George Mikan vs Ed Macauley

Saiba tudo sobre o confronto entre dois dos melhores (e maiores) pivôs das décadas de 1940 e 1950.

Pode parecer estranho hoje, mas no começo, o basquete era considerado um esporte para homens mais baixos e ágeis. Era imaginável à época que alguém fosse capaz de saltar tão alto (3,05 m) para interceptar a bola antes mesmo de ela entrar na cesta. Foi neste cenário que apareceu um jogador que mudaria para sempre a história da NBA. Acompanhe na coluna de hoje o duelo entre Mikan e Macauley, e saiba como George Mikan transformou a liga de basquete norte-americana.

Duelo de titãs – Disputa mortal no garrafão

Se você achava que os bad boys de Detroit das décadas de 1980 e 1990 jogavam “pesado”, é por que não sabia como as partidas eram disputadas nos primórdios da NBA. George Mikan, a principal estrela da coluna de hoje batia muito, mas também apanhava bastante. O saldo em toda a carreira de Mikan foi de quatro dentes, duas pernas, um pé, uma mão, um nariz e três dedos quebrados, além de levar 166 pontos por causa de cortes. Com esses números impressionantes de fraturas, podemos chamar os duelos de garrafão dos anos iniciais da NBA de mortais. Agora, vou tratar do confronto entre Mikan e Macauley.

Em uma liga dominada por jogadores baixos, Mikan encontrou terreno livre para brilhar quando ingressou na BAA (que se tornaria NBA, em uma fusão com a NBL) em 1948. George Mikan teve de esperar alguns anos até encontrar um adversário a sua altura ( de fato !). Ed Macauley ingressou na NBA em 1950, mas começou a brilhar de fato em 1951. Neste mesmo ano, Mikan e Macauley fizeram um duelo memorável, no 1° All Star Game da história da NBA. Enquanto Ed Macauley marcou 20 pontos e foi eleito MVP do jogo das estrelas, George Mikan conseguiu apenas 12. Mas o troco veio anos depois, no All Star game de 1953, quando Mikan dominou o duelo no garrafão, ao marcar 22 pontos e apanhar 16 rebotes. Com tal desempenho, George Mikan foi eleito o melhor jogador do duelo das estrelas.

Enquanto Mikan centrava seu jogo no garrafão, sendo que a NBA teve até de rever suas regras para que o pivô não dominasse o jogo completamente, Macauley também podia jogar um pouco mais afastado da cesta, não chegando a atuar no perímetro, mas muito próximo dele. A arma mortal e indefensável de George Mikan era o gancho ( com ambas as mãos), que era feito muito próximo à cesta. Por pontuar quase que exclusivamente dentro no garrafão, Mikan geralmente marcava menos pontos quando enfrentava Ed Macauley, pois o mesmo sabia pontuar em diferentes lugares da quadra. Foi exatamente contra George Mikan que Macauley marcou seu recorde de pontos em uma única partida, 46, em 1953 no Boston Garden.

Macauley era um pontuador nato e sabia aproveitar muito bem os espaços que lhe eram cedidos, porém seu físico o prejudicou muito. “Easy Ed” era um jogador alto, com 2,03 m de altura, mas muito magro, sendo que pesava apenas 89 kg. Como era muito magro, Ed Macauley era facilmente vencido em um duelo de força no garrafão, principalmente em disputas por rebotes. Seu físico pouco avantajado foi o principal motivo de sua saída do Boston Celtics, e também a razão pela qual foi campeão da NBA apenas uma vez. Por outro lado, além de ser alto, Mikan também era muito forte, assim, George Mikan dominou a liga até se aposentar e conquistou sete títulos na carreira: dois da NBL (National Basketball League), um da BAA (Basketball Association of America) e 4 da NBA (National Basketball Association).

Raio X

Confira abaixo breves biografias sobre George Mikan e Ed Macauley.

George Mikan – O homem que mudou a NBA

George Lawrence Mikan Jr. nasceu no dia 18 de junho de 1924, em Joliet, no estado de Illinois. Mikan pertencia a uma família croata. Quando criança, George Mikan teve uma lesão tão grave no joelho que teve de ficar na cama por um ano e meio. Desde a infância, Mikan queria ser padre, mas, no ensino médio, ele descobriu um esporte que o agradou muito. George Mikan teve de lutar muito para jogar basquete em uma universidade, pois poucos acreditavam nele, já que, além de ser muito alto (pouco ágil), ele também usava óculos. Mas Mikan estava determinado em mostrar o contrário, que poderia sim jogar basquete, e mais, que seria uma grande estrela no esporte.

Logo que entrou na universidade, Mikan demonstrou todo seu potencial, sendo eleito melhor jogador universitário em 1944 e 1945. Em 1945, George Mikan liderou sua universidade (DePaul) ao título do NIT em 1945, sendo eleito MVP do torneio, ao marcar 120 pontos em apenas três jogos, incluindo 53 em uma vitória de 97 a 53 contra a universidade de Rhode Island. Ou seja, sozinho Mikan marcou o mesmo número de pontos que a equipe adversária inteira.

Após se formar, George Mikan ingressou na NBL, e continuou a se destacar, liderando sua mais nova equipe a um título da liga: em 1947. Ao final da temporada de 1947 o Chicago Gears declarou falência. Com isso, foi um realizado um novo draft para determinar em que clube iriam jogar os agora ex-atletas do Gears, e Mikan foi selecionado pelo Minneapolis Lakers.

Em seu primeiro ano no Lakers, o pivô sagrou-se mais uma vez campeão da NBL, vencendo a série final contra o Rochester Royals por 3 a 2. Mikan obteve uma incrível média de 27.5 pontos nas finais. Após essa temporada, a NBL começou a entrar em decadência, e seus principais times migraram para a BAA, que, em 1949 se fundiria com a NBL para criar a NBA.

Na sua primeira participação de BAA, Mikan liderou o Lakers com uma média de 28.3 pontos por jogo, o que correspondia a 1/3 da produção ofensiva do Lakers. Na final da liga, o Minneapolis Lakers enfrentou o Washington Capitols, que era treinado por Red Auerbach. O Lakers venceu a série melhor de sete partidas por 4 a 2, mesmo com Mikan jogando os três últimos jogos da série com a mão quebrada. Em 10 jogos de pós-temporada, George Mikan obteve uma excelente média de 30.3 pontos. Esse desempenho impressionante de Mikan fez com que a liga mudasse alguma de suas regras (saiba mais no tópico abaixo quais foram alteradas).

Em 1949/1950 ocorreu a fusão das ligas para nascer a NBA. mais uma vez o Lakers chegou até a decisão, enfrentando desta vez o Syracuse Nationals. O time de Minneapolis venceu a série final novamente por 4 a 2. O desempenho de Mikan nos playoffs foi ainda melhor que na temporada anterior, marcando 31.3 pontos por partida. No ano seguinte o Lakers não conseguiu chegar à final, sendo derrotado na semi pelo Rochester Royals por 3 a 1. Vale lembrar que Mikan jogou esta série no sacrifício, com uma perna quebrada. O fato curioso da temporada de 1949-1950 foi que em um jogo contra o New York Knicks em Nova York, o placar mostrava George Mikan contra o Knicks. Os companheiros de Mikan no Lakers chegaram a chamá-lo no vestiário e dizer “Estão anunciando que você vai enfrentar o Knicks hoje. Vá lá e jogue contra eles”, mas ao fim George Mikan se entendeu com seus companheiros e eles foram jogar juntos contra o Knicks.

Na temporada de 1951/52, Mikan finalmente começou a marcar menos pontos. Saiba porquê no tópico a seguir (Mudança de regras). Sua média de 23.8 pontos foi quase 5 a menos do que havia conseguido na temporada anterior. Mas, mesmo com o número menor de pontos, Mikan ainda era um dos melhores reboteiros da liga, com uma média de 13.5 em 1951/1952. E mais uma vez George Mikan liderou o Lakers ao título, derrotando na série final o NY Knicks por 4 a 3.

Mesmo com sua média de pontos ainda mais baixa na temporada seguinte, Mikan ainda era o segundo melhor da liga no quesito. Além disso, em 1952/53 George Mikan foi o líder da liga em rebotes, com 14.4 por partida. Com Mikan em grande fase nos pontos e rebotes, o Minneapolis Lakers venceu mais um título, derrotando novamente na decisão o Knicks, dessa vez por 4 a 1.

George Mikan liderou o Minneapolis Lakers a levantar mais uma taça em 1953/1954. Este era o terceiro título consecutivo do Lakers, e o quinto em seis anos. Apenas outras três franquias conquistaram três taças consecutivas na NBA: o Boston Celtics, que venceu oito seguidas (de 1959 a 1966), o Chicago Bulls duas vezes na década de 1990 (de 1991 a 1993 e 1996 a 1998) e o Lakers no início dos anos 2000 (de 2000 até 2002).

Mikan surpreendeu o mundo do basquete ao anunciar sua aposentadoria ao final da temporada 1953/1954. O pivô disse anos depois que tomou tal decisão, pois queria seguir com sua carreira fora do basquete e para poder criar sua família.

Dois anos depois o pivô voltou a jogar, participando, novamente pelo Lakers, dos últimos 37 jogos da temporada em 1956. Apesar do esforço de Mikan, o Lakers foi derrotado na primeira rodada dos playoffs, e George Mikan se aposentou de vez das quadras. Em 1958, Mikan aceitou ser técnico do Lakers, o que acabou sendo um grande fracasso, e ele deixou o cargo com uma campanha pífia de apenas nove vitórias em 40 jogos. Em 1959, George Mikan foi o primeiro jogador a ingressar no Hall da Fama do basquete.

George Mikan seguiu fora do basquetebol até 1967, quando participou da criação de uma liga rival da NBA, a ABA. Mikan foi comissário da ABA até 1969. O pivô voltou a participar do esporte em 1989/90, quando conseguiu levar um novo time para Minnesota, o TImberwolves. Lembrando que o Lakers deixou Minneapolis em 1960, indo para Los Angeles.

Mikan lutou até seu último suspiro contra a diabetes, e por ajuda aos jogadores que atuaram antes da era de ouro da liga (1965). Os atletas que jogaram antes desse ano foram muito mal pagos, comparado ao que um jogador ganha hoje. George Mikan mal tinha dinheiro para tratar sua diabete, o que o levou a falecer no dia 1° de junho de 2005.

Em abril de 2001, antes do falecimento de Mikan, foi erguida uma estátua em sua homenagem em Minnesota. O mais engraçado na história é que Mikan recebeu uma homenagem do Wolves e não do Lakers, já que o pivô foi responsável por 1/3 dos títulos que a franquia possui hoje (15) e não teve seu número (99) aposentado. Quem de fato homenageou Mikan no Lakers foi Shaquille O´Neal, que se ofereceu para pagar o funeral em 2005. Apesar do jeito durão, Mikan era um legítimo cavalheiro fora das quadras.

Mudança de regras

Veja agora algumas regras que Mikan mudou ou forçou que a liga criasse, para que ele não dominasse o jogo.

A primeira foi a da interceptação. No meio de jogadores baixinhos, Mikan podia saltar e impedir que a bola entrasse na cesta. Por isso não é permitido hoje interceptar a bola quando ela está acima do aro e quase entrando na cesta.

Em 1950, o Fort Wayne Pistons derrotou o Lakers por 19 a 18, o menor placar da NBA. Para conseguir a vitória, o Pistons ficava muito tempo com a bola, segurando o jogo, por isso um placar tão baixo. Assim, a liga decidiu diminuir o tempo de posse de bola, de 30 segundos para 24.

Para evitar que Mikan ficasse marcando muitos pontos no garrafão, a liga instituiu a regra dos 3 segundos no garrafão. Por isso a média de George Mikan caiu cinco pontos em 1951/52.

Além disso, George Mikan foi um dos responáveis por inserir a linha de 3 pontos na ABA, que depois foi usada na NBA.

Carreira de George Mikan em números:

Jogos : 439

Por jogo:

Carreira

Minutos

34.4

8.350

Pontos

23.1

10.156

Rebotes

9.5

4.167

Assistências

2.8

1.245

Roubos

1,9

1,724

Ficha de George Mikan:

Nome: George Lawrence Mikan Jr.

Apelido: Mr. Basketball

Nascimento: 18  de junho de 1924, em Joliet (Illinois)

Altura: 2,08m

Clubes: Chicago Gears (1946-1947) e Minneapolis Lakers (1947-1954)

Número: 99

Posição: Pivô

Títulos: Campeão do NIT em 1945; MVP do NIT em 1945; Eleito duas vezes melhor jogador universitário (1944 e 1945); Duas vezes campeão da NBL (1947 e 1948); MVP da NBL (1948); Campeão da BAA (1949); Campeão da NBA (1950, 1952, 1953 e 1954); Quatro vezes All Star (de 1951 a 1954); MVP do All Star Game (1953); Melhor pivô da NBA (de 1949 a 1954); Eleito melhor jogador da primeira metade do século XX pela Associated Press (1950); Eleito um dos 50 melhores jogadores da história da NBA (1996).

Easy Ed

Para saber mais de Ed Macauley, confira o primeiro artigo da série Craques do passado:

http://www.celticsbrasil.com.br/index.php/charles-edward-macauley/

Carreira de Ed Macauley em números:

Jogos : 641

Por Jogo:

Carreira

Minutos

35.7

18.071

Pontos

17.5

11.234

Rebotes

7.5

4.325

Assistências

3.2

2.079

 

 

 

Ficha de Ed Macauley:

Nome: Charles Edward Macauley

Apelido: Easy Ed

Nascimento: 22 de março de 1928, em Saint Louis (EUA)

Altura: 2,03 m

Clubes: Saint Louis Bombers (1949-50), Boston Celtics (1950-1956) e Saint Louis Hawks (1956-1959)

Número: 50 (Bombers), 22 (Celtics), 50 e 20 (Hawks) 

Posição: Ala-Pivô

Títulos: Melhor jogador universitário (1948, 1949); Associated Press College of the Year (1949); Campeão do NIT (1949); MVP NIT Championship (1949); All NBA First Team (1951 a 1953); Sete vezes All Star (de 1951 a 1958); MVP do All Star Game (1951); Campeão da NBA (1957/58).

Videoteca

Confira abaixo alguns vídeos com os melhores momentos da carreira de George MIkan e do duelo entre ele e Ed Macauley.

Melhores momentos do 1° All Star Game, disputado em 1951, com um dos primeiros duelos entre Mikan e Macauley:

http://www.youtube.com/watch?v=hN1rh9J4MTw

Veja abaixo os grandes momentos da primeira dinastia da NBA, o Minneapolis Lakers, que conquistou cinco títulos em seis anos:

http://www.youtube.com/watch?v=8gBd-hiiSfo

Confira agora um vídeo com as melhores jogadas de George Mikan:

http://www.youtube.com/watch?v=8xEoCsDKXPo

Por último, um dos grandes momentos da história dos playoffs: Mesmo com a mão quebrada, Mikan lidera o Lakers ao título de 1949:

http://www.youtube.com/watch?v=TrRO1jCPrzg

Fontes: www.nba.com/history

FOX, Larry. Illustrated History of Basketball, New York, 1974.
SULLIVAN, George. Boston Celtics – Fifty Years: A Championship Tradition, Boston, 1996.

Por: Flávio Catandi

Flávio Catandi
Flávio Catandi
Jornalista e Radialista apaixonado por basquete. Participa do Celtics Brasil desde 2008. Já foi redator, colunista e hoje é editor do site. Nas horas vagas gosta de escrever roteiros e gravar curtas e documentários. Pode ser encontrado na cidade de São Paulo com uma camiseta Celta.

8 Comments

  1. Belo texto!

    Parabéns, Flavio, por sempre dar valor aos velhos tempos! rs

    Parabéns mermo

    0

    0
  2. gustavo_taio disse:

    Excelente texto, Flávio.
    É sempre bom resgatar um pouco da história da nba , principalmente pra essa nova geração que não pode ver os old times da nba, você se assusta com a evolução que a NBA teve dakele tempo até hoje, muitas coisas, regras mudaram , só não mudou a arte de se jogar basquete.

    Parabéns flávio ,um dos melhores artigos que li do CelticsBrasil

    0

    0
  3. Flávio Di Donato Catandi disse:

    Muito obrigado, Pedro e Gustavo.

    O número de minutos em quadra de Mikan é pequeno (8.350), pois a liga começou a contabilizar o tempo que os jogadores atuavam em uma partida apenas a partir da temporada 1951/52.

    0

    0
  4. Nicolas Kruger disse:

    Essa materia mostra como a nba hoje é diferente,hj qualquer toque no adversario já é falta.

    0

    0
  5. JPakaTRAIN disse:

    Parabéns pelo texto!!!

    0

    0
  6. Matheus Porto disse:

    BOOOOOA
    Fico Fera mano 😉
    Parabéns!!

    0

    0
  7. The History of the NCAA Basketball Tournament | Long Range Two Way Radios disse:

    […] George Mikan vs Ed Macauley | Celtics Brasil […]

    0

    0
  8. Celticsbrasil disse:

    Celticsbrasil

    […] something about celticsbrasil[…]

    0

    0

Deixe um comentário