Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Lenda do Celtics, Tom Heinsohn morre aos 86 anos

O dia 10 de novembro de 2020 terminará triste e em enorme luto para o Boston Celtics: faleceu, com 86 anos, a lenda do Boston Celtics, Tom Heinsohn. Tommy, ou Mr Celtic, como também era conhecido, foi campeão da NBA como jogador em 8 dos 9 anos que atuou na liga. Ainda, foi campeão da NBA mais duas vezes como treinador e há quase 40 anos exercia o papel de principal comentarista da NBC Sports Boston.

Tommy dedicou sua vida quase que por completa ao Boston Celtics. Como jogador, treinador e comentarista, esteve presente em 14 dos 17 títulos da cidade mais vencedora da história da NBA. Uma verdadeira lenda do alviverde de Massachusets.

Heinsohn ingressou na NBA no ano de 1956, draftado pelo Boston Celtics com a extinta escolha territorial, a qual permitia algumas franquias da NBA recrutarem jogadores locais, antes mesmo do Draft, algo que visava fomentar o basquete na região onde haviam equipes da NBA. Heinsohn jogou basquete universitário pela Holly Cross College de Worcester, Massachusets, cerca de 75km distantes de Boston.

As escolhas territorias aconteciam antes mesmo do Draft, mas apenas jogadores elegíveis ao Draft poderiam ser escolhidos. Isso significa que Heinsohn foi escolhido no Draft de 1956 antes mesmo de Bill Russell, segunda escolha daquele recrutamento, ou Sihugo Green, a primeira escolha daquele ano.

Tal engenharia no recrutamento de universitários, arquitetada pelo lendário Red Auerbach, à época, técnico e Gerente Geral do Boston Celtics, rendeu ao Celtics dois jogadores futuros Hall da Fama em Heinsohn e Russell.

E não se engane pelo número de títulos e a mística (totalmente justificada, obviamente) criada em volta de Bill Russell. Naquele ano de estreia de ambos, foi Heinsohn quem mais se destacou, sendo eleito o Calouro do Ano de 1957. E, se houvesse um prêmio de MVP das Finais àquela época, seria Heinsohn quem levaria o prêmio pra casa, após ser cestinha do Celtics com 24 pontos por jogo, além de 12,6 rebotes e 2,1 assistências de média.

Após ser campeão como calouro, Heinsohn disputou mais oito temporadas na NBA, sagrando-se campeão em 7 delas. Além disso, foi 6 vezes escolhido para o All-Star Game e em 4 oportunidades figurou no segundo time ideal da NBA na temporada.

Aposentado após a temporada 1965, com apenas 31 anos, devido o acúmulo de lesões durante toda sua carreira, Heinsohn não conseguiu ficar muito tempo longe da franquia alviverde. Após a aposentadoria de Bill Russell como jogador-treinador do Celtics em 1969, foi Heinsohn quem foi nomeado o novo comandante de Boston.

Durante esta passagem de 9 anos como treinador do Celtics, Heinsohn foi nomeado como treinador do Leste no All-Star Game em 4 oportunidades, levou o prêmio de Treinador da Temporada em 1973, e foi mais duas vezes campeão da NBA, em 1974 e 1976.

Depois de deixar o cargo de treinador do Celtics em 1979, Heinsohn não conseguiu deixar de lado o amor que tinha pela franquia alviverde. Já em 1981, ele foi colocado, ao lado do narrador Mike Gorman, para comentar os jogos do Celtics na NBC Sports Boston. Esta icônica dupla da transmissão esportiva nos Estados Unidos, acabara de completar 40 anos transmitindo o Celtics, onde puderam estar presentes em 4 títulos de Boston.

Heinsohn foi introduzido ao Hall da Fama do basquete tanto como jogador, quanto como treinador, além de também ser introduzido ao Hall da Fama como atleta do basquete universitário. Sua camisa de número 30, eternizada no teto do ginásio do Boston Celtics, será sempre lembrada como da lenda que foi Mr Celtic.

Author avatar
Fábio Malet
Gaúcho de Porto Alegre, bacharel em Ciência da Computação e engenheiro de softwares sênior. Apaixonado por esportes, tem o jornalismo como um hobby e pretende, futuramente, fazer pós-graduação na área. Acompanha NBA desde o começo de 2007 e, pé-quente, viu seu Boston Celtics ser campeão na primeira temporada inteira a que assistiu. Torce também para Grêmio, Tottenham Hotspur, Boston Red Sox e Green Bay Packers.

9 comentários

  1. Fernando C. Silva

    Em 40 anos nos comentários, Tom Heinsohn viu mais 4 títulos celtas.

    1 a cada 10 anos. Pouco para nossa franquia.

    Precisamos de senso de urgência.

    • Teobaldo

      Concordo contigo, Fernando. Os 20 anos decorridos entre 1988 e 2007, período marcado por indescritível mediocridade, deveriam ser apagados da nossa história. Oxalá não fiquemos mais 20 anos sem levantar o caneco, afinal de contas, 2018 está logo ali!

  2. Fernando C. Silva

    Por isso penso que devamos usar as próximas picks, talvez 6, que sejam, para trazer um jogador que faça a diferença em alguma das nossas lacunas.

    Entendo que tenhamos uma equipe pronta para disputar o banner com um reforço certo.

    Que a administration pague luxury tax.

    Uma cereja para este bolo, por favor.

  3. Marchall

    Primeiro, meu devido respeito a esse ídolo do Celtics. Que honrou a camisa e fez por merecer. Fique com Deus, ídolo.

    Segundo, é o que eu sempre cobro aqui. Hayward já deveria ter sido oferecido a todas as franquias da NBA, precisamos nos livrar desse encosto de 132m.

    Terceiro, falta aquele All Star para coparmos e 2 F.A para o banco. (Thomas e Cousins). Não, não está difícil.

    É só esses cabeças de bagres Svirgens e Aids se esforçarem um pouquinho!

  4. Marcos

    Tommy vai fazer mt falta nas transmissões. Rip HOF.

    Abs verdes,

  5. Leonardo Gabriel

    Jrue holiday e bogdan bogdanovic nos BUCKS, por miséria…
    Celtics continua dormindo.
    Vai fazer oque com 30 jogadores? Você só precisa de 7 talvez 8 para jogar e vencer.

  6. R2

    Houston entrou em rebuild.. podíamos mandar escolhas e uns garotos para trazer o PJ Tucker. Seria uma peça muito importante no elenco!

  7. Celtics paradão

    Todos os times se reforçando , Bucks principalmente montando um time mto forte e o Celtics paradão , mais 20 anos sem titulos e vendo o Lakers empilhar um titulo atras do outro e nos deixando para tras , que pesadelo , diretoria omissa !!

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *