Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Larry Bird – O rei do trash talk

 

Essa é uma das materias especiais que virão na semana de aniversário do Celtics Brasil. Você sabe o que é trash talking? E sabia que um dos maiores jogadores da história do Celtics era mestre nisso?

Traduzindo ao pé da letra, trash talking é falar lixo. Isso é, insultar o adversário de alguma maneira.

A idéia por trás disso é levar o seu oponente para fora de seu jogo constantemente, insultando-o ou lembrando-o de uma grande partida que fez contra ele. Seu adversário fica mais preocupado com o trash talking do que em se concentrar no jogo real. Quando feito corretamente, é uma coisa bonita de testemunhar. Está deve ser a meta número 1 de um jogador quando se fala em diminuir seu oponente.

Existem vários tipos de trash talk. Os tipos mais comuns são falar no ouvido do adversário sobre fragilidades dos companheiros de equipe, e às vezes dos próprios oponentes. Gary Payton e Reggie Miller eram especialistas.

Outros utilizam uma abordagem mais sutil. Quando estão fazendo um grande jogo, chegam ao seu adversário e sussurram em seu ouvido, lembrando-lhes da capacidade e da subsequente incapacidade do adversário em derrotá-los. Isso pode ser muito irritante para o adversário, especialmente se ele continua durante todo o jogo. Larry Bird era um mestre nisso.

O segundo maior cestinha da história do Celtics abusava da sua habilidade no esporte para irritar seus adversários, abaixo estão exemplos de como o jogador falava:

– Durante o All-Star Weekend de 1986, na prova de tiros de três pontos, Bird entrou no vestiário, olhou em sua volta, sem dizer uma palavra. Passado alguns minutos ele finalmente disse: “Eu já ganhei essa coisa. Eu estou apenas procurando ao redor para ver quem é que vai terminar em segundo.” E ele realmente venceu o concurso.

– Durante um jogo no dia de Natal contra o Indiana Pacers, antes do jogo Bird disse a Chuck Person que tinha um presente de Natal esperando por ele. Durante o jogo, quando Chuck estava no banco, Bird acertou um chute para três pontos na frente do jogador. Então disse: “Merry fuckin’ Christmas!”. Bird provou que ele era o verdadeiro chutador da liga

– Reggie Miller, um dos profissionais no trash talking, tentou perturbar a concentração de Larry, quando ele estava chutando lances livres no final de um jogo. Larry olhou para ele, fez o primeiro lance livre e disse, “Rook, eu sou o melhor shooter da liga. Da Liga! Entendeu? E você está aqui tentando me dizer alguma coisa?” Então Larry acertou o segundo lance livre.

– Em 09 novembro de 1984, Bird foi expulso juntamente com Julius Erving no terceiro quarto, após uma briga em quadra. No ponto de ambas as expulsões, Bird tinha 42 pontos e Dr J 6. Durante o jogo, Bird tinha continuamente falado em todos os seus pontos. Bird nega que ML Carr, seu companheiro de equipe, estava falando algo agressivamente do banco.

– Em um jogo que o amigo de Bird, Magic Jonhson estava machucado, Bird disse para o atleta do Lakers: “Não esquenta, Magic, eu vou dar um show pra você hoje” Após o término da partida, após os 40 pontos e 17 rebotes e 10 assistências de Larry, ele disse: “Eu não disse pra você não se preucupar! Joguei por mim e por você”

Muitos jogadores usam desse artificio em todos os esportes. O piloto Juan Pablo Montoya é um exemplo, na luta temos Mike Tyson e Muhammad Ali , na NFL Deion Sanders e Shannon Sharpe.

Na NBA tivemos exemplos como Jordan, Barkley, Payton. E jogando, Kevin Garnett é um rei no assunto. Inclusive foi eleito como o jogador da NBA que mais usa do artifício pelo site Sports Illustrated.

Atualmente, no Celtics estamos cheios de jogadores mestres no assunto. Nessa mesma eleição o aposentado Rasheed Wallace, Nate Robinson e Paul Pierce estão no top 5. É Larry Bird fazendo escola!

Abaixo alguns vídeos sobre o estilo de Larry Bird:

http://www.youtube.com/watch?v=1vHEWOqdyTg

Não esqueça de seguir o twitter do Celtics Brasil. Noticias daqui são atualizadas em primeira mão para vocês. @celticsbrasilbr

Por: Guilherme Camillozzi

Author avatar
Redação Celtics Brasil

7 comentários

  1. Iago Oliveira

    Trash Talk é uma arte…

  2. Liu

    Durante o All-Star Weekend de 1986, na prova de tiros de três pontos, Bird entrou no vestiário, olhou em sua volta, sem dizer uma palavra. Passado alguns minutos ele finalmente disse: “Eu já ganhei essa coisa. Eu estou apenas procurando ao redor para ver quem é que vai terminar em segundo.”

    HUAEAHUAHUAEAHUUHEAHUAEAHUAEAHHUAHUAEAHUUHEAHUA
    to rindo igual retardado disso…

  3. Não é a toa que somos o time mais odiado da NBA.
    Além de sermos a equipe com mais títulos, que ja causa muita raiva e inveja, temos uma história forrada de “Trash Talkers”

    Lembrando que Gary Payton já jogou no Celtics também…hehehehe

  4. Sávio Martins

    Bird é mito demais.

  5. @JuniorVC

    Parabéns pela matéria.
    Obrigado por voltar com as Crônicas 😀

  6. Matheus Porto

    Adoro usar Trash Talk em qualquer esporte que eu pratique.
    Mas meu jeito é diferente, nao falo diretamente, fico falando pra alguem do time ir pra cima que tah facil, ou fazer uma jogada foda e sair gritando que eu soh foda, essas coisas. HUAHAUAHAUHA

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.