Kings 109 x 111 Celtics

Na Madrugada de quarta(6) para quinta(7) o Boston Celtics, seguiu sua jornada longe de casa indo até Sacramento enfrentar o Kings. Em um jogo duríssimo definido apenas nos segundos finais, o Celtics conseguiu sair com uma importante vitória, mesmo sem contar com o seu armador titular, Kyrie Irving, que ficou de fora com uma lesão na coxa.

No primeiro período, houve bastante equilíbrio entre as equipes, que alternavam a liderança no placar. Pelo lado da equipe Celta, Jayson Tatum aparecia com muita eficiência no ataque, já o Kings, contava com bons arremessos do perímetro de Hield e Bogdanovic. Ao fim do primeiro período o Kings saiu em vantagem. Placar 32x 26.

No segundo período o equilíbrio de jogo permaneceu. Quando parecia que alguma equipe poderia abrir alguma vantagem, erros eram cometidos no ataque, permitindo que a outra equipe se aproximasse do placar. Em ambos os times era possível ver vários jogadores alcançando dígitos duplos na pontuação. Baynes, retornando de lesão, teve uma minutagem baixa na partida, ocasionando em muitos minutos de Horford em quadra. O que não foi ruim para a equipe, pois o dominicano foi um dos nossos principais jogadores em toda a partida. Placar do intervalo 49 x 49

Na volta para o terceiro período, a equipe celta conseguiu ser levemente superior a equipe da casa. O jogo oferecia pouco espaço para erros. Uma das maiores vantagens que a equipe celta conseguiu abrir foi de dez pontos. Porém a mesma não durou muito tempo. Quando a equipe dava sinais que poderia desgarrar no placar, alguns erros ocorriam e o placar já estava próximo novamente. Sempre que Theis entrava no jogo para auxiliar na rotação, o mesmo era explorado pelos jogadores adversários, tendo muita dificuldade defensiva, e sendo totalmente nulo no ataque, tanto é, que o jogador teve poucos minutos de quadra na partida. Placar do período 77 x 82.

A temática do jogo não mudou em nada no ultimo período, e nenhum dos times conseguia abrir vantagem. Tatum que havia sido discreto no período anterior voltou a aparecer bem para a equipe celta, acertando belos arremessos, e mantendo o Celtics sempre a frente no placar. Horford, com um duplo-duplo, era uma das nossas principais armas, pois o dominicano não era só eficiente no ataque, como também foi peça chave na defesa. Pelo Kings, Barnes aparecia muito bem, acertando bons arremessos do perímetro e aproveitando bem seu jogo dentro do garrafão, para manter sua equipe colada no placar. O final do jogo foi eletrizante. O Boston Celtics vencia por cento e nove a cento e seis, a poucos segundos do fim. Mas uma falta de Hayward em Hield na linha de três deu a chance do Kings empatar o jogo, chance que não foi desperdiçada por Hield, que deixou o jogo cento e nove a cento e nove. Porém, se Hayward havia errado ao cometer a falta, o mesmo compensou no lance seguinte, acertando um arremesso salvador a dois segundos do fim da partida, deixando o Celtics a frente por dois pontos. O Kings ainda tentou um ultimo arremesso com Barnes, mas sem sucesso, vitória do Boston Celtics. Placar final 109 x 111.

O Boston Celtics chega a sua segunda vitória consecutiva e agora passa a pensar no jogo de sábado(9) contra o seu rival Los Angeles Lakers, às 22h30 horário de Brasília no Staples Center. O coletivo da equipe novamente foi bem, com vários destaques, entre eles: Horford com duplo-duplo, Tatum com vinte e quatro pontos e Morris com dezenove. Hayward não teve o mesmo desempenho da noite passada, mas fato é, que apesar de um desempenho mais discreto(doze pontos), foi dele o arremesso da vitória.

O Kings também apresentou um bom jogo coletivo. Buddy Hield alcançou os vinte e três pontos, Barnes foi o cestinha da equipe com vinte e quatro pontos, Fox auxiliou com mais dezesseis pontos, Stein mais dezenove e Bogdanovic catorze pontos. O Kings volta a jogar sábado(9) contra os Knicks no Madison Square Garden às 14h horário de Brasília.

 

Destaques do Kings

Buddy Hield (23 pontos e 8 rebotes)

Harrison Barnes (24 pontos e 8 rebotes)

De’Aaron Fox (16 pontos e 7 assistências)

Bogdan Bogdanovic (14 pontos)

Willie Cauley-Stein (19 pontos e 7 rebotes)

Destaques do Celtics

Jayson Tatum (24 pontos)

Marcus Morris (19 pontos e 5 rebotes)

Terry Rozier (16 pontos e 6 rebotes)

Al Horford (21 pontos, 11 rebotes e 7 assistências)

Gordon Hayward (12 pontos)

 

Melhores momentos

 

Publicidade

Henrique Correia
Henrique Correia
Paulista, morador de Bauru no interior do estado de São Paulo, analista de suporte e corredor de rua nas horas vagas. Apaixonado por basquete, descobriu no jornalismo um hobby e quem sabe futuramente pode encontrar uma profissão. Acompanha a NBA desde 2010, torcedor fiel do Celtics, aguarda ansiosamente pra ver seu primeiro titulo.

12 Comentários

  1. Publicidade

  2. Christian disse:

    Posso estar louco, mas queria muito ver o time com Hayward armando, acredito que ajudaria todo o elenco, inclusive livra o Irving primordialmente dessa função, o que melhoria seu jogo e do resto do time.
    Hayward – Irving – Tatum – Morris – Al Horford. Apesar do alto nível de assistências do Irving, me parece que o time fica muito individualista com ele nessa função, e ele ficaria mais confortável na função de “apenas” pontuar.

    11

    2
    • Antonio dos Santos Costa Neto disse:

      Sempre achei que o Irving tem mais característica de SG do que de PG, apesar de ser pequeno pra posição 2.

      0

      0
    • Marcos disse:

      Acho que ele deve continuar vindo do banco.
      No mundo ideal, ele viria para destroçar segundas unidades.
      No real, ele parece ser melhor que o Rozier armando.

      Abs verdes,

      8

      1
  3. Everton disse:

    Mais um grande jogo do Celtics.
    Mais uma vez, a inconstância de toda temporada, alternando bons e maus momentos.
    A dúvida é, qual Celtics teremos nos playoffs?

    2

    1
    • Everton disse:

      Esqueci de comentar…
      Hayward dois jogos seguidos sendo decisivo, com direito a game winner. Crescendo na hora certa…
      Eu já tinha perdido a esperança com ele, mas tomara que continue queimando minha língua.

      7

      0
  4. Fernando Silva disse:

    Se as rusgas derem espaço ao esforço pelas vitórias podemos vencer qualquer um na liga.

    A intensidade melhorou nas últimas partidas, a defesa melhorou, GH conseguindo desempenhar um papel mais relevante atuando longe da posição 4.

    Muito bom. Se este Celtics jogar até o final da season, vamos longe.

    8

    0
  5. Bruno Martins disse:

    Eu prefiro ficar em4th/5th…
    Ficar em terceiro seria jogar uma semi contta os raptors… prefiro que eles enfrentem e percam pros pacers, nosso jogo casa com os sixers e bucks.. ja contra os raptors seria pedreira.. prefiro fugir deles e enfrentar apenas em uma eventual final de conferência!!

    1

    0
  6. Rosset de Lo Santos disse:

    Analisando o calendário restante da temporada: Acredito que Celtics ainda pode ficar em Terceiro lugar. Ele tem 4 jogos fodas :Philadelphia , Denver e 2x Indiana. Philadelphia tem 5 jogos fodas : Denver,Houston, Indiana, 2x Milwaukee e Indiana tem 7 jogos fodas : Philadelphia, Oklahoma City, 2 x Denver ,
    Portland, Golden State e 2 x Celtics. Espero que Boston fique 3 ou 5 pois numa possível final de conferência existe a possibilidade do Raptors amarelar. Caso pegue o Milwaukee na final acredito que não ganha a final de conferência.

    1

    1
  7. Fernando Silva disse:

    Depois da conversa particular do Stevens com KI PARECE que finalmente vamos engrenar.

    Se ocorrer, terminaremos na 3 seed e sim podemos bater os Bucks e os Raptors.

    1

    0
  8. Fernando Silva disse:

    Stevens: DEMOROU!

    0

    0
  9. Fernando Silva disse:

    Barkley sobre KI à ESPN:

    Eu não o conheço assim tão bem, mas nunca vi alguém tão infeliz quanto Kyrie.

    Ele parece ser um bom garoto, bem-sucedido e que tem o mundo na palma das mãos.

    Já foi campeão da NBA e deve ganhar uns US$50 milhões por ano. Até fez filmes.

    Mas existe uma amargura ali.

    1

    0

Deixe um comentário