Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Prévia – Boston Celtics (27-14) x Los Angeles Lakers (34-8)

Maiores campeões da história da NBA, Boston Celtics e Los Angeles Lakers escrevem mais um capítulo da maior rivalidade do basquete mundial na noite desta segunda-feira (20), dia de feriado nacional nos Estados Unidos em homenagem a Martin Luther King. Recordista de títulos na liga e com nove vitórias em 12 finais contra o rival californiano, o Celtics aposta no apoio da torcida no TD Garden para se recuperar do maior jejum de triunfos nesta edição do torneio, enquanto o Lakers, líder da Conferência Oeste, quer manter a fase espetacular na competição. Celtics e Lakers se enfrentam a partir das 21h30 (horário de Brasília), no TD Garden, com transmissão do SporTV 2 para todo o Brasil.

O Boston Celtics chega ao clássico contra o Los Angeles Lakers com a pressão nas alturas. Com seis derrotas nas últimas oito partidas que disputou e sem vencer há três jogos, o time verde e branco de Massachusetts caiu para a quarta colocação da Conferência Leste e pode perder mais uma posição em caso de tropeço diante do maior rival. Por se tratar de um clássico, um jogo sempre especial, Boston quer esquecer o momento ruim e se concentrar em um triunfo diante do Lakers, que seria fundamental não só por questões de classificação, mas também para resgatar o orgulho ferido pelos tropeços recentes.

Para o clássico diante do Los Angeles Lakers, o Boston Celtics deve contar com quase todo o elenco à disposição. Poupados da partida contra o Phoenix Suns por causa de lesões, o armador Kemba Walker e o ala-armador Jaylen Brown se recuperaram bem e retornam ao quinteto titular do Alviverde, colocando o combo guard Marcus Smart como opção na rotação. O único desfalque celta é o pivô Robert Williams, que se recupera de um edema ósseo no quadril.

Depois do vexame de não conseguir a classificação para os playoffs da Conferência Oeste na temporada 2018/2019, o Los Angeles Lakers se mexeu nos bastidores para voltar a ser competitivo. Com a contratação do ala-pivô Anthony Davis junto ao New Orleans Pelicans para formar dupla com o astro LeBron James, a franquia californiana voltou a apresentar um basquete de alto nível e se consolidou no primeiro lugar do Oeste sem sustos, com destaque para a série de 10 vitórias nos últimos 11 jogos. No clássico em Boston, o Lakers está confiante em mais uma boa apresentação e em uma vitória para aumentar ainda mais a empolgação de seus torcedores.

Diante do Boston Celtics, o técnico Frank Vogel contará com o retorno de Anthony Davis ao quinteto titular do Los Angeles Lakers. Com uma contusão muscular, Davis foi vetado dos últimos compromissos da franquia californiana. A única dúvida de Los Angeles está na rotação: campeão pelo Celtics em 2008, o experiente armador Rajon Rondo sofreu uma lesão no dedo e não teve presença confirmada no clássico no TD Garden.

FICHA TÉCNICA

Local: TD Garden (Boston, MA)

Horário (de Brasília): 21h30

Transmissão: SporTV 2 e NBA League Pass

BOSTON CELTICS: Kemba Walker, Jaylen Brown, Gordon Hayward, Jayson Tatum e Daniel Theis. Treinador: Brad Stevens

LOS ANGELES LAKERS: Avery Bradley, Danny Green, LeBron James, Anthony Davis e JaVale McGee. Treinador: Frank Vogel

Author avatar
Gustavo Arruda
Gustavo, 28 anos, é maranhense de São Luís, jornalista formado pela UFMA e repórter do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011, com mais de 1.700 textos publicados. Nas horas vagas, é goleiro, armador, tio do João Gabriel e da Alice, e também dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

41 comentários

  1. Marcelo Signori

    Jogo começou frenético

  2. Fernando Silva

    Vou começar a assistir agora.

    Completos e descansados, temos time para vencer.

    Precisamos jogar o que sabemos.

  3. Fernando Silva

    Pau a pau.

    Pessoal, sem alarme.

    Jogamos mal praticamente 6 ou 7 das partidas anteriores.

    Seja por cansaço, seja por opção de poupar atletas.

    O fato é: vivemos de cobertor curto.

    Não temos bench.

    São 7 jogadores e só.

    Se um se lesionar ou pouparmos, vamos sofrer e possivelmente perder.

    Com o time completo e saudável, é outra história.

  4. Paulo

    Vou dormir e não vou nem esperar o 1Q.
    “Oje” ja vem com 3 minutos e zerado.
    N vou sofrer. Amanhã trabalho cedo.

  5. Fernando Silva

    O Kanter ainda fica perdido na defesa as vezes.

    Mas o número de ocasiões diminuiu.

    Nosso melhor homem em quadra no Q2.

    Fico com a impressão que, com uma referência, o Kanter se perde menos na marcação.

    Solto, ele fica perdidasso.

  6. Marcelo Signori

    Baita jogo, marcação forte e intensidade, que não tenham nenhum apagão.

    • Fernando Silva

      Bizarro: Lebron e Davis partindo para a martelada em cima do Semi em um lance que ele iria para a bandeja livre.

      Os caras estão perdidos.

      Semi: a natureza marca.

  7. Igor Froes Moreira

    Kanter excelente até agora no primeiro tempo : 18 pts e 6 rebs.

  8. Fernando Henrique

    Jogaço, time bem consistente, defesa sufocante, tamo bem

  9. Marcos

    O reencontro do craque da torcida do passado com o do presente: Bradley x Hayward.

    Piadas à parte e juízes nossos, o Tatum está jogando demais hoje.
    Se mandasse bem assim todo jogo, seria top-6 ala da Liga.

    Abs verdes,

  10. Lucas Soares Jardim

    Freguês é freguês!!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Que amassada a gnt deu no Fakers, que segunda-feira linda

  11. Fernando Silva

    Boa vitória para esquecer a sequência ruim.

    Valeu a pena dar uma poupada no time.

  12. Marchall

    Realmente, agora eu tenho dúvida se esse time é irregular ou é bom e joga quando quer.

    Fizeram duas ótimas partidas contra Clippers e Lakers. Todas as outras partidas foram medianas e sofríveis.

    Bom para baixar a bolinha dos torcedores dos Lakers que entraram achando que o jogo já estava ganho, rs.

    Hayward – Brown – Kemba – Tatum e Kanter

    Que seja esse time até os playoffs. É o melhor que temos junto com Smart como sexto homem.

  13. Marco Antônio de Paula

    Grande jogo do Celtics. Talvez o melhor jogo do Celtics em pelo menos 2 temporadas. Tudo bem que é um jogo único. Mas serve de aprendizado. Jogando com vontade e intensidade poderemos ir mais longe. O time do Lakers é melhor no papel, mas amassamos eles com nossa força de vontade e determinação. Tatum jogou muito bem. Achei que o Kanter até conseguiu ajudar no garrafão defensivo. Brown bem nas duas áreas. Smart sempre incansável. Achei que Kemba fez um jogo muito bom, inclusive ajudando a defesa. Hoje a bola de 3 caiu. Isso foi importante. Agora é tentar manter esse padrão de jogo agressivo nas próximas partidas.

    • Fernando Silva

      Não sei se é tão melhor no papel…

      Dudley? Sofrível. O banco dos caras também tem dificuldades.

      Se tivessem o Cousins em forma, sim.

      Lebron AINDA produz (e deve produzir bem por mais 2 ou 3 seasons), mas já não é o mesmo.

      Davis sim está nos cascos.

      Lakers tem uma ótima equipe. Mas quando a onça beber água, coloco todas as minhas fichas no Clippers.

      Será que os purpurinas venceriam o Jazz em 7? Pode ser. Mas que vão penar, não tenha dúvidas.

  14. Rodrigo de Moreas Oliveira

    Alguém viu uma corneta?

  15. Oberdan Gonzalez

    Sei lá, mas acho que toda vez que o ordinário do Poirier entra ele vai bem. Acho que nosso treinador não tem competência (conhecimento) para trabalhar com pivôs de ofício (não college). Tem partidas que é melhor jogar com um pivô. Simples assim, sem inventar.
    E outra. Sei que é o estilo dele, mas porra o cara não vibra!!! Tem que liderar a equipe!

  16. Fernando Silva

    Algumas ideias:

    1. Ainda vamos oscilar, é certo. Faremos algumas partidas ruins. Mas a mim está claro que, focados, completos e saudáveis, somos muitos bons.

    2. Isso não apaga o problema do banco que foi bem dosado pelo Stevens ontem. Fora um momento que ficamos sem pivô (e com Brown como atleta mais alto em quadra) nada tão diferente.

    3. Kanter está evoluindo mas ainda não daria a posição do Theis. Precisamos trabalhar mais a defesa.

    4. Temos 7 jogadores. É difícil regular corretamente o tempo em quadra de todos com este número. Se usarmos Wana em minutos reduzidos (no máximo 2 min por quarto) podemos ter 8. Porém Wana teria que entrar com todos os outros titulares em quadra.

    5. Eu tentaria Smart descansando as posições de 1 a 3. Depois do descanso do Brown, este descansa Tatum e Smart segue em quadra. Kanter e Theis revezam.

    6. O problema é que Smart vai ter minutagem alta. SÓ por isso tentaria colocar 2 minutos de Wana no final do Q2 e no início do Q3, dando um descanso mais longo para o Kemba, o que evitaria que Smart o substituísse.

    7. Roster de offs.

    8. Na regular season minha meta seria a posição 2 e perder mesmo alguns jogos a custas de poupar o time.

    9. Acho que é o que dá para fazer.

    10. Dependendo de quem estiver jogando nas 3 e 4 do adversário, Semi entra 2 min por quarto no máximo, para faltas e marcação física. No ataque, abra na linha de 3 e só chute se livre.

    Não consigo pensar em mais nada com o que temos.

    Os demais: garbage time, se houver.

    • Fernando Henrique

      Com o elenco atual é bem por aí mesmo, sete atletas principais e o Wana completando o time, pra descansar mais o Kemba.
      É torcer pra que aconteça uma troca que reforce nosso banco, com um armador e um ala versátil que possa jogar alguns minutos no garrafão. Assim nos offs teríamos uma rotação de nove jogadores, acho que seria o ideal, até porque provavelmente teremos séries longas, de seis ou sete jogos (a não ser que a gente belisque a segunda colocação e caia contra o Magic)

  17. Marco Antônio de Paula

    Time jogou muito bem e mereceu ser elogiado. Isso é um ponto. Agora achar que depois dessa vitória acabou nossos problemas e temos time para disputar título acho exagero. Precisamos ter mais atuações como a de ontem. Alguns pontos importantes. Nossa bola de fora caiu ontem. Nosso adversário foi muito mal defensivamente. Jogamos com o triplo da vontade deles. Gostaria de ver as alternativas do Celtics para jogos com adversário marcando mais agressivamente e em jogos onde a bola de fora não esteja caindo como foi o caso do jogo contra os Pistons. Concordo que você manter um jogo agressivo e intenso com um banco limitado é complicado. Mas isso foi fruto das escolhas do nosso GM e técnico. Agora é manter o foco para as próximas partidas

  18. Marcelo Gouveia

    Uma partida elogiável numa temporada fraca. Estamos em janeiro, certo? Já conhecemos a curva de atuações desse elenco. Ontem foi uma atuação fora dessa curva.

    Mas a curva tá lá, ainda…

    • Fernando Henrique

      Você ta resumindo a temporada pelos últimos cinco ou seis jogos antes desse. Estamos a uma vitória do segundo lugar (que aliás seguramos por grande parte da temporada). Fora da curva foram essas derrotes em b2b, porque o time tava muito bem antes, por isso continuamos com mando de quadra. Quem tem decepcionado é o 76ers, o Nets principalmente…

      • Marcelo Gouveia

        Não, não estou, Fernando. Até por não precisar de resumo. Já estamos em janeiro, foram vários jogos até aqui. Basta tê-los assistido. A curva de atuações do elenco tá bem delineada. Ontem, foi fora dessa curva.

        Ser o 2o colocado no Leste deixou de ser uma referência importante, sabemos.

    • Marco Antônio de Paula

      Acho complicado para que está de fora avaliar o que está se passando dentro do Celtics. Não dá para saber até que ponto existe pressão em cima de Stevens e Ainge depois das últimas atuações do time. Isso não vaza para a Imprensa nos EUA. a Unica verdade é que a postura do time foi totalmente diferente. no jogo de ontem. Eu acho que analisando atuações, a temporada é fraca. Esse ano, o time está jogando pior do que na temporada passada. Tirando esse jogo contra os Lakers é claro.

      Nosso técnico já teve tempo o suficiente em 3 temporadas para montar um esquema tático competitivo para o Celtics ao longo da sua trajetória aqui.
      Tem a facilidade de trabalhar em uma conferência mais fraca, o que gera menor pressão, Celtics vai estar sempre envolvido em semis de Conforencia.
      Nunca tivemos uma estratégia de garrafãp defensifo eficiente. Inclusive perdemos uma final de ConferÊncia contra o limitadi time do Cavs por esse problema.
      O Padrão NBA está cada vez mais físico e estamos insistindo contratar jogadores baixos para um jogo Small Ball, totalmente ineficiente para o Celtics.

      Há mais o GSW foi Campeão jogando assim. OLha os caras que o GSW tinha no Elenco KT, Curry, Durant, muito fortes nessa bola de fora, E ainda tinha um bom sistema de garrafão defensivo com Igodala e Green. Perderam KT e Durant nas finais e ruiram.

      Tomara que eu esteja errado, mas eu não consigo ficar otimista apesar da vitória de ontem com nosso futuro. Essa Mentalidade fracassada não está acontecendo apenas agora, Já vem de bastante tempo. O Velho papo do time do futuro. Eu sinceramente não vejo evolução nesse padrão tático do Celtics.
      Acredito que hoje esse time defende menos fora do perímetro do que a temporada passada. Garrafão nunca foi nosso forte mesmo, nem adianta reclamar.

      Acho também que o Kemba tem que melhorar. Não estou aqui discutindo o numero de pontos dele e nem a bom entrosamente dele de vestiário, Ele parece ser gente muito boa. Mas eu ainda vejo nele, falta de repertório de armação do time, em momentos de pressão. Além disso o cara não veio com aquele DNA defensivo que o Celtics sempre assumiu em quadra.

      Agora é esperar evolução do time e personalidade para terminar bem essa pré temporada.

      • Fernando Silva

        Concordo com a observação sobre o Kemba. Porém, prefiro dar mais tempo. Ele passou anos e anos em um time sem mentalidade vencedora. Estar aqui é tudo o que ele queria.

        Smart tem jogado bem.

  19. Teobaldo

    Confesso que, para não perder tempo, fui dormir bem cedo e somente hoje tive coragem de ver o placar. Como achei que ainda estava dormindo (e sonhando), tomei um banho e, após constatar que não era sonho, concluí que o pé-frio sou eu. Go, Celtics!!!!

    • Paulo

      Eu tb. Fui dormir para não sofrer e só vi hoje o resultado.
      Agora estou vendo o replay na TV.
      Se nós tivéssemos mais 1 jogador competente disputariamos o título (diminuiria o tempo de alguns pereba do banco).
      Vamos ver pra frente o que acontece.

  20. Cláudio

    Teobaldo, eu quase fiz o mesmo, mas a paixão acabou falando mais alto!

  21. Pirado

    Esse é o Celtics que queremos!!! Como é possível perderem para times medianos e amassarem o líder da outra conferência? Aí tem…. Espero que estejam poupando para os playoffs….

  22. Silvio Freitas

    Melhor partida do Celtics no ano . Time ligadíssimo . Todos bem , principalmente Kanter . Grata surpresa no ano . Se tivéssemos um pivô defensivo de qualidade poderíamos ate ir mais longe . Não sei se a pegada vai continuar . Ainda bem que a recuperação foi contra os amarelinhos .
    Silvio Freitas

  23. Claudio Almeida

    Continuo com a mesma opinião, excelente vitória e impressionante desempenho, mas se não conseguir um pivô defensivo de respeito e um bom pontuador para vir do banco junto com Smart e Kanter, acho que não chegaremos ao lugar que esperamos. Acho que Theis renderia melhor como reserva na 4 e daria muito mais tempo de quadra para Langfor, do tipo ou vai ou racha.

  24. SERGIO

    As freguesas do fakers sempre perdendo pro Celtão da massa! 40 vitórias a mais na história! Dá-lhe Celtics!

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.