Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

“Esse será o meu ano”, promete Marcus Smart

Foram com essas palavras que Marcus Smart resumiu suas expectativas para a temporada de 2016/2017.

Com a saída de Evan Turner, o camisa 36 do Celtics, de 22 anos, sabe que passará a ter um papel mais vital para o sucesso do time e não foge da pressão que haverá, sobre seus ombros, para desenvolver seu jogo ofensivo e deixá-lo próximo de sua reconhecida qualidade defensiva.

Na série contra o Hawks, ainda na temporada passada, o então segundanista foi desafiado ao ter que assumir um papel de maior destaque, após a lesão que afastou o titular Avery Bradley, das quadras. O jogador correspondeu, fazendo a melhor partida de sua carreira, no jogo 4 daquela série. Como recompensa, ganhou mais créditos com torcedores, diretoria e, especialmente, com Brad Stevens, que já anunciou que precisará mais do que nunca dos talentos do atleta recrutado, pelo Celtics, com a sexta escolha-geral do 2014 NBA Draft:

“Eu vou ser um jogador mais agressivo. Eu quero (e vou) ser uma ameaça ofensiva”, disse Smart, ao ser perguntado o quanto espera crescer na próxima temporada. “Eu estou progredindo em todos os aspectos do meu jogo. Eu estou tentando virar uma opção ofensiva confiável, podendo virar, quem sabe, a segunda, terceira ou quarta opção do time em pontuação, assistências e todo o resto. O que eu puder fazer para ajudar o Celtics, eu farei”.

Em seguida, o jogador concluiu seu pensamento:

“A minha defesa está pronta. Eu sei que vou causar barulho com ela. Se tem algo que não me preocupa, ou aos meus companheiros de time, é a minha contribuição defensiva. No entanto, eu acho que já passou da hora de eu crescer na quadra ofensiva”.

Marcus Smart teve uma média de 27.3 minutos, por partida, em 2015/2016, angariando 9.1 pontos, 3.0 assistências e 1.5 roubos de bola por duelo. O camisa 36 foi o sétimo maior cestinha do elenco.

O maior problema de Smart, como sabido, reside em seu arremesso, já que o armador acertou apenas 34.8% de suas tentativas (o que representa um declínio comparado ao seu aproveitamento de calouro, que foi de 36.7%). Nos tiros de longe, Smart sofreu ainda mais, ao converter apenas 25.3% dos arremessos de três que tentou.

Embora o jogador viva altos-e-baixos no setor ofensivo, sua vocação defensiva e sua raça têm chamado atenção de todos em Boston:

“Quando as pessoas ouvirem ou dizerem meu nome, eu quero que elas, automaticamente, façam a cara de ‘nossa, eu não quero enfrentar esse cara; ele é chato, nunca desiste e eu vou ter uma longa noite’ “, declarou Smart.

Por fim, cabe dizer que o jogador oriundo da Universidade de Oklahoma State, apesar de ter apenas 2 temporadas como profissional, já é o terceiro celta com mais tempo de casa no elenco, ficando atrás, apenas, de Avery Bradley e Kelly Olynyk. Desse modo, embora Smart esteja assistindo à ascensão de líderes no elenco, tais como Isaiah Thomas e Jae Crowder (sem contar o recém-chegado Al Horford), certo é que o jogador da classe do 2014 NBA Draft está disposto a integrar o grupo de liderança do elenco:

“Eu estou pronto. Eu estou diante de uma excelente oportunidade. Muitas pessoas morreriam para estar onde estou. É uma benção o que consegui e eu estou pronto para dar o próximo passo em minha carreira. Eu quero essa responsabilidade a mais, eu aceito as cobranças feitas sobre um líder. É loucura isso tudo, afinal, estou indo apenas para minha terceira temporada, é realmente incrível. Entretanto, aconteceu e eu não vou fugir. Nunca fugi na minha vida, não será agora que isso vai acontecer”, concluiu.

Author avatar
Rômulo Portugal
Rômulo é carioca, advogado, e fã de futebol, NBA e NFL. Acompanha o Celtics desde 2003. Seu fanatismo pelo maior campeão da NBA o fez torcer para os demais times de Boston. Como bom carioca, é Vascaíno. Tem Paul Pierce como primeiro e grande ídolo na NBA.

16 comentários

  1. Renato

    Que assim seja. Se o Smart for uma arma ofensiva, poderá ser All Star em breve, e fará o Bradley negociável

  2. Sander

    Estou ansioso lara ver o quanto ele melhorou na parte ofensiva.
    Defensivamente ele é um monstro, tem tudo para ser top de defensores de perímetro da liga.
    Teve um jogo contra os Hawks que o P. Milsap passou mal com ele.

  3. Fernando C Silva

    Essa é a mentalidade de um celta. Gosto do Smart e creio que ele fará tudo o que o Stevens pede na parte ofensiva. Quanto aos arremessos, amigo pode chegar 2 horas antes do jogo e começar a trabalhar. Vai fazer bem e trará o resultado.

  4. Gbrunus

    Cara na primeira vez q eu vi o Smart jogar , deu pra perceber q ele era um Celta, ele tem tudo ele sangra e chora verde, se ele chuta-se de 3 e fosse um pouco + agressivo seria um allstar pq a defesa dele é incrível!

  5. David Pessoa

    torço por isso, tornar o Bradley negociável seria uma boa. Bradley mais algumas escolhas de draft pode nos render um all star para fechar o big 3 com Thomas e Horford. Caso o Smart não se desenvolva tanto quanto esperamos, podemos ofertar ele mesmo mais algumas escolhas altas de draft e esperar pela melhor oferta possivel.

  6. Sander

    Quem defende melhor: Smart ou Bradley?

    • Hoje o bradley é melhor defensor, mas no futuro talvez o smart seja melhor, e tem mais ferramentas para ser mais dominante, se ele desenvolver, eu acredito que ele vá, o seu jogo ofensivo e começar a contribuir com uns 15, 16 pontos por jogo, tornará o bradley negociável a meu ver.

      • Maurício Green

        Concordo que o AB é melhor defensor hj. Pois marca melhor os jogadores da 1 e 2, uma vez que é o melhor marcado de pick and roll da liga sempre se antecipando para não ficar preso nas picks.

        Mas o Smart até pelo físico e pela tenacidade, marca na 1, 2 ,3 e até 4. Pra mim para Smart superar AB é questão de tempo de liga e tempo de quadra, que ai tem haver com uma melhora ofensiva.

    • Maurício Green

      Acho que as contusões do final da Summer league 2015 e do inicio da temporada 15/16 atrapalharam o desenvolvimento ofensivo do Smart ano passado. Na verdade ele jogou 67 jogos em 14/15 e 61 em 15/16. Mas isso não é desculpa para as escolhas de arremessos que é péssima. Se a bola esta caindo, o que é raridade, ele faz um jogo fantástico como foi contra OKC nas 2 temporadas que ele jogou. Mas o normal era ele amassar o aro.

      Acho que as chaves para esse ano são mais consistência ofensiva, ter uma produção mais estável “10/12 pontinhos” por noite, e melhorar as escolhas de arremessos de fora.

      Vi uma tweet que mostrava que o nível de acerto de 3 dele é bom se ele segura a bola por mais 2 segundos para chutar 15/40 (37.5%). Já com menos de 2 segundos, “catch and shoot”, o nivél de acerto é péssimo 46/201 (22.9%).
      Danny Leroux @DannyLeroux

      Por isso, para mim, primeiro ele precisa ir mais para cima do aro, infiltrar, e depois acertar o floater que vinha treinando no inicio da temporada passada. Se ele for bem sucedido nas infiltrações, os marcadores vão se afastem um pouco e dar mais tempo para ele se alinhar para chutar de 3.

  7. White Mamba

    Obrigado por deixarem passar o Randle.

  8. Maurício Green

    Acho que as contusões do final da Summer league 2015 e do inicio da temporada 15/16 atrapalharam o desenvolvimento ofensivo do Smart ano passado. Na verdade ele jogou 67 jogos em 14/15 e 61 em 15/16. Mas isso não é desculpa para as escolhas de arremessos que é péssima. Se a bola esta caindo, o que é raridade, ele faz um jogo fantástico como foi contra OKC nas 2 temporadas que ele jogou. Mas o normal era ele amassar o aro.

    Acho que as chaves para esse ano são mais consistência ofensiva, ter uma produção mais estável “10/12 pontinhos” por noite, e melhorar as escolhas de arremessos de fora.

    Vi uma tweet que mostrava que o nível de acerto de 3 dele é bom se ele segura a bola por mais 2 segundos para chutar 15/40 (37.5%). Já com menos de 2 segundos, “catch and shoot”, o nivél de acerto é péssimo 46/201 (22.9%).
    Danny Leroux @DannyLeroux

    Por isso, para mim, primeiro ele precisa ir mais para cima do aro, infiltrar, e depois acertar o floater que vinha treinando no inicio da temporada passada. Se ele for bem sucedido nas infiltrações, os marcadores vão se afastem um pouco e dar mais tempo para ele se alinhar para chutar de 3.

  9. Gajo Gatzk

    Caraca. Galera quer mesmo ver evolucao do smart pra liberar o AB, o que seria um erro. Enquanto Smart trabalho o que acham que Bradley esta fazendo? Ele é um otimo atleta, ótimo profissional, workaholic pesado…melhorando bastante sua participação no time temporada pós temporada. E bastante. Ainge é fera demais. Nosso time super competitivo e totalmente controlado – tanto o budget, quanto rh. Jogadores inteligentes, comprometidos, coach staff em perfeita sinergia com nossa organizacao. E uma coisa que nao nos afeta ha bom tempo, mas tem mto torcedor que sofre demaais com a organizacao e estruturacao de suas equipes, no caso, a falta delas. Celtao, mesmo sofrendo as vezes, conseguimos identificar o trabalho e direcionamento da instituição.

    • David Pessoa

      Eu sou a favor de trocar o bradley, mas não que eu não reconheça o talento e esforço do Bradley, muito pelo contrario, to sempre defendendo o garoto. A questão é que se o Smart se desenvolve e com a permanencia do green, o Bradley acaba perdendo um pouco de espaço e muitos times tem interesse no AB. Então, se oferecemos o Bradley mais algumas boas escolhas de draft, acredito que podemos conseguir em troca mais um all star para formar o novo big 3 do Celtics.

  10. Gustavo Miglioretti

    Eu nao defendo jamais trocar o Bradley. O cara é o melhor defensor de perimetro do time e top 5 no máximo na NBA inteira, além de ser o nosso segundo maior scorer. A evoluçao ofensiva dele foi um absurdo, o tanto que ele nao tinha confiança no chute na epoca do big three e era apenas um defensor pra hoje, tendo o melhor arremesso do time. Dá pra usar tranquilamente Smart e Bradley juntos ou alternando eles junto com o Isaiah (e Rozier que deve ganhar espaço) e montar o small ball também, com IT – AB – Smart – Jae – Horford

  11. Gustavo Miglioretti

    Eu nao acredito que o Smart se torne alguém com um chute tao confiavel igual o Bradley. O estilo dele é outro, Bradley é otimo saindo das screens e indo pro arremesso, sabe criar o proprio chute também. Smart é mais agressivo, ele é um jogador para infiltrar primeiro e dps pensar em arremessar de fora. Eu tenho ctz que ele teria ajudado bem mais se tivesse essa mentalidade, do que tantos arremessos de fora. Eles tem estilos diferentes

  12. David Pessoa

    Verdade Gustavo, o Bradley é muito bom e se ele ficar, otimo. Mas caso a gente oferte o Bradley mais algumas escolhas de draft eu acredito que podemos receber mais um all star, pois o Bradley está muito valorizado no mercado atualmente. É melhor termos um jogador util ou um jogador foda para completar o novo big 3?

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.