Destaque na China, Jonathan Gibson assina contrato curto com o Boston Celtics

Publicidade

Sem poder contar com o armador Kyrie Irving para o restante da temporada 2017/2018 da NBA, o Boston Celtics deve confirmar, nas próximas horas, mais uma mudança em seu elenco. De acordo com o jornalista Shams Charania, do Yahoo! Sports, a franquia verde e branca de Massachusetts acertou um contrato de dez dias com o armador Jonathan Gibson, de 30 anos, que estava no Qingdao DoubleStar Eagles, da China.

Revelado pelo New Mexico State Aggies, equipe que defendeu por quatro anos no basquete universitário, Jonathan Gibson não foi selecionado no NBA Draft 2010 e rodou o mundo desde então: além de defender equipes de Israel e Itália, o armador foi cestinha das ligas da Turquia, do Irã e da China. Pelo Qingdao DoubleStar Eagles, Gibson teve médias de 33,7 pontos na temporada 2017/2018 da Chinese Basketball Association (CBA).

Está será a segunda passagem de Jonathan Gibson pela NBA. Na temporada 2016/2017, o armador defendeu o Dallas Mavericks por 17 partidas, com médias de 6,2 pontos e 1,5 assistências em 13,6 minutos. Além disso, Gibson já atuou pelo Boston Celtics na NBA Summer League de 2012, onde registrou médias de 7,0 pontos, 1,6 assistências e 1,3 rebotes em 12,8 minutos por jogo.

Jonathan Gibson foi contratado pelo Boston Celtics para os últimos três compromissos da equipe na temporada regular, substituindo o ala-armador Xavier Silas, que foi contratado no dia 28 de março e deixará o elenco celta após o duelo desta sexta-feira (6), contra o Chicago Bulls. A tendência é que Gibson esteja disponível para o jogo diante do Atlanta Hawks, que será neste domingo (8), em Boston.

Assim como Xavier Silas, Jonathan Gibson assinará contrato com o Boston Celtics através de uma exceção da NBA, que autoriza um time a extrapolar o limite de 15 atletas inscritos por tempo limitado, desde que pelo menos quatro jogadores percam três partidas seguidas por lesão. A exceção não pode ser utilizada nos playoffs, ou seja, Gibson terá que deixar o Celtics após o último duelo da temporada regular, no dia 11 de abril, contra o Brooklyn Nets.

Gustavo Arruda
Gustavo Arruda
Gustavo, 26 anos, é maranhense de São Luís, estudante de Jornalismo e repórter esportivo do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011. Nas horas vagas, é goleiro, armador, consumidor de danone, tio do João Gabriel e dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

3 Comentários

  1. Publicidade

  2. Fernando Silva disse:

    ala do Boston Celtics Gordon Hayward continua a reabilitação da grave lesão que ele sofreu em outubro do ano passado em sua partida de estreia por seu novo time. Por mais animadora que pareça sua evolução física, seu treinador Brad Stevens já afirmou publicamente que Hayward não vai voltar a jogar nesta temporada. Porém, o ala de 27 anos ainda não desistiu de ajudar seu time na campanha da temporada 2017-18.
    “A esperança ainda está lá”, disse Hayward nesta sexta-feira (09) sobre voltar nesta temporada, de acordo com Scott Souza, do Providence Journal. “É algo que ainda estou trabalhando para que aconteça. Mas se isso não acontecer, não aconteceu”.

    Vídeos de movimentos do atleta têm animado os torcedores que acreditam ainda na volta dele pelo menos para os playoffs. A temporada regular da NBA termina em abril, e dependendo do desempenho dos Celtics, a pós-temporada pode ir até junho, o que daria ainda cerca de três meses para Hayward voltar às quadras.

    0

    0
  3. Fernando Silva disse:

    Se o time estivesse completo, seria ótimo. Mas entrar com o time remendado, acho mais arriscado pois exigirá mais de GH.

    1

    0
    • Netto Santos disse:

      O problema é que se o time chegar na final da conferência, Gordon vai querer entrar pra ajudar com certeza, tbm prefiro que ele não volte nesse momento, mas vai ser difícil negar isso ao GH.

      0

      0

Deixe um comentário