Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Mavericks 98 x 111 Celtics

Para muitas equipes da NBA, fazer uma sequência de partidas como visitante contra franquias de outra Conferência costuma ser uma missão muito ingrata, o que é compreensível. Afinal de contas, além de lidar com a pressão dos ginásios adversários, os times treinam pouco, viajam muito, sofrem com desfalques. O Boston Celtics passou por todos esses obstáculos em uma semana, mas a primeira parte da “Marcha para o Oeste” na temporada 2016/2017 foi extremamente produtiva para a franquia de Massachusetts: na noite desta segunda-feira (13), o Alviverde bateu o Dallas Mavericks por 111 a 98, em pleno American Airlines Center, e encerrou a série fora de casa com três vitórias em quatro jogos.

Depois de um início de jogo equilibrado, com o Dallas Mavericks assumindo temporariamente a liderança, o Boston Celtics fechou o primeiro período com a vitória por 30 a 28 e ampliou a vantagem no período seguinte: com 18 pontos de Isaiah Thomas e 17 de Marcus Smart, a franquia verde e branca foi para o intervalo vencendo por 61 a 50.

Nos primeiros minutos do terceiro período, o Boston Celtics conseguiu manter a boa vantagem sobre o Dallas Mavericks, mas essa folga no placar durou pouco tempo. Com vários erros na quadra de ataque, o Alviverde diminuiu o ritmo e permitiu que o Mavericks cortasse a diferença para apenas um ponto. Porém, no último quarto, a franquia do Texas sentiu a pressão: com boas atuações de Isaiah Thomas e Kelly Olynyk na quadra de ataque, além de uma surpreendente participação defensiva de James Young, o Celtics cortou a reação do Dallas e confirmou a vitória no American Airlines Center.

Mais uma vez, o destaque do Boston Celtics foi o armador Isaiah Thomas, que foi o cestinha da partida em Dallas, com 29 pontos, e ainda contribuiu com oito assistências. Substituto dos lesionados Avery Bradley e Jaylen Brown, o armador Marcus Smart também fez uma grande partida, principalmente no primeiro tempo, e encerrou o jogo com 19 pontos. Entre os reservas, destaque para o ala-pivô canadense Kelly Olynyk, que fez 15 pontos e pegou sete rebotes. Além disso, outros três atletas conseguiram uma boa marca de pontos: o pivô Al Horford (11), o ala-armador Gerald Green e o ala Jae Crowder (10 pontos cada).

Revelação do Dallas Mavericks na temporada, o jovem armador Yogi Ferrell saiu do banco de reservas para substituir Deron Williams, expulso no final do segundo quarto, e anotou 20 pontos. O ala Harrison Barnes, deslocado para a posição 4, também foi bem, com 19 pontos, três rebotes e três assistências. Maior ídolo da história da franquia do Texas, o ala-pivô Dirk Nowitzki fez 18 pontos, mesma marca do ala Wesley Matthews.

Com a vitória em Dallas, a terceira consecutiva como visitante, o Boston Celtics manteve a folga na segunda posição da Conferência Leste e encurtou a distância para o líder Cleveland Cavaliers, que tem uma vitória a mais e dois jogos a menos que o Alviverde. Agora, a equipe celta tem 36 vitórias em 55 jogos e 65,5% de aproveitamento. O Dallas Mavericks, por sua vez, está na 11ª colocação da Conferência Oeste, com 22 triunfos em 55 duelos e 40% de aproveitamento.

Antes da parada para o All-Star Game, o Boston Celtics terá um back-to-back pela frente, e o primeiro compromisso será disputado nesta quarta-feira (15), às 22h30, contra o Philadelphia 76ers, no TD Garden. Também nesta quarta, o Dallas Mavericks encara o Detroit Pistons no Palace of Auburn Hills.

Destaques do Mavericks

Yogi Ferrell (20 pontos e cinco assistências)

Harrison Barnes (19 pontos, três rebotes e três assistências)

Wesley Matthews (18 pontos e sete rebotes)

Dirk Nowitzki (18 pontos e cinco rebotes)

Destaques do Celtics

Isaiah Thomas (29 pontos e oito assistências)

Marcus Smart (19 pontos, três rebotes e três assistências)

Kelly Olynyk (15 pontos e sete rebotes)

Al Horford (11 pontos e cinco rebotes)

Author avatar
Gustavo Arruda
Gustavo, 28 anos, é maranhense de São Luís, jornalista formado pela UFMA e repórter do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011, com mais de 1.700 textos publicados. Nas horas vagas, é goleiro, armador, tio do João Gabriel e da Alice, e também dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

4 comentários

  1. Sander

    Ibaka nos Raptores, pode nos complicar hein…

  2. Marco Ferreira

    E essa história de IT sair?
    Certo que a troca é maluca Jimmy Butler e Paul George, mas o nosso anão é intocável no Celtão!

    Alguém está sabendo de algo?

    Sempre fui muito fã de Jimmy Butler e De Marcus, mas se o Paul George vier seria uma otima, desde que IT fique!

    IT, Butler, Jae, Paul George e Al!

    Titulo!

  3. PHABIO PASSOS

    BEM, IBAKA TA INDO PRA TORONTO, POR ROSS E PRIMEIRA ESCOLHA DE 2017…
    E NOS SERA NAO VAMOS DAR MELHORADA NO TIME….. TODO MUNDO SE REFORÇANDO E SE AJEITANDO E NOS PARAMOS, COM TAL YOUNG, ZELLER,JACKSON E MICKEY, E OUTRO PODE SE INCLUIDOS EM TROCA, SERA QUE VAMOS ASSIM PARA PLAYOFFS, COM BANCO QUE NA OPÇAO,,,, VAMOS AINGE….

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.