Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Celtics 107 x 102 Clippers

Nos 15 inesquecíveis anos em que defendeu o Boston Celtics, o ala Paul Pierce fez a torcida verde e branca vibrar com várias vitórias, que geralmente eram construídas com arremessos de longa distância, e se tornou um dos maiores ídolos da história do recordista de títulos da NBA. A combinação, quase sinônimos, dos gritos de “Paul Pierce for three” e “Celtics win”, se repetiram pela última vez na tarde deste domingo (5), da maneira mais inesperada possível: em seu último jogo no TD Garden como atleta, já que irá se aposentar no encerramento da temporada 2016/2017 da NBA, Pierce viu o Los Angeles Clippers, sua atual equipe, ser derrotada pelo Celtics por 107 a 102, mas acertou o último arremesso do jogo, de três pontos, e fez a fanática torcida celta vibrar, pela primeira vez na história, com um lance adversário. Adversário apenas na teoria, pois na prática, todos sabem que Paul Pierce sempre será um celta.

Com Pierce de titular, o Los Angeles Clippers rapidamente sentiu a atmosfera vibrante do TD Garden e sofreu para marcar o Boston Celtics, principalmente o armador Isaiah Thomas: com 13 pontos de seu camisa 4, o Alviverde rapidamente abriu 10 pontos de vantagem no primeiro quarto e apenas administrou a vitória no período seguinte. Na volta do intervalo, o Celtics manteve o ritmo, colocou 18 pontos de liderança para o Clippers e encaminhou a vitória, mesmo com a reação da equipe de Los Angeles no último quarto. Com o jogo resolvido, Paul Pierce recebeu a bola na última posse do Clippers, arremessou na frente de Isaiah Thomas e converteu, fechando uma tarde de pura nostalgia e felicidade em Boston.

Principal jogador do Boston Celtics na temporada, o armador Isaiah Thomas não teve um bom aproveitamento nos arremessos de quadra, mas teve participação decisiva no primeiro e no último quarto. O camisa 4 encerrou o jogo com 28 pontos e oito assistências em 35 minutos. Depois de Thomas, quatro atletas contribuíram com 13 pontos: o armador Marcus Smart, os alas-pivôs Amir Johnson e Kelly Olynyk, e o pivô Al Horford. O destaque desse quarteto foi Horford, que pegou 15 rebotes e registrou mais um duplo-duplo na carreira.

Sem contar com o armador Chris Paul, o Los Angeles Clippers contou com boas atuações do ala-pivô Blake Griffin e do ala-armador Jamal Crawford, que anotaram 23 pontos cada. Entre os reservas, destaque para os 16 pontos do armador Raymond Felton e para os 11 pontos do pivô Marreese Speights.

Invicto há sete partidas, sua melhor marca na temporada 2016/2017 da NBA, o Boston Celtics chegou a 33 vitórias em 51 jogos e 64,7% de aproveitamento na competição. Além disso, o Alviverde permanece na vice-liderança da Conferência Leste e manteve a distância de dois jogos para o primeiro colocado Cleveland Cavaliers. Já o Los Angeles Clippers, que perdeu o segundo jogo consecutivo, está na quinta posição da Conferência Oeste, com 31 triunfos em 51 compromissos.

Depois de quatro partidas consecutivas no TD Garden, o Boston Celtics inicia, na madrugada de quarta-feira (8) para quinta-feira (9), uma série de quatro jogos como visitante contra equipes da Conferência Oeste. O primeiro desses duelos será contra o Sacramento Kings, às 0h30 (horário de Brasília), no Golden 1 Center. O Los Angeles Clippers, por outro lado, já enfrenta o Toronto Raptors nesta segunda-feira (6), no Air Canada Centre.

Destaques do Celtics

Isaiah Thomas (28 pontos e oito assistências)

Al Horford (13 pontos, 15 rebotes e seis assistências / duplo-duplo)

Amir Johnson (13 pontos e seis rebotes)

Kelly Olynyk (13 pontos e quatro rebotes)

Marcus Smart (13 pontos, três rebotes e três assistências)

Destaques do Clippers

Blake Griffin (23 pontos e oito rebotes)

Jamal Crawford (23 pontos e cinco assistências)

Paul Pierce (Três pontos)

Author avatar
Gustavo Arruda
Gustavo, 28 anos, é maranhense de São Luís, jornalista formado pela UFMA e repórter do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011, com mais de 1.700 textos publicados. Nas horas vagas, é goleiro, armador, tio do João Gabriel e da Alice, e também dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

2 comentários

  1. Kenderson

    Paul Pierce , jamais vou me esquecer do titulo de 2008 da NBA e de tantos momentos brilhantes com a camisa verde branca . Está pra sempre na história da franquia de Massachussets. Muito obrigado por me mostrar o caminho certo , foi pelo “The Truth” que virei um Celta !

  2. Francisco Machado

    Essa foto vai ser eterna.

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.