Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Após derrotas, Isaiah Thomas critica postura e “experimentos” do Boston Celtics

A dolorida derrota do Boston Celtics para o Los Angeles Clippers por 116 a 102, na madrugada de terça-feira (7), pela temporada 2016/2017 da NBA, foi muito lamentada pelo armador Isaiah Thomas. Capitão informal do Alviverde, o camisa 4 é conhecido pelos jornalistas esportivos que cobrem a NBA como um dos primeiros atletas a se arrumar depois de um jogo e atender a imprensa, mas dessa vez a história foi diferente: meia hora depois da partida no Staples Center, Thomas ainda estava sentado no vestiário, com uma toalha branca sobre a cabeça, provavelmente pensando no tropeço celta, enquanto boa parte do elenco já estava pronta para deixar as dependências do ginásio do Clippers.

Depois de seu período de reflexão no vestiário, Isaiah Thomas foi entrevistado por Chris Forsberg, da ESPN americana, e mostrou toda a sua frustração em palavras. Além de criticar a postura celta nas derrotas para Los Angeles Clippers e Phoenix Suns, dois jogos em que o Alviverde parecia ter a vitória na mão, Thomas mostrou sua irritação com o que ele chamou de “experimentos”, o que soou ser uma crítica indireta ao treinador Brad Stevens.

“Nós devíamos ter vencido esse jogo, devíamos ter vencido o jogo em Phoenix. Não podemos fazer experimentos no 63º jogo da temporada. A forma que perdemos essa noite foi inaceitável. Nós perdemos o jogo nos últimos 15 minutos, fizemos um jogo muito bom antes disso. Isso é culpa dos jogadores, da comissão técnica, de todo o vestiário. Poderíamos ter feito muito melhor”, desabafou Thomas. Perguntado sobre os tais experimentos, Thomas não quis responder se foram as mudanças de Stevens durante a partida. “Você viu o jogo, sabe do que estou falando”.

Apesar das críticas, Isaiah Thomas disse que ainda não dá para descartar o Boston Celtics da briga pela primeira posição da Conferência Oeste, que atualmente pertence ao Cleveland Cavaliers. “Estamos a três jogos de distância, a temporada ainda não acabou. No próximo jogo, a gente pode começar uma sequência de cinco vitórias. Você nunca sabe, as coisas mudam rapidamente, mas temos que descobrir isso. Não podemos entrar em pânico, mas essa noite foi dolorida, me magoou, só sei disso”, finalizou o camisa 4.

Não é a primeira vez que Isaiah Thomas desabafa aos jornalistas após uma derrota do Boston Celtics. No dia 29 de dezembro, após derrota fora de casa para o Cleveland Cavaliers, o armador disse que o Alviverde não estava no mesmo nível da franquia de Ohio, atual campeã da NBA. Depois disso, entretanto, Thomas iniciou o seu melhor momento na temporada, que resultou na convocação para o segundo All-Star Game da carreira.

Depois das derrotas para Clippers e Suns, além das críticas de Isaiah Thomas, o Boston Celtics volta a jogar na madrugada de quarta para quinta-feira (9), às 0h30 (horário de Brasília), contra o Golden State Warriors, na ORACLE Arena, em duelo que terá transmissão da ESPN para todo o Brasil. Será o quarto compromisso consecutivo do Alviverde como visitante contra franquias da Conferência Oeste.

Author avatar
Gustavo Arruda
Gustavo, 28 anos, é maranhense de São Luís, jornalista formado pela UFMA e repórter do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011, com mais de 1.700 textos publicados. Nas horas vagas, é goleiro, armador, tio do João Gabriel e da Alice, e também dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

7 comentários

  1. Francisco Machado

    Se for por questões de estratégia ele tá certo.
    Mas se esses experimentos for em relação aos jogadores, tipo Young, Mickey de Center,…… não tem do q cornetar o Stevens, com Horford machucado e o Bradley tem q ser “poupado” em alguns minutos, se não, não joga os offs. E o Bradley fora dos offs, já tivemos essa amarga experiência.

  2. Marcelo Paolielo

    Baixinho esta certo…ele se mata o jogo todo, ele mete bola e coordena o time, dai o Brad S faz rotação e testes no meio do jogo? não é de hoje que insiste com Young, Zeller e Mickey, não dá pra ficar com esses caras, ou focamos vitórias ou vamos cair na primeira rodada do playoff…BAIXINHO VC É FOGO

  3. Eduardo Rocha

    O problema desse caso Marcelo, é que contra o Phoenix nós perdemos nos últimos segundos quando o Thomas perdeu a bola pra pra ele mesmo e o Ullis livre fez a ultima cesta. Em nenhum momento eu vi algum jogador do elenco crucificar o Thomas por isso, na verdade o Crowder veio a publico e disse que tocou a bola errada pro Thomas, mas se vc rever o lance, da pra ver que quem vacilou mesmo foi o Thomas. Antes de mais nada, eu sou fã dele, e do que ele faz em quadra pelo Celtics, mas ele tem que se lembrar que antes de jogar em Boston ele era apenas um armador de 1,72 descartado por todas as equipes que ele passou, ele devia ser mais agradecido, e seguir os conselhos do Paul Pierce, respeitar o jogo e respeitar seus colegas de time.

    • Marcelo Paolielo

      Eduardo ok ele errou concordo nisso! Mais foi um jogo uma derrota e quantas vitórias ele nos deu? Segundo cestinha da NBA 30 pontos de média… sinceramente ele tem muito crédito e temos que agradecer o baixinho se não fosse ele estariamos disputando uma 6 ou 5 vaga no leste

    • Marcelo Paolielo

      Eduardo concordo com relação apenas a derrota que ele falhou ok, um jogo perdido! Mais quantas vitórias ele nos deu??? Se não fosse o Baixinho estaríamos lutando por uma vaga de 6 a 8… Baixinho é vice cestinha da Liga… média 30 pts ta arrebentando e levando o time nas costas

  4. Raphael

    Eu acho que se ele está insatisfeito com alguma coisa ele tem que falar pra comissão técnica e para os jogadores e não falar pra imprensa e criar um clima ruim no vestiário sou fã dele mas dessa vez ele fez besteira como dizem os mais velhos roupa suja se lava em casa

  5. Gustavo Miglioretti

    Eu gosto dessas declaraçoes. Ele culpou todo mundo, nao apenas jogador X ou Y ou o Stevens, inclusive se colocou entre os culpados também. Nao é uma declaraçao arrogante, é apenas o ponto de vista dele, e ele tem se tornado cada vez mais um líder desse time, o que é otimo.

    É diferente por exemplo do Smart tretando no banco de reservas contra o Wizards ou do Crowder indo falar no twitter.

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.