Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Prévia – Boston Celtics (20-14) x Utah Jazz (22-13)

Depois de três dias de descanso, o Boston Celtics disputa, na noite desta terça-feira (3), o seu primeiro jogo no ano e o segundo compromisso consecutivo como mandante pela temporada 2016/2017 da NBA. Embalado pela grande vitória sobre o Miami Heat na última sexta-feira (30), com direito a 52 pontos do armador Isaiah Thomas, o Alviverde de Massachusetts encara o Utah Jazz, dono de uma das melhores campanhas da Conferência Oeste e com aproveitamento de 62,5% como visitante. A partida entre Celtics e Jazz, que começa às 22h30 (horário de Brasília), será realizada no TD Garden.

Terceiro colocado da Conferência Leste, com 58,8% de aproveitamento, e dono de sete vitórias nos últimos 10 jogos que disputou, o Boston Celtics quer aproveitar o bom momento e o apoio da torcida para conquistar uma sequência de vitórias, que são cruciais para o posicionamento celta na tabela: além de se aproximar dos líderes Cleveland Cavaliers e Toronto Raptors, o Alviverde quer abrir vantagem para os demais concorrentes, principalmente do Charlotte Hornets, que ocupa a quarta posição.

Diante do Utah Jazz, o técnico Brad Stevens terá alguns problemas na montagem da rotação do Boston Celtics, já que o armador Marcus Smart, com dores gastrointestinais, e o pivô Tyler Zeller, em recuperação de uma sinusite e de dores no ouvido, estão internados em um hospital de Boston e não devem estar disponíveis para o duelo no TD Garden. Outra provável baixa é o ala-armador James Young, que sofre com dores no tornozelo. Para completar, o armador Demetrius Jackson e o ala-pivô Jordan Mickey foram enviados para o Maine Red Claws, time da Liga de Desenvolvimento da NBA (D-League). Por outro lado, Stevens conta com o retorno do ala-armador Avery Bradley, que foi poupado do jogo contra o Miami Heat.

Apesar de estar em um back-to-back e no meio de uma sequência de cinco jogos como visitante contra times da Conferência Leste, o Utah Jazz chega a Boston com muitos motivos para sorrir. Após quatro vitórias consecutivas, a última delas sobre o Brooklyn Nets, a franquia de Salt Lake City assumiu a quarta colocação da Conferência Oeste e está encaminhando o retorno aos playoffs, que não disputa desde 2011/2012. Para manter a posição e a moral elevada, o Jazz não tem outra alternativa, a não ser bater o Celtics em pleno TD Garden.

Para o jogo contra o Boston Celtics, o técnico Quin Snyder terá dois desfalques na armação. O titular George Hill, com corte no lábio e sintomas de concussão, será poupado, e o australiano Dante Exum, em recuperação de uma tendinite patelar, não foi liberado pelo Departamento Médico do Utah Jazz. Desta forma, Shelvin Mack será o criador de jogadas no quinteto titular, enquanto o brasileiro Raul Neto ganha alguns minutos na rotação. Destaques de Utah na temporada, o ala Gordon Hayward e o pivô Rudy Gobert estão confirmados, assim como o veterano ala Joe Johnson, que começa no banco de reservas.

FICHA TÉCNICA

Local: TD Garden (Boston, MA)

Horário (de Brasília): 22h30

Transmissão: NBA League Pass

BOSTON CELTICS: Isaiah Thomas, Avery Bradley, Jae Crowder, Amir Johnson e Al Horford. T: Brad Stevens

UTAH JAZZ: Shelvin Mack, Rodney Hood, Gordon Hayward, Derrick Favors e Rudy Gobert. T: Quin Snyder

Author avatar
Gustavo Arruda
Gustavo, 28 anos, é maranhense de São Luís, jornalista formado pela UFMA e repórter do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011, com mais de 1.700 textos publicados. Nas horas vagas, é goleiro, armador, tio do João Gabriel e da Alice, e também dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

17 comentários

  1. Jefferson Pires

    Jazz 101 x 106 Celtics

  2. Renato

    Grande jogo, até os desfalques se compensam Hill pelo Jazz e Smart pelo Celtics.

    A chave para nossa vitória é conter o poderoso garrafão do Jazz, e arremessar bem de longa distância.

    Celtics 107 x 101 Jazz.

    Obs: Vamos assistir hoje nosso futuro Franchise Player, vem Hayward.

  3. daniel fialho

    Celtics 110 x 95 Jazz

  4. Francisco Machado

    Celtics 104 x 99 Jazz

  5. Tomas Parolin

    c’s 94 jazz 89 .. prevejo boa atuação de J. BROWN

  6. Fernando C Silva

    Celtics 113 x Jazz 108

  7. dakimalo

    Celtics 109 x 96 Jazz

  8. Lucas Oliveira

    Que diabos tá contendo com essa segunda unidade? Parece que nunca jogaram juntos na vida, erros de passe medonhos!
    Bom primeiro tempo do Brown, apesar do pouco tempo de quadra ele vem se mostrando cada vez mais sólido no seu jogo.
    IT caminhado para 30 pontos hoje de novo.

  9. Lucas Oliveira

    Errei por um ponto, porque ele resolveu que ia quebrar o Record dele em assistências kkk O que tem feito esse cara… Torcida gritando MVP quando ele foi cobrar os arremessos livres foi bonito de se ver.
    Ótimo jogo de se ver dos dois times e venceu o melhor. Grande jogo para Crowder, Amir, Brown e Horford!
    Pena que o Olynyk tava deprimente no ataque já que ele esteve surpreendentemente bem na defesa (líder em rebotes do time inclusive), se não teríamos vencido com mais facilidade e o IT iria para 20 assistências no mínimo.

  10. Willian Stanley

    Boa vitória, achei até estranho o placar por conta da defesa do Jazz, mas com o time arremessando igual a hoje não teria como perder. Aproveitamento acima dos 55% e 54% de 3p.

    IT monstro novamente hoje, é como nosso amigo sempre diz: Falar do IT é chover no molhado. 29p e 15ass. Esse ano ele precisa entrar no All Star Game de titular. Obs: Crossover em cima no Malik foi lindo.

    O restante do time foi bem, Crowder 21, AH 21 e AB 14. Brown veio bem do banco com 10 pontos e 3 rebotes em apenas 12 min, Smart com 9 e 3 ass(só precisa tomar cuidado com os TO bestas).

  11. Soares Philipe

    Crowder se sentiu desrespeitado por alguns torcedores pedindo o Hayward. Depois do jogo,disse para o Boston Globo que ficou P da vida com os gritos.

    Agora no twitter,reclamou da torcida,disso que pode ir embora,deu RT em uma torcedora do Mavs chamando ele de volta.

    Tá fazendo um papelão nas redes sociais.
    Se não quer ficar em Boston,que vá embora!

    @CJC9BOSS é o twitter dele.

  12. Gustavo Miglioretti

    Crowder precisa se controlar né
    falou mta coisa do Raptors e do Wizards na offseason, inclusive bem desnecessárias, eu nao duvido nada o Wizards ter jogado aquele jogo nessa temporada com mais vontade por ele ter falado que nao entendia o Horford “quase” ter ido pra lá pq foram varridos pelo Celtics

    isso aí no twitter quem se dá mal é só ele, é só nao ligar pra isso e continuar jogando, se for dar chilique cada vez que a torcida faz X ou Y nao dá pra jogar na NBA

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.