Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Pré-temporada: Celtics 89 x 92 Raptors

Derrotado pelo Toronto Raptors na última sexta-feira (10), o Boston Celtics teve, na noite desta quarta-feira (15), a chance de vingar o tropeço diante da franquia canadense e conquistar a sua terceira vitória na pré-temporada da NBA. Entretanto, o maior campeão da NBA acabou sendo castigado com uma cesta de longa distância anotada por Louis ‘Lou’ Williams, a 0.6 segundo do fim, que decretou mais uma vitória do Raptors, desta vez por 92 a 89. A partida foi disputada no Cumberland County Civic Center, em Maine, cidade que abriga o Maine Red Claws, afiliado celta na Liga de Desenvolvimento da NBA (D-League).

Por se tratar de um jogo da pré-temporada, o técnico Brad Stevens aproveitou o confronto em Maine para realizar algumas mudanças. No quinteto titular, o ala Evan Turner foi utilizado como armador, enquanto o calouro Marcus Smart foi para o banco de reservas. O ala Jeff Green, por sua vez, fez o seu primeiro jogo em 2014/2015. No garrafão, Stevens optou por utilizar novamente a jovem dupla formada por Jared Sullinger e Kelly Olynyk. Já o Raptors utilizou 14 atletas durante toda a partida, com destaque para a titularidade do brasileiro Bruno Caboclo.

Apesar da derrota, o Celtics contou com duas exibições satisfatórias de novas peças para a temporada. Vindo do banco, o ala-armador Marcus Thornton foi o cestinha da partida, com 17 pontos em 17 minutos, com aproveitamento de 6-9 nos arremessos. Outro destaque foi o pivô Tyler Zeller, que teve atuações questionáveis nas primeiras partidas com a camisa celta e deixou 13 pontos contra o Raptors, com 100% de aproveitamento nos arremessos (seis tentativas). Entre os titulares, Evan Turner flertou com um triplo-duplo (11 pontos, sete rebotes e seis assistências), mas acabou deixando a quadra mais cedo, após uma polêmica expulsão.

Depois de mais uma derrota para o Raptors, o Celtics terá poucas horas de descanso, pois já pega o avião direto para a Filadélfia, onde fará o seu segundo confronto diante do Philadelphia 76ers, desta vez no Wells Fargo Center. Enquanto isso, o Toronto Raptors vai até Wichita (Kansas), onde enfrentará o Oklahoma City Thunder. Tanto o Alviverde quanto a franquia canadense terão três partidas de pré-temporada a disputar, antes de iniciar a maratona de 82 jogos rumo ao título da NBA.

Destaques do Celtics

Marcus Thornton (17 pontos e três roubadas de bola)

Tyler Zeller (13 pontos e quatro rebotes)

Evan Turner (11 pontos, sete rebotes e seis assistências)

Destaques do Raptors

Jordan Hamilton (16 pontos e três assistências)

Lou Williams (15 pontos e dois rebotes)

Terrence Ross (12 pontos e cinco rebotes)

Author avatar
Gustavo Arruda
Gustavo, 28 anos, é maranhense de São Luís, jornalista formado pela UFMA e repórter do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011, com mais de 1.700 textos publicados. Nas horas vagas, é goleiro, armador, tio do João Gabriel e da Alice, e também dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

6 comentários

  1. jesse santana jr

    O Q HOUVE COM O TURNER ?

  2. PHABIO PASSOS

    o time, jogo bem, mas no terceiro quarto as bolas não queria cair , só fizemos 13 ponto e quarto o juiz, pra se apareceu e sendo o mais ridículo, expulsou turner por nada e onde ele nao fez nada pra isso, se desse uma técnica ate aceitava, expulsar, isso prejudicou o celtics, mas valeu o teste….

  3. Renato

    Considerações sobre o jogo:

    Sullinger e Olynyk jogaram muito abaixo do seu potencial.

    Bradley temos bons e maus momentos durante a partida.

    Turner e Zeller se destacaram, inclusive Turner a cada jogo tem mostrado enorme potencial e pode ajudar muito.

    Thorthon foi o destaque do jogo, inclusive me faz refletir se não seria mais coerente colocá-lo em quadra como titular, porque apesar de entender que Bradley tem mais capacidade defensiva, Thorthon é atirador de elite, e temos um time já muito defensivo.

    Smart – Cada dia mais demonstra ser um jogador NBA pronto. Sua defesa é TOP e seu ataque também tem contribuído em torno de 10 pontos jogo.

    RUMOR:

    Parece que o Hawks querem pick + 1 ou 2 bons jogadores pelo Al Horford

    Se realmente isso for verdade, talvez possamos trocar Green + Bass + First Pick por ele, até pq o Hawks tem real interesse no Green, e como o Turner vem jogando bem, quem sabe.

  4. Danilo Jeolás

    Thornthon é a grande surpresa até aqui, apesar que o Emiliano tinha antecipado isso.

    Estou preocupado com Sullinger, me pareceu mais gordo outra vez.

  5. Renato

    Outra coisa que tinha esquecido é que ontem o Brad Stevens deu algum tempo de jogo para as “Torres Gemeas” Olynyk e Zeller e gostei da movimentação deles.

    Com a volta do Rondo e um Center TOP, brigamos com qq equipe da competição.

    Time viável:

    Rondo – Thorthon – Turner – Olynyk – Horford

    Smart – Bradley – Young – Sullinger – Zeller

    • Marcos

      Renato,

      Falta físico para o Thornthon, não se deixe enganar pelos bons %s desses jogos… Mas tem vindo bem do banco…

      Zeller jogou bem ontem… Acho que Rondo + Turner vai ser um bom combo, o Turner tem facilidade para marcar e o Rondo para iludir a defesa… (torço mt para isso pq foi o que sobrou, rsrsrs).

      Smart, forçando o tiro, parece que por orientação do staff técnico, mas mt mal ofensivamente… Na defesa mt bem e com bons passes tb…

      Olynyk, AB e Green o de sempre = não acrescentam nenhum diferencial…

      []s verdes

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.