sua recente aquisição, o pivô dominicano, Al Horford. Altamente contestado pelo grande contrato assinado na última temporada, que colocou-o como o maior salário da liga, Horford não teve grande destaque durante a temporada regular, colocando em xeque seu real valor para o Celtics. E, mais uma vez, Ainge não entende os questionamentos a respeito do valor de seu jogador. Além disso, Ainge tem uma visão bastante diferente a respeito da temporada do dominicano como um todo.

“Al teve um ano fantástico, desde o primeiro dia, e, claro, nos playoffs, ele teve alguns momentos notáveis em alguns jogos e trechos de jogos. Ele parece ser capaz de fazer um pouco mais quando precisamos dele, onde ele não precisa fazer isso tanto na temporada regular, quando ele era mais um facilitador. Ele me lembra tanto de KG que ele pode ir e fazer mais se você precisar dele, mas ele adora fazer parte de uma equipe. Ele me lembra um pouco de (Bill) Walton, também. Eles gostam de passar, eles gostam de jogar, e eles gostam de jogar o jogo da maneira certa.”, atestou Ainge.

Danny Ainge ainda acrescentou um pouco a respeito da personalidade agregadora de Horford ao elenco, e o quanto ele ajudou seus companheiros, dentro e fora de quadra: “Ele é uma alegria para cada indivíduo em nossa equipe. Cada cara em nossa equipe, você sabe, Al Horford pode ser seu companheiro de equipe favorito. Foi um prazer tê-lo ao redor, e ele fez nossa equipe melhor. Eu não acho que é uma coincidência que Isaiah (Thomas), Avery (Bradley) e Jae (Crowder) tiveram seus melhores anos ofensivos. Al ajudou a facilitar isso de muitas maneiras.

Author avatar
Fábio Malet
Gaúcho de Porto Alegre, bacharel em Ciência da Computação e engenheiro de softwares sênior. Apaixonado por esportes, tem o jornalismo como um hobby e pretende, futuramente, fazer pós-graduação na área. Acompanha NBA desde o começo de 2007 e, pé-quente, viu seu Boston Celtics ser campeão na primeira temporada inteira a que assistiu. Torce também para Grêmio, Tottenham Hotspur, Boston Red Sox e Green Bay Packers.

8 comentários

  1. samucaRJ

    kkkk, papinho furado tio Ainge…

    Ele nunca vai dizer que vai trocar jogador nenhum, não vai desvalorizar seu produto.

    Temos um bom time e só, precisamos de jogadores que venham e nos coloquem em outro patamar em condições reais sermos campeões.

  2. Francisco Machado

    Na moral, adoro o Ainge, mas ele me fez rir agora….
    Falar q o Horford joga mais quando precisamos dele é uma baita piada. So consigo me lembrar dos jogos contra o Cavs, quando precisávamos de rebotes e o cara com míseros 2 rebotes em 30 minutos.
    Que papo furado em……
    Quanto ao Thomas ele tem q ficar. Ponto.

  3. Rômulo Portugal

    Ainge falou muitas coisas sensatas nessa matéria, mas discordo do seu deboche pra preocupação da torcida com o salário recebido pelo jogador.

    Nós nos preocupamos, porque quanto mais CAP desocupado houver, maior a chance de sempre melhorar o time.

  4. silvio freitas

    Papo furado do Ainge . Na primeira oportunidade faz negócio .
    Tem que ficar e contratar 2 all star se quiser algum ano bater de frente com Warrions e Cavs .
    Nosso time é apenas regular . Tem um banco péssimo . Precisa de muita gente para disputar um título. Pensar pequeno nunca foi mentalidade de Celtics .
    Silvio Freitas

  5. Marco Ferreira

    Vamos considerar todo o nosso processo e novamente confiar no trabalho que vem sendo feito.

    Ainge e Stevens estão montando um time para que seja sempre regular, montamos uma base em uma reformulação mais rápida e promissora do que podíamos pensar, estamos com uma equipe jovem e com CAP para gastar e com jogadores visados por outras equipes.

    Com esse cenário todo não acredito que o Celtics deva jogar tudo para o alto e montar um time para ser apenas campeão no ano que vem e depois ter que começar o processo de reconstrução novamente.

    Em todo esse processo nos temos um problema notório que é o nosso garrafão, qualquer jogador com um pouco mais de habilidades em rebotes já ajudaria na posição 4 ou 5.

    Por falar em posição 4 ou 5, ganhamos essa opção graças ao trabalho do Stevens com o Al Horford tornando o mesmo um jogador que possa jogar no perímetro também, assim não temos apenas uma opção para corrigirmos.

    Com tudo isso, temos um CAP disponível para um estrela sem precisar mexer na equipe titular, mas concordo que é hora de trocar no máximo 1 titular, um reserva e uma pick (não sendo a pick deste ano) para trazer mais uma estrela para nossa equipe e ai sim batermos de frente com essa hegemonia de Cavs e Golden.

    Olhem para a próxima temporada, quem é a unica franquia que tem condições de evoluir o suficiente para bater de frente com Cavs e Golden?

    Bora continuar esse processo e acabar primeiro com essa larga vantagem do Cavs no Leste!

    Let’s Go Celtic’s!

  6. David Pessoa

    Claro que o Ainge não diria se quisesse trocar o Isaiah thomas, mas eu realmente espero que nosso GM não o envolva em trade alguma.

    Vencemos o jogo 3 contra o cavaliers sem o Thomas, mas apenas por conta de uma atuação ofensiva atípica do Smart e da defesa de garrafão que foi monstruosa no segundo tempo, algo que tambem não acontece com frequência, como sabemos. Em outras palavras, o Celtics não venceu aquele jogo por conta da ausência do Thomas e sim por conta da garra e motivação dos jogadores restantes, mas nós não chegaríamos tão longe sem o Isaiah Thomas.

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.