Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Prévia – Boston Celtics (23-6) x Denver Nuggets (14-12)

Após uma série de três jogos fora de casa, o Boston Celtics retorna à sua casa e recebe, no TD Garden, na noite desta quarta-feira (13), a equipe do Denver Nuggets, 5ª colocada na Conferência Oeste da NBA na temporada 2017/2018. Para tentar esquecer a péssima derrota contra o Chicago Bulls na última segunda-feira (11), que até então era dono da pior campanha da liga, o time de Massachussetts deverá contar novamente com a força de seus torcedores, já que, desta vez, o adversário é muito melhor qualificado. A partidam que começa às 22h30min. (horário de Brasília), terá trasmissão do NBA League Pass.

O calendário de jogos desenvolvido pela NBA foi cruel com o Boston Celtics neste mês de dezembro: entre os dias 06 e 16, o time comandado pelo técnico Brad Stevens jogará sete partidas. São 7 encontros em 10 dias, com direito a dois back-to-backs (partidas disputadas em dias seguidos), sendo que são quatro compromissos fora de casa. Todo este esforço tem cobrado o seu preço, pois o que se viu no último jogo foi um time cansado e sem poder de reação, o que foi acentuado pela ausência do armador Kyrie Irving.

No entanto, nos últimos 10 jogos, a franquia de Massachussetts venceu em 7 ocasiões, mantendo-se como melhor equipe da Conferência Leste. O sucesso da equipe neste período pode ser creditado às estrelas Kyrie Irving e Al Horford, ambos com excelentes jogos, além do calouro Jayson Tatum, que continua sendo o melhor arremessador de bolas de 3 pontos na temporada entre todos os jogadores.

Além de Gordon Hayward, que caminha muito bem em sua recuperação da grave fratura no tornozelo esquerdo, os desfalques da equipe celta são Marcus Morris, que trata uma lesão no joelho direito e Al Horford, que será poupado pelo técnico Brad Stevens. Kyrie Irving, que não participou da última partida em razão de uma pancada sofrida no quadríceps, não deverá ser problema para o jogo desta quarta-feira (13).

Dono da 5ª melhor campanha na forte Conferência Oeste, o time do Denver Nuggets visitará Boston desfalcado de seus dois principais jogadores. O ala-pivô Paul Millsap, principal contratação da equipe para a temporada 2017/2018, operou o pulso esquerdo e deverá voltar às quadras em três meses. Além do ex-atleta do Atlanta Hawks, o jovem e talentoso pivô Nikola Jokic ficará afastado por algumas semanas, após torcer o tornozelo esquerdo.

As últimas 10 partidas da equipe de Colorado são um espelho de sua temporada até aqui, tendo vencido em 5 ocasiões e perdido em outras 5. Apesar de estar em 5º colocado na Conferência Leste, o time do técnico Michael Malone é o segundo pior visitante dentre as equipes que estão na zona de classificação para os playoffs. Para mudar isso, as principais armas à disposição da equipe são os alas-armadores Will Barton e Gary Harris, já que ambos vem fazendo as melhores temporadas de suas carreiras até então.

FICHA TÈCNICA

Local: TD Garden (Boston, MA)

Horário (de Brasília): 22h30min.

Transmissão: NBA League Pass

BOSTON CELTICS: Kyrie Irving, Jaylen Brown, Jayson Tatum, Daniel Theis e Aron Baynes.

DENVER NUGGETS: Jamal Murray, Gary Harris, Will Barton, Wilson Chandler e Mason Plumlee.

Author avatar
Eduardo Quirino
Eduardo, 32 anos, nascido em Niterói/RJ, mas é Resendense de coração. Bacharel em Direito, estudante de Administração e flamenguista, é apaixonado por esportes e envolvido com o basquete desde os 14 anos. Ex-pilar do Volta Redonda Rugby, ex-capitão do Resende Rugby e atual ala-pivô do Basquete Resende, tem como espelho a lenda Kevin Garnett, razão pela qual começou a torcer para o Boston Celtics em 2008. KG se foi, mas o amor pelo Celtics é pra sempre!

9 comentários

  1. Renato

    Jogo difícil, o perímetro do Nuggets e muito bom, apesar do garrafão desfalcado.
    105 x 98

  2. final do terceiro quarto e o ojeleye com mais tempo em quadra que o tatum… impressionante como o stevens gosta de um jogador ruim

  3. ray

    Ataque foi bem, defesa e rebotes (principalmente) nem tanto. Quem falou msm o absurdo de q o ojeleye era especialista dos 3 pts? Kkkk

  4. Marco Ferreira

    Foi um bom jogo, Kyrie mais uma vez onFire, mas tem alguns números que como sempre me preocupa…

    Os min/plus do Kyrie…
    Mesmo fazendo 33 pontos com 32 minutos em quadra (um pouco mais de um ponto por minuto) o Kyrie fechou o min/plus com -5, isso mesmo negativo. para quem não conhece o min/plus, significa que nos 32 minutos do Kyrie em quadra o Celtics perdeu por uma diferença de 5 pontos. Isso me preocupa muito…
    Larkin e Theis fecharam o min/plus com +14 e da equipe titular apenas Smart e Tatum fecharam positivos +7 (Smart com 34 minutos e Tatum com 27 minutos em quadra).

    O Brad Stevens precisa ver o que está acontecendo de errado nessa marcação quando o Kyrie está em quadra. (Detalhe, isso ocorre com muita, mas muita frequência, foram poucos jogos que o Kyrie fechou positivo).

    Let’s Go Celtic’s…

    • romuloe2

      Para mim é normal ralar isso com Kyrie. Creio que as rotações defensivas do Celtics são bem mais elaboradas que as do CAVS leva um tempo para o cara entrar no clima!

    • Cara, o +/- é um stat muito subjetivo se aplica a grupos de rotação e não muito a jogadores em particular.
      Além disso, não é normalizado por minutagem nem Off/def efficiency.

      O kyrie é starter e tem que pegar a rotação “filé” do time adversário, enquanto o Rozier e o larkin pegam o sabujo do que der, aí o +/- fica maluco mesmo.
      É só o Brad voltar o Irving que o técnico adversário volta quase que o time adversário titular de imediato.

      Longe de dizer que o Kyrie é 1st team All-def, mas ele tem melhorado muito nesse quesito e é bom contar com o melhor PG da Liga quando importa: Kyrie domina quase todos stats no 4o quarto (incluindo o +/- nos últimos 5 mins).

      []s verdes

  5. Fernando Silva

    Marco, eu ACHO que quando for para valer (offs) a marcação vai.melhorar em termos de esforço do KI, rotações, trocas e ajudas.

    De toda a forma já sabíamos que, neste ponto, KI e IT tinham e têm o mesmo problema.

    Os ataques dos adversários serão sobre KI.

  6. Lucas Oliveira

    Um ponto a destacar na partida de ontem é que na ausência do Horford tive a impressão do Stevens ter aumentado deliberadamente o pace antecipando alguns problemas na defesa e levando a um jogo de pontuação alta.
    Ótima partida do Larkin que para mim deve começar a roubar mais tempo do Rozier que não vem jogando bem a tempos.

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.