Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Prévia – Golden State Warriors (2-10) x Boston Celtics (9-1)

Após a nona vitória seguida, contra o Wizards, na temporada, o Boston Celtics vai até a Bay Area enfrentar o Golden State Warriors nessa sexta (15) pra sábado (16), no Chase Center, às 00h30. A partida terá transmissão da ESPN e do NBA League Pass. Após perder as finais do ano passado, duas peças cruciais – Klay Thompson para lesão e Kevin Durant para os Nets na Free Agent – e Steph Curry quebrar a mão, tudo mudou na equipe de Steve Kerr; os Warriors tem a pior campanha geral da NBA. Por outro lado, o Celtics chega como melhor campanha geral da NBA, de moral elevada e jogando um basquete coletivo, inteligente e disciplinado. 

Quem vê o Celtics lá em cima e o Warriors lá embaixo, realmente não esperava por tal durante a pré-temporada. Óbvio que perder um jogador do calibre de Kevin Durant e sem Klay fora durante a temporada pela lesão sofrida nas finais, era esperado que a temporada dos Warriors não seria tão boa quanto os últimos anos, mas não se imaginava que seria tão ruim. 

A perda de Steph Curry terminou de “selar” a temporada para a equipe da Bay Area. Com poucas pretensões, os Warriors tiveram partidas terríveis na temporada, como nas derrotas contra Thunder e os Hornets e a tendencia é que a equipe irá ‘se esforçar para perder jogos’ ( o famoso tank).

Com uma média de 25,7 pontos, 6,7 assistências e 34% de acerto da linha de três pontos, a principal contratação dos Warriors para a temporada, o combo guard e all-star D’Angelo Russell, tenta assumir o papel de protagonista no ataque. Um bom destaque é o rookie de segunda rodada, Eric Paschall, com 15,5 pontos, 4.3 rebotes e um jogo defensivo que vem evoluindo.

A volta de Draymond Green após período fora por lesão dá ao torcedor azul e ouro uma esperança de mudança de patamar. Porém, o resto da equipe – principalmente a rotação – não oferece aos Warriors uma regularidade. Com seis jogadores fora (Curry, Thompson, Lee, Looney, Evans e Smailagić), o técnico Steve Kerr terá uma missão para escalar sua equipe. 

O Celtics chega para a partida ‘muito bem e obrigado’. Depois de perder na estréia para os 76ers, foram NOVE vitórias seguidas, assim levando a equipe celta à liderança geral da NBA. E não é só isso, as exibições vem sendo convincentes. Na última partida contra o Wizards, foram 140 pontos para o verdão de Boston, a maior pontuação da temporada. A equipe é a sétima melhor em pontos marcados, com média de 116,1 pontos.

Kemba Walker chegou e parece que sempre esteve ai. Hoje, é o dono da equipe e vem fazendo exibições magnificas, com muita colaboração no clutch time (momentos decisivos da partida). São 25 pontos, 5,1 rebotes e 4,6 assistências de média na temporada e os impressionantes 44,4% de aproveitamento da linha de três.

Outro boa surpresa vem sendo o rendimento de Jaylen Brown. Após renovação de contrato antes do início de temporada e pequeno período fora por indisposição, teve um inicio bom e manteve o nível após sua volta. São 20,1 pontos, 6,9 rebotes e 2,4 assistências para o swingman celta.

A principal perda é do ala Gordon Hayward. Após fratura na mão esquerda, o all-star volta só após seis a oito semanas. Os pivôs Rob Williams III e Daniel Theis são questionáveis, assim dúvidas de última hora.

FICHA TÉCNICA

Local: Chase Arena, San Francisco (CA)

Horário: sexta (15) pra sábado (16), meia noite e meia.

Transmissão: ESPN e NBA League Pass

Golden State Warriors: D’Angelo Russell, Jordan Poole, Glenn Robinson III, Draymond Green, Willie Cauley-Stein. TÉCNICO: Steve Kerr

Boston Celtics: Kemba Walker, Marcus Smart, Jaylen Brown, Jayson Tatum, Enes Canter. TÉCNICO: Brad Stevens.

Author avatar
Rafael Barbosa
Nascido em Marília, interior de São Paulo e atual morador da capital. É formado em Jornalismo e tem os esportes como sua especialidade (e preferência). Nascido corintiano, descobriu em Boston as outras paixões de sua vida: Celtics, Patriots e Red Sox.

6 comentários

  1. Fernando Silva

    Deve ser mais um jogo que vamos testemunhar “inovações ” e experiências do Stevens.

    Não sou contra a experimentação. Penso que os testes são bem vindos e necessários.

    Mas, espero que, tão logo fique claro que não deu certo, não haja insistência em muitos e muitos minutos.

    • Marco Antônio de Paula

      Teoricamente não deve ser um jogo tão complicado. Mas temos que jogar com seriedade e foco. Na NBA não existe jogo ganho. Tem que jogar.

    • Marcos

      Impossível, o lado NCAA vai demorar uns 10 anos para ser afastado da cabeça dele ainda.
      O time é jovem, deve funcionar por enquanto,

      Abs verdes,
      P.s.: Taco Fall dominando G-League.

  2. Marcos

    Ok, os números indicam: Walker é um all-star que entrega 20ppg mesmo. E sem desvio padrão absurdo. Ele é consistente. Ao contrário de Irving e Horford que fizeram ASG nos últimos 7 anos do Brad.

    Os números não indicam: Smart é o melhor defensor da Liga e dá a sensação que nada está perdido enquanto ele estiver na quadra. Diria que ele será o cara certo para fastigar o James.

    O ufanismo e o lado torcedor falam: Jayson Tatum é o novo Kobe Bryant jogando pelo time correto.

    Abs verdes

  3. Marco Antônio de Paula

    Celtics não jogou bem contra esse time fraco do GSW. O importante é que a vitória veio. Time tem muitos problemas em defender o garrafão. Kanter não é um cara com boa defesa de garrafão. Ontem Kemba não foi muito bem, se recuperando no último quarto. Hayward é claro que faz falta. Acho que o Stevens tem que melhorar essa defesa. Agora é ajustar os erros e partir pra cima dos kings.

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.