Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Jae Crowder e John Wall se envolvem em briga e são punidos pela NBA

O Boston Celtics vive bom momento na temporada 2016/2017, tendo vencido 6 de seus 7 últimos jogos. Na última quarta-feira, confirmando a boa fase, o maior campeão da NBA derrotou o Washington Wizards, no TD Garden. Essa partida teve como uma de suas manchetes, mais uma grande atuação do All-Star Isaiah Thomas. Outro fato que chamou atenção, foram os ânimos acirrados durante e depois do término do duelo.

No decorrer do jogo, pudemos perceber uma discussão aflorada entre Bradley Beal e Marcus Smart. Após o cronômetro zerar e o Celtics assegurar a vitória sobre rival, vimos nova discussão, dessa vez ainda mais intensa: Jae Crowder e John Wall não deixaram a quadra depois do término da partida e ficaram frente-a-frente, trocando xingamentos. Em um dado momento, o camisa 99 de Boston colocou o dedo em riste a Wall.

O armador da franquia da capital norte-americana, conhecido por seu forte temperamento, não deixou barato e deu um tapa na cara do ala do Celtics. Como consequência, obviamente, os ânimos explodiram de vez e o pior só foi evitado, devido à turma do “deixa disso”.

Veja a confusão abaixo:

https://www.youtube.com/watch?v=XmcUQEqqWwc
Três dias após esse incidente, a NBA divulgou que multara os dois protagonistas da confusão – Jae Crowder e John Wall.

Crowder deverá pagar uma multa na quantia de 25 mil dólares; Wall, por sua vez, terá que desembolsar um valor de 15 mil dólares pela confusão. A pena a Crowder foi superior, porque o jogador celta tentou brigar dentro de quadra e nos vestiários, enquanto o armador de Washington buscou o conflito apenas dentro das quatro linhas.

O temor por uma briga, após as equipes deixaram a quadra, foi tamanho, que cinco policiais de Boston foram colocados para formar uma barreira entre os vestiários de Celtics e Wizards.

Jae Crowder tentou evitar, ao máximo, tecer comentários sobre o ocorrido, mas, após a insistência da imprensa, proferiu as seguintes palavras:

“Tudo começou durante a partida. Wall foi muito desrespeitoso ao longo da noite. Nós não nos gostamos desde a temporada passada. O sentimento é recíproco”.

Quando solicitado a dar a sua versão dos fatos, o jogador do Wizards, que foi a primeira escolha-geral do 2010 NBA Draft, assim disse:

“Nós esperávamos um jogo físico e com muitas provocações, afinal, é Boston do outro lado. No fim, tudo se resume a isso: jogadas físicas e xingamentos”.

Otto Porter Jr., ala da equipe da capital, não pôs panos quentes na controvérsia, e expôs o que pensa acerca do Celtics:

“Eles são sujos, jogam para machucar e falam muitas besteiras. Eu não gosto desse time”.

Por fim, Isaiah Thomas teve a palavra:

“Nós não vamos fugir. Times de Boston não fazem isso. Entretanto, uma coisa é certa: não somos sujos ou violentos. Se ser sujo ou violento, é jogar com raça e intensamente, então, ok, somos isso. Eles perderam o jogo e querem mídia. Deixa eles falarem”.

O histórico recente entre Boston Celtics e Washington Wizards mostra uma série de conflitos e confusões entre as equipes. No primeiro confronto entre as franquias, em 2016/2017, Marcus Smart e John Wall quase chegaram às vias de fato. Confira:

https://www.youtube.com/watch?v=J1sV2CwOfFo

Na última temporada, Jae Crowder envolveu-se em uma discussão com o então treinador do Washington Wizards, Randy Wittman.

Pela atual temporada, ambas as equipes voltarão a se encontrar no dia 24 de Janeiro. E, diante do histórico narrado, se houver novas cenas lamentáveis, não se surpreenda.

Author avatar
Rômulo Portugal
Rômulo é carioca, advogado, e fã de futebol, NBA e NFL. Acompanha o Celtics desde 2003. Seu fanatismo pelo maior campeão da NBA o fez torcer para os demais times de Boston. Como bom carioca, é Vascaíno. Tem Paul Pierce como primeiro e grande ídolo na NBA.

8 comentários

  1. Guilherme

    Isaiah dando uma resposta digna de capitão, QUE HOMEM

  2. Rômulo Portugal

    Está na cara que os times não se gostam.

    Se a temporada terminasse hoje, teríamos uma série entre Celtics e Wizards, no first round dos Playoffs.

    Esses dois times se enfrentando em muitos jogos? E em sequência? Certeza que a porrada come.

  3. Fernando C Silva

    Parece que o estranhamento vem desde o jogo anterior. Um lado não esqueceu e o outro não deixa por menos.

    Jogo físico é uma coisa, trash talk é outro, jogar sujo no sentido de ferir o adversário é outra bem diferente.

    O Celtics não é um time sujo, e, temos dificuldade para jogar de forma mais física porque o time não é exatamente atlético.

    Seria o KO o jogador físico de Boston? O Amir e o AH que teriam alguma ferramenta para tanto, sabemos que estão longe de serem desleais.

    Então eles só podem estar reclamando do Crowder e do Smart, aliás justamente os envolvidos. Se não aguentam pressão destes, amigo recorra ao volei porque lá você fica do outro lado da rede.

    Se alguém pratica o trash talk no time, eu desconheço.

  4. Quincy Adams

    Parte da Liga tem bronca por conta daquela contusão do Love na jogada do KO. Outra parte chegou a sofrer nas mãos de Garnett, Rondo e etc. E todos têm na lembrança o time dos anos 80 (que além de ser um time duro, elevou o trash-talking a um novo nível). Em resumo: chora na cama, que é lugar quente.

  5. daniel fialho

    A. Sherrod Blakely: resposta Isaiah Thomas para #Hawks Dennis Schroeder dizendo que falou mal de sua mãe. “Eu não falo sobre a mãe de ninguém, não discuto com a mãe de ninguém e não falo sobre a família das pessoas. Então o que quer que ele disse, isso é uma mentira de 100 por cento e ele sabe disso. Eu sempre digo, mantenha o aro. Eu falo sobre basquete e vou conversar e vou competir. Estou fazendo o que posso para fazer minha vitória um jogo, mas eu não trago os pais dentro Eu não trago a família. ” 4 horas atrás – via Twitter SherrodbCSN

  6. Carlos

    Thomas pareceu uma criança no meio de brigas de adultos quando passou.

  7. Lucas Oliveira

    O inevitável aconteceu… “Sorte” das equipes que eles não pegaram um gancho, e devo dizer que fiquei muito feliz com NBA pela atitude de punir os jogadores e não a equipe, considerando que a maior parte das equipes e staff tentaram apartar a briga.

    Mas isso não pode acontecer… E principalmente não pode acontecer em uma partida que já havia terminado e na qual vencemos (você até espera nervos mais aflorados em uma partida de playoffs, por exemplo). Dito isso, eu adoraria enfrentar os Wizards nos playoffs, nosso time joga melhor quando está zangado e nenhum jogador iria querer enfrentar um Smart e um Bradley com esse sangue nos olhos.

    2ª confusão do Crowder em poucos dias, espero que aprenda a lição e use a agressividade como incentivo para jogar e marcar melhor e não prejudicar a equipe com declarações infelizes e atitudes desmedidas.

    Em tempo: “Porter, suja é como fica a sua bunda quando vê a camisa verde do outro lado da quadra!”

  8. Celso Cachali Jr

    Mas foi engraçado… Wall é carne de pescoço o bichinho ruim nao se intimida com ninguem… e ainda nao é querendo falar nao ele deu um soco que pegou no Smart e de Raspão no Crowder… que deu uma piada. hehehehehehhe pensa uma serie de Playoffs deles ia ser historico

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.