Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Thunder 99 x 96 Celtics

Dois dias após a sentida derrota em casa, por 7 pontos, para o rival de divisão Toronto Raptors, o Celtics viajou até Oklahoma, para enfrentar o Thunder, de Russell Westbrook e companhia. Em partida realizada na noite do último domingo, 11 de dezembro, a equipe de Boston fez boa apresentação, controlou o placar em grande parte do embate, mas mais uma vez teve graves problemas nos últimos minutos de jogo e permitiu a virada de seu adversário, que acabou vencendo, por 99 a 96.

Antes da partida, um grande susto. Durante a viagem aérea que fizera para a cidade onde seria realizado o confronto, no fim da tarde do último sábado, 10 de dezembro, o Departamento de Polícia de Oklahoma City recebeu uma ameaça de bomba no voo em questão. Por conta disso, ao chegar no aeroporto da cidade, todos os membros do Celtics foram direto para o hotel, com o ônibus da equipe, sem suas bagagens, que ficariam no aeroporto para inspeção. Felizmente, tanto a aeronave quanto toda bagagem da equipe estavam seguras, e as mesmas foram encaminhadas para o local onde o Celtics estava hospedado.

Dentro da quadra, o Celtics tinha outra preocupação: como parar Russell Westbrook? O explosivo armador do Oklahoma City Thunder vive uma temporada mágica na NBA, com um incrível triplo-duplo de média. Além disso, Westbrook carregava para o jogo contra o Celtics uma sequência histórica de 7 partidas consecutivas com um triplo-duplo, algo que não acontecia desde Michael Jordan em 1989. O recorde da liga é do pivô Wilt Chamberlain, que teve 9 partidas consecutivas com um triplo-duplo em março de 1968.

Desfalcado de seu principal nome na temporada, Isaiah Thomas, a equipe de Boston jogou mais uma vez com Marcus Smart na armação. Com isso, o backcourt do Celtics foi formado por um trio com enorme capacidade defensiva (Smart, Bradley e Crowder), o que indicaria grandes dificuldades para a equipe do Thunder e para Westbrook. E foi o que aconteceu. Westbrook teve quebrada sua série histórica de partidas consecutivas com um triplo-duplo, cometeu 7 desperdícios de bola e sua equipe teve sua produção bastante limitada pela defesa celta.

No entanto, enquanto a defesa, principalmente de perímetro, funcionava bem, o ataque sentia bastante a falta do armador All-Star Isaiah Thomas. Marcus Smart e Terry Rozier fizeram um bom papel, com jogadas ofensivas bastante elaboradas e que resultaram em pontuação. Mas em linhas gerais, faltou ao Celtics, neste jogo, aquele jogador que assume a responsabilidade de pontuar e apresenta-se nos momentos decisivos. E é exatamente isso que Thomas poderia ter trazido ao Celtics durante o jogo.

Além do ataque, o garrafão do Celtics sofreu bastante durante todo o confronto. Tanto que, além de Westbrook, os pivôs Steven Adams e Enes Kanter foram os outros grandes destaques da equipe do Thunder na partida. Amir Johnson foi o que menos comprometeu, com 6 pontos e 8 rebotes, e uma boa participação defensiva na partida. Horford, por sua vez, pontuou bem (19) e criou oportunidades para seus companheiros (6 assistências), só que é inadmissível um pivô de seu calibre terminar uma partida de NBA com apenas 4 rebotes em 33 minutos jogados. Com 11 minutos de quadra, Jonas Jerebko contribuiu apenas com 1 rebote e nada mais. Já Kelly Olynyk teve uma partida atípica ofensivamente, com apenas 8 pontos e um aproveitamento incomum de 22% nos arremessos de quadra. Ele ainda coletou importantes 8 rebotes. No entanto, manteve o desempenho pífio de sempre na defesa, resultando em domínio adversário na tábua enquanto o mesmo estava em quadra.

Outro grave problema ocorrido nesta partida, e que vem se repetindo constantemente nos últimos jogos é o desempenho nos últimos minutos de jogo, o que os americanos costumam chamar de clutch time. Em todas as últimas derrotas, o Celtics chegou ao clutch time com alguma vantagem no placar e boas oportunidades de matar o jogo, mas faltou poder de decisão à equipe, que acabou por sucumbir aos adversários.

“Isso tem que parar. Nós jogamos bem por três quartos, depois jogamos mal no quarto (período) e deixamos os times virarem o jogo desse jeito e levar a vitória.”, disse Marcus Smart.

“É frustrante, mas precisamos assistir a este filme (do jogo), ter um bom treino e manter-nos focados. Ninguém se sentirá mal por nós. Precisamos ficar juntos. E ficaremos.”, completou Al Horford.

O Celtics agora viaja ao Texas, para a cidade de San Antonio, onde irá enfrentar o Spurs, na madrugada da próxima quinta-feira, às 0h30. A partida será transmitida pela ESPN, no segundo jogo da rodada dupla de quarta-feira à noite. Fique ligado!

Destaques da Partida

Oklahoma City Thunder

Russel Westbrook: 37 pontos, 12 rebotes, 6 assistências e 7 desperdícios de bola
Steven Adams: 16 pontos e 8 rebotes
Enes Kanter: 14 pontos e 6 rebotes

Boston Celtics

Al Horford: 19 pontos e 6 assistências
Avery Bradley: 18 pontos e 3 roubos de bola
Jae Crowder: 18 pontos
Marcus Smart: 11 pontos, 9 assistências e 6 rebotes

Author avatar
Fábio Malet
Gaúcho de Porto Alegre, bacharel em Ciência da Computação e engenheiro de softwares sênior. Apaixonado por esportes, tem o jornalismo como um hobby e pretende, futuramente, fazer pós-graduação na área. Acompanha NBA desde o começo de 2007 e, pé-quente, viu seu Boston Celtics ser campeão na primeira temporada inteira a que assistiu. Torce também para Grêmio, Tottenham Hotspur, Boston Red Sox e Green Bay Packers.

15 comentários

  1. PHABIO PASSOS

    BEM, JOGO FOI RIDÍCULO , PATÉTICO E HORROSO,COMO UM TIME, LIDERA O JOGO TODO, ESTA COM 7 PONTOS, FALTANDO 3 MINUTOS, O TREINADOR ME INVENTA DE TIRAR BROWN E DEIXAR OLYNYK,NO JOGO, ATE CROEWED ESTAVA MELHOR QUE BRADLEY OMTEM….FOI MUITO ERROS E MUITA BURRICE OMTEM….SE BRINCAR ASSIM NEM CLASSIFICA PRA PLAYOOFS DESTE ANO….

  2. Guilherme

    É revoltante ver um time que joga de forma descente durante todo o jogo e na hora de decisão fecha os olhos e força tudo que é tipo de jogada, lembrando que o nosso banco tomou pressão de um dos piores bancos da NBA, acho que a ausencia do Isaiah so mostra nossa fragilidade e dependencia a um ou dois jogadores.
    Al Horford foi minha decepção ontem, um pivo de 30 anos e All Star fazer decisões como as que fez no momento de decisão, é difícil. Desde o jogo contra o Houston e o Raptors o Horford vem, infelizmente, nos decepcionando

  3. drakes

    Eu gostei do jogo, na verdade dos últimos a defesa retornou ao time, o time vem jogando com mais pegada até o Crowder que vinha se poupando ontem foi bem na defesa, infelizmente tomou faltas e saiu por 6.

    O resumo do Fábio Malet diz tudo, mas sobre o quarto quarto sem seu allstar sempre é complicado, até por que os juízes são mais rigorosos em faltas contra ele, Donavan se aproveitou disso e tirou o Crowder.

    Depois do Spurs, são 13 jogos, que apenas 3 o Celtics não é favorito, é aí o momento de finalmente o time virar a página e engrenar como foi o ano passado.

    • Lucas Oliveira

      Ah finalmente! Obrigado drakes, não aguentava mais tanto comentário negativo!
      Jogo foi bom! Parece que sempre que o time perde é o pior é não é assim, longe disso. É o que eu sempre digo sobre o torcedor brasileiro de futebol que descobre um esporte melhor, mas só sabe torcer do mesmo jeito.

      É até curioso já vi falando bem e outro mal do Crowder entre esse é o outro tópico e ambos estarem errado!
      “Onde está o basquete do Crowder?” Que tal nos 3/4 de 3, 18 pontos na partida?
      “Crowder melhor que o Bradley no final da partida” Bradley não joga na 3 (o Smart joga) e saiu de quadra no terceiro com 5 faltas pq fez 3 no terceiro período, e esse foi o grande erro dele na partida.

      O ponto é, Al é um jogador fantástico, mas não é cluch e me parece um erro dar para ele decidir, embora eu entenda totalmente a escolha. Com o Isaiah fora acredito que o Bradley deveria decidir, mas o time jogou bem e digo mais, esse tempo sem o Isaiah pode se tornar a melhor coisa que esse time pode ter para o resto do campeonato! Espero que na sua volta o time esteja muito mais maduro e dependa menos dele.

      • Fernando C Silva

        Lucas, assino embaixo.

        Estamos com uma equipe muito boa, pronta para receber mais uma estrela e brigar pelo anel.

        Mas se perdermos um titular, caímos um degrau.

        É isso.

      • Thor

        Com certeza concordo com vc o torcedor brasileiro so sabe torce como si torce para o futebol crio eu que a renovação demori muito pouco por que a equipe está evoluindo bem

  4. Ranieri

    Eu acho que o time modificou bastante da temporada passada pra essa, e vem modificando bastante durante a atual temporada, devido a lesões, porem algumas coisas tem que ser ditas, Al Horford fora algumas partidas vem tendo muita dificuldades, principalmente nos rebotes, que já era um problema em Atlanta, diziam que era por conta do esquemas, mas ele chega num time com um esquema diferente e o problema persiste, fora uma possível pressão em ter que ser o cara principalmente na ausência do Isaiah, mesmo tendo a qualidade que tem talvez demore um pouco mais pra entrar no ritmo de boston. KO talvez precise de mais tempo devido a gravidade do procedimento a qual ele foi submetido. Amir pra mim não dá vey, sinceramente, tirando aquela partida em que ele foi o maior pontuador não fez mais nada, irregularidade é sobrenome dele, Zeller e Mickey são inexistentes no elenco, trade o mais rápido possível nesses caras. Jerebko é outro sem condições preso entre duas posições e sem capacidade pra preencher nenhuma delas, sem velocidade pra ala e sem força pra ala pivô. Green talvez seja a maior decepção da temporada era esperado ser o sexto homem mas acaba como inexistente, o resto do nosso banco são jogadores jovens que não pode cobrar muito e mesmo assim vem correspondendo e evoluindo bastante, a próxima temporada ou ate mesmo no final dessa e trazer muito para o time

  5. Renato

    Perdemos os 3 últimos jogos, mas estou bem satisfeito. Jogamos contra equipes forte, todas de playoffs e não saímos com a vitória por detalhes.

    Acho injusto cobrar do Horford poder de decisão para fechar os jogos, isso não faz parte do seu perfil, a grande ajuda que ele trás e a versatilidade nos 2 lados da quadra.

    Brown e Rozier estão vindo forte do banco, de qq forma algumas fragilidades ficaram expostas como os rebotes e um scorer vindo do banco, o que é ótimo já que aumenta a pressão por trajes e podemos fazer elas sem comprometer CAP pro ano que vem.

    Não estamos tendo sorte com lesões, com o time completo somos uma equipe muito mais forte. Com Thomas dificilmente perderíamos o jogo de ontem por exemplo.

  6. Jefferson Pires

    Gostei do jogo como um todo, mas fiquei com a impressão que quando o Avery começou a marcar o West no 4/4 ele começou a jogar melhor, eu preferia o Smart que tem mais força física q o Avery para marcar o West q é um monstro, infelizmente o Horford errou em três lances cruciais, mas não podemos culpa lo. A raça que o Smart joga é impressionante, se não fosse ele no fim do jogo teríamos perdido muito antes, briga por toda bola, e que decepção o KO, simplesmente ficou com medo de se jogar na bolano fim do jogo, e está bola deu a liderança para OKC. Mas de forma geral o time jogou muito bem

  7. Jack

    Caros!

    Vocês percebem que não temos jogadores habilidosos para condução de bola e dribles? Acho que isso também é um problema do nosso time, não é só a falta de mão para arremessar não.
    E o Paulo Antunes da ESPN, torcedor do nosso Celtão tem falado, tá faltando mais raça para esse time.

    Abraços!

    • Lucas Oliveira

      Jack não creio que “controladores de bola” seja um problema no time. IT é um dos melhores no quesito, Rozier e Smart são muito bons (Rozier principalmente), Bradley precisa melhorar bastante mas consegue fazer é o menino Brown se sai bem quando exigido.
      Não há muitos times na liga com mais “ball handlers” do que isso. Mas se der a bola para um Olynyk em contra ataque de velocidade, obviamente vai dar problema.

      Raça…. Aqui é uma opinião pessoal, mas também não acho… No momento me parece mais falta de jogadores de qualidade no garrafão já que o Amor está pior que temporada passada, do jogador que decide (IT machucado), de um acerto da segunda unidade que ainda tem muitos jovens e principalmente das contusões constantes que limitam time e entrosamento.

      Abraço

  8. Sander

    O time jogou muito bem dentro das suas limitações do momento. Todos nós sabemos que nos falta um reboteiro e um scorer no banco, mas é o time perder um jogo que fazem um escândalo, a ponto de dizer que o Stevens não

    • Sander

      Alô corneteiros,
      O time jogou muito bem dentro das suas limitações do momento (Falta de um reboteiro e O. Thomas). Todos nós sabemos que nos falta um reboteiro e um scorer no banco, mas é o time perder um jogo que fazem um escândalo, a ponto de dizer que o Stevens não é bom coach.
      Olynyk e Amir vão ser sempre isso aí, então deixem de ser chatos e achar que temos o pior time da liga.

      Lembrando que o nosso famoso projeto ainda está na metade, então qualquer reclamação as deficiências do elenco são repetidas e chatas. Nós sabemos o que falta, temos esperança em melhorar o mãos rápido possível, mas tbm temos que curtir um projeto muito comandadovpelo Stevens e pelo Ainge.

      Obs: Nossa defesa ontem estava muito bem.

  9. Duas jogadas marcantes:

    1- Passe do Horford para o ‘Brad Stevens’ com jogo empatado.
    Sou repetitivo mesmo, basquete tem posições especializadas e pivô armando jogada (e arremessando de 3) é típico de reinventar a roda.
    Verdade que ninguém em quadra queria assumir o jogo, a não ser pelo Smart.

    2- O time inteiro achando que o Bradley tinha ‘alguma possibilidade’ de ganhar o jump ball do West-donkey e abandonando a marcação 1×1 na bola ao alto (Celtics 2 abaixo).
    Essa seria engraçada, se não fosse triste, pois o West sozinho deve ser mais atlético que todo nosso roster junto.

    No geral, a rotação foi boa, meninos Brown e Rozier (principalmente Brown) vieram razoáveis do banco, bom jogo do Smart.
    Jerebko e boneco de posto canadense ausentes na marcação, além do Crowder faltoso prejudicaram a parte defensiva.

    Pra quem diz que com o Isaiah ‘ganharíamos fácil’, recomendo olhar o 3pt fg% do OKC e reconsiderar.

    Venham trades!
    []s verdes

  10. O time vem jogando bem e perdendo nos detalhes falta um algo a mais e esse algo a mais se chama IT.

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *