Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Timberwolves 106 x 88 Celtics

Na noite deste Sábado, o Boston Celtics conheceu sua sétima derrota na temporada. A equipe de Boston, após perder seus quatro primeiros jogos, conseguiu uma sequência de quatro vitórias e, agora, perdeu seu terceiro jogo consecutivo, dando claros sinais da esperada irregularidade para essa temporada. Por sua vez, o Minnesota Timberwolves recuperou-se bem da derrota sofrida, para o Denver Nuggets, na sexta-feira.

O time de Minneapolis entrou, em quadra, ostentando o posto de 2º melhor ataque da NBA, com média de 108,7 pontos por jogo. Kevin Love jogando a nível de MVP. Tudo indicava que a equipe de Boston encararia uma pedreira. As previsões se confirmaram.

O técnico celta, Brad Stevens, atento ao poderoso garrafão do adversário, devolveu a vaga de titular ao pivô brasileiro Vitor Faverani. E ele não decepcionou, já que beirou o duplo-duplo (9 pontos e 14 rebotes para o brasileiro), em pouco mais de 26 minutos em quadra. Contudo, com as atuações abaixo do esperado de Jared Sullinger (que na noite anterior, marcou incríveis 26 pontos) e Jeff Green (que errou todos os arremessos de quadra que tentou), o Celtics foi presa fácil para a equipe do Oeste.

O Timberwolves, mais uma vez, foi liderado por Kevin Love, que conseguiu mais um double-double na temporada (23 pontos e 12 rebotes). Kevin Martin e Nikola Pekovic também se destacaram, ao conseguirem 20 pontos cada.

A equipe de Boston voltou a sofrer com os turnovers. Foram 22 ao todo, enquanto o adversário cometeu apenas 13. A quantidade absurda de erros não foi perdoada, tendo o Celtics sofrido, mais uma vez, mais de 100 pontos em um jogo. Foi a 4ª vez nos últimos 5 jogos. Como atenuante, a grande atuação de Avery Bradley, que, com 27 pontos, ficou apenas a 1 ponto de igualar a maior pontuação de sua carreira. Bradley, que será free agent restrito na próxima offseason, vem mostrando que evoluiu seu jogo ofensivo e que pode contribuir nos dois lados da quadra.

Como desgraça pouca é bobagem, o Celtics voltará a atuar, em dois dias, contra o comentado Houston Rockets, de Dwight Howard e James Harden, no Texas. Depois, vai para San Antonio, enfrentar o sempre poderoso Spurs. Após essa dura sequência de jogos longe de seus domínios, o Celtics receberá o líder do Leste, o Indiana Pacers.

Destaques do jogo:

Timberwolves:

Kevin Love: 23 pontos e 12 rebotes.
Nikola Pekovic: 20 pontos e 12 rebotes.
Kevin Martin: 20 pontos.

Celtics:

Avery Bradley: 27 pontos.
Vitor Faverani: 9 pontos e 14 rebotes.
Brandon Bass: 15 pontos.

Author avatar
Rômulo Portugal
Rômulo é carioca, advogado, e fã de futebol, NBA e NFL. Acompanha o Celtics desde 2003. Seu fanatismo pelo maior campeão da NBA o fez torcer para os demais times de Boston. Como bom carioca, é Vascaíno. Tem Paul Pierce como primeiro e grande ídolo na NBA.

21 comentários

  1. Gabriel Xavier

    Kevin Love realmente jogando a nível de MVP e a temporada do Celtics vai ser isso aí mesmo, se preparem pra sequencia de 6 derrotas seguidas.

  2. Walisson

    Sugestão de post para o site: fazer um raio-x das possibilidades do Celtics no próximo draft – quantas picks temos? de quais times elas vieram? quais são garantidas? contra quais times precisamos torcer contra para termos boas escolhas no draft?

    Enfim…tirar todas as dúvidas que temos sobre o próximo draft…que promete!

  3. Marcos

    Fala galera,

    Esse jogo foi tão ruim quanto o jogo contra o Bucks … o time retrocedeu. Não teve uma jogada de jogo coletivo, Crawford muito fominha, nosso garrafão uma tragédia no ataque e na defesa.

    E AB parecia o Marcelinho Machado (não gosto de nenhum dos dois), pegava a bola e arremessava. Assim como o Oscar fica fácil ter uma pontuação alta, com o diferencial que seu time sempre perde.

    O número de turnovers continua assustador, e os dribles que levamos de R. Rubio(!!!) foram vergonhosos…

    O time precisa voltar a mostrar resultados de treinamentos coletivos, senão fica doido de assistir (eu sempre vou torcer até mesmo quando o AB está em quadra).

    As derrotas fazem parte (ontem até o I Pacers perdeu), mas a falta de sincronia do time para buscar o jogo coletivo só mostra que mais derrotas achapantes podem vir, em especial quando pegarmos time com PG’s com um mínimo de qualidade de passes….

    Antes de pensarmos no draft temos que selecionar a dedo do elenco atual, quem pode ficar e quem deve ir embora…

    []’s

    • drakes

      Até aqui para mim o pior jogo, achei como você colocou o time muito individualista e péssimo na defesa do garrafão.

      O perímetro nem tinha medo, já que Rubio é inofensivo nessa temporada, o “jumper” dele não existe. Martin já é velho conhecido, pega a bola faz os pontos, mas é um jogador unidimensional, não evoluiu nada desde que entrou na NBA e se o time vai mal no começo do jogo vai encarnar o “fominha” que existe nele

      Crawford ter sido péssimo na armação foi por ter encarnado o que eu achava que seria o KM, tentou fazer jogadas individuais, ele e o AB deu no que deu. Green e Oly nem funcionaram por isso ou talvez pelo cansaço.

      Concordo tem que pensar como você colocou até por que para mim é muito cedo para pensar em draft.

      Mas, mesmo lá embaixo tem jogadores bem interessantes como o Russ Smith (Louisville) e Casey Prather (vi ontem um pedaço, é um senior que teve pouca chance e finalmente ganhou minutos, não parece ter tiro de três…porém marca bem e é mortal de meia distância – pelo menos ontem).

  4. Fernando

    Acredito que esse time irá fazer trocas no meio da temporada, muitos jogadores não sendo aproveitados, ontem o time por alguns instantes tentou iguala a tabua com o Minessota, tanto que no final das contas ficou igual em rebotes, só que o time precisa ficar mais atento, Jeff Green precisa ter mais atitude ontem míseros 0-6, se ele quer assumir a posição de franchise player precisa chutar mais, muito mais, e deve ser encorajado a isso, ele tem que chuta 10-12 bolas no mínimo, se erra q erre, esse é o momento, quantas vezes já vemos o Dirk o próprio Kobe, acerta 1-7, 1-10 e no final mete 4 bola pra mata o jogo é assim, tem que te esse ajuste

    • Marcos

      Fernando, nós tivemos bons defensive rebounds muito graças ao Faverani que vem bem nesse quesito mas poucos, muito poucos, offensive rebounds (aqui o Faverani não tem o mesmo desempenho), por isso os números mascaram um pouco.

      Falhamos várias vezes no jogo 4-5 ataques em sequência ou por turnover ou por falta de rebote e egoísmo.

      Também sinto falta de termos um “clutch-guy”, esse cara que mata as útlimas bolas mesmo mal durante todo o começo do jogo (Kobe e Dirk grandes exemplos) e não, Jeff Green não é esse cara, ou ele está “on-fire” (vs Miami) ou ele está totalmente fora do jogo (ontem e contra os Bucks)…

      • drakes

        Entra para mim não ter o “clutch-guy”, mas ter um verdadeiro all-star, ontem Love mostrou como é mais fácil você acrescentar peças ao redor de um “top 5 de uma temporada da NBA*” e tornar um time competitivo.

        * nem discuto se ele é, mas que até aqui ele vem jogando como.

        • Marcos

          Nós até temos um top-5, o problema é que ele está machucado e como faz falta RR9, rsrsrs
          Gostaria muito de pinçarmos o K Love do ‘Wolves, mas acho bem difícil…

          • Fernando Nakashook

            Esse jogador talvez seja o Carmelo, se ele vier para Boston na próxima temporada. Agora caso ele não venha, acho que só da para contar com o Rondo mesmo, ou um dos garotos do Draft.

          • Danilo Jeolás

            Não sou grande fã do Anthony, mas o jogo dele casaria muito bem com o do Rondo.

          • drakes

            Em quadra até aqui o que vi meus tops da temporada são:
            Love, Lebron, Durant. Paul George,
            Cris Paul.

  5. Vittos

    Pessoal fica bolado se falar em tank, mas agora só falta Nets e Knicks tomarem vergonha na cara e nos passarem e Magic parar de fazer graça e ir pro fundo, aí teremos a posição final da conferência 12º. Acho que dá pra ser fácil o 6º pior da liga

  6. Jota

    Rapaz, ja to rolando o tank ai, e nós celtas nem percebemos, o time vai ganhar umas, perder muitas e vai ser isso ai, como seria um sonho draftar Jabari Parker .

    • Danilo Jeolás

      Ainda creio que iremos aos playoffs, entre a sexta e oitava posições, a não ser que deliberadamente o time perca jogos simples.

      • Fernando Nakashook

        Não acredito em playoffs nessa temporada não, meu amigo. Mesmo sem perder de proposito, o Celtics ainda fica devendo em muitos aspectos. Ou é final da tabela, ou é meio da tabela sem ir aos playoffs na minha opinião.

  7. Vinicius

    Pra classificação: Quanto pior melhor.
    Negócio é focar no desenvolvimento e não nos resultados.

  8. prometheu

    continuo torcendo……

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.