Pré-Temporada 2018: Boston Celtics x Cleveland Cavaliers

A temporada passada terminou de forma amarga para o torcedor celta, após ver seu time sendo eliminado no jogo 7 das Finais da Conferência Leste pelo time comandado por LeBron James, em pleno TD Garden. Quatro meses depois, Boston Celtics e Cleveland Cavaliers voltam a se enfrentar, desta vez na fase preparatória para a temporada 2018/2019 da NBA. A partida acontecerá em Boston e terá início às 21h (horário de Brasília) e, da mesma forma que no último encontro, terá Terry Rozier como armador titular, já que o astro Kyrie Irving será poupado pelo técnico Brad Stevens.

O otimismo reina na franquia de Massachusetts. As duas partidas anteriores demonstraram boas coisas para o torcedor celta, como a plena recuperação de Gordon Hayward, a boa forma de Kyrie Irving e o crescimento de Jayson Tatum e Jaylen Brown. Além disso, Terry Rozier veio muito bem do banco em todas as oportunidades que recebeu. No jogo de hoje (02), Rozier terá a chance de começar armando para a primeira unidade, já que Stevens decidiu dar um descanso para o camisa #11 do alviverde de Boston.

Em entrevista após o treino da última segunda-feira (01), Stevens disse: “Nós provavelmente não iremos escalar Kyrie amanhã para descansá-lo. Ele treinou duro hoje. Nós treinamos muito bem hoje, fomos com tudo.” Por outro lado, o pivô Al Horford, que não participou da vitória contra o Charlotte Hornets no último domingo (30), voltará à equipe titular.

Se por um lado reina o otimismo, o torcedor do Cleveland Cavaliers não compartilha da mesma esperança. Após perder LeBron James, o maior jogador da história da franquia de Ohio, o time comandado pelo técnico Tyronn Lue terá uma missão difícil nesta temporada que se inicia: classificar para os playoffs. Muitos duvidam que tal feito seja atingido sem que James conduza a equipe pelos 82 jogos da temporada regular. Além disso, o elenco tem uma média de idade relativamente alta e dependerá muito de sua única estrela, o ala-pivô Kevin Love, que parece já ter vivido seus melhores momentos na liga.

Preliminarmente, as informações dão conta de que o ala J.R. Smith e o pivô Tristan Thompson perderam alguns treinamentos em razões de pequenas lesões. No entanto, não há confirmação sobre a participação de ambos na partida de hoje e, por isso, é provável que Cedi Osman inicie o jogo.

FICHA TÉCNICA

Local: TD Garden (Boston, MA)
Horário (de Brasília): 21h
Transmissão: NBA League Pass
BOSTON CELTICS: Terry Rozier, Jaylen Brown, Gordon Hayward, Jayson Tatum e Al Horford. Treinador: Brad Stevens
CLEVELAND CAVALIERS: George Hill, Cedi Osman, Rodney Hood, Kevin Love e Tristan Thompson. Treinador: Tyronn Lue

Publicidade

Eduardo Quirino
Eduardo Quirino
Eduardo, 31 anos, nascido em Niterói/RJ mas é Resendense de coração. Bacharel em Direito, estudante de Administração e flamenguista, é apaixonado por esportes e envolvido com o basquete desde os 14 anos. Ex-pilar do Volta Redonda Rugby, ex-capitão do Resende Rugby e atual ala-pivô do Basquete Resende, tem como espelho a lenda Kevin Garnett, razão pela qual começou a torcer para o Boston Celtics em 2008. KG se foi, mas o amor pelo Celtics é pra sempre! Sou um dos calouros do Celtics Brasil e espero vê-los muitas vezes por aqui!

7 Comentários

  1. Publicidade

  2. Jandir disse:

    Aonde posso acompanhar esse jogo online?

    0

    0
  3. André disse:

    Pesquisa reddit nba streams, lá tem várias!

    0

    0
  4. Paulo Jr disse:

    Claro que o pessoal está em ritmo de pré temporada ainda, mais uma coisa ficou bem clara pra mim nestes primeiros testes, o desafio maior desta equipe vai ser o trabalho de defesa do quinteto inicial. No papel todos os 5 defendem bem, porém não é o que se pode ver nos primeiros testes. Lógico que os ajustes defensivos vem com o tempo, mais vamos ver a evolução destes.

    Não dá pra ter um parâmetro ainda porque como sabemos é pra isso que existem os testes, mais gostei quando o Tatum se juntou a segunda unidade no segundo jogo contra os Hornets, ficando bem equilibrado desensivamente e ele tendo liberdade para pontuar em vez de deixar o sempre exagerado Morris chutar todas as bolas.

    Ano passado Brad quase sempre deixava o Brown durante o primeiro quarto inteiro e ele atuava na segunda unidade, esse ano faria o mesmo com o Tatum e colocaria a Baynes jogando com os titulares.

    2

    1
    • Marcos disse:

      Na verdade, defensivamente, é o Hayward que está bem abaixo do time titular (compreensivel) mas o Brad quer que ele jogue o máximo possível (muito justo).
      De forma complementar, o Gordon não está envolvido ofensivamente, recebe poucos passes, não está infiltrando muito e a bola de fora está nos 10%.

      Tudo se resolverá com entrosamento.
      Enquanto isso, eu iniciaria com Irving, Brown, Hayward, Horford é Baynes.
      Mais ajuda para o cara na defesa e liberdade + obrigação de pontuar no ataque.

      Quando hayward estiver 100% volta o Tatum de titular no lugar do Baynes.

      Abs verdes

      4

      0
  5. samucarj disse:

    Nosso elenco é muito bom, talvez o melhor. Mas continuamos com nosso maior problema o Garrafão….

    Quanto as derrotas não vejo problema, calma que quando tiver valendo a história vai ser diferente.

    1

    0
  6. Fernando Silva disse:

    Estas derrotam nada significam. Testes mesmo. GH voltando depois de tanto tempo, bem fora de ritmo.

    Uma observação sobre os Cavs: perderam James e com ele 50% de força do time. Porém, abriu-se espaço para o Love comandar a equipe.

    Eu não os substimaria.

    Obviamente não são nem primeira, nem segunda, nem terceira força no leste. Creio que quarta.

    Mas… os Raptors são capazes de vestir amarelo mais uma vez. Não duvido.

    Em resumo: estão brigando com os Dinos pela terceira força no leste porém embolados com outros times. Se não conseguirem extrair o melhor de cada atleta também não me assustaria em ve-los entre sexto e oitavo.

    Quanto a nós, a expectativa é enorme. Cabeça no lugar, dosar as forças e curtir a regular season.

    A temporada regular tem que servir para os ajustes, criar maneiras diferentes de jogar, visando as semis, as finais do leste e as finais da nba.

    3

    0
  7. Marchall disse:

    Gordon Hayward é uma incógnita, não sei se voltará a ser aquele jogador que chegou ao patamar de All Star pelo Utah.

    A verdade é que temos um time bom, com um All Star chamado Irving, um potencial All Star chamado Tatum e bons jogadores que completam esse elenco: Brown – Rozier – Morris – Smart Horford

    Essa temporada vai dizer o real potencial desse time, tudo vai depender do ritmo de jogo do Hayward que nitidamente está irreconhecível.

    Acredito que o time titular do Celtics tem que ter um jogador defensivo no lugar do Hayward.

    Morris – Smart – Tatum – Irving – Horford

    Com o time adversário cansado, colocaria Hayward no lugar do Smart, Brown no lugar do Tatum, Rozier no lugar do Irving e Wanamaker no lugar do Morris e Baynes no lugar do Horford.

    1

    15

Deixe um comentário