Prévia – Boston Celtics (45-32) x Miami Heat (38-38)

Dono da quarta melhor campanha da Conferência Leste, o Boston Celtics disputa, na noite desta segunda-feira (1º), o primeiro dos dois jogos consecutivos que terá contra o Miami Heat, pela temporada 2018/2019 da NBA. Enquanto o time verde e branco de Massachusetts luta para garantir o mando de quadra no primeiro round dos playoffs, a franquia da Flórida precisa da vitória para continuar no G-8 do Leste. A partida entre Celtics e Heat será realizada a partir das 20h30 (horário de Brasília), no TD Garden, em Boston.

Derrotado pelo Brooklyn Nets no último sábado (30), em partida onde não contou com o armador Kyrie Irving e o pivô Al Horford, o Boston Celtics foi beneficiado pela derrota do Indiana Pacers para o Orlando Magic e manteve a quarta colocação da Conferência Leste até os duelos diante do Miami Heat. Diante da franquia da Flórida, o objetivo celta é conquistar as duas vitórias, para manter a posição e elevar a moral para o último confronto direto contra o Pacers, mas a franquia de Massachusetts prevê dificuldades diante de um motivado Heat e ainda vive o dilema de poupar jogadores, já pensando nos playoffs.

No retorno a Boston, o técnico Brad Stevens deve escalar força máxima no quinteto titular do Celtics, mas ainda tem uma dúvida no garrafão: em má fase, o ala-pivô Marcus Morris deve perder a posição para o pivô australiano Aron Baynes, deslocando assim o pivô Al Horford para a posição 4. Na rotação, o Alviverde não poderá contar com o ala-armador Jaylen Brown, poupado com dores nas costas, o que deve resultar no aumento de minutos do ala Gordon Hayward.

Lutando para garantir presença nos playoffs da Conferência Leste pela segunda temporada consecutiva, o Miami Heat chega a Boston em um bom momento. Com seis vitórias nos últimos oito duelos, a franquia da Flórida manteve a pequena vantagem de 0.5 jogo para o nono colocado Orlando Magic. Nesses dois jogos diante do Boston Celtics, o Heat quer, no mínimo, permanecer no G-8 do Leste, e uma vitória em pleno TD Garden já seria fundamental para os planos da equipe treinada por Erik Spoelstra.

A animação do Miami Heat, entretanto, esbarra em alguns problemas na montagem do quinteto titular. O ala-armador Justise Winslow, com uma contusão na coxa direita, e o ala Josh Richardson, em recuperação de uma lesão no calcanhar, foram vetados do duelo contra o Celtics. O ala Rodney McGruder, com dores no joelho, também desfalca o Heat em Boston. Sem essas peças, a franquia da Flórida terá de apostar em seu perímetro, formado por Goran Dragic e Dion Waiters, e no ex-celta Kelly Olynyk, que deve formar dupla de garrafão com Bam Adebayo.

FICHA TÉCNICA

Local: TD Garden (Boston, MA)

Horário (de Brasília): 20h30

Transmissão: NBA League Pass

BOSTON CELTICS: Kyrie Irving, Marcus Smart, Jayson Tatum, Al Horford e Aron Baynes (Marcus Morris). Treinador: Brad Stevens

MIAMI HEAT: Goran Dragic, Dion Waiters, Derrick Jones Jr, Kelly Olynyk e Bam Adebayo. Treinador: Erik Spoelstra

Publicidade

Gustavo Arruda
Gustavo Arruda
Gustavo, 27 anos, é maranhense de São Luís, estudante de Jornalismo e repórter esportivo do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011. Nas horas vagas, é goleiro, armador, tio do João Gabriel e dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

3 Comentários

  1. Publicidade

  2. Fernando Silva disse:

    Em tese, jogo tranquilo no garden.

    Mas, já tivemos 23 pts de frente.

    Se não tivermos aquele conhecido apagão, devemos vencer.

    Os Pacers enfrentam jogo duro contra Detroit.

    Quem sabe terminamos a rodada com 1 jogo de frente…

    1

    0
  3. Fernando Silva disse:

    Nossa vantagem vai derretendo quarto a quarto…

    1

    0
  4. Vinicius disse:

    Até os narradores de lá. Ficam se perguntando, porque tem que ser tão difícil com esse time. Mas acho que essa é a lamentação mundial . Se não sofre não é Celtics. Como em qualquer lugar do mundo. Perdemos três quartos, e ainda ganhamos, gostei do KuriK distribuindo mais, sem ser tão fominha. Acho que podemos ir longe. Nem esperem vitória em Miami, que não hhaverá. Elestão lutando por playoffs, nós por nada.

    0

    0

Deixe um comentário