Celtics 97 x 99 Pacers

Publicidade

O bom momento vivido pelo Boston Celtics desde o retorno do all-star game foi interrompido pela equipe do Indiana Pacers, que visitou o maior campeão da NBA na noite do último domingo (11), vencendo um jogo apertado pelo placar de 99 a 97. Desfalcado de dois jogadores titulares, o time de Massachusetts liderou o confronto, com certa folga, até o intervalo. No entanto, viu a liderança escapar no segundo tempo, bem com a distância na tabela para o Toronto Raptors, atual líder da Conferência Leste, distante 3.5 jogos.

As ausências do ala Jaylen Brown, que sofreu uma forte queda no jogo contra o Minnesota Timberwolves e foi posteriormente incluído no protocolo de concussão da NBA, bem como Al Horford, que não jogou por ter ficado doente, pareciam que não afetariam a equipe. O primeiro quarto foi bastante disputado mas com leve vantagem celta.  viu a liderança crescer para 10 pontos ao final do segundo quarto. No segundo quarto, a defesa voltou a funcionar e o time do técnico Brad Stevens segurou o Indiana Pacers, que marcou somente 16 pontos no período, fazendo com que a vantagem ao intervalo fosse de 10 pontos.

Porém, de forma surpreendente, no retorno para o terceiro quarto a estrela Kyrie Irving não estava entre os titulares e tampouco sentado no banco de reserva, indicando que havia ficado nos vestiários do TD Garden, sendo substituído por Terry Rozier. O armador celta, que sofre com dores em seu joelho esquerdo, não voltou para a partida, tendo jogado somente 16 minutos, marcando 7 pontos e 4 rebotes. À partir daí, a sorte do time de Indiana mudou e o terceiro quarto definiu a virada, sendo que  o alviverde de Boston não mais conseguiu reverter.

O destaque celta  sem dúvidas fica por conta da espetacular partida que fez Marcus Smart. Líder da equipe em todas as principais estatísticas, terminou a partida com 20 pontos, 7 rebotes e 8 assistências, além de 4 roubos de bola e 50% de aproveitamento nas bolas de três pontos, tendo acertado 6 arremessos em 12 tentativas. Além de Smart, o armador Terry Rozier novamente foi bem, sendo este seu 16º jogo consecutivo marcando mais de 10 pontos e seu 10º jogo em sequência acertando dois ou mais arremessos de três, feito que nenhum outro reserva na história do Boston Celtics foi capaz de realizar. Além da dupla de armadores, o ala Jayson Tatum fez boa partida, finalizando com 19 pontos, sendo bastante agressivo nas infiltrações, o que lhe rendeu 7 pontos apenas em lances livres (em 8 cobrados).

Pelo lado do Indiana Pacers, o ala-armador Victor Oladipo, forte candidato a Most Improved Player (jogador que mais melhorou de uma temporada para outra), foi o destaque, marcando 27 pontos. O pivô Miles Turner terminou a partida com um duplo-duplo, tendo anotado 19 pontos e 10 rebotes, além de ter contribuído na defesa com 3 bloqueios em arremessos. Por fim, Bojan Bogdanovic cometeu danos através dos arremessos de três pontos, acertando 4 em 5 tentativas, terminando o jogo com 14 pontos.

Com a vaga nos playoffs já assegurada, o Boston Celtics tem certa tranquilidade na tabela e parece que não será incomodado, estando na segunda posição na Conferência Leste. A próxima partida do time alviverde acontece somente na próxima quarta-feira (14), quando recebe no TD Garden o Washington Wizards, às 21h (horário de Brasília), com transmissão da ESPN. Por sua vez, o Indiana Pacers, que com esta vitória ultrapassou o Cleveland Cavaliers na tabela, agora ocupa a terceira posição na mesma Conferência Leste. Seu próximo confronto será fora de casa, contra o Philadelphia 76ers, equipe contra quem briga diretamente por posições, já que estão a somente 2 jogos de diferença na tabela.

Destaques do Celtics

Marcus Smart (20 pontos, 8 assistências, 7 rebotes e 4 roubos de bola)

Jayson Tatum (19 pontos e 5 rebotes)

Terry Rozier (16 pontos e 6 rebotes)

Destaques do Pacers

Victor Oladipo (27 pontos e 4 assistências)

Miles Turner (19 pontos e 10 rebotes – duplo-duplo)

Bojan Bogdanovic (14 pontos e 3 assistências)

Boxscore


Melhores Momentos

Eduardo Quirino
Eduardo Quirino
Eduardo, 31 anos, nascido em Niterói/RJ mas é Resendense de coração. Bacharel em Direito, estudante de Administração e flamenguista, é apaixonado por esportes e envolvido com o basquete desde os 14 anos. Ex-pilar do Volta Redonda Rugby, ex-capitão do Resende Rugby e atual ala-pivô do Basquete Resende, tem como espelho a lenda Kevin Garnett, razão pela qual começou a torcer para o Boston Celtics em 2008. KG se foi, mas o amor pelo Celtics é pra sempre! Sou um dos calouros do Celtics Brasil e espero vê-los muitas vezes por aqui!

3 Comentários

  1. Publicidade

  2. Fernando Silva disse:

    Com as contusões em momento delicado, talvez seja o caso de refletir sobre poupar o time.

    Esqueçamos o primeiro lugar, que já está longe e limitemos os minutos dos titulares. Espero ter todos, talvez até GH nos offs (se a sua condição física recomendar).

    Se os Cavs ficarem em quarto, terão os Raptors pela frente e creio que ganharão novamente.

    Pacers e Wizards não nos batem, desde que estejamos saudáveis.

    Então o momento é de administrar a enfermaria (e de um pouco de água benta).

    7

    0
    • Pedro disse:

      Concordo com você Fernando! Acho até que isso já vem sido feito. Não acho que Kyrie sairia do jogo contra os Pacers se fosse extremamente necessária a vitória.
      Theis fora da temporada segundo os sites da gringa, lesão no menisco. GRANDE perda, ele é MUITO importante defensivamente e não compromete no ataque por ser um jogador inteligente e que normalmente faz a jogada correta.
      Smart parece ter sofrido uma lesão mais séria no dedo e segundo uma fonte, não teria tempo estimado para volta. Ainge afirmou que ainda não sabe se precisará de cirurgia, ou seja, lesão séria. Smart vinha MUITO bem nas bolas de ter até aquele lance, depois dele, salvo engano, ficou 1 de 4 em arremessos de 3. (terminou com 5 ou 6 de 11).
      É amigos. ainda bem que temos 20 jogos até o fim da temporada.
      É garantir o segundo lugar e jogar a vida nos offs.
      Perdemos para o indiana pq eles fizeram a run deles com Monroe em quadra, ele é ótimo OFENSIVAMENTE, mas o Oladipo fez a mesma jogada nele 4 ou 5 vezes seguidas. É demais. Por isso o Stevens colocou o Thies, mesmo precisando de ataque naquele momento do jogo. Morris fez a partida mais fraca em tempos, isso tambpem contou, se fizesse a média dele, ganharíamos. Mas é isso. Os offs é que importam, não se iludam!
      Esse time COMPLETO, é contender, sem medo de errar.

      4

      0
  3. Marcos disse:

    Rozier-Semi-Tatum-Morris-Monroe
    Larkin-Bird-Nader-Yabu-Baynes
    Vindo do banco o Allen.

    A unidade titular até que continua boa.

    Abs verdes,

    2

    0

Deixe um comentário