Thomas William Heinsohn

Conheça mais sobre Tom Heinsohn, o camisa número 15 que participou de quase todos os titulos do Celtics até hoje!

Conhecido por seu estilo durão de jogar, ainda que tenha uma habilidade e um controle dos arremessos, Tom Heinsohn foi uma peça vital na dinastia do Boston Celtics dos anos 1950 e 1960. Escolhido como o melhor novato de 1957, ele ajudou o Celtics a vencer oito títulos da NBA durante o seus nove anos de liga. Foi nomeado para o All-NBA Second Team por quatro anos, e foi para o All-Star por seis.

Com média de 18.6 ppg em 654 jogos de temporada regular, ele era um artilheiro versátil, mas foi muitas vezes ofuscada por tais ilustres companheiros como Bob Cousy, Bill Sharman e Bill Russell. Depois de aposentar-se em 1965, ele treinou o Celtics e venceu mais titulos e foi eleito para o Naismith Memorial Basketball Hall of Fame em 1986.

INFANCIA E INICIO DA CARREIRA NO BASQUETE

Nascido e criado em Jersey City, New Jersey, Heinsohn foi do colégio São Paulo da Cruz até a quinta série. Então, sua família se mudou para perto de Union City, New Jersey, e ele foi apresentado ao basquete enquanto participava de sexta série, em Saint-Joseph.

Como grande vitorioso, Heinsohn derramou o seu coração e alma para o esporte, praticando tanto quanto podia, tanto na escola como em parques locais. Na oitava série, ele estava conduzindo sua equipe na pontuação.

Enquanto cursava a St. Michael’s School, recebeu o prêmio all-country. No ano seguinte foi nomeado para o High School All-American, após uma média de 28 ppg. Depois de analisar mais de 40 bolsas de estudo que lhe foram oferecidos, ele decidiu ir para o Holy Cross College.

Heinsohn continuou a melhorar durante seus anos de colegial, jogando sob o comando de treinadores como Lester Sheary e Roy Leenig. Ele fez 23.3 ppg em seu primeiro ano de faculdade e estabeleceu um recorde na faculdade com sua média de pontuação de 27.4 ppg. Nomeado para quase todos os All-America Teams, ele também era exemplar nas aulas.

UM DRAFT DESVALORIZADO

O Celtics selecionou Tom no NBA Draft de 1956, mesmo ano em que o Red Auerbach realizou uma troca com o St. Louis Hawks para adquirir os direitos de um novato chamado Bill Russell. Auerbach estava impressionado com o potencial de Russell, mas ele não estava particularmente otimista sobre as chances de Heinsohn de jogar na equipe.

Heinsohn respondeu que estava estudando a possibilidade de atuar no campeonato amador de industrial e que talvez não iria para a NBA. Mas então entrou Cousy. Se ele não houvesse aconselhado o jovem a ficar em Boston, Heinsohn poderia nunca ter jogado na NBA.

INICIO ESPETACULAR E PREMIO DE NOVATO DO ANO

Como se quisesse provar que Auerbach estava errado, Heinsohn teve um ano de estreia sensacional com o Celtics. Muito bem ofensivamente, com agilidade excepcional, ele obteve uma média de 16.2 pontos por jogo e atuou quase 30 minutos por jogo. Russell perdeu os primeiros 24 jogos da temporada 1956-57, ajudando os Estados Unidos a conquistar a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de 1956 em Melbourne, na Austrália, e assim Heinsohn afirmou-se na corrida para o NBA Rookie of the Year Award.

Os dois recém-chegados de Boston, combinados com a dupla lendária Sharman e Cousy, fizeram o Celtics ter uma campanha de 44-28, a melhor do ano. O Celtics foi para as finais, quando duelou contra o St. Louis Hawks de Bob Pettit. A série foi decidida em um jogo 7 memorável. Heinsohn fez 37 pontos e ajudou o Celtics a uma vitória emocionante e extraordinária, por 125 a 123. Até hoje, essa atuação é considerada das melhores das finais da NBA para um Rookie. Assim o Boston ganhou seu primeiro Campeonato na liga.

DINASTY

Como sabemos, a competencia e dedicação dos jogadores estava á caminho de Boston, e para a maioria da década seguinte, o Celtics dominou o basquetebol profissional como poucas equipas em qualquer esporte do mundo em todo sempre. O time Green venceu oito campeonatos consecutivos, de 1959 a 1966, e Heinsohn fez parte de sete deles. Ele liderou o Celtics em pontos três vezes durante esses anos, fez seis aparições no All-Star, e foi nomeado para o All-NBA Second Team quatro vezes. Ele teve sua melhor temporada ofensiva em 1961-62, quando obteve a média de 22.1 ppg.

Se houvesse qualquer reclamação sobre o jogo de Heinsohn, foram às vezes que ele arremessou muito e que teve baixa percentagem de chutes certos. Durante sua carreira, Heinsohn, foi apelidado de “Tommy Gun” por seus companheiros de equipe. Tentava uma cesta em média duas vezes a cada três minutos. E para cada assistencia, ele arremessou nove vezes. Embora a mídia às vezes, blasfemava contra ele por ser um jogador egoísta, seus companheiros não parecem se importar.

“Claro, não dá para ele acertar todos”, disse Cousy, “Mas a longo prazo o jogador confiante é aquele que toma a iniciativa e ganha jogos para você.”

Um ex-treinador do New York Knicks disse: “Se ele errar cinco arremessos ele vai ficar doente. Mas ai, ele se supera. Vai virar e acertar cinco ou seis de uma vez. Mesmo em uma noite ruim, ele vai ter seus 17 ou 18 pontos”.

Alguns dos jogadores ofensivos da liga ficaram maravilhados com a flexibilidade surpreendente de Heinsohn para os tiros de decisões. Sharman, conhecido como um dos melhores da NBA da história, alegou que Heinsohn tinha mais variedades em seu repertório do que qualquer um no jogo. “Há atiradores melhor do que ele, suponho”, disse “mas a agilidade de Tommy e seu controle do corpo  são excepcionais, lhe dão uma grande vantagem.”

O tiro mortal de Heinsohn era um jumper de longo alcance que ele gostava de lançar a partir dos cantos e de fora do garrafão. Ele também impulsionou um gancho de mão direita de fora do garrafão, um gancho canhoto, um arremesso com uma uma mão e vários tipos de conduzir a bola.

SEMPRE AJUDANDO A EQUIPE

Além de sua contratação como “artilheiro”, Auerbach dirigiu sua crítica à equipe e Heinsohn, sabendo que os egos dos outros jogadores eram demasiado frágeis para um ataque direto, podendo se apoiar em Tom. “[Auerbach] sabia que alguns dos grandes caras tinham egos sensíveis – egos que não gostam quando Red os xingam verbalmente”, lembrou Heinsohn certa vez. “Então, quando ele queria ‘agitar’ as coisas no vestiario, ele chegava em mim. Eu era o seu bode expiatório. Compreendi o que ele estava fazendo, então eu poderia lidar com isso.”

Por exemplo, em um jogo Heinsohn marcou mais de 20 pontos e pegou varios rebotes no primeiro tempo. Mas Auerbach, descontente com a maneira como o time estava jogando, descontou em Heinsohn. O jogador silenciosamente resistiu ao ataque por um tempo, então, perguntou: “Red, o que diabos eu fiz de errado hoje à noite?” Auerbach olhou com uma cara séria. “Tommy”, o treinador disse, “Seu aquecimento foi terrivel.”

Uma das poucas críticas legítimas de Auerbach para Heinsohn foi a sua falta de condicionamento. O treinador disse uma vez que Heinsohn tinha “o mais antigo corpo de 27 anos de idade na história do esporte.”

Heinsohn provavelmente riu da piada. Depois, para ficar quite com Auerbach, lhe deu um charuto explosivo. Mas Auerbach era muito inteligente e se recusou a aceitar os charutos dele. Heinsohn continou oferecendo até Auerbach abaixar a guarda e aceitar. Em uma conferência de imprensa antes de um jogo de playoff com a Syracuse, ele acendeu um charuto que Heinsohn lhe dera, quando ele explodiu em seu rosto.

Heinsohn era a diversão do time. Ele sempre imitava o discurso e trejeitos de seus companheiros de time. Suas palhaçadas, serviam a um propósito útil para a equipe. “Antes de um jogo”, disse Sharman no Saturday Evening Post, “o humor de Heinsohn no vestiario é fantástico, não importa o quão importante é o jogo, ele vai ajudar a relaxar a tensão”.

MELHOR  ANO

Para Toomy, o jogo mais memorável foi a sexta partida de 1960 da Final da Divisão Leste contra o Philadelphia Warriors. Ele coroou uma temporada em que Heinsohn tinha ficado em oitavo na pontuação, com média de 21.7 ppg. Mas foi também o ano em que Wilt Chamberlain entrou no campeonato como pivo de Philadelfia.

O grande homem conseguiu números incríveis como um novato, líder da NBA em pontuação (37,6 ppg) e rebotes (27.0 rpg). Em um duelo clássico entre uma estrela e um esquadrão cuja força foi o trabalho em equipe, Boston assumiu a liderança no confronto do playoff depois de cinco jogos. No sexto jogo Heinsohn contribuiu com 22 pontos. “Foi a maior emoção que eu tive no basquete.” disse

FINAL DA ERA RED AUERBACH

A produção de Tommy vinha caindo a cada ano desde a sua melhor fase de 22.1 ppg em 1961-62. Não participou de 13 jogos por causa de lesões em 1964-65, e caiu para apenas 13.6 ppg, a menor marca de sua carreira. Mas o Celtics conseguiu a melhor campanha, com 62 vitorias e apenas 18 derrotas e bateu o Los Angeles em cinco jogos nas finais da NBA. Foi sétimo campeonato consecutivo do Boston e o oitavo em nove de Heinsohn.

Depois de vencer outro campeonato em 1965-66, Auerbach decidiu se aposentar. Ele desejava concentrar suas funções como gerente-geral de Boston, e perguntou se Heinsohn poderia ser o novo treinador. “E eu disse não”, comentou Heinsohn, “porque Russell ainda estava jogando e eu sabia que não poderia lidar com Russell. Eu sabia que ninguém ia lidar com Russell. Então eu disse ao Red,” Por que você não faz o Russell treinador? Ele tem muito orgulho, ele vai se cuidar. ”

Três anos depois, Russell tinha se aposentado e Auerbach ofereceu o cargo para Heinsohn novamente. Desta vez ele disse sim. Heinsohn teve um trabalho monumental pela frente. Sem nenhuma experiência como treinador, Heinsohn deveria criar uma equipe que pudesse realizar o caminho da vitória que os fãs de Boston haviam acustumado a ver, sem os serviços do maiorpivo defensivo da NBA, e com um dos maiores treinadores de todos os tempos analisando cada movimento seu. “Foi um trauma puro”, Heinsohn lembrou.

COACH HEINSOHN

Na temporada de 1969-70, o Celtics venceu 34 jogos e perdeu 48. Foi a primeira vez em quase 20 anos que Boston tinha mais derrotas que vitorias. O Celtics draftou Dave Cowens. No início da próxima temporada, Heinsohn colocou o jovem Cowens de 2.06m para jogar como pivo, apesar de sua estatura relativamente baixa. Don Chaney, apenas 1.95m, jogou mais para a frente. Jo Jo White foi armador.

A equipe começou a cristalizar, vencendo 44 jogos e perdendo 38 em 1970-71. Mais tarde, Heinsohn refletiu que essa era uma de suas temporadas mais satisfatórias na direção, como o Celtics venceu com um simples e eficaz plano de jogo. No ano seguinte, Boston foi ainda melhor, registrando um recorde de 56-26 e chegando aos playoffs pela primeira vez em dois anos.

O Celtics começou dominando em 1972-1973, acumulando o melhor registo da NBA em 68-14, incluindo uma exibição de 32 vitorias em 40 jogos, a segunda melhor marca de todos os tempos. A sua percentagem  de 83% de vitorias foi a terceiro mais alto da historia. Mas Nova York quebrou o sonho do Boston nas finais da Conferência Leste, vencendo o Celtics em sete jogos. Embora um outro anel de campeão tenha sido negado pelo Knicks, Heinsohn venceu o premio de melhor tecnico do ano.

A VOLTA POR CIMA

Depois de uma temporada com uma campanha 56-26 em 1973-74, o palco estava montado para a primeira disputa do Celtics nas finais da NBA desde 1968-69. Seus adversários, o Milwaukee Bucks com Kareem Abdul-Jabbar, eram favoritos para vencer. Mas Cowens aproveitou sua rapidez e determinação, provando que um time campeão não precisa de um grande homem de pivô. No sétimo jogo em Milwaukee, Cowens marcou 28 pontos e pegou 14 rebotes para empurrar Boston para uma vitória de 102-87.

A vitória foi uma afirmação das ideias de Heinsohn como treinador. No que chamou de “guerrilha”, sua equipe manteve a pressão sobre os adversários em todos os momentos, controlando o ritmo do jogo e jogando com grande intensidade.

O Celtics recuperou o título em 1975-76. Durante oito anos de Heinsohn como treinador, o Boston venceu cinco títulos da divisão  em sequencia, levou dois campeonatos da NBA e teve um registro de 416 vitorias contra 240 derrotas. No início da temporada 1977-78, com o Celtics em  uma campanha de 23/11, Heinsohn saiu do cargo.

VIDA

Desde que se aposentou da NBA, Heinsohn vem realizando comentários de basquete para a televisão, tem executado uma companhia de seguros de vida e cedeu a sua paixão pela pintura ao longo da vida de belas-artes. Ele foi eleito para o Naismith Memorial Basketball Hall of Fame em 1986.

Em 1995 Heinsohn recebeu o Prêmio Jack McMahon, concedido anualmente pela National Basketball Coaches Association (NBCA) a um indivíduo que tenha feito uma contribuição especial para a profissão de treinador da NBA.

DADOS

Nome completo: Thomas William Heinsohn
Data de nascimento: 26 de agosto de 1934, em Jersey City, Nova Jersey
High School: São Miguel (Union City, Nova Jérsia)
Colégio: Santa Cruz
Draftado por: Boston Celtics
Altura: 2.01 metros (6’7”)
Peso: 99 kg (218 lbs.)
Menções Honrosas: Eleito para Naismith Memorial Hall da Fama (1986), Dez vezes Campeão da NBA (1957, ‘1959-’65, 1974 e 1976), All-NBA Second Team (1961-’64), Seis vezes NBA All-Star (1957, ’61- 65); Rookie of the Year (1957), Técnico do ano (1973).

SCORE

GFG%FT%RebsRPGAstsAPGStlsBlksPtsPPG
654.405.7905,7498.81,3182.047611712,19418.6

VIDEOTECA

http://www.youtube.com/watch?v=NxELl9lWh_s

Fonte: www.nba.com/history

2 Comments

  1. luizpedro disse:

    esse era craque. belo texto

    0

    0
  2. luan disse:

    da hora mesmo,otima materia,no CELTICS so passou fera

    0

    0

Deixe um comentário