Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Al Horford encontra esperança na Philadelphia após fracasso em Boston

O jornalista Steve Bullpett, do Boston Herald, entrevistou o pivô Al Horford, ex-jogador do Boston Celtics, e em meio a ela, surgiram alguns pontos interessantes para o torcedor do Celtics. Confira abaixo como foi a entrevista com o dominicano.

A pergunta de Al Horford veio seguida de um sorriso, enquanto ele caminhava da quadra de treinamento do 76ers em uma quarta-feira de tarde. “O que você está fazendo aqui?” – ele disse. “Nós não jogamos há duas semanas”.

Após um aperto de mãos e com ambos sentados, foi o momento das perguntas.´”O que você está fazendo aqui?”. Ele respondeu: “Estou aqui procurando por aquele campeonato” – disse um ainda sorridente Horford, que cortou relações com o Celtics em junho, e partiu em busca do que ele achava uma situação melhor em termos de carreira na Philadelphia. “Procurando aquele campeonato.”

Contratos à parte (e essa não é uma consideração insignificante), Horford olhou para as equipes de Sixers e Celtics, e calculou que o time da Pensilvânia possuía mais chances de conquistar um título. Um movimento que pegou os gerentes de Boston de guarda baixa.

Big Al estava destinado a optar por um acordo de Free Agent, tal como ele assinou com o Celtics em 2016, mas ele e seus agentes queriam trabalhar em um acordo de longa duração para ficar em Boston. Entretanto, a situação mudou em algum momento antes do Draft e o dominicano sabia que tinha outra carta na manga.

Nada deveria ter sido dado como certo depois da decepção da temporada 2018-19.

“Bem, depois que o último ano terminou, todos estávamos decepcionados com o curso que as coisas tomaram. Eu dei alguns passos para trás, olhando para a direção que a franquia estava indo e o que estava acontecendo. E todos nós sentimos que Kyrie iria sair. Foi como, talvez ele fique, mas provavelmente ele vai sair baseado em como as coisas forem.

“E então eu estava olhando para minha carreira e para mim mesmo, e os anos que deixei para trás. Há certas coisas que queremos conquistar como time e coisas que precisávamos fazer acontecer. Nós tínhamos todas as peças da temporada passada, mas as coisas não funcionaram para nós, e pensando já na frente, eu não sabia se teríamos mais uma espera de dois anos ou seria dali pra frente. Foi isso, e a questão financeira. Quando nós começamos a conversar, o time veio com algumas coisas e não conseguíamos entrar em acordo com determinamos números . Foi quando decidi. Sabe de uma coisa? Vou me abrir para Free Agency. Eu acredito que não tenho somente certo valor em dinheiro, mas também quero estar em uma ótimo posição para vencer. A minha oportunidade é agora. É como me sinto.”

Originalmente, pensamos que o Celtics e Horford estavam encaminhando um acordo de 3 anos, mas uma quarta temporada não iria ocorrer. As coisas simplesmente não deram certo, e uma vez que o Celtics soube que seu pivô possuía oferta melhor em outro lugar, estava acabado. O pivô fechou um contrato de 109 milhões de dólares por 4 anos (97 milhões garantidos).

“Aos olhos deles, eu senti que eles fizeram o melhor que puderam, e também o que fazia sentido para eles. E obviamente, como você sabe, a minha idade sempre era citada – e eu entendo isso, eu tenho 33 anos. Mas eles fizeram o que foi melhor para eles e o que fazia sentido para eles. E isso foi difícil, pois eu sentia que fazia parte de Boston, sabia o que era ser um celta. Mas por mais difícil que fosse, eu precisava pensar além disso. Eu não poderia ir com o …”

Nesse momento, ele colocou sua mão do lado esquerdo do peito. Não havia dúvidas que todo seu coração estava em Boston por todo o tempo que passou lá e sair não foi uma escolha que ele imaginou que teria que fazer. Mas o coração que apontou estava abaixo de uma camisa de treino dos 76ers.

“Eu tive que pensar o que fazia sentido pra mim, e sobre algumas coisas que eu queria alcançar. Esses 3 últimos anos foram muito bons pra mim, mas falhamos no objetivo de conquistar mais um banner. Eu tive que tomar uma decisão bem pensada, e isso terminou na oportunidade de competir por um título e maximizar meu ganho financeiro.”

Em quadra, é certo que Al não gostaria de repetir o que ocorreu na última temporada. O repórter perguntou a ele se a decisão teria sido diferente caso Irving tivesse ficado. “Não tenho certeza se isso tem a ver comigo. Apenas penso que se Kyrie tivesse ficado, não havia nenhuma certeza que iria funcionar. Teriam que acontecer grandes mudanças, mudanças de jogadores, porque estava claro que o grupo não seria capaz de coexistir.”

“E se soubesse que Kemba Walker estava chegando?” Ele parou. “Eu não quero ser pego pensando no passado, mas sim, teria sido totalmente diferente.”

Independente disso, ele seguiu em frente. Ele gosta do que está vendo no Sixers, com Joel Embiid, e terá mais chances de jogar como ala-pivô e menos como pivô. As coisas parecem brilhantes.

Mas pode levar algum tempo para Horford esquecer a última temporada. “Foi difícil devido à inconsistência do nosso grupo”, disse sobre o time que varreu Indiana na primeira rodada dos playoffs e venceu em Milwaukee no início da segunda rodada, mas perdeu os quatro jogos seguintes. “Mas também eu sentia que tínhamos tanto talento, tanto talento, e todos nós queríamos fazer coisas grandes. Acho que apenas tinha muitos de nós. Eu apenas senti que tínhamos tanto, que foi muito, muito difícil manter todo mundo bem e focado no nosso objetivo. E isso apenas ia ficando mais no nosso caminho.”

Agora, ele e o Celtics estão em lados opostos. Celtics e 76ers irão abrir a temporada dia 23 de outubro, na Philadelphia. E as coisas ficarão ainda mais interessantes para o jogador quando fizer sua primeira aparição em Boston como um jogador do Sixers, no dia 12 de dezembro. E sim, ele já pensou na recepção.

“Eu entendo o significado dessa rivalidade e sobre minha saída e a decepção, então eu respeito isso. Eu entendo as pessoas não estarem nem um pouco felizes. O que eu penso é que eu não vou guardar mágoa de pessoas que pensam coisas negativas sobre minha saída. Elas sempre souberam como me sinto sobre elas, e eu sei que era apreciado por muitas pessoas ali”.

“Eu sinto que dei tudo que tinha. Eu dei tudo que eu tinha – na quadra, tentando ser o melhor líder que eu poderia ser, tentando ajudar meus companheiros em tudo que podia, com muito trabalho extra. Então, sem arrependimentos, mas decepção. Eu entendo que as pessoas estejam decepcionadas. Eu estou desapontado também. Nós não conquistamos o título, nós não chegamos a esse patamar.”

É possível ver a entrevista original no link: https://www.bostonherald.com/2019/10/09/al-horford-finds-hope-in-philly-after-celtics-crash/

E você, torcedor celta? Mudou sua opinião sobre a saída de Horford? Será que o Boston Celtics irá conseguir suprir a lacuna que o Dominicano deixa em nosso elenco? Deixe nos comentários!

Author avatar
Henrique Correia
Paulista, morador de Bauru no interior do estado de São Paulo, analista de suporte e corredor de rua nas horas vagas. Apaixonado por basquete, descobriu no jornalismo um hobby e quem sabe futuramente pode encontrar uma profissão. Acompanha a NBA desde 2010, torcedor fiel do Celtics, aguarda ansiosamente pra ver seu primeiro titulo.

4 comentários

  1. Fernando Henrique

    Máximo respeito ao dominicano, que ajudou muito o time nos anos que passou aqui, contribuindo com a formação dos nossos jovens jogadores e se entregando em quadra

    Melhor marcador do Embiid que existe na liga, pena que ele não vá mais ter a oportunidade de defender esse título

  2. Fernando Silva

    AH foi a perda mais sentida recentemente.

    Kemba, Brown, Tatum/GH, AH e Kanter

    Seria uma formação bem interessante.

    Uma pena.

  3. Sander

    Será engraçado nas semis da conferência, vamos pegar os Sixers e passar por cima, o Horford vai se arrepender de ter ido para os nossos maiores rivais.

    Obs: Máximo respeito pelo Dominicano.

  4. Celso Cachali Jr

    Valeu Horford por tudo, mas realmente nao fazia mais sentido ele ficar. Bater nos sixers nos playoffs vai ser a coisa mais louca nesta temporada… é o confronto que torço para que aconteça.

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.