Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Crawford se torna ‘a arma’ de Doc Rivers para o jogo 3

Depois de visitar o New York Knicks e sofrer duas derrotas na abertura dos playoffs, o técnico Doc Rivers busca alternativas para reverter o quadro negativo e os problemas da equipe nos primeiros jogos. E um dos principais motivos de preocupação do treinador é o ataque: com uma média de apenas 74,5 pontos nos dois primeiros duelos, Doc busca alternativas para melhorar a ofensiva alviverde. E um nome ganhou força para o terceiro jogo, que será realizado em Boston, nesta sexta-feira (26): Jordan Crawford.

Crawford, que veio para o Celtics durante a temporada após ser trocado pelo Washington Wizards por Leandrinho Barbosa, estreou nos playoffs na primeira vez na carreira no primeiro duelo da série contra o Knicks, realizado no último sábado (20), e não teve um desempenho satisfatório, atuando por dez minutos e saindo zerado de quadra. Mesmo com a atuação abaixo do esperado, Rivers prometeu ao camisa 27 mais tempo em quadra no segundo jogo. E a promessa foi cumprida: Crawford jogou mais da metade do jogo (25:15 minutos) e anotou dez pontos, sendo o reserva que mais pontuou na derrota por 87 a 71. O desempenho na segunda partida chamou a atenção de Doc, que pretende usar o ala-armador por ainda mais tempo no terceiro confronto, que marcará a estreia do Celtics atuando em casa nestes playoffs.

O aumento no tempo de quadra de Crawford, entretanto, acaba subtraindo o tempo de jogo de outro atleta na rotação: Courtney Lee. Titular em metade dos jogos que esteve disponível (39 de 78 partidas), o ala-armador formou com Avery Bradley, após a saída de Rajon Rondo por causa de uma lesão no ligamento do joelho direito, uma dupla implacável na marcação de perímetro. Apesar do desempenho satisfatório, Lee teve seu espaço bastante reduzido no elenco após uma entorse no tornozelo esquerdo, perdendo a vaga de titular no time para Jeff Green. Reserva nesse início de playoffs, Lee já começa a ter ainda menos minutos na rotação: no jogo 2 no Madison Square Garden, o camisa 11 só atuou nos quatro minutos finais de partida, com a fatura liquidada para o NYK.

O técnico Doc Rivers, questionado pela opção por Crawford ao invés de Lee, afirmou que a necessidade de atacar o Knicks fez com que ele fizesse essa escolha. “Só acho que agora Crawford está jogando melhor e acho que ofensivamente ele dá uma melhor chance do que Lee, que atua mais defensivamente”, disse Doc. Já Lee, entretanto, parece não se incomodar com a perda de espaço no meio do elenco celta. “Minha frustração é porque perdemos, e é alta. Mas a parte da rotação não me incomoda. Se tivéssemos vencido, seria uma coisa boa. Isso não me incomoda em nada, a frustração mesmo, de todos, é porque perdemos”, minimizou, em declaração pouco após a segunda derrota em New York.

Author avatar
Gustavo Arruda
Gustavo, 28 anos, é maranhense de São Luís, jornalista formado pela UFMA e repórter do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011, com mais de 1.700 textos publicados. Nas horas vagas, é goleiro, armador, tio do João Gabriel e da Alice, e também dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

11 comentários

  1. Rafael

    Trocar a defesa pelo ataque. Doc Rivers acabou de decretar que jogaremos basquete brasileiro.

    Pressinto uma varrida.

    • Hiago Bürgin

      De nada vale uma defesa fechada (que aliás não está se mostrando assim ultimamente, com Carmelo Anthony e J.R. Smith se divertindo em quadra), se o time não consegue por uma bola na cesta com um contra-ataque rápido ou com um aproveitamento de rebote defensivo.

  2. Hiago Bürgin

    Crawford já se mostrou um jogador com potencial, quando atuando pelos Wizards. Lá suas médias de pontos eram sempre maiores que 10 por jogo, além de demonstrar agilidade para algumas roubadas de bola.

    Tomara que ele consiga se destacar nesta nova oportunidade que Doc Rivers está dando a ele, o time está precisando…

  3. Fernando

    Preocupante: estamos fazendo teste nos offs. Pode dar certo, mas mostra que temos problemas. Não estou otimista.

  4. Luís eduardo

    é fazer teste nos playoffs é sinal ruim, mas se do jeito que ta não ta dando certo tem que mudar mesmo.

  5. Shandyego Nunes

    Doc é burro ou o que? É só colocar o time como estavamos jogando no fim da temporada regular, Bradley, Lee, Pierce, Green e KG…simples assim…. pra quê inventar moda? … Bass pode até estar jogando mais ou menos, mas Carmelo com médias de 30 pnts não dá…. E Crawford pode ajudar, mas temos que apostar mais em Lee e Terry…

  6. Bruno Massinham

    Só eu acho o Crawford horrível?

    Precipitado em alguns arremessos, jogador “peladeiro” e que comete uma quantidade enorme de erros em quadra.

    Se depositarmos nossas esperanças no Crawford, é melhor nem passar pelo Knicks mesmo..

  7. Thaynan

    Esperemos a próxima temporada! com o Green com média de 20 pontos,Rondo voando,Sullinger ajudando pra caramba o KG,Pierce sendo sexto homem(pq nao?)
    e Bradley igual pitbull.
    Pq nesses offs,ja elvis!

  8. […] que vem jogando, mas com uma alteração importante na rotação: o ala-armador Jordan Crawford, conforme noticiado anteriormente aqui no Celtics BR, deve ganhar ainda mais minutos em quadra para tentar alavancar a pontuação […]

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.