Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Prévia – Boston Celtics (10-18) x Sacramento Kings (13-18)

Em meio a uma série de quatro jogos sem vitórias e órfão depois da negociação de seu melhor jogador, o Boston Celtics tenta encerrar o ano, na tarde desta quarta-feira (31), dando uma ligeira alegria ao seu torcedor no TD Garden. E a oportunidade de deixar a quadra com uma vitória é grande, já que o oponente do Alviverde será o irregular Sacramento Kings. Será o 29º jogo do time de Massachusetts na temporada 2014/2015 da NBA.

Acostumado a grandes vitórias e equipes sólidas nos últimos anos, o torcedor do Celtics teve um 2014 duro de engolir. Na temporada anterior, já sem os astros Paul Pierce e Kevin Garnett, a franquia de Boston passou longe dos playoffs e iniciou o seu longo processo de reconstrução, que teve continuidade com a saída do armador Rajon Rondo. Com um time jovem e sem lideranças, o Celtics segue com uma campanha fraca na Conferência Leste e muito dificilmente terá forças para ficar entre os oito melhores times.

Apesar de todos os problemas e desconfianças, o técnico Brad Stevens já definiu uma ‘cara’ para o Boston Celtics. Sullinger e Zeller seguem responsáveis pelo garrafão, Jeff Green tem a missão de liderança, nos pontos e em quadra, enquanto o calouro Marcus Smart terá a dura tarefa de substituir Rondo. No banco de reservas, o canadense Kelly Olynyk deve contribuir com muitos pontos.

Mesmo em má fase, o Celtics pode terminar o ano com um bom resultado, até pela fragilidade do adversário. Time de longa história na liga, mas de tradição apenas mediana, o Sacramento Kings ainda luta para voltar aos playoffs e relembrar, mesmo que de longe, a boa equipe que tinha no começo da última década. O começo de temporada, entretanto, não foi dos melhores e resultou na demissão do técnico Michael Malone, substituído por Tyrone Corbin (ex-Utah Jazz).

Para surpreender em Boston e se aproximar dos primeiros colocados do Oeste, o Kings aposta em um time com bons valores, como o armador Dareen Collison, o ala-armador Bem McLemore e o ala Rudy Gay, além do calouro Nik Stauskas. O grande astro, porém, é o pivô DeMarcus Cousins, que foi campeão mundial pela seleção dos Estados Unidos e impõe respeito nos dois lados da quadra, com muitos rebotes e produção ofensiva acima da média.

Ficha Técnica

Local: TD Garden (Boston, MA)

Horário: 16h (horário de Brasília)

Boston Celtics: Marcus Smart, Avery Bradley, Jeff Green, Jared Sullinger e Tyler Zeller. T: Brad Stevens

Sacramento Kings: Darren Collison, Ben McLemore, Rudy Gay, Jason Thompson e DeMarcus Cousins. T: Tyrone Corbin

Author avatar
Gustavo Arruda
Gustavo, 28 anos, é maranhense de São Luís, jornalista formado pela UFMA e repórter do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011, com mais de 1.700 textos publicados. Nas horas vagas, é goleiro, armador, tio do João Gabriel e da Alice, e também dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

4 comentários

  1. Fernando C S

    Bass, Pressey e Nelson por Cousins. Devemos ganhar hoje. Por enquanto 10 pts de vantagem e jogo tranquilo. Feliz 2015 a todos.

  2. wallace

    No jogo de hoje estivemos bem, principalmente na marcação o que nos deu uma vantajem no placar. Pelo menos encerramos o ano com uma vitória e esperamos dias melhos. Feliz 2015 a td do celtics brasil

  3. Barry

    Sully voltou a jogar basquete.
    Feliz ano novo.
    2015 virá coisa boa pro Celtão.

  4. drakes

    Assisti apenas um pedaço, mas pelo que vi o Sullinger estava mais agressivo, realmente participando do jogo, a bola rodou muito bem, tanto que nos tiros de três que o time perdeu o cara fez o chute sozinho.

    Apesar de não ter visto o começo, bem turner deveria por mim começar, acredito até que escrevi isso quando o Rondo saiu.

    Jae Crowder parece ser uma boa adição para banco, aumentando a profundidade. Brandan Wright ainda com poucos minutos.

    Por fim, Feliz 2015 a todos.

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.