Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Renovação definitiva com Johnson vira mistério no Celtics

Oriundo da Liga de Desenvolvimento da NBA (D-League), o ala Chris Johnson vem se tornando um dos grandes destaques do Boston Celtics nas últimas partidas. Com apenas 22 anos e médias de 7,6 pontos e 2,8 rebotes em 21,6 minutos por jogo, o camisa 12 teve boas atuações vindo do banco de reservas e mostrou ser um ótimo suplente em meio aos desfalques de Avery Bradley e Jerryd Bayless, que se lesionaram durante as duas últimas semanas. Graças ao bom desempenho nestes duelos iniciais, Johnson ganhou um segundo contrato de dez dias com a franquia de Massachusetts, que agora vive o dilema: renovar definitivamente ou não?

Explica-se: as regras da NBA não autorizam que uma equipe faça mais de dois contratos de dez dias com o mesmo atleta. Como o Celtics já assinou dois vínculos de curto prazo com Johnson, agora a franquia terá que decidir se contrata o atleta em definitivo ou se terá que liberá-lo. Porém, caso opte por fechar com Johnson até o fim da temporada 2013/2014, o Celtics poderá ter obstáculos financeiros para futuras negociações, sendo que o mercado de transferências só funcionará até o dia 20 de fevereiro. “É um momento complicado do ano para nós, com o prazo de comércio chegando”, disse o GM celta Danny Ainge, que elogiou Johnson e manteve-se evasivo sobre essa decisão. “Nós gostamos de tudo em Chris. Estamos esperando para mantê-lo ao redor, mas não há muito mais que impeça que isso aconteça ou não”, desconversou.

Ainge não foi o único no Celtics a elogiar Johnson e reforçar o quanto ele tem sido importante para a equipe neste curto período de oito partidas em que ele esteve no plantel celta. “Ele tem sido fantástico e vai ter uma boa carreira na NBA. Se decidirmos por não assinar com ele, não será por causa de algo negativo em seu desempenho”, elogiou o treinador Brad Stevens, em depoimento ao site oficial do Celtics. Até mesmo o armador e capitão Rajon Rondo, ídolo da torcida, saiu em defesa do ala e expressou sua opinião. “Espero que possamos contratá-lo até o fim do ano”, disse o camisa 9.

Alheio a essa indefinição, Johnson tenta se manter focado na equipe e em melhorar seu desempenho. “Você tem que trabalhar duro, especialmente se você quer chegar aqui” disse o camisa 12, em entrevista ao site da CSN New England. “Basta continuar a trabalhar sem saber quando uma oportunidade vai vir e ter fé e confiança em si mesmo quando você está na quadra”, enfatizou.

Author avatar
Gustavo Arruda
Gustavo, 28 anos, é maranhense de São Luís, jornalista formado pela UFMA e repórter do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011, com mais de 1.700 textos publicados. Nas horas vagas, é goleiro, armador, tio do João Gabriel e da Alice, e também dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

4 comentários

  1. rafael taborda

    Acho que seria um bom reserva… só acho… pessoal estava pensando…

    o Cavs deu azar com o Benneth lá pf pick 1 …

    e é quase certo que eles tentarão trocá-lo… ainda mais se forem aos Offs…

    e o que vocês acham do Ainge Abracadabra tentar negociá-lo… talvez ele se encaixe no esquema do Stevens… o que acham?

  2. Leandro Schultz

    A grande questão no Bennett é o valor de mercado dele, o que o Cavs pensa tanto no que os outros times pensam.

  3. Renato

    Parece que o Celtics vai ficar com ele em definitivo.

    Pode ser que isso seja um indicativo de que a lesão do tornozelo do Bradley seja maior do que parecia ser.

    De qualquer forma Parabéns ao menino que mereceu ganhar este espaço na equipe pois jogou bem nesses 20 dias de
    contrato.

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.