Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Males que vem para o bem (celta)

Parte do sucesso que o Boston Celtics tem obtido, nos últimos anos, nos Drafts, se deve ao fato dos alvos celtas serem submetidos a detalhadas análises e inspeções médicas. Tal procedimento busca diminuir as chances de escolher um jogador com curta durabilidade ou com tendências a sofrer constantes lesões.

Nesta 5ª feira, foi anunciado que o até então candidatíssimo a 1ª escolha do promissor 2014 NBA Draft – o camaronês Joel Embiid -, sofreu uma lesão em seu pé direito e terá de ser submetido a uma cirurgia para reparação.

O diretor celta,Austin Ainge (filho do GM, Danny Ainge), admitiu que a impossibilidade de realização de exames e lesões tornam mais nebulosa a escolha da franquia em um Draft.

“Lesões sempre causam preocupação, principalmente quando ocorrem em um jogador como Embiid, que não teremos a oportunidade de examinar, para verificar os riscos havidos em uma eventual escolha, com o auxílio do nosso departamento médico”, disse Ainge. “Há muito trabalho e riscos envolvidos na escolha de um jogador, mas nós sempre tentamos avaliar o que teremos como recompensa em curto e longo prazos. Nós pensamos que se um jogador tiver que perder alguns meses hoje, mas podemos vir a ser recompensados no futuro, esse jogador é uma escolha válida”.

O filho de Danny Ainge observou que tal pensamento tem rendido bons frutos ao Boston Celtics. Afinal, no Draft de 2010, existiam inúmeras preocupações quanto à saúde de Avery Bradley, devido a problemas que o ala-armador apresentava no tornozelo. Graças ao medo dos rivais, que deixaram de draftá-lo, e ao corpo de médicos do Celtics, Bradley veio para Boston, através de uma 19ª pick.

Em sua temporada de calouro, Bradley foi para D-League (liga de desenvolvimento da NBA), a fim de readquirir ritmo de jogo, após perder meses recuperando-se de uma cirurgia realizada logo após o Draft. Contudo, já na temporada seguinte, Bradley barrou o até então ídolo Ray Allen. Na temporada de 2012/2013, Bradley foi escolhido para o segundo time de defensores da NBA. O risco valeu a pena.

Já no draft de 2012, um problema na coluna fez com que Jared Sullinger caísse de uma escolha de loteria (até a 14ª escolha), para ser draftado pelo Celtics, com a 21ª pick. A referida lesão nas costas fez com que Sullinger tivesse que se submeter a uma cirurgia durante sua temporada de calouro, encerrando seu primeiro ano de NBA. Entretanto, desde então Sullinger foi selecionado para o jogo entre calouros e secundanistas, eleito jogador da semana, no Leste, e já é tido como um dos principais jogadores do elenco celta. Mais uma vez, o risco valeu a pena.

” Nós obtivemos êxito com Bradley e Sullinger”, disse Austin Ainge. ”Até mesmo com Leon Powe (draftado pelo Celtics com a 49ª escolha, devido às preocupações quanto aos seus joelhos). Infelizmente, anos depois, os joelhos de Powe não resistiram e cederam, mas, mesmo assim, nós extraímos bons anos dele. Sempre há um risco no Draft. É parte do sistema”.

A questão que cerca a NBA, agora, é quanto Joel Embiid cairá no Draft, devido às suas lesões e ao tempo de recuperação exigido pelas mesmas. Será que o camaronês cairá a ponto de chegar disponível para o Celtics na sexta escolha? Como vimos, lesões e medos sempre fazem jogadores deixarem de ser draftados. Todas as franquias tem medo de sofrer com Embiid, o mesmo que o Portland Trail Blazers sofreu com Greg Oden, há 7 anos.

Ademais, mesmo que Embiid não chegue à sexta escolha, uma eventual trade-up ou troca por seus talentos, deverá ser facilitada, diante dos riscos aqui expostos.

Destaque no time de Kansas, Embiid obteve médias de 11.2 pontos, 8.1 rebotes e 2.6 bloqueios em seu primeiro e último ano universitário. O camaronês é comparado ao lendário Hakeem Olajuwon, um dos melhores jogadores da história da NBA.

E vocês? Acham que Joel Embiid será um All-Star, jogador comum ou um Bust? Vale a pena o Celtics fazer trocas ou draftá-lo?

https://www.youtube.com/watch?v=cn-dtrmh0nM

 

Author avatar
Rômulo Portugal
Rômulo é carioca, advogado, e fã de futebol, NBA e NFL. Acompanha o Celtics desde 2003. Seu fanatismo pelo maior campeão da NBA o fez torcer para os demais times de Boston. Como bom carioca, é Vascaíno. Tem Paul Pierce como primeiro e grande ídolo na NBA.

26 comentários

  1. Danilo Jeolás

    Na #6, acho válido. Mas mesmo contundido, duvido que chegue até lá.

  2. Vinicius Simões Bravo

    Sempre lembro do Sullinger quando olho pra esse jogador. Entretanto, agora a situação é um pouco diferente.

    Os treinamentos dele não agradaram o Cavs. Eles constataram que a lesão nas costas ainda existe, e já tinham praticamente descartado escolher Embiid com a Primeira Escolha.
    Pra piorar, agora veio essa fratura por Stress. E a mesma lesão que afetou Yao Ming e afetou Zydrunas Ilgauskas. Os dois tiveram que parar de jogar por conta das lesões.

    Isso sem falar na ideia de apostar em um “jogador que tem muito a desenvolver” e que tem pouco tempo de quadra. É uma aposta arriscada demais nessa altura de posição de escolha. Sempre vou me lembrar de Kwame Brown, que tinha muito talento, mas que virou o que virou por não ter sido bem trabalhado.

    Se as nossas opções ficarem entre Aaron Gordon e Joel Embust, que essa escolha seja negociada.

  3. Rodrigo

    A RECOMPENSA É MAIOR QUE O RISCO!! VEM EMBIID!!

    RAJON RONDO/ AVERY BRADLEY/ CARMELO ANTHONY/ JARED SULLINGER/ JOEL EMBIID.

    TRÁS TAMBÉM TONY ALLEN E PAUL PIERCE

  4. Léo Grochoski

    Quero o Embiid, imagino o KG trabalhando ele, trabalho de pés, jump shot, e todo a personalidade, #Embiid6°PICK i believe it

  5. Rafael Galeoti

    É péssimo falar essas coisas, mas se fosse pra um dos big3 cair na projeção, preferiria que fosse o Jabari Parker. Esse sim, valeria a pena investir em alguns meses (anos?) de tratamento.

    • Vinicius Simões Bravo

      Na minha opinião, o melhor prospecto da Classe. Ele me lembra Paul Pierce na juventude. Seria perfeito ter Parker, mas infelizmente, um sonho distante.

  6. Marco

    Corremos o risco com Sully , porque não com o Embiid?

    É MUITO mais arriscado mas , não custaria nada tentar.

  7. Walisson

    Na pick 6 eu toparia o risco fácil. Na real, toda escolha de draft é um risco. Essa só teria mais um elemento: a saúde dele.

  8. Marcos

    Eu jamais diria que Powe e Bradley são sucessos pq n são mais do que jogadores medianos (um sucesso médico seria uma operação a la Ronaldo)…

    Mas eu apostaria as fichas no Embiid… Boston tem alguns dos melhores médicos do planeta, o ano que vem é de struggle de novo, talvez ele acabe se tornando um grande steal…

    Alguém sabe se poderemos fazer algum tipo de teste físico mesmo com o cara depé-quebrado?

  9. Celso Cachali Jr

    Cara para sexta escolha prefiro embid do que gordon… Vamos ver… tudo pode acontecer. nao sendo um GREG ODEN.

  10. drakes

    Eu penso que os GMs devem estar pegando todos os dados possíveis de quem se machucou no passado, o Embiid tem o problema das costas e agora do pé…mesmo que teve o Yao e acho que o Yao Ming que Bill Walton.

    Além do AB, o Celtics pegou machucado o Powe teve uma curta carreira, Bill Walker nunca foi mais um jogador dominante que foi no high school.

    A questão não é apenas ele voltar a jogar, mas quanto tempo mantém, esse é o nó de todo time em um pick alta, você pega um jogador para anos e anos.

    Pelas notícias e pela profundidade do draft pelo menos os 4 primeiros não tem muita razão de arriscar, só se for para pega-lo é para fazer alguma troca.

    O Utah é muito conservador, então as chances de estar avaliado é grande agora, se o Celtics pegar ele, outro com chance que caiu por causa do comportamento na 17 é P.J. Hairston.

    Um draft cheio de apostas é a cara do Celtics dos últimos anos, algumas dão certo outras não, se estiver avaliado e for o escolhido, esperemos que de certo.

  11. sebas

    O Celtcis tem conseguido aproveitar bem escolhas que não são de loteria com o Danny Ainge no comando.

    Avery Bradley e Jared Sullinger como mencionados no texto são os maiores exemplos.Rajon Rondo também foi outra escolha tardia,apesar dele não apresentar problemas físicos na época.É claro que também tivemos algumas escolhas que deram errado(Fab Melo) mas no geral o trabalho tem sido bem feito.E isso me deixa confiante no caso do Celtics querer manter suas escolhas.

    Mas agora,uma 6ª escolha é alta de mais pra correr riscos.Embiid vem tendo muitos problemas.Randle também pode precisar de uma cirurgia.Dos que sobram os únicos que talvez valham uma 6ª escolha sejam Aaron Gordon e Marcus Smart.Mas não sei se draftAR um PF com tantos que nós temos na equipe seja desnecessário,a não ser que tentemos trocar alguém para manter a 6ª escolha com Gordon.A escolha mais lógica seria então Marcus Smart.

  12. drakes

    Além do risco tem o tempo da espera para vê-lo em quadra, a recuperação normal seria pelo que li de 9 a 12 meses, então Embiid perderia a próxima temporada.

    Por isso, os times tanking vão ter uma pressão maior, se você já ruim, não terá ajuda da escolha desse ano para melhorar.

    Pega-lo seria assumir que a reconstrução vai demorar mais 1 (um) ano com falta de repercussão nno número de vitórias e financeiramente perderia a compra de ingressos da compra de ingressos pela vinda de rookie de pick alta (a torcida pode até gostar no papel mas duvido que alguém pague ingresso para ver ele passando gatorade).

    • Marcos

      Drakes,

      Os ”experts” (vai bem colocar aspas aqui) da ESPN americana e blogs vem dando como certa a negociação do Rondo caso o Minny não libere o Love.

      Nesse caso, acho que é struggle de novo essa temporada (Sinceramente, acho que é o que vai acontecer).

      Por que não apostar no Embiid? Dificilmente o cara vai ser tão bixado quanto o Oden e se ele der 7 anos de bom basquete é suficiente. Eu ia…

      No caso de Love vir, aí a conversa muda e vale a pena mandar ver no Sanders/Varejão e tentar montar time para os offs… Otherwise, acho que vamos tradear o RR mesmo e draftar o Embiid…

      []s verdes

      • drakes

        Concordo contigo Marcos, eu me esqueci de citar mas o Kevin Machale teve o mesmo problema pelo visto.

        Eu só não subiria para pegar ele na 4, claro se Magic quiser a 6 pick + o GW é diferente, mais isso em um mundo de decisões racionais não ocorre.

        Abraços

  13. Vittos

    Se cair pra 6ª tem que draftar, até pra poder trocá-lo depois, durante o draft mesmo, caso não queira correr riscos de ter um cara bixado.
    Mas ficou ainda mais difícil ter Exum agora, ele deve subir no draft. Ainda iria de Vonleh ou Randle, ou trocar pra descer e ficar com McDermott.

  14. Léo Grochoski

    Se não conseguirmos trazer o love sou a favor de trocar o Rondo, e trocaria o Sully, tentaria uma troca: Rondo + Pick 17 2014, pela 2° escolha do Bucks, e tentaria trocar o Sully + Clippers Pick 2015 pela Pick 12 do Orlando, Traria o K. Lowry, Renovaria com o Bradley (por uma valor certo), com a 2° escolha pegaria Wiggins/Parker, Olynyk jogando como 4 e na 6° escolha pegaria Embiid, renovaria com Bayless, manteria Phil Pressey, com a pick 12 do Orlando Pegaria Nik Stauskas, ficaria com o Bass e Green até poder trocar eles, com esse time novo, mandaria a molecada jogar pra valer, não consigo ver ganharmos muito, acho que nem da offs e ano que vem é termos nossa escolha e a do nets torcer pra eles irem mal esse ano, lembrando que tankar nós celtas não temos sorte melhor não tentar

    • Marcos

      Arriscado,

      Mas imagina um time totalmente jovem:
      Nappier, Staukas, J Parker, Sully e Embiid?

      Isso que seria rebuild!

      []s

      • Léo Grochoski

        Esses todos não da mais Napier, Bradley, Wiggins, Sully, Embiid é bem possivel

        • Léo Grochoski

          Só o Singe fazer e o bucks e Orlando aceitarem, pra ser verdade acredito que Orlando seja mais difícil do que o Bucks, acho que o Rondo não aceitaria ir para o Bucks, mas como ano que vem ele vai ser Free-Agent é capaz de não negar, e o Buck melhoraria consideravelmente, tendo Rondo, RR9, B. Jennings, Antentukompo (Sei lá rs) L. Sanders, Seria complicado enfretar eles viu.

  15. Bruno Ferronato

    Se não conseguir Love ou qualquer outra estrela sou totalmente favorável a trocar Rondo. Mas em troca iria exigir que pegassem junto nossos contratos ruins e viessem picks também.
    Ficaria um time com o cap limpo e cheio de jovens.
    Muitos criticam isso dizendo que Celtics não é time pra se fazer reconstrução lenta, mas o mercado não tem tantos FA bons e também nosso cap não permite movimentos mais agressivos.
    Soma-se a isso o fato do time não ser tão bom, só Rondo com alguns rookies não fariam do time contender tão rápido. Por fim Rondo já não é mais tão novo assim.

  16. Guilherme Domingues

    Vejam só Celtas de boa fé:

    Devemos trocar futuras escolhas e (quem sabe) um Jeff Green pelo Andrew Wiggins. Esse cara sim é um potencial gigante. Se quisermos voltar a ser donos da NBA, devemos pensar grande e não nos contentar com os jogadores restantes do Draft. A situação perfeita na minha opinião sobre esse Draft seria a troca pelo Andrew Wiggins e com a #6 Draftarmos Marcus Smart que além de ser um grande talento, tem uma vontade de vencer nata.

    Obrigado por sua atenção e apesar de serem poucas as chances disso acontecer, não custa nada sonhar. rsrsrs #LetsGoCELTICS !!!!

  17. […] Como foi dito em recente matéria, o corpo médico do Celtics foi extremamente eficiente ao analisar jogadores com saúde questionável, à época do Draft, como Avery Bradley e Jared Sullinger. Graças aos médicos celtas, os dirigentes sentiram-se seguros para escolhê-los e, como recompensa, a franquia de Boston ganhou 2 bons jogadores. Todavia, esses não são os únicos casos que Austin Ainge faz questão de lembrar ao falar da importância e qualidade do departamento médico do maior campeão da NBA. […]

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.