Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Boston Celtics monitora situação e cogita propostas por Danilo Gallinari ou Andre Drummond

Restando pouco menos de um mês para a Trade Deadline da temporada 2019/2020 da NBA, o Boston Celtics continua sendo alvo de especulações sobre trocas, principalmente depois de sofrer três derrotas consecutivas nesta semana e deixar a vice-liderança da Conferência Leste. De acordo com fontes da imprensa norte-americana, o time verde e branco de Massachusetts está monitorando a situação de alguns atletas da liga: enquanto o jornalista Vincent Goodwill, do Yahoo! Sports, aponta o interesse celta no ala italiano Danilo Gallinari, do Oklahoma City Thunder, o site Bleacher Report revela que Boston cogita uma proposta pelo pivô Andre Drummond, que defende o Detroit Pistons.

Danilo Gallinari, de 31 anos, é titular absoluto do Oklahoma City Thunder na temporada, com 32 partidas disputadas e médias de 18,1 pontos, 5,8 rebotes e 2,3 assistências em 30,3 minutos. Já Andre Drummond, com 26 anos, lidera a liga em rebotes e é um dos destaques do Detroit Pistons, registrando médias de 17,8 pontos, 16,2 rebotes, 2,6 assistências, 1,9 roubadas de bola e 1,8 tocos em 34,2 minutos. Os dois monitorados pelo Celtics podem suprir carências diferentes: enquanto Gallinari é um atirador nato, Drummond pode se tornar o dono do garrafão alviverde.

Apesar do interesse celta, as negociações por Danilo Gallinari ou Andre Drummond não são das mais fáceis, já que são dois atletas com salários altos. Para ficar com Gallinari, Boston precisa enviar jogadores que totalizem US$ 17,6 milhões em salário nesta temporada, e o valor por Drummond, por sua vez, sobe para US$ 21,6 milhões. Além disso, os dois atletas estão em final de contrato: Gallinari será agente livre, e Drummond tem uma opção contratual para 2020/2021. Para fechar uma das trocas sem maiores dificuldades, o Celtics terá que abrir mão do ala Gordon Hayward, dono do maior salário da equipe, e uma troca com o Thunder ainda resultaria na transferência de mais um jogador da franquia de Oklahoma.

Enquanto monitora atletas e faz planos para a Trade Deadline, que será na tarde do dia 6 de fevereiro, o Boston Celtics tenta se recuperar dos tropeços recentes na temporada. O próximo duelo do Alviverde será na noite deste sábado (11), às 21h, contra o New Orleans Pelicans, no TD Garden. Com 25 vitórias em 36 partidas e 69,4% de aproveitamento, a equipe celta está em terceiro lugar na Conferência Leste.

Author avatar
Gustavo Arruda
Gustavo, 28 anos, é maranhense de São Luís, jornalista formado pela UFMA e repórter do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011, com mais de 1.700 textos publicados. Nas horas vagas, é goleiro, armador, tio do João Gabriel e da Alice, e também dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

11 comentários

  1. Drummond seria uma peça interessante pra acabar com o problema no garrafão celta. É o jogador perfeito? Claro que não, mas ele tem muitas virtudes, as pessoas costumam olhar só pras falhas em seu jogo e acabam subestimado o pivô do Detroit.

    Andre, além de ser um dos melhores reboteiros de todos os tempos da liga, é um cara bem ágil – e com isso consegue muitas steals – gerando pontos em fast breaks. Outro ponto interessante é a defesa dele, que quando quer, é boa. Porra, jogando em um time como Celtics do Stevens, qual vai ser o motivo do maluco não se dedicar defensivamente? Isso é requisito básico pra entrar no V inicial do Brad.

    Drummond é um monstro fisicamente que gera dificuldade pra qualquer jogador que vá jogar invadir seu território. Eu não sei se ele é o cara pra parar Embiid ou Giannis sozinho, mas com a ajuda coletiva, com certeza teríamos mais chances disso acontecer – ou alguém esquece de que pro Al Horford stopar o camaronês ele precisava do Baynes? Com uma boa tática, tudo se ajusta.

    Enfim, é uma oportunidade de mercado, aproveita logo pra envolver o Hayward no negócio e vê no que dá. Acho que ninguém mais espera nada do Gordon, né? Ou seja, não temos tanto a perder, dependendo do que o Pistons quiser dá pra rolar essa trade sim.

  2. Fernando Silva

    Negócios difíceis.

    Gallo é um interesse antigo.

    Drummond acertaria nosso garrafão.

    Vejamos o que ocorre.

    Seja como for, creio que GH sairia. A princípio a ideia de perder GH não me agrada muito.

    Porém é fato que, em Boston ele mais se machucou e jogou “se recuperando” em sua carreira. Uma pena.

    • Marcos

      GH por Drummond? Seria o melhor negócio da década (a compra do GH foi a pior, deu a ilusão que tínhamos um timaço).

      Impossível na prática.

      A parte técnica não vale nada nos Celtics há 9 anos, o lance é padrinhagem e o corporativismo.

      Pra piorar o coach detesta pivôs…

      Abs verdes,

  3. Fernando Henrique

    Nenhuma das duas opções me agrada muito, não vejo o Gallo com um bom custo benefício, é bom lembrar que ele tem um histórico de lesões, que só não tem acontecido da última temporada pra cá, mas aos 31 anos é algo que devemos considerar. Um bom atleta pro banco com salário mais baixo seria o ideal, como Bertans ou o RoCo, até a volta do Crowder eu acho que seria uma boa

    Já o Drummond não é o melhor encaixe pro time e de novo tem essa questão do salário. Opções como Jarrett Allen (de um Nets que ta perigando nem chegar nos offs, a sorte deles é que só tem time ruim atrás) ou Mitchell Robinson do Knicks, que são jogadores mais versáteis, me agradam muito mais.

    • Fernando Silva

      Mesmo antes da season minha impressão era que, conforme o andamento da temporada, DA optaria por reforçar o time para brigar pela anel.

      Acredito que estejamos nesta posição.

      Concordo que nenhum dos citados nos seria o ideal.

      Mas seriam reforços sim.

      Tenho outras preferências.

      Mas Drummond ajudaria nosso garrafão. É inegável.

      Teríamos ótimas opções com Drummond e Kanter, com a possibilidade de Theis jogar na 4, conforme o adversário.

      Não gostaria de perder GH.

      Temos que aguardar.

  4. Gallo é ótimo mas, como já dito, sairia muito caro. E analisando nossas necessidades, não acho que uma investida por ele seria o melhor a se fazer no momento. Bertans talvez seja uma opção mais realista pra gente no momento.

    Agora, Drummond é o pivô que está faltando no Celtics. É o maior reboteiro do jogo e um dos melhores da história da liga no fundamento, resolveria nossos problemas na questão (perdemos pro Sixers por causa disso), fora a boa proteção de aro – quando quer – e a alta capacidade de steals. As pessoas focam nos defeitos do Andre, mas esquecem das virtudes que existem, é um cara que seria de extrema valia para esse nosso time no momento. Vir com desculpa de ~~encaixe~~ pra não trazê-lo é bobagem, o fit é interessante, Dre iria gerar muitos pontos pro time – e evitar também – com o seu hack nos boards.

    Se puder envolver o Hayward no negócio, perfeito. Só acho que não vai dar pra ser só ele, os dirigentes do Pistons não são imbecis. Temos que reconhecer que fizemos um dos piores negócios dos últimos anos contratando esse cara logo e passá-lo adiante – as pretensões da franquia devem estar à frente da empatia referente ao que aconteceu com o jogador, que ao meu ver, está recuperado – no entanto, não a ponto de nos dar o retorno esperado ao dinheiro que foi investido em sua contratação.

  5. PHABIO PASSOS

    Bem esquece pessoal, eu gosto e adoro o CELTICS, esta difícil ver e acompanhar o time, nessa temporada,eu vi time piores que esse do BOSTON dos anos 90, nunca uma falta de vontade, garra e sem jogadas e SEM TREINADOR, como esses anos,acho que AINGE o titulo de 2008 ja serve, TANTO que 2010 ou 2011, nosso time era melhor de todos ele inventou umas trocas burras e imbecis com CITY E CAVS, time caiu de tabelas anos e anos a gente não foi pior porque tínhamos RONDO, ALLEN , PIERCE E GARNETT no elenco,..Precisamos renovar o time pq estava veterano demais,trouxemos um treinador que pensamos que ia muda o CELTICS, e que vemos um ZE CHICLETE, que fica dormindo o jogo, não tem jogas e para ele so serve bola de 3 , não temos defesa e infiltraçao A SAUDADE DE DOC RIVERS ,para piora o AINGE infelizmente ficou pra trás nas negociações e no draft e so trazem 90% de jogadores anões , únicos jogadores grandes que trouxeram foi um milagre foi BROWN E TATUM e trouxe um jogador com corpo podre que ROBERT WILLIAWS,,, e só espera ate 06;02 quando tem ultimo dia de troca e se fazer mudança e não vou mais acompanhar o CELTICS esse ano….QUERO MEU CELTICS E ME DEVOLVA MEU CELTICS….e aquele copo jogada na quadra jogado devia jogar no AINGE NO ZÊ CHICLETE para eles ACORDAREM

    • Victor

      Desculpas meu amigo, mas você leu o que escreveu? Depois de 2008 perdemos por causa de lesões, as trocas de KG e paul pirce levaram boston a um rebuild extremamente curto, quantas times demoram mais de 10 anos para começar a ter uma esperança de ser candidato ao título.
      Sobre o Ainge, ele teouxe horford, irving, hayward e kemba, o kemba inclusive foi uma troca pelo roozie, sendo que tal movimento criava a chance de renovar com o dominicano.

    • Thayron

      Só de imaginar Drumond pegando 20 rebotes no CELTICS eu já me arrepio todo kkkkk..
      Lets Go CELTICS

  6. silvio freitas

    Trocar GH por Drumond ? Não tem o que pensar . Na hora . Vai arrumar nosso garrafão . GH jamais voltará a ser o que era . Pode ir embora que não deixará saudades alguma .
    Silvio Freitas

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *