Celtics 99 x 121 Cavaliers

Antes da histórica cerimônia de aposentadoria da camisa 34, utilizada pelo ídolo Paul Pierce, o Boston Celtics enfrentou, na tarde deste domingo (11), o Cleveland Cavaliers, em uma reedição da última decisão da Conferência Leste. Contando com o apoio do TD Garden lotado, o time verde e branco de Massachusetts vivia a expectativa por um bom resultado diante da franquia de Ohio, mas o que era para ser a abertura de uma grande festa se transformou em um vexame. Em sua pior atuação defensiva na temporada, o Celtics foi presa fácil para o Cavaliers, que venceu por 121 a 99, e deixou um clima pesado para a despedida de Pierce.

Como o jogo foi resolvido rapidamente a favor dos visitantes, o armador reserva Terry Rozier foi o atleta do Boston Celtics com mais tempo de quadra: 34 minutos. Nesse período, o camisa 12 foi o cestinha celta, com 21 pontos, e ainda ficou perto de um duplo-duplo, com nove rebotes. Líder do quinteto titular, o armador Kyrie Irving teve um bom início de partida, mas caiu de produção junto com o restante da equipe, encerrando o duelo com 18 pontos. Novidade entre os titulares, o ala-pivô Marcus Morris contribuiu com 17 pontos e três rebotes.

Maior ídolo do Cleveland Cavaliers, o ala LeBron James fez mais uma grande atuação diante do Boston Celtics. Além de cestinha da franquia de Ohio, James chegou perto de um triplo-duplo, com 24 pontos, 10 assistências e oito rebotes. Contratado pelo Cavaliers nos últimos minutos da Trade Deadline, o armador Jordan Clarkson teve uma boa estreia, com 17 pontos e três rebotes. Também estreante, o ala-armador Rodney Hood anotou 15 pontos, mesma marca do titular J. R. Smith.

Com a segunda derrota seguida, o Boston Celtics permanece na vice-liderança da Conferência Leste. O time verde e branco de Massachusetts tem 40 vitórias em 58 partidas e 69% de aproveitamento. Atual tricampeão da Conferência Leste, o Cleveland Cavaliers é o terceiro colocado, com 33 triunfos em 55 duelos e aproveitamento de 60%.

Depois dessa derrota desastrosa para o Cleveland Cavaliers, a equipe do Boston Celtics terá dois dias de descanso e preparação para o seu próximo compromisso na temporada 2017/2018 da NBA. O Alviverde encara o Los Angeles Clippers na noite desta quarta-feira (14), às 23h, no TD Garden, com transmissão da ESPN para todo o Brasil. Antes disso, nesta terça-feira (13), o Cavaliers enfrenta o Oklahoma City Thunder na Chesapeake Energy Arena.

Destaques do Celtics

Terry Rozier (21 pontos, nove rebotes e cinco assistências)

Kyrie Irving (18 pontos e cinco assistências)

Marcus Morris (17 pontos e três rebotes)

Destaques do Cavaliers

LeBron James (24 pontos, 10 assistências e oito rebotes / duplo-duplo)

Jordan Clarkson (17 pontos e três rebotes)

J. R. Smith (15 pontos e seis rebotes)

Rodney Hood (15 pontos e três rebotes)

Publicidade

Gustavo Arruda
Gustavo Arruda
Gustavo, 26 anos, é maranhense de São Luís, estudante de Jornalismo e repórter esportivo do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011. Nas horas vagas, é goleiro, armador, consumidor de danone, tio do João Gabriel e dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

14 Comentários

  1. Publicidade

  2. Everton disse:

    Não imaginei que o Cavs ia jogar tanto assim, realmente eles se deram bem nessa troca deles.

    Marcus Morris que as vezes consegue marcar bem Lebron, ontem não conseguiu… James fez o que quis a hora que quis o jogo inteiro. Tudo bem que não da para exigir de ninguém que o cara vá lá e anule o Lebron… Mas nos playoffs o Stevens tem que dar um jeito nisso ae. Brown ajudar mais… sei-lá…

    Pra mim a atuação ontem foi ainda pior que contra os Raptors. No segundo quarto teve um momento que o time errou cinco passes (muito bisonhos) seguidos. Parecia time de colégio… criançada de 10 anos… Cinco lances seguidos e ninguém pediu tempo nada… Deu a entender que estavam jogando de forma bem displicente.

    E também acho que esse uniforme cor de pijama da azar. hehe

    6

    0
  3. Beto Castro disse:

    Eu devo ter visto uns 40 jogos do Celtics esse ano e ontem pela primeira vez fiquei preocupado

    Foi horrível. Aquele jogo coletivo que consagrou jogadores do nível de Jerebko e Crowder na quadra de ataque simplesmente não existiu. Era Irving indo pra cima sozinho ou o resto do time chutando marcado.

    O time não movimentou a bola no ataque, não criou espaço. Acho que Irving tem parte de culpa nisso. Às vezes ele ainda incorpora o crazy shooter de Cleveland e não tem tido sucesso em envolver os companheiros

    Na defesa, ontem, Smart fez falta no perímetro

    7

    1
  4. Estava vendo o video no canal de YouTube da NBA sobre os 5 melhores momentos do The Truth!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    Que saudade kkkkkk, foi de chorar.

    3

    0
  5. JailtonSV disse:

    Foi horrível. Foi MUITO pior do que contra os Raptors. Foi parecido com as derrotas dos playoffs da temporada passada, só que sem a desculpa de que estamos em reconstrução. Foi uma partida atípica do Celtics? Gostaria de fazer um alarde mais pessimista aqui.

    De fato cedemos pontos como nunca antes na temporada. Mas, o Celtics já está acostumado a correr atrás de enormes prejuízos. Corremos atrás do OKC, Rockets, Blazers, Hornets, duas vezes contra os Pacers. Geralmente enaltecemos a capacidade de reação da equipe, mas o que quero evidenciar é a constância de estarmos perdendo por grandes vantagens.
    Somos uma das melhores equipes da liga, mas com tanta instabilidade dentro do mesmo jogo, não sei se o Celtics coloca tanto medo nos adversários como a colocação privilegiada na conferência poderia sugerir. Nós vencemos partidas, mas não dominamos nossos adversários.

    Essa partida também teve conotação psicológica, ver um time que acabou de se juntar, passar por cima de você, em pleno TD Garden, LeBron nem jogou muitos minutos, e Love estava fora.

    Agora é juntar os cacos. Stevens poderia utilizar o resto da regular pra procurar rotações mais equilibradas. Tenho certeza que ele encontrará soluções.

    7

    0
  6. VINICIUS DELLANO disse:

    Carnaval ne, nem acompanhei. Mas foi um vareio. Acho que e aquele divisor de águas um jogo desse, ou toma vergonha na cara e para de ter que sempre correr atrás, e mostrar mais consistência, ou é ladeira abaixo. Chega deu uma tristeza. Mas vamos esperar cenas dos próximos capítulos, Smart vai voltar, vai ter o ALL Star game, é só daí teremos um melhor prognóstico.

    1

    0
  7. phabio passos disse:

    ONTEM TIVE PENA E ESTAVA COM VERGONHA COM PIERCE,ONDE PODIA SER INCENTIVO A HOMENAGEM, OS CARA NÃO JOGARAM, COM PREGUIÇA ENORME E UMA MA VONTADE DE JOGAR,ONDE TREINADOR NA PARA O JOGAR SÓ PARA QUANTO EMPATAM OU VIRAM, PARA ELE SO SERVE BOLA DE 3, NÃO TEM OUTRA JOGADA, ACHO QUE ELE PENSA QUE CELTICS, E UM TIME UNIVERSITÁRIO, O CELTICS E MUITO MAIOR E GRANDE.
    ONDE NOSSO GM SÓ QUER COLECIONAR, 500 ESCOLHA DE SEGUNDA RODADA, ONDE SERVA PRA NADA, SÓ SELECIONA LIXO NA SEGUNDO AS PORCARIA COMO SEMI, YUBA, SEMI, ALLEN E BIRD E TAL SMART NÃO SERVE PRA NADA,PARA QUE TANTA ESCOLHA DE SEGUNDA RODADA, TEM O DIA PRA FAZER TROCA, COM VERGONHA DE PERDER ESCOLHA, NÃO USOU 3 CARA DESSE E MAIS ESCOLHA DE SEGUNDA RODADA TRAZIA UM CARA MELHOR PRA O BANCO, NÃO SEI PQ, SÓ O CELTICS TEM DIFICULDADE DE FAZER NEGÓCIOS, PARA TRAZER UM JOGADOR PARECE NOVELA MEXICANA, UM DRAMA, TOO MESMO DRAMA, OS OUTRO TIME FAZER NEGOCIO, PODE DAR CERTO OU NÃO, MAS GM DO CAVS, FOI CORAJOSO TROCOU METADE DO TIME, ELE SE MEXEU E FEZ ALGO.
    SE JOGAR ESSE JOGUINHO, VAI SER VARRIDO NA PRIMEIRA RODADA DO PLAYOOFS, ANO PASSADO QUASE FOMOS VARRIDOS PELO BULLS, SO NAO FOI POR CAUSA DA CONTUSÃO DE RONDO, SE NÃO….
    VAMOS CELTICS ACORDA, TEM MELHORA….A GENTE FAZ ASSINATURA DE TV PARA ASSISTIR JOGO DO CELTCS PARA PASSA VERGONHA IGUAL ONTEM, ESTOU QUASE CANSANDO MINHA ASSINATURA DE TV QUE PASSA O JOGO DO CELTICS…MEU DINHEIRO NÃO E CAPIM…..

    2

    13
  8. Fernando Silva disse:

    Nos últimos jogos tivemos em Brown, Tatum e Rozier jogadores de grande destaque.

    Já chamei atenção para este fato: nossos jovens estão assumindo um papel maior na equipe, em decorrência de lesões e ou fadiga.

    Então oscilamos mesmo.

    Quanto ao Stevens, para mim está claro que, se ele ainda não identificou uma maneira de a equipe responder ao jogo do adversário, ele não para o jogo.

    Stevens não é aquele treinador que breca o jogo sem ter o que dizer. Ele não finge e inventa uma recomendação óbvia e sem efeito ao time.

    Porém, as vezes precisamos brecar o jogo apenas para evitar que o adversário nos coloque grande vantagem ou para tentar esfriar o melhor momento alheio.

    Já que ele não se sente a vontade para brecar o jogo sem ter um comando claro à equipe, penso que deva ser sincero: pessoal pedi tempo para esfriar o oponente. Parece que estamos sem saída, então vamos trabalhar melhor a bola, chutar nos últimos segundos do nosso tempo e aumentar a agressividade na defesa. Na sequência peço outro tempo para os comandos táticos ou envio recado trocando jogadores.

    8

    0
  9. Gustavo Rangel disse:

    Foi uma partida interessante pra analisarmos os pontos nos quais a equipe precisa melhorar. Realmente, a ausencia do hustle defensivo do Smart fez falta demais nessa partida, mas vale ressaltar também que, mesmo com ele em quadra, nossa defesa estava em declínio nas últimas 10 partidas, se não me engano.

    Como era esperado, os calouros sentiram a pressão e a bola ficou mais quente e pesada na mão deles. Absolutamente normal e plausível.

    Mas esse time poderia render mais com esse lineup, pois sabemos do potencial que tem. Era uma partida na qual eu esperava uma vitória, equilibrada, porém, satisfatória. Infelizmente não veio.

    Mas não há porquê fazer alarde ou se desesperar. Eu jamais imaginaria que esse time lideraria a conferencia com a autoridade que apresentou na primeira metade da temporada. Tempos melhores virão com o amadurecimento dos calouros e, principalmente, com o retorno do Hayward. O time vai ganhar outra cara. Serão duas ameaças ofensivas de grande quilate (Hayward e Irving) e a consolidação de uma futura estrela da liga no Tatum.

    No mais, corrigir as falhas defensivas pontualmente, reduzir o individualismo e aumentar a prudência nas escolhas ofensivas.

    []s Verdes.

    4

    0
  10. Chiovato disse:

    Foi um péssimo jogo, mas importante pra vermos alguns pontos! Nosso time é instável pela idade e característica de nossos jogadores… o Celtics tem na sua maioria ‘moleques’, ou seja, jovens que quando o jogo se torna grande ou sai do controle, não é toda vez que voltam pra partida! São muitos jovens, aliados a alta rotação que Stevens faz e poucos minutos à alguns mais velhos!

    Baynes sempre falamos que devia ter mais minutos, agora com Monroe isso ficará mais dividido…. Horford tem que aparecer mais nesses jogos, não apenas em alguns! Irving é um dos líderes técnicos, mas tem que ter mais calma e amadurecer pra ser líder técnico e em quadra também!! Morris vem bem, acho que Stevens deve valorizar mais nos jogos isso, e aos poucos vejo-o fazendo isso!

    Ojeleye, Brown, Tatum, Allen, Bird, Rozier (crescente ótima), Yabusele, Nader…. por mais ‘experiente’ que pareçam em algumas partidas e por mais qualidade que tenham, os mais velhos e carimbados tem que chamar a responsabilidade pra tirar o peso destes! Smart faz isso bem apesar de não ser tãoooo mais velho, mas erra por não ser tecnicamente o cara pra isso… vemos Brown, Tatum e Rozier noutro nível, mas Stevens dá minutos demais a todos os jovens em momentos que o jogo não encaixa e o adversário tá passando em cima como foi o Cavs, enquanto que o ideal é saber dividir a responsabilidade!

    Acho nosso time bom, promissor e estará melhor nos playoffs… acredito na final de conferência e quem sabe finais da nba… acredito pelo que vi ao longo da temporada, e esses jogos ruins são os jogos que Stevens tem que ter feeling pra NÃO permitir que o time se perca e redirecione no caminho certo! Celtics vinha criativo e isso diminuiu, agora é voltar nesse padrão e focar na defesa forte que o time tinha e vinha bem! Período é irregular, MAS agora que Stevens tem que mostrar sua qualidade, acalmar e manter o time no caminho certo… alinhando isso, não vejo o Cavs à nossa frente e vejo Raptors um pouco mais decisivos individualmente…mas nada que não dê pra ganhar! Hayward por mim, só próxima temporada…deixa o cara recuperar e ganharmos com este time pra temporada seguinte debutarmos dum time que ficará mais completo!

    4

    0
  11. phabio passos disse:

    O TIME PRECISA REAGIR, ENTRA FOCADO NO JOGO,TEM HORA QUE ELE DORME NO JOGO E FICAM DISPERSOS ,E NOSSO TREINADOR TEM PARA O JOGO, QUANDO TIME TIVE MAL E NAO PARA QUANDO ESTA EMPATADO OU QUANDO TOMAMOS VIRADA. ELE TEM QUE MORRIS JOGA MELHOR VINDO BANCO E USAR MAIS BAYNES E MONROE….ACORDA CELTICS

    0

    1

Deixe um comentário