Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Prévia (Jogo 1) – Atlanta Hawks (0-0) x Boston Celtics (0-0)

Integrantes dos playoffs na última temporada, Celtics e Hawks voltam a pós-temporada com um sentimento diferente do que tiveram um ano atrás. O Hawks foi a grande surpresa da última temporada, liderando a conferência Leste de ponta a ponta, terminando com incríveis 60 vitórias a fase regular do calendário da liga. Já neste ano, a equipe comandada por Mike Budenholzer decepcionou, teve 12 vitórias a menos que em 2014-2015 e terminou a temporada regular na quarta colocação, a frente apenas pelos critérios de desempate do quinto, Celtics, e do sexto, Hornets.

O Celtics, por outro lado, evoluiu bastante. Além de aumentar em oito vitórias seu desempenho em relação a última temporada, a equipe de Boston solidificou-se nos holofotes da Liga, fazendo partidas memoráveis, dando bastante trabalho para os principais contender’s da liga, com vitórias fora de casa em cima dos dois líderes de conferência e sendo considerado, por muitos, o time mais legal de se ver jogar durante a temporada. Muitos dos integrantes do elenco são bastante elogiados pela crítica, sendo constantemente incluídos em listas de melhores jogadores e concorrentes aos inúmeros prêmios de temporada regular da NBA.

Só que os integrantes do Hawks acham que esse cenário de incredulidade na equipe de Atlanta e o destacamento da equipe de Boston pode ajudá-los no confronto, tirando a pressão de cima da equipe que foi líder da conferência na última temporada. “Há provavelmente menos pressão sobre nós. É quase como se todas equipes estivessem na mesma quadra de jogo.”, disse o armador Jeff Teague. “No ano passado, nós estivemos em uma espécie de cruzeiro no último mês e meio de temporada. Acho que perdemos algo da nossa vantagem naquele momento.”, completou o ala-armador Kyle Korver.

Por outro lado, os atletas de Boston mostraram-se confiantes com o atual momento da equipe e com o equilíbrio da conferência. “Nós estamos com muito mais confiança. Pensamos que a conferência Leste está aberta para qualquer equipe.”, disse o All-Star Isaiah Thomas. “Nós tivemos apenas um pequeno gosto disso na última temporada e isso foi embaraçoso (a varrida para Cleveland). Acho que podemos ir bem mais longe do que no último ano.”, adicionou o ala-armador Avery Bradley.

A chave do confronto devem ser os ajustes que cada treinador deverá fazer para parar o ponto forte do adversário. Pelo lado de Atlanta, espera-se que a equipe seja completamente dominante no garrafão, onde tem dois All-Star’s que vem jogando muito bem nas últimas semanas: Al Horford e, principalmente, Paul Millsap. É sabido que o garrafão defensivo de Boston tem grande fragilidade e que Brad Stevens deve fazer seus ajustes.

Já o Celtics, tem sua força no perímetro, tanto defensivo, quanto ofensivo. Assim como é aguardado um domínio do Hawks no garrafão, espera-se um domínio semelhante de Boston no perímetro. Budenholzer também deve estar preocupado com essa qualidade do adversário e deve também estar procurando por uma solução para isso.

Ficha Técnica

Local: Philips Arena (Atlanta, Geórgia)
Horário (de Brasília): 20h
Transmissão: SporTV
Atlanta Hawks: Jeff Teague, Kyle Korver, Kent Bazemore, Paul Millsap, Al Horford. T: Mike Budenholzer
BOSTON CELTICS: Isaiah Thomas, Avery Bradley, Jae Crowder, Amir Johnson e Jared Sullinger. T: Brad Stevens

Author avatar
Fábio Malet
Gaúcho de Porto Alegre, bacharel em Ciência da Computação e engenheiro de softwares sênior. Apaixonado por esportes, tem o jornalismo como um hobby e pretende, futuramente, fazer pós-graduação na área. Acompanha NBA desde o começo de 2007 e, pé-quente, viu seu Boston Celtics ser campeão na primeira temporada inteira a que assistiu. Torce também para Grêmio, Tottenham Hotspur, Boston Red Sox e Green Bay Packers.

15 comentários

  1. Christian Evandro Bays

    Celtics 105 X 104 Hawks

  2. marcelo conceicao

    Celtics 102 x Hawks 93

  3. Guilherme Trivellato

    Celtics 105 X 97 Hawks

  4. Jefferson Pires

    Celtics 104 x 97 Hawks

  5. heldeni da silva caneda

    BOSTON CELTICS 103 X 95

  6. Nathan

    Celtics 88 X 84 Hawks

  7. Alefe Miranda

    Celtics 111 x 109 Hawks

  8. Ricardo Martini

    Celtics 110x 107 Hawks

  9. Fernando C. da Silva

    Time perdido no primeiro quarto, principalmente na defesa. No ataque precisamos mexer a bola. O time melhora depois dos tempos pedidos, mas logo se atrapalha novamente. Bagunçado.

  10. Francisco

    Olynyk vai tomar no meio do CUUUUUUUUU

  11. Fernando C. da Silva

    Segundo quarto: melhorou a defesa, melhor organização, mas time muito nervoso. Erros infantis. Ataque quase nulo.

  12. Fernando C. da Silva

    17pts e poderia ser mais. Stevens precisa fazer o time entrar em quadra. Vamos melhorar com certeza, pois pior não dá.

  13. tomara que não seja séria a lesão do Bradley

  14. Fernando C. da Silva

    Na minha opinião, depois da lesão do AB a marcação sobre o Teague deveria ser o Smart e não do Turner. Tomamos pontos bobos que decidiram o jogo.

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *