A evolução de Perkins

Perkins

Em um time com 3 All Stars (Pierce, Ray e KG) e um jovem armador que caminha para isso (Rondo) é natural que Perkins tenha se tornado um coadjuvante de pouca importância para a imprensa.

De fato a 3 temporadas atrás, Perkins era um Center de boa qualidade defensiva mas de poder ofensivo pífio, o que gerava muitas duvidas nos torcedores quanto sua capacidade de ser titular.
Inclusive antes do inicio dessa temporada, o que mais se ouviu foi que o recém contratado Rasheed Wallace deveria ser o novo titular da posição, opinião amplamente rejeitada por minha pessoa, mas que circulava na mente de muitos torcedores brasileiros.

Tal fato é compreensível levando em consideração que o Brasil é o pais do futebol, um esporte onde se da muito mais valor a parte ofensiva do que a defensiva.

Porém essa máxima não é verdade na NBA, onde o jogo ofensivo é conhecido por trazer vitórias, mas o jogo defensivo é conhecido por trazer títulos.

Inclusive foi contando com uma defesa impecável que o próprio Boston Celtics foi campeão na temporada retrasada.

Sendo assim, já podemos sentir um pouco da importância de Kendrick Perkins para a equipe.

Perkins nunca teve obrigação de pontuar, pois a equipe já contava com 3 ótimos pontuadores e um armador competente para deixá-los em posição de definição. Perks portanto sempre foi responsável por destruir o jogo adversário e sempre fez isso com competência.

Ou alguém já esqueceu das memoráveis atuações dele nos playoffs da temporada passada, dominando o garrafão do Bulls e em seguida anulando D12 ofensivamente nos embates contra o Magic.

Anulação essa que voltou a se repetir na partida de Natal entre Celtics e Magic, onde Howard só conseguiu converter 5 pontos, sendo todos eles anotados quando Perkins não se encontrava em quadra.

A evolução ofensiva.

Bom, falar da parte defensiva de Perks é chover no molhado, porém neste ano ele vem demonstrado também uma evolução ofensiva.

Perkins é entre os Pivôs da liga, o oitavo que mais pontua, mesmo estando atuando em um time forrado de pontuadores e tendo minutos de quadra reduzidos devido a rotação com Rasheed.

Porém a evolução ofensiva maior é vista em relação ao seu aproveitamento de arremesso. Perkins tem hoje o melhor FG de toda a liga em todas as posições, com um aproveitamento de 64,1% de seus arremessos.

Com todos esses números e atuações o até então mero coadjuvante Kendrick Perkins começou a chamar mais atenção da imprensa, de seus adversários e de seus colegas de time.

Kevin Garnett chegou a declarar dias atrás que via motivos para que Perkins fosse para o All Star, declaração essa que a anos atrás seria vista como clubista, mas que hoje é vista com normalidade.

A evolução psicológica

Perkins sempre foi um caso complicado no que se diz respeito ao psicológico dentro de quadra.

Seu constante mau humor e indignação frente a marcações dos juízes renderam a ele centenas de faltas técnicas ao longo de sua carreira.

A duas temporadas Perkins vem encabeçando a lista de jogadores que mais cometem faltas técnicas juntamente com o agora seu companheiro de equipe, Rasheed Walace.

Embora seu numero de faltas técnicas tenha diminuído este ano, não podemos considerar que Perkins tenha evoluído muito neste quesito, mas isso pode mudar.

Dias 18/12/2009 a equipe de Boston perdeu em seus domínios um jogo inesperado para a equipe do Philadelphia 76ers por um ponto de diferença.

Parte da culpa dessa derrota caiu sobre os ombros de Rasheed Wallace que indignado com um lance anotado pelos juízes, partiu pra cima dos mesmos e teve que ser contido por várias pessoas.

Tal atitude resultou em duas faltas técnicas contra a equipe de Boston, sendo esses pontos ao final da partida, decisivos pra derrota.

Perkins assistiu tudo isso acontecer do banco de reservas e observou pela primeira vez seu trabalho ser jogado água a baixo por conta da falta de cabeça de um companheiro de time.

Após a partida ao ser entrevistado Perkins disse que parou pra refletir com o acontecido e viu o quanto ele já tinha prejudicado sua equipe com atitudes semelhantes, prometendo se esforçar em controlar seu gênio daquele dia em diante.

Inicialmente a promessa não foi cumprida em nos dois jogos seguintes, Perkins levou pra casa mais duas faltas técnicas.

Porém esperamos que ele amadureça e comece a cumprir com sua palavra, evoluindo assim a única parte da qual ele ainda peca em seu jogo.

Força Perkins, e parabéns pela evolução !

Por: Daniel Emiliano

Daniel Emiliano
Daniel Emiliano
Daniel é publicitário, web designer e ilustrador residente em Campinas/SP. Em 2008 uniu paixão e profissão e deu vida a um Blog de notícias e opiniões sobre o Boston Celtics.Com ajuda de outros apaixonados o Blog foi tomando proporções inimagináveis e hoje é este Celtics Brasil, o maior site sobre uma equipe da NBA no Brasil.

6 Comments

  1. Guilherme Braghetti disse:

    Sensacional materia Daniel, o cara está merecendo atenção mesmo, acredito que boa parte dessa evolução se de pelo fato de KG estar ao lado dele no garrafão e poder além de dividir o poder defensivo dar dicas de como chegar no garrafão adversário e destruir a defesa dos mesmos.
    O Celtics tem pra mim o melhor quinteto titular da liga, e se os reservas começarem a entrar no jogo para incendiar como faziam Powe e Posey que se foram e House e Tony Allen não vai ter pra ninguém esse ano.

    0

    0
  2. joao alexandre disse:

    KG sempre traz confiança e animo para o time
    qualquer jogador se sente motivado jogando com o KG e com ele apoiando 😀
    Perkins merece sim uma chance no All Star (Y)

    0

    0
  3. anderson disse:

    Muito bom o artigo.
    Com a idade chegando para o nosso trio de ferro ele e o Rondo devem assumir a liderança do nosso time.

    0

    0
  4. Gustavo Pires disse:

    Materia sensacional!!!

    0

    0
  5. Diego disse:

    Excelente matéria Daniel! Você disse uma coisa certa: Jogo ofensivo traz vitórias; já o jogo defensivo traz títulos. Vejo muitas vezes torcedores de times de futebol comemorando com gols e lindas jogadas, mas esquecem que, se não fosse os companheiros de defesa não seria possível vitória alguma. No basquete adimiro muito o jogo ofensivo, mas acho a parte defensiva um fator mais importante. Perkins tem muito a render para o Celtics.É um jogador novo, e quando passar a controlar a parte psicológica será um dos grandes nomes da NBA

    0

    0
  6. Rafael Forner disse:

    Ele melhorou demais dos anos anteriores pra k…

    Acho que o fato de Rasheed estar no banco também fez com que ele se empenhasse mais, pois tem uma boa sombra no banco.

    A tendencia é ele ser bem melhor que isso, afinal de contas ele ainda é novo, da pra melhorar bastante ainda.

    0

    0

Deixe um comentário