Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Pré-temporada 2016: Knicks 107 x 119 Celtics

Em sua primeira visita ao Madison Square Garden (local que tem sido quase uma segunda casa pro Celtics, graças aos vários resultados positivos lá conquistados ultimamente), na temporada 2016/2017, o maior campeão da NBA confirmou a freguesia do time da Big Apple e arrancou uma convincente vitória na casa do adversário.

Os destaques foram muitos.

Para começo de conversa, uma das maiores fraquezas do time, na última temporada, foi seu ponto forte no jogo deste sábado: as bolas de longa distância da equipe funcionaram e, com um inacreditável aproveitamento de 50% em suas tentativas (13 em 26), o Celtics castigou seu rival, que acertou apenas 11 em 27 tentadas.

A defesa coletiva também apareceu, ao ter forçado 20 erros de ataque do rival de divisão.

Já sob uma ótica individual, o primeiro nome a ser destacado é o do segundanista R.J. Hunter, que, sem sombra de dúvidas, fez sua melhor atuação com o manto celta. O camisa 28 marcou 17 pontos, muitos destes no quarto final, e mostrou um arsenal variado de ataque, pontuando através de bolas de 3 (seu carro-chefe), infiltrações e arremessos de média-distância. Acima de tudo, Hunter mostrou confiança, o que é primordial para um arremessador.

Seu maior rival pela 15ª vaga do elenco, James Young, também não decepcionou, embora não tenha brilhado tanto quanto. Como maior destaque, vale frisar uma jogada em que o camisa 13 se jogou no chão, para evitar a saída da bola, proporcionando um contra-ataque e fáceis 2 pontos para seu time. A disputa ainda está aberta e os dois jogos finais serão decisivos para os jogadores convencerem Stevens que merecem permanecer em Boston.

Disputa à parte, Marcus Smart também mostrou amadurecimento em seu jogo, ao liderar a segunda unidade do time e mostrando que está disposto a assumir um papel mais central na rotação do elenco.

Por outro lado, Jordan Mickey frustou os fãs do Celtics, ao não conseguir pegar rebotes, tampouco proteger o garrafão celta. No ataque, mostrou-se perdido e inoperante.

Quanto ao Knicks, o jogo marcou a estreia do francês Joakim Noah pela equipe. O pivô mostrou a habitual raça e promete trazer muita defesa ao time. Quanto aos reservas, especial destaque para Mindaugas Kuzminskas, jogador lituano recém-chegado ao time da Big Apple.

A dois jogos de encerrar sua pré-temporada, o Celtics, agora, concentra sua atenção no Brooklyn Nets, que será seu rival na próxima segunda-feira, no TD Garden, às 20h30 (Horário de Brasília, já com o horário de verão).

O New York Knicks, por sua vez, só voltará às quadras no dia 19, quando voltará a encontrar seu carrasco de Boston, desta vez no TD Garden.

Destaques do Knicks

Mindaugas Kuzminskas (18 pontos e 10 rebotes)

Willy Hernangomez (12 pontos e 12 rebotes)

Carmelo Anthony (15 pontos)

Destaques do Celtics

R.J. Hunter (17 pontos, 6-8 nos arremessos de quadra)

Al Horford (12 pontos, 5-5 nos arremessos de quadra)

Avery Bradley (15 pontos, 7-9 nos arremessos de quadra)

Demetrius Jackson (10 pontos, 3-5 nos arremessos de quadra, e 6 assistências)

Jaylen Brown (12 pontos, 4-6 nos arremessos de quadra)

 

Author avatar
Rômulo Portugal
Rômulo é carioca, advogado, e fã de futebol, NBA e NFL. Acompanha o Celtics desde 2003. Seu fanatismo pelo maior campeão da NBA o fez torcer para os demais times de Boston. Como bom carioca, é Vascaíno. Tem Paul Pierce como primeiro e grande ídolo na NBA.

14 comentários

  1. Sander

    Estou começando a achar que o Ainge vai surpreender e fazer uma troca, se bobear Hunter e Young ficam. Pode sobrar para o Zeller…

  2. Renato

    Concordo com tudo, mas vou fazer duas colocações que me chamaram a atenção:

    1) Jaylen Brown – Que jogador fantástico, em sua temporada de estréia já contribui com pelo menos 10 pontos todos os jogos, com apenas 20 a 25 minutos de quadra, e se melhorar o % de acerto em lance livre pode fazer mais, e na defesa é um leão. Acho que encontramos nosso Franchise Player vindo do Draft.

    2) Rozier – Todos os jogadores principais da primeira e segunda unidade jogaram pelo menos 15 minutos, e o Rozier apenas 8 minutos, não entendi, e ainda fico mais atento porque o Ainge sugeriu que prefere trades a ter que dispensar algum jogador.

    • Sander

      Renato, será que eles queriam ver o D. Jackson jogar??
      O Rozier parece pronto, e o D. Jackson jogando bem, pode facilitar uma troca. Estou errado??
      Eu sinceramente, não vejo o pq de trocar o Rozier, só se for por algo muito bom ( Okafor é vc).

      Mas como vc disse: ” Vamos ficar atentos”. Mas que está estranho, está.

      • Renato

        Vejo como natural uma trade pelo Rozier, acho que apesar de sua evolução o Smart é melhor, logo ele seria a bola da vez. Concordo que tem que ser por alguém bom, pelo Okafor seria legal, mas teríamos que dar mais alguma coisa.

    • Ranieri

      Renato os números limitados do Rozier foram por problemas físicos, inclusive no pregame feito pelo site e facebook do Celtics foi discutido se ele deveria jogar ou não com dor, não sei se foi alguma contusão ou se foi pelos pontos que ele tomou no lábio no ultimo jogo, ao mesmo tempo Stevens viu que o time controlou o jogo então não tinha necessidade de arriscar ele, não creio que ele seja envolvido em trades por ngm ao não ser um superstar, Rozier se encaixa perfeitamente no esquema do time e a evolução dele é visível. Quanto ao Jaylen realmente vem se destacando e com a fome que ele mostra é possível que evolua dentro da temporada sem a necessidade de esperar até a segunda e tal, e outro aspecto que pra validar que ele seja o franchise vindo do draft é que ja não tenho tanta certeza que a pick do Nets seja top 2 ano q vem, não parece que eles vão vir pra entregar tão fácil assim

      • Renato

        Pode ser que a limitação dos minutos seja por isso, mas não acredito. O mais provável é testar o Jackson, mas depois que o Ainge disse que prefere não dispensar atletas e sim focar Trades sei não rs

    • Renato,

      O 3 e 4o quartos foram uma verdadeira pelada de arremessos de fora (dá pra levar a sério quando Hunter e Kuzminskas são os cestinhas?). Os dois técnicos mantiveram as segundas/terceiras unidades só para testar mesmo. Não valia a pena arriscar o Rozier que estava questionável antes do jogo.

      Concordo inteiramente com o sua obs. 1) — Jaylen Brown vai ter minutos, o que impressiona é que o cara manda muito bem no ataque também.

      Sobre as trades, surgiu um rumor sobre A. Davis… Imagina? Sairmos de Sully + Zeller para Horford + Davis? Seria mitar demais. O Horford voltaria para jogar de PF e quase todos nossos problemas estariam resolvidos.
      Particularmente, estou aguardando o move do Ainge sobre o Faried e o Griffin.

      []s verdes

      • Renato

        Cara esse rumor do Davis não fiquei sabendo, se acontecer faria do Celtics o favorito do Leste a frente do Cavs, e em iguais condições com o GSW.

        Imagina que eles peçam Crowder + Bradley + Olynyk + Nets 2018

        Teríamos uma equipe titular:

        Thomas – Smart – Green – Davis – Horford

        Teríamos uma equipe Reserva

        Rozier – Hunter – Brown – Jerebko – Jhonson

        Ainda com a escolha NETS 2017.

        • Não acho que seria favorito a frente do Cavs, mas teria um big-3.
          No rumor que li a pedida era SMart+Bradley+Crowder+ J-Bro + pick2018, desses aí precisava segurar o J-B e o Bradley ou Smart, senão desmancharia o backcourt.

          Eu ofereceria Rozier+Young+Hunter+Crowder+Bentil+Zeller+Jerebko (bater contrato) + 2 picks 2018/19 (Boston e Nets) + 01 pick Celtics 2019/20 + 1 second do T’wolves dessa season.

          1. Thomas, Bradley, J-Brown, Horford (PF – posição que manda melhor), A. Davis (machucado) .
          2. Jackson, Smart, Green, KO, Mouse
          Sim, eu daria muitos minutos para o JB7, não to falando que o cara é o novo LBJ, mas vai contribuir demais.
          Gosto do Crowder, mas ele não é o K. Leornard para não envolvê-lo em uma trade.

          Hoje mais a noite tem os Nets,

          []s verdes

  3. Romeu Neto

    Ao meu ver no início da off-season o time do celtics tinha 3 deficiências importantes(defesa no garrafão,arremesso de 3 pts e atletismo) e Ainge coseguiu resolver duas delas.

    A defesa de garrafão com a chegada do Horford q vem se mostrando um excelente encaixe no time titular pelo seu estilo de jogo.

    O atletismo com o draft do Jaylen Brown q vem surpreendendo a todos que criticaram a sua escolha(inclusive a mim) e concordo com Renato acho que finalmente achamos nosso FP oriundo do draft.

    Já sobre o arremesso de 3 pts muitos apontavam que Ainge se realmente fosse draftar alguem(devido aos rumores de troca)seria Hield ou Murray pela qualidade dos arremessos.Mas eu vejo que Ainge ainda tem esperanças nos selecionados do Draft de 2015 pois Rozier vem mostrando grande evolução em seus tiros de longa distância e Hunter foi draftado com o arremesso de 3 como carro chefe.

  4. Fernando C Silva

    Concordo com todos sobre o otimismo com o Jaylen Brown.

    Mas, além dele o Rozier vai manter o IT sobre sombras. Ele logo deve brigar por mais minutos. Talvez na próxima season ou em duas.

    Voltando ao Jaylen Brown, ele precisa ser bem encaminhado. Potencial tem sim de sobra.

    Mais um pontinho para o DA que enxerga longe.

  5. Fernando C Silva

    Em resumo: estamos MUITO bem.

    Movimentos corretos, jogadores certos, esforçados e interessados, o PP disse que quer voltar e assim pode conduzir alguns novatos, treinador centrado.

    Enfim fizemos a lição de casa. Plantamos de forma correta e variada.

    Creio que começaremos a colher os frutos este ano mesmo.

  6. Celso Cachali Jr

    Temos muitos jogadores jovens de alto nivel… nao podemos esquecer que selecionamos um jogador que fez a summer League muito boa nos arremessos de quadra. o Indiano la… esqueci o nome dele. Acho que da para trocar Crowder e Bradley por Davis sim temos substitutos a altura… Smart e JB em seus lugares.

  7. Mauricio Green

    Calmo com o Brown, tenho esperança nele, mas falta muita a evoluir… Carmelo, que hoje não é mais o mesmo, brincou de fake shot com ele (isso é ótimo pq ai aprende mais rápido). JB só tem 19 anos, tem todas as ferramentas físicas para ser um puta jogador, é muito inteligente e comprometido. Ou seja tem tudo para dar mais do que certo, mas falta ainda juntar esses fatores com muito trabalho e cabeça. Torço muito e aposto, mas vamos com calma.

    Muito legal dos 2 últimos jogos ver nosso 3 time, todo trazido do draft, fechando os 2 jogos com autoridade.

    Sobre a ultima vaga, trade é o ideal mais muito difícil. Lembro que o Zeller não pode ser negociado ate dezembro (que merda). Ele é que mais decepciona na pre temporada, em 2 anos desprendeu… Em termos de atuação está Young 2 x 2 Hunter. Para mim o Hunter é mais jogador dos 2 lados da quadra. Veremos quem vai sobrar.

    A. Davis é sonho….

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.