Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Gordon Hayward é cotado no Celtics para 2014/2015

Mesmo com cinco jogos já disputados na atual temporada, alguns torcedores e jornalistas nos Estados Unidos já estão fazendo as suas estimativas para o campeonato de 2015. Por ter a expectativa de contar com um espaço grande na folha salarial para contratações, de não fazer uma boa campanha no atual campeonato para ter uma escolha mais alta no Draft e com a possibilidade de contratar bons agentes livres, o Boston Celtics surge como um dos times em que os boatos de chegadas e saídas serão rotina. E o primeiro deles já surgiu: trata-se da contratação, em 2014, do ala-armador Gordon Hayward, do Utah Jazz.

Hayward, de 23 anos, está em sua quarta temporada na equipe de Salt Lake City e, recentemente, não chegou a um acordo financeiro com sua equipe para uma extensão contratual. Mesmo com a proposta de US$ 60 milhões por quatro temporadas, o ala-armador não aceitou e será mesmo agente livre restrito em 2014, com o Jazz tendo o direito de poder cobrir qualquer oferta de eventuais interessados pelo atleta.

Para o jornalista Marc Stein, da ESPN americana, Hayward irá testar o mercado e procurar uma vaga em equipes que se reformularão e terão bastante espaço no cap. E o Celtics surge como principal candidato por um motivo bastante específico: Brad Stevens. O treinador celta comandou Hayward no Butler Bulldogs, da NCAA, por três temporadas e até hoje os dois mantém uma boa relação. “É um dos melhores treinadores que eu já convivi e ele tira o máximo de cada jogador”, declarou o ala-armador, em entrevista concedida pouco depois do anúncio de seu ex-comandante como novo técnico celta.

Os dois se reencontraram nesta quarta-feira (6), no duelo entre o Celtics e Jazz, com Hayward dando mostras do que os torcedores celtas podem esperar dele caso o futuro seja vestir a camiseta verde: com 28 pontos, nove rebotes e cinco assistências, o ala-armador comandou os visitantes na derrota por 97 a 87 diante do time da capital de Massachusetts. “Ele é extremamente bom, está muito melhor do que quando o treinei!”, surpreendeu-se Stevens. “Ele era o melhor jogador da faculdade na época (que o treinou) e o cara tem melhorado. Estou orgulhoso dele”, disse. Agora, resta saber se, em 2014 ou em um futuro um pouco mais distante, se Stevens e Hayward trabalharão juntos no maior campeão da história da NBA.

Author avatar
Gustavo Arruda
Gustavo, 28 anos, é maranhense de São Luís, jornalista formado pela UFMA e repórter do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011, com mais de 1.700 textos publicados. Nas horas vagas, é goleiro, armador, tio do João Gabriel e da Alice, e também dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

27 comentários

  1. Rafael

    Precisamos de um arremessador seria uma boa.

  2. Vinicius Simões Bravo

    Sempre gostei desse jogador, desse Butler. Seria uma boa, MAS, desde que não seja Overpaid.

  3. Walisson

    Dinheiro com força hein?!?!

  4. PHABIO PASSOS

    pelo que assistir jogo de omtem, seria uma boa aquisiçao pra nosso time,tomara que vem ano que vem pra o celtics….bem,tem um estilo parecido com pierce,mas calma, estilo de jogo,pierce e superior a ele…

  5. drakes

    O Celtics sem conseguir perder algum contrato e ainda desistindo do AB não tem como contratar ele…só procurar a folha salarial no hoopsworld.

    Se ele vier vai ser através de alguma troca.

    • victor

      Terá sim meu amigo, a mecânica financeira na NBA não é simplesmente eu tenho X dólares o teto é Y dólares não posso passar de Y, por isso dizem que a NBA possui um “soft cap”, é meio complicado mas se tiver tempo de dar uma pesquisada vai entender legal ;D

      • drakes

        Vitor, posso estar enganado, mas para contar as regras de soft para redução abaixo dos 58 milhões, o Celtics terá que ter todos contratos já assinados até os rookies, como ocorreu com o Houston agora no caso do D12 (que teve que desistir do Robison).

        Um rookie posicionado entre os primeiros do draft pela escala não é pouca coisa, ainda tem o Ab para assinar, um negócio seria sempre mais simples, S&T até por que mesmo fazendo todo esforço mental e contábil para te-lo, o Utah sempre terá a preferência de empatar a proposta e mante-lo.

      • O Celtics pode contratar ele com os pés nas costas.

        1ª Que temos alguns contratos que não são garantidos,

        2ª Que como estamos abaixo do cap, podemos ultrapassar ele na próxima temporada com algumas regalias

        3ª Porque temos 16,5 milhões em exceções comerciais conseguidas com as negociações desse ano.

        Só com as exceções, já da pra trazer uns dois Hayward ….rs

        😀

    • Leonardo Grochoski

      é pro ano que vem! gosto do estilo em que joga, sem falar que só tem 23 anos tem muito pra evoluir.

  6. Lucas Rocha

    galera, o que vou perguntar não tem nada haver com a matéria, mais você fazem ou ja pensaram em fazer uma confraternização da galera que torce pro Celtics?
    Em SP ou Rio (eu moro em Bragança Paulista perto de Sampa), em uma cidade que se encontra a maior parte da torcida que visita aqui, sei lá…
    Seria legal juntar uma parte da galera pra assistir um jogo em um fds, alugar uma chácara, algo do tipo…
    O que acham?

  7. Acho um bom jogador, esforçado e vem crescendo. Seria uma ótima aquisição se não vier com um preço muito alto.

  8. Filipe

    60M por 4 temporadas e não aceitou kkkk
    Não quero obrigado

  9. prometheu

    se acontecer de vir sem uma loucura financeira, eu acho uma otima….. excelente jogador, ele é tipo um ala/aramador que funciona kkkkk dar uns tocos no wade

  10. Lucas Lemuel

    Cara eu queria, melhor que o Bradley muito. Só que 60 milhões por 4 temporadas e ele não aceitou, ai fica complicado trazer, considerando o fato de que o Utah pode cobrir a oferta, então o dinheiro gasto vai ter que ser ainda maior e por esse tanto de dinheiro ele não vale não.

  11. Fernando Nakashook

    Mas tipo, pode ser que ele aceite menos, e o fator de não renovar com o Utah tenha sido por não perceber chances de conseguir um anel com aquele time. Tomara que o fato do Stevens ser o treinador do Celtics conte como ponto positivo para que ele decida ir para Boston.

  12. PHABIO PASSOS

    pois e, temos moeda de troca pra isso,eu acho que ele se encaixa bem no celtics,temos que tentar… podia mandar os jagadores que vieram dos nets, por exemplo…

  13. sebas

    Pra mim a questão não é se dar pra trazer ou não,até porque como já sabemos o Danny Ainge fez trocas visando muito espaço pro ano que vem.Daria pra trazer um ou até dois FA’s tops.

    O ponto principal é se é bom negócio ou não.Pra mim não é.O Jazz pra mim fez loucura em oferecer 15 Mi por ano pra ele.O cara é bom mas não sei se vale gastar tudo isso com ele.

  14. Cacá Godoy

    Ele é bom. Sempre curti.
    Ficaríamos com mais da metade do quinteto titular montado com muita qualidade.

    Rondo, Hayward, Green.

    Sully, Olynyk e Faverani disputando as vagas de garrafão e + um all star da posição 4 ou 5.. o problema é este último ponto.

  15. Matheus Porto

    Eu não sei se apostaria nele… Minha escolha no draft(caso não fique com as duas primeiras escolhas) seria num SG. Então usaria essa grana no CAP para trazer gente pro garrafão.

  16. Oberdan Gonzalez

    60 milhas por 4 anos?
    Não mesmo.

  17. […] serem cogitadas, para o futuro, as possibilidades de contar com o ala Jabari Parker no Draft e com o ala-armador Gordon Hayward, o Celtics estaria agora de olho no armador espanhol Sergio […]

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.