Prévia – Golden State Warriors (39-10) x Boston Celtics (35-14)

Golden State Warriors

Após a vitória sobre o Los Angeles Clippers, findando uma péssima sequência de quatro derrotas (sendo três delas em casa), o Boston Celtics irá encarar o Golden State Warriors, na Oracle Arena, em Oakland, CA. O duelo da melhor equipe da Conferência Leste contra a melhor da Conferência Oeste tem tudo para ganhar atmosfera de playoffs, tanto no ginásio quanto em São Paulo, no Titular Bar, local onde ocorrerá o 4º Encontro Celtics Brasil. Tida por muitos como uma das prováveis finais desta temporada, o encontro entre as franquias de Massachusetts e da Califórnia vem produzindo, nos últimos anos, excelentes partidas para os fãs de basquete, com partidas disputadas e emocionantes até o final. O confronto terá início às 23h30min., horário de Brasília, e será transmitido pela ESPN.

Apesar da primeira colocação na Conferência Leste e da excelente campanha até então, a fase não é boa para o Boston Celtics. Nos últimos cinco jogos, foram quatro derrotas, sendo três delas em casa, e apenas uma vitória. Este é, sem dúvidas, o pior momento celta na temporada 2017/2018 da NBA. A queda de rendimento da equipe coincide com a de jogadores como Jaylen Brown, Jayson Tatum e Terry Rozier, que não estão jogando tão bem quanto em momentos passados. Porém, na vitória sobre o Los Angeles Clippers na última quarta (24), o time deu sinais de que ainda é forte e pode se recuperar da recente sequência. Time de melhor defesa na NBA, o alviverde de Boston precisa melhorar seu ataque, apenas o décimo sétimo da competição, pois apesar da defesa de elite, o ataque peca e, por diversas vezes, o time sofre desnecessariamente, inclusive em vitórias, fato que se repetiu em várias ocasiões durante esta temporada.

O técnico Brad Stevens terá somente dois desfalques para este importante duelo: o ala Gordon Hayward, que se recupera da grave lesão de tornozelo sofrida no início da temporada, vem demonstrando que está melhor a cada dia; o armador Marcus Smart, que sofreu um corte na mão após socar um quadro em seu quarto de hotel, ficará afastado por duas semanas. O camisa 36 de Boston, inclusive, utilizou o twitter para pedir desculpas aos torcedores, técnicos e companheiros de equipe pela atitude que irá lhe afastar das quadras pelas próximas partidas. O dominicano Al Horford, que não participou da última partida com uma lesão na cabeça, treinou normalmente na última sexta (26) e deverá ser o pivô titular do time alviverde.

Golden State Warriors, atual campeão e equipe de melhor campanha na temporada 2017/2018 da NBA, é o atual time a ser batido na liga. Dono do melhor ataque e da oitava melhor defesa, a equipe da Califórnia, que terá quatro de seus titulares no NBA All-Star 2018, vive um ótimo momento, tendo vencido oito dos últimos dez jogos. No último confronto contra o Boston Celtics, foi derrotado no TD Garden pelo placar de 92 a 88, jogo disputadíssimo até a última bola com grande atuação do ala Jaylen Brown.

O técnico Steve Kerr provavelmente terá sua equipe completa para a partida da noite de sábado (27). O ala-armador Patrick McCaw não participou do último jogo contra o Minnesota Timberwolves, tendo em vista uma pequena lesão nas costas. No entanto, o atleta participou do treino desta sexta (26) e sua escalação será decidida na última hora.

FICHA TÉCNICA

Local: Oracle Arena (Oakland, CA)

Horário (de Brasília): 23h30

Transmissão: ESPN e NBA League Pass

GOLDEN STATE WARRIORS: Stephen Curry, Klay Thompson, Kevin Durant, Draymond Green e Zaza Pachulia. Treinador: Steve Kerr

BOSTON CELTICS: Kyrie Irving, Jaylen Brown, Jayson Tatum, Al Horford e Aron Baynes. Treinador: Brad Stevens

Publicidade

Eduardo Quirino
Eduardo Quirino
Eduardo, 31 anos, nascido em Niterói/RJ mas é Resendense de coração. Bacharel em Direito, estudante de Administração e flamenguista, é apaixonado por esportes e envolvido com o basquete desde os 14 anos. Ex-pilar do Volta Redonda Rugby, ex-capitão do Resende Rugby e atual ala-pivô do Basquete Resende, tem como espelho a lenda Kevin Garnett, razão pela qual começou a torcer para o Boston Celtics em 2008. KG se foi, mas o amor pelo Celtics é pra sempre! Sou um dos calouros do Celtics Brasil e espero vê-los muitas vezes por aqui!

10 Comentários

  1. Publicidade

  2. SERGIO disse:

    CELTICS 115 X 108 WARRIORS

    0

    0
  3. Murilo Gomes disse:

    Kyrie is on fire….PQP kk

    1

    0
  4. Lucas Oliveira disse:

    Kyrie e Brown dominaram o primeiro tempo, mas temos um grande problema com a rotação, sem o Smart o time fica muito baixo para pegar caras com Livingston e Iguodala.
    Torcer para o Horford entrar mais na partida ofensivamente, ele é o cara mais forte em quadra hoje, tem que fazer isso valer.

    0

    0
  5. Murilo Gomes disse:

    Atuação horrorosa do Tatum hoje…nitidamente sentindo a pressão do jogo…espero que volte a ser o mesmo de antes nos próximos jogos!

    2

    0
  6. Lucas Durante disse:

    Smart fazendo muita falta hoje.

    2

    6
  7. Gustavo Rangel disse:

    Primeiro jogo que eu consegui assistir depois de duas semanas. E que jogaço!!! Olha o trabalho que demos aos atuais campeões sem um dos nossos principais jogadores (Horford) e sem um bom role player (Smart). Imagina esse time completo, com os calouros desenvolvidos e o entrosamento completo?

    O futuro é realmente brilhante em Massachusetts. Atuação espetacular do Kyrie. Tatum sentiu a pressão, e é super normal.

    []s Verdes

    5

    0
  8. Sander disse:

    Perdemos de bobeira. Baynes errou umas três bandejas em baixo da cesta, Horford idem, com isso tomamos pelo menos umas 4 bolas de 3 do Curry no contra-ataque. Smart fez muita falta defensivamente e o Tatum infelizmente sentiu o jogo.
    O time no segundo e terceiro período com o Larkin tomamos uns pontos bobos, o cara é nulo na marcação, mas no quarto período ele fez uns pontos que nos colocaram no jogo. O Horford pegou umas bolas no mano a mano com o Curry, Liveston e Klay Thompson, mas em vez de partir para cima, usar o seu corpo, não o fez, perdeu todos os arremessos contra eles.
    Defensivamente até fomos bem, mas se quisermos algo a mais, não podemos errar tanto no ataque.

    2

    0

Deixe um comentário