Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Marcus Smart fica em quinto na eleição de Calouro do Ano da NBA

A NBA divulgou nesta quinta-feira, 30 de abril, o resultado da votação para Calouro do Ano na temporada 2014-2015. E como era de se esperar, o ala do Minnesota Timberwolves, Andrew Wiggins, dominou a votação e foi o vencedor da honraria, totalizando 604 pontos, 269 a frente do segundo colocado, o ala-pivô do Chicago Bulls, Nikola Mirotic.

Mas a boa temporada de estreia do armador Marcus Smart não passou despercebida. O camisa 36 do Boston Celtics foi lembrado por quatro dos votantes desta eleição, totalizando seis pontos que o colocaram na quinta colocação deste pleito, ficando atrás apenas de Andrew Wiggins, ala do Minnesota Timberwolves, Nikola Mirotic, ala-pivô do Chicago Bulls, Nerlens Noel, pivô do Philadelphia 76ers e Elfrid Payton, armador do Orlando Magic.

Smart terminou a temporada regular com médias de 7,8 pontos, 3,3 rebotes, 3,1 assistências e 1,5 roubos de bola por jogo, com 36,7% de aproveitamento em arremessos de quadra, 33,5% de aproveitamento em arremessos de 3 pontos e 64,6% de aproveitamento em lances livres. Mas os modestos números apresentados não refletem a grande temporada do armador de 21 anos. Smart mostrou-se um grande especialista defensivo, um dos melhores de sua posição. Além disso, seu potencial ofensivo foi sendo lapidado durante a temporada e foi melhorando mês a mês, especialmente nos meses de março e abril de 2015, quando a equipe do Boston Celtics arrancou para a 7ª colocação da Conferência Leste.

Boston selecionou na 6ª colocação do draft de 2014 um jovem de 20 anos, oriundo da Universidade de Oklahoma State, que era muito bom defensivamente mas tinha muitas lacunas em seu jogo ofensivo, apesar de ser um competidor nato. E Marcus Smart entregou isso tudo. Foi um grande defensor de perímetro em toda a campanha e evoluiu muito seu jogo ofensivo durante a temporada, completando algumas das lacunas citadas. Além disso, Smart surpreendeu a todos por ser um jogador muito decisivo e mostrou todo o aspecto competidor que exibiu em seus tempos de basquete universitário. Smart teve um incrível aproveitamento de 53,8% nos arremessos de 3 pontos em “clutch situations” (situações que ocorrem nos 5 minutos finais de uma partida com diferença de placar de no máximo 5 pontos), com destaque para os lances decisivos na vitória na prorrogação contra o Toronto Raptors em 5 de abril.

Smart pode não ter causado o impacto que Wiggins proporcionou na liga, mas ele mostra grande potencial e fundamental importância no futuro do Boston Celtics!

Confira o resultado final da votação (clique para ver os votos detalhados):

PosiçãoJogadorEquipe1º Lugar (x5)2º Lugar (x3)3º Lugar (x1)Pontos (Total)
Andrew WigginsMinnesota Timberwolves110173604
Nikola MiroticChicago Bulls148122335
Nerlens NoelPhiladelphia 76ers32260141
Elfrid PaytonOrlando Magic384079
Marcus SmartBoston Celtics0136
Jusuf NurkicDenver Nuggets0103
Jordan ClarksonLos Angeles Lakers0022
Author avatar
Fábio Malet
Gaúcho de Porto Alegre, bacharel em Ciência da Computação e engenheiro de softwares sênior. Apaixonado por esportes, tem o jornalismo como um hobby e pretende, futuramente, fazer pós-graduação na área. Acompanha NBA desde o começo de 2007 e, pé-quente, viu seu Boston Celtics ser campeão na primeira temporada inteira a que assistiu. Torce também para Grêmio, Tottenham Hotspur, Boston Red Sox e Green Bay Packers.

18 comentários

  1. Fernando C S

    Smart ainda tem muito a evoluir. Estou certo que nos será muito útil também no ataque nas próximas seasons.

  2. Renato

    Justa a escolha. Os 4 que ficaram a sua frente realmente foram melhores na temporada, mas acho que o Smart no futuro sera melhor que o Payton e Mirotic nao considero um calouro.

  3. Sander

    Será nosso futuro SG titular.

  4. Walisson

    Com a garra que tem, ainda vai (e precisa) evoluir muito. Foi uma boa aposta do Ainge…

  5. Sander

    Acredito que já na próxima temporada teremos um dos melhores times defensivos da liga e, o Smart serro pilar defensivo do time.

  6. Billy Costigan

    Eu optaria por evoluir o Smart na posição 1 nessa proxima temporada, pois sem essa evolução e a opçao dele por permanecer de ala-armador limitaria o seu jogo, e acho que ele pode ser muito mais do que um Tony Allen.

  7. Augusto Lima

    Acompanhem meu raciocínio. Se só Wiggins, Mirotic e Noel ganharam votos para 1º (se outro jogador tivesse ganho apareceria no gráfico já que são 5 pontos), ao todo são 127 votos, correto? Se são 127 votos, como Wiggins tem 110 + 17 + 3(130 votos) ???
    Que conta é essa?

  8. contera

    respeito muito a opinião de todos acima , mas pra mim foi um pouco decepcionante a primeira temporada do smart esperava mais mentalmente ele me parece imaturo estilo de cara que deixa a equipe na mao nas horas mais dificeis, e limitado ofensivamente, apesar do primeiro ano na liga, tamara que melhore muito na proxima temporada

    • Willian Stanley

      Cara, infelizmente não concordo com você. Até acho que ofensivamente ele não foi tudo isso, mais precisamos ver também que ele é um jogador mais defensivo. E acredito que quando foi draftado o Ainge já deveria saber o desejo do Rondo de sair do Celtics.

      Falando isso pela sua chegada na NBA, pois ele demorou um pouco pra assumir titularidade e ter mais minutos e um fato que pesou pra mim no seu desenvolvimento, foi o dele ter machucado logo no começo da temporada e perdido se não me engano uns 10 jogos ou mais. E com isso perdeu minutagem no time.

      Também o fato do Rondo ter ficado boa parte da temporada e ele como reserva, e as trocas de jogadores no decorrer do campeonato. Tanto que ele mudou de PG pra SG deixando Turner e Thomas assumirem o papel de armadores do time.

      E em consequência disso veio para um time que até o meio da temporada não sabia se Tankava ou buscava os Playoffs, acredito que isso deve ter atrapalhado um pouco.

      Em comparação com os outros calouros, acredito que ele se saiu muito bem, depois que foi definido o que o time queria para a temporada. Wiggins, Noel e Payton, pra mim jogaram tudo isso pois são ótimos jogadores mas também o fato de jogarem em times em rebuild que estavam em modo tank, então a pressão neles é diminuída.

      Mirotic pra mim não foi surpresa, pra quem acompanha o basquete Europeu já sabia da capacidade do cara, era questão de quão rápido e eficiente seria sua adaptação.

  9. Rodrigo

    Eu sei que posso nadar contra a corrente aqui, mas esperava bem mais dele. Achei limitado e muito imaturo. Suas suspensões durante o ano dizem muito sobre ele. Não acho que tenha grande futuro, mas torço para que de certo.

  10. Jota

    Eu também acho que a temporada do Smart foi bem abaixo do que se esperava pelo que tinha demonstrado em sua carreira na high-school, nas bases americanas e na universidade.

    Mas temos que admitir também que todas as ferramentas estão lá. Ele defende como um defensor de elite; tem lampejos de chutes de longa distância e também infiltrou, nas poucas vezes, muito bem. Tem a perícia para fechar jogos (Ele jogou melhor fora que no TD Garden), fechou alguns jogos como o Game Winner e também as bolas de três nos últimos quartos em alguns jogos. Sem contar que não sentiu a pressão e assumiu os chutes de longa distância naquele jogo contra o Thunder. Ele sente o jogo. E costuma ficar melhor nessas horas de mais pressão (Quando temos que fazer uma corrida, por exemplo).

    Temos que levar em consideração que é a PRIMEIRA temporada dele. Ele é um rookie e já fez parte de um time que fez corrida para os playoffs, sendo titular na maior parte da temporada, guardando os guardas de elite, marcando até LeBron James em playoffs.

    Ainda não vale toda a nossa desconfiança. Ele evoluiu e muito o seu jogo em Oklahoma State de um ano para outro e nada impede que ele faça a mesma evolução aqui. Vamos aguardar para fazer melhores avaliações.

    De uma forma geral eu gostei muito da primeira temporada dele. E pra quem não viu a maioria dos jogos dele, tem um complicado bom aqui de 9minutos.

    https ://www. youtube.com/watch?v=ICgkJA-bswI

  11. drakes

    Para um projeto de 3 a 5 anos, o jogo do Smart teve surpresas, a defesa dele foi a 12* da liga, portanto em termos de qualidade para mim ele superou as expectativas.

    Quanto aos números ofensivos, eu não espera muito dele, sendo a 4 ou 5 opção ofensiva do time mais ainda. Mas, a falta de infiltração dele achei o ponto falho que deve ser treinado agora.

    A liderança e a ética de trabalho foram dentro do esperado que ele já mostrou na NCAA. Achei até que ele é um jogador que cumpre as determinações do técnico a risca, no que concerne a disciplina interna me pareceu impecável.

    Apesar de não ser votado, o Exum para mim foi a surpresa positiva, ele em quadra o time dele melhorava e deu um salto de vitórias. Negativa, Jordan Adams (Memphis) apesar de achar o time errado, pode ser o efeito Hassan Whiteside, um bom jogador que por causa das outras opções fica sem tempo, ele me pareceu o pouco que vi ainda fora do peso.

    * Noel teve números mais impressionantes, é o 9, dos que começaram a jogar esse ano é para mim o que tem melhor chances de alcançar o teto de desenvolvimento.

  12. […] da Universidade de Oklahoma State, foi eleito o calouro, do Leste, no mês de Fevereiro e foi o quinto mais votado para o prêmio de calouro do ano. E não é só: provavelmente o armador será escolhido para integrar algum dos times de melhores […]

  13. […] o melhor calouro de fevereiro na Conferência Leste e quinto colocado na eleição de calouro do ano, o armador Marcus Smart conquistou mais um prêmio pelas boas atuações em sua primeira temporada […]

  14. […] sua primeira temporada na liga, Smart emplacou uma boa colocação na eleição de calouro do ano, apareceu na segunda equipe dos novatos e foi o calouro do mês de fevereiro no Leste, tendo como […]

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.