Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Warriors 86 x 99 Celtics

Existe um velho ditado que garante: “um raio não cai duas vezes no mesmo lugar”. Essa frase já foi profética em várias situações, mas não se aplica quando o assunto é um jogo entre Golden State Warriors e Boston Celtics na Oracle Arena. Depois de vencer o poderoso adversário em abril de 2016, o Alviverde repetiu a dose nas primeiras horas desta quinta-feira (9): com uma atuação espetacular na defesa, principalmente no último quarto, o maior campeão da história do basquete mundial bateu o Warriors por 99 a 86, em partida válida pela temporada 2016/2017 da NBA, e silenciou a torcida de Oakland mais uma vez.

Cestinha e capitão informal do Boston Celtics, o armador Isaiah Thomas fez mais uma atuação sólida e liderou o Alviverde em mais uma vitória fora de casa, com 25 pontos, três assistências e três roubadas de bola. Depois de Thomas, o destaque celta foi o ala-pivô Kelly Olynyk: alvo de críticas de parte da torcida verde e branca, o canadense fez uma de suas melhores atuações com a camisa de Boston na Oracle Arena, com 17 pontos, cinco rebotes e cinco assistências. O ala-armador Avery Bradley, por sua vez, anotou 12 pontos e pegou seis rebotes, enquanto o ala Jae Crowder ficou a um ponto do duplo-duplo, já que conseguiu 10 rebotes.

Sem contar com o ala Kevin Durant, lesionado, o Golden State Warriors concentrou o seu jogo no “Big Three” das últimas temporadas. O cestinha da franquia californiana foi o ala-armador Klay Thompson, com 25 pontos, seguido de perto pelo armador Stephen Curry, autor de 23 pontos. O ala-pivô Draymond Green flertou com um duplo-duplo, com 13 pontos e oito rebotes.

Com a vitória na Oracle Arena, o Boston Celtics interrompeu uma sequência de dois jogos sem triunfos e permanece na vice-liderança da Conferência Leste, com 41 vitórias em 65 partidas e 63,1% de aproveitamento. O Golden State Warriors, por sua vez, continua com a melhor campanha da temporada 2016/2017: são 52 vitórias em 64 jogos e 81,3% de aproveitamento.

Embalado pela vitória sobre o Golden State Warriors, a equipe do Boston Celtics encerra a “Marcha para o Oeste” nesta sexta-feira (10), quando encara o Denver Nuggets. A partida começa às 23h (horário de Brasília) e será disputada no Pepsi Center. Também nesta sexta, o Warriors visita o Minnesota Timberwolves no Target Center.

O jogo

No primeiro período, Warriors e Celtics acertaram poucos arremessos, mas os donos da casa começaram melhor e abriram oito pontos de diferença nos primeiros cinco minutos. Depois do péssimo início, o Alviverde, liderado por Isaiah Thomas, cortou o prejuízo para apenas três pontos.

Misturando titulares e reservas, com destaque para o garrafão formado por Kelly Olynyk e Al Horford, o Boston Celtics virou o placar e deu a impressão de que levaria uma boa vantagem para o intervalo, mas o Golden State Warriors, liderado por seu “Big Three”, reassumiu a liderança, com quatro pontos de frente.

O início de terceiro quarto na Oracle Arena foi marcado pelo equilíbrio, com boas jogadas das duas equipes. O Celtics, com a defesa encaixada, virou o jogo com dois lances livres de Marcus Smart, mas o Warriors garantiu a liderança no último lance do período, graças a um arremesso de longa distância de Stephen Curry.

Sentindo o bom momento, o Boston Celtics registrou uma atuação espetacular no último quarto. Com Thomas, Bradley e Olynyk protagonizando grandes lances nos dois lados da quadra, além da mão precisa de Jae Crowder em arremessos importantes, o Alviverde abriu mais de 10 pontos de liderança, para desespero de Curry e Thompson, completamente anulados na reta final. No fim das contas, vitória celta em Oakland, por 99 a 86.

Destaques do Warriors

Klay Thompson (25 pontos e seis rebotes)

Stephen Curry (23 pontos, seis assistências e cinco rebotes)

Draymond Green (13 pontos e oito rebotes)

Destaques do Celtics

Isaiah Thomas (25 pontos, três assistências e três roubadas de bola)

Kelly Olynyk (17 pontos, cinco rebotes e cinco assistências)

Avery Bradley (12 pontos e seis rebotes)

Author avatar
Gustavo Arruda
Gustavo, 28 anos, é maranhense de São Luís, jornalista formado pela UFMA e repórter do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011, com mais de 1.700 textos publicados. Nas horas vagas, é goleiro, armador, tio do João Gabriel e da Alice, e também dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

5 comentários

  1. Fernando C Silva

    Curioso o quanto o Curry se incomodou com o Brown. Provocações, comemorou cesta apontando o dedo.

    Enfim, não deu certo.

  2. Renato Green

    Ótima vitória do nosso Time!!!
    Eu fico muito satisfeito e empolgado com essas vitórias como tbm a recente sobre o Cavs…

    Meu ponto de vista é esse:

    Podemos acabar em Primeiro do Leste? Claro, pq não? São remotas mas temos chances…

    Podemos terminar em terceiro ou quarto?
    Sim, não ficaria surpreso …

    O fato dessas vitórias sobre grandes times me deixa contente e confiante pq imagino que com grandes partidas e firmando na liga com uma time forte e sólido seremos um bom atrativo para grandes jogadores. Pq hj mais do que nunca, grandes jogadores querem encurtar a caminhada pelo título buscando equipes já prontas, como vimos oq aconteceu com o Duran e etc.

    Então, minha esperança nessa temporada é que nos mantenhamos firmes e tbm conseguir fazer uma grande pós temporada. Acredito em título? Muito difícil, mas claro que tem chances. Mas sinceramente não estou preocupado com isso, e sim, torcer por uma movimentação boa a nosso favor no próximo verão.

    Minha maior torcida e preocupação é mantermos a moral em alta e toda a liga continuar a acreditar que temos um grande time é um ótimo técnico e que ano que vem com uma ou duas peças poderemos sim, nos considerar candidato ao título.

    Let’s Go Celts

    #18

    • drakes

      Matematicamente falando as chances são 50% do Celtics ser o primeiro colocado na divisão. é a primeira vez eu vejo um time ter mais probabilidades estatísticas que o mais fanático do seu torcedor.

      Por causa disso, as palavras do Brad Stevens soam tão verdadeiras:
      “We’re not as good as our record”

      Para fazer esse feito o time, precisará ao final da campanha ter pelo menos 53v-29d, ou seja, temos que ter apenas 5 derrotas, nos próximos 17 confrontos.

  3. Lucas Oliveira

    Fato é que nossa caminhada é na teoria a mais tranquila entre os primeiros colocados e que o Cavs continua tropeçando.

    Se o time não tivesse perdido o ritmo após o All Star Week e não tivesse perdido aquele jogo de arbitragem duvidosa contra o Bulls, a primeira colocação já seria uma realidade, para a incredulidade até do mais otimista Celta no início da temporada.

    O que não significa dizer que somos o melhor time, mas diz bastante a respeito de consistência, especialmente do Isaiah e dos especialistas defensivos.

  4. Pedro

    A verdade é que se não tivessemos perdido dois jogos, que poderíamos ter ganho, recentemente, hoje seríamos líderes. Claro que “se” não ganho jogo, mas é bom pra jogar uma pressão nos outros times e, acima de tudo, elevar a moral do time. Pra mim, mais importante que a liderança é o time entrar nesses últimos jogos com o modo playoff ligado. Quem termina quente, normalmente vai mais longe.

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.