Clippers 140 x 115 Celtics

Na noite de segunda(11) o Boston Celtics voltou ao Staples Center, dessa vez para enfrentar o Los Angeles Clippers, no último compromisso de sua road trip. Diferente dos jogos anteriores, o Celtics foi totalmente dominado por um Clippers inspiradíssimo e finalizou sua viagem com uma derrota.

O primeiro período de jogo foi equilibrado, a equipe celta fazia uma boa defesa e forçava a equipe do Clippers a vários erros. No ataque, a equipe celta rodava bem a bola entre seus jogadores, dividindo os arremessos de forma bem coletiva. Já a equipe da casa tinha seu ataque liderado por Gallinari, que fez os primeiros oito pontos da equipe no jogo. Final do período 24 x 19.

No segundo período Lou Williams apareceu para o jogo e deixou a defesa celta em uma situação difícil, toda jogada de pick-n-roll parecia funcionar e nossa defesa não tinha resposta para o jogo do Clippers, isso somado a alguns erros na marcação de nosso perímetro, nos deixaram ainda mais atrás no placar. Rozier produziu uma fagulha de esperança vindo do banco celta, mas não foi páreo para o aproveitamento de 64% do Clippers nos arremessos de quadra. Placar do intervalo 62 x 49.

O terceiro período passou por poucas mudanças. No início a equipe celta conseguiu cortar parte da vantagem para dar esperanças ao torcedor. Mas sempre que o Celtics ameaçava uma reação, a equipe do Clippers parecia ter uma resposta imediata, e voltava abrir vantagem. Os erros eram os mesmos, erros na marcação de perímetro, e defesa totalmente perdida no pick-n-roll. Brown e Irving até tentaram com uma  boa sequência de jogadas colocar a equipe de volta no jogo, mas sem conseguir segurar o ataque da equipe da casa, era impossível reagir no jogo. Placar do período 101 x 85.

No ultimo período as coisas não melhoraram. Sem conseguir parar o ataque do Clippers, o Celtics não conseguiu mudar a história do jogo. Final de jogo 140 x 115.

Pelo lado da equipe celta podemos destacar Rozier, que contribuiu com vinte e seis pontos vindo do banco e Brown com vinte e dois pontos e sete rebotes. Kyrie Irving também foi bem e anotou um duplo-duplo com dezoito pontos e onze assistências. A equipe termina a sequência de jogos fora de casa, com três vitórias e uma derrota. A equipe fez uma partida excepcional contra o Warriors, uma boa partida contra o Kings e uma partida mediana contra o Lakers. Contra o Clippers a nossa defesa foi muito mal e não foi capaz de se acertar durante o jogo. Um jogo na qual tivemos pouquíssimos destaques positivos e fomos dominados pela equipe da casa em todo o jogo. Resta saber como o time irá responder na quinta feira(14) às 20h30 horário de Brasília, contra o Sacramento Kings no TD Garden.

O Clippers teve uma partida excepcional, a equipe terminou com aproveitamento de 61% nos arremessos de quadra e 46% nas bolas de três pontos. Gallinari terminou com vinte e cinco pontos, Zubac com catorze pontos e sete rebotes, Harrell com vinte pontos e Lou Williams com trinta e quatro pontos, uma ótima atuação coletiva da equipe. O Clippers volta a jogar terça(12) contra o Portland Trail Blazzers no Staples Center às 23h30 horário de Brasília.

 

Destaques do Clippers

Danilo Gallinari (25 pontos e 5 rebotes)

Ivica Zubac (14 pontos e 7 rebotes)

Lou Williams (34 pontos  e 5 assistências)

Montrezl Harrell (20 pontos e 6 rebotes)

Patrick Beverley (11 pontos, 5 rebotes e 6 assistências)

Landry Shamet (11 pontos e 5 assistências)

Shai Gilgeous-Alexander (12 pontos e 5 rebotes)

Destaques do Celtics

Kyrie Irving (18 pontos e 11 assistências)

Jaylen Brown (22 pontos e 7 rebotes)

Terry Rozier (26 pontos)

Marcus Morris (11 pontos)

 

Melhores momentos

 

Publicidade

Henrique Correia
Henrique Correia
Paulista, morador de Bauru no interior do estado de São Paulo, analista de suporte e corredor de rua nas horas vagas. Apaixonado por basquete, descobriu no jornalismo um hobby e quem sabe futuramente pode encontrar uma profissão. Acompanha a NBA desde 2010, torcedor fiel do Celtics, aguarda ansiosamente pra ver seu primeiro titulo.

5 Comentários

  1. Publicidade

  2. Erondi Nunes disse:

    Embora Lou Williams e Gallinari tenham jogado no modo mvp, levar 140 de um time first round é inaceitável.

    Contra os Fakers o time já rendeu abaixo, era visto q se jogassem assim com os Clippers iam perder.

    Assim fica difícil ter o 3 seed, mesmo tendo confronto direto com 76 e Pacers.

    Aproveitamento do Marcus Morris vêm caindo drasticamente.

    1

    1
  3. Marco Antônio de Paula disse:

    Uma verdadeira surra. Não podemos tomar 140 pontos em um jogo. A diferença tática dos times é gritante. Enquanto o “Mago” Stevens ignorava o atropelo de braços cruzados, Rivers mostrou o que é treinar um time e impor sua postura em quadra. Todo esquema defensivo da equipe vai mal. Garrafão defensivo não existe a muito tempo. Não me iludo com esse time . Falta vontade em quadra. Quando pegamos times determinados geralmente tomamos uma surra.

    3

    4
  4. Celso Cachali Jr disse:

    Nosso problema sempre foi garrafao, o Morris deixou seu basquete em dezembro faz tempo que tem jogado bem.
    Theis é um jogo bom 10 péssimo.
    Baynes parado na linha de 3 me faz quase ter ataque cardíaco, não é possível que Stevens desenha uma jogada para ele arremessar de fora.
    Horford parece que só sabe jogar contra o embid. Pq faz jogos muito soft 1 rebote e inadmissível.
    Williams deve ter pegado a mulher do Stevens não é possivel o garoto tem muito mais vontade que os 3 e o Morris.
    Ótimo jogo do rozier e bronw… Já está na hora de Bronw ser o títular.
    Irving até que foi legazinho. Mas não me encanta mais.

    2

    7
  5. Fernando Silva disse:

    Vi o resumo do jogo.

    Até a parte final do Q2 estamos próximos.

    A partir daí, esquecemos de defender.

    2

    1
  6. Teobaldo disse:

    Estou lendo Clippers 140, mas deve ser erro de digitação. Não seria Clippers 104?

    1

    0

Deixe um comentário