Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Magic 87 x 117 Celtics

Quando o Boston Celtics pisou na quadra do Amway Center, na noite desta quarta-feira (7), para enfrentar o Orlando Magic, em mais um compromisso válido pela temporada 2016/2017 da NBA, poucos torcedores acreditavam em um grande resultado, e não faltavam motivos para isso. Além de estar desfalcado do armador Isaiah Thomas e abatido pela dolorida derrota para o Houston Rockets no último segundo de jogo, o Alviverde teria que passar por um Magic com torcida a favor e embalado por três vitórias consecutivas como visitante. Tudo conspirava contra, mas o maior campeão da história da liga surpreendeu: com uma atuação impecável no segundo tempo, o Celtics bateu o Magic por 117 a 87 e conquistou a sua vitória mais expressiva na competição.

Líder desde os primeiros minutos de jogo, o Orlando Magic iniciou o jogo com a mão calibrada nos arremessos de longa distância, abriu oito pontos de diferença e aumentou o desespero do torcedor celta, mas não da equipe, que conseguiu a virada durante o segundo quarto e estabeleceu quatro pontos de liderança. Entretanto, o Magic mostrou força nos segundos finais e levou uma vantagem mínima para o segundo tempo.

Sentindo que poderia beliscar a vitória em Orlando, o Boston Celtics voltou com outra postura no segundo turno e reassumiu a liderança do jogo com uma grande jogada de Jae Crowder, que fez a cesta, sofreu falta de Aaron Gordon e converteu o lance livre. Depois disso, o Alviverde mostrou eficiência nos arremessos, esbanjou jogadas rápidas, emplacou uma defesa feroz e abriu 12 pontos para o Magic, sem muita dificuldade. Abatidos, os donos da casa sentiram o golpe, cometeram vários erros, e o Celtics, com tranquilidade, venceu por 30 pontos.

Sem o parceiro de perímetro Isaiah Thomas, que se recupera de uma lesão na virilha, o ala-armador Avery Bradley chamou a responsabilidade e foi o cestinha do Boston Celtics, com 23 pontos. O ala Jae Crowder, em noite inspirada, mostrou eficiência nos dois lados da quadra e encerrou o jogo com um duplo-duplo: 17 pontos e 10 rebotes. Substituto de Thomas na armação, Marcus Smart fez 13 pontos, enquanto o ala-pivô Amir Johnson contribuiu com 11 pontos. Referência no garrafão, Al Horford não foi brilhante na quadra de ataque, mas chegou perto de um triplo-duplo, com 10 pontos, oito assistências e seis rebotes.

Além dos titulares, três peças da rotação do Celtics merecem destaque pela ótima atuação no Amway Center. Dono de um estilo de jogo incendiário, com muita velocidade e infiltração, o armador Terry Rozier contribuiu muito para a vitória celta com seus 16 pontos e cinco rebotes. O jovem ala Jaylen Brown, em 21 minutos de ação, também foi muito bem, com 13 pontos, enquanto o ala-pivô Kelly Olynyk fez nove pontos.

Pelo lado do Orlando Magic, o cestinha foi o armador D. J. Augustin, que foi muito bem nos arremessos de longa distância e encerrou o jogo com 15 pontos. Logo em seguida, veio o ala-armador francês Evan Fournier, responsável por 14 pontos e cinco assistências. Na rotação, destaque para o duplo-duplo do pivô Nikola Vucevic: 12 pontos e 10 rebotes.

Com 13 vitórias em 22 jogos e aproveitamento de 59,1%, o Boston Celtics permanece na terceira colocação da Conferência Leste, com uma vitória a menos e um jogo a mais que o vice-líder Toronto Raptors. O Orlando Magic, que perdeu 13 dos 23 compromissos nesta edição da liga, ocupa a modesta 11ª colocação do Leste.

A próxima partida do Boston Celtics será uma das mais importantes da equipe nesta temporada: afinal de contas, será um confronto direto pela vice-liderança do Leste, diante do Toronto Raptors, rival de Divisão do Atlântico. O jogo entre o Alviverde e a equipe canadense será disputada nesta sexta-feira (9), às 22h30 (horário de Brasília), no TD Garden. Também nesta sexta, o Orlando Magic enfrenta o Charlotte Hornets no Spectrum Center.

Destaques do Magic

D. J. Augustin (15 pontos e duas assistências)

Evan Fournier (14 pontos e cinco assistências)

Nikola Vucevic (12 pontos e 10 rebotes / duplo-duplo)

Destaques do Celtics

Avery Bradley (23 pontos e quatro rebotes)

Jae Crowder (17 pontos e 10 rebotes / duplo-duplo)

Terry Rozier (16 pontos e cinco rebotes)

Author avatar
Gustavo Arruda
Gustavo, 28 anos, é maranhense de São Luís, jornalista formado pela UFMA e repórter do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011, com mais de 1.700 textos publicados. Nas horas vagas, é goleiro, armador, tio do João Gabriel e da Alice, e também dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

26 comentários

  1. Al Horford é muito completo, faz tudo certinho, o cara distribuir 08 Assistências e nenhum TO. Avery Bradley merece All star esse ano, tá jogando demais, para mim, segundo mais importante da equipe, atrás apenas de Isaiah.

  2. Gbrunus

    Vi o jogo até o começo do quarto quarto e tenho uma certeza: quando o Smart ta na armação nos jogamos melhor.
    Se você for ver o 1 e o 2 quarto vc percebe que armação tava toda nas costas dele, o Bradley mal levava a bola até o meio era sempre o Smart, ele que chamava as jogadas de pick para o Bradley e tava sempre infiltrando e passando a bola para um shoter na 3 como Crowder, KO, Jerebko. Todavia, nosso aproveitamento de 3 foi pifio acertamos 7 de 26.
    Então no 2 e 3 quarto o smart decidiu jogar o pick com o Holford pontuando muito mais e dando assistências ou gerando assistência para o Al. O que gerou a nossa vitória.
    Outro ponto é como ele tem defendido essa temporada, esta sendo o segundo melhor defensor do time só depois do nosso pivosão que vem distribuindo tocos DUAS VEZES E MEIA POR PARTIDA. A defesa dele ta tão insana que hoje eu tenho certeza que nós poderiamos trocar o Bradley por um 5 chutador de bundas e botar o smart na dois que nós só ganhariamos na defesa (mas perderiamos no ataque obviamente, sem falar na impotancia dele na segunda unidade).
    ______________________________________________________________

    Vindo para outro tópico:
    O que vcs acham de trocar o Crowder para abrir espaço para o Brown o menino tá jogando bem nessas duas ultimas partida, e o Crowder é sem duvida umas das melhores pessas de troca da liga.
    ______________________________________________________________

    Outro:
    O que vcs acha do Isiah Austin no Celtão?
    Eu aprovo no lugar do Zeller vale apena arriscar

    • Sander

      Vc foi polêmico hein mano…kkkkkkkkkk

      Acho que por enquanto não tem como trocar o Crowder para ficar com o Jaylen de titular. O garoto tem um teto muito grande, mas ainda é um garoto. Se estivéssemos em um tank, trocaria por alguma pick, ou alguém novo sem dúvida, mas nessa temporada temos vôos mais altos e, precisamos do Jaylen ná segunda unidade.
      Quem sabe ano que vem essa troca possa acontecer…

      I. Austin no lugar do Zeller??? Eu apoiaria. Pior que o Zeller não deve ser.

      • drakes

        Zeller além de já saber os esquemas táticos do Stevens, tem condicionamento físico de profissional, o Austin terá que aprender a leitura do playbook e ainda entrar em forma.

        Além de que se tiver uma troca, o salário do Zeller de 8 milhões é melhor para junto com alguma pick conseguir um melhor jogador, espera-se que até 15 de janeiro, o novo contrato entre clubes e jogadores já tenham sido assinados.

    • Francisco Machado

      Brown ainda ta longe de ter o impacto q o Crowder leva pro time. Por ora nao.

    • Maurício Green

      Para confiar no Brown de titular, no nível do jogo que o Celtics está (brigando por final de conferencia) e para cima, no minimo essa e mais uma temporada de segunda unidade. Ele é um cara com um tremendo up side, mas muito cru e muito novo. Ele precisa e merece um tempo p se desenvolver.

      Agora se vier um All Star para a 3, aí sim o Crowder pode/deve ir. Eu particularmente prefiro nos reforçar na 5 ou na 4.

  3. Em noite de ausência do Thomas, que provou ser seu verdadeiro reserva foi o Rozier (nessa toada o Smart não deve voltar a jogar de PG ‘puro’ nos Celtics).
    Bom jogo do menino Brown, ele precisa mesmo voltar a ter confiança e esses jogos contra franquias menores são os ideais.

    Acho que podemos fazer uma trade com bom custo benefício pelo Ibaka. Ele está jogando fora da posição no Orlando (por causa do Byombo), é bom reboteiro e defensor e mata as suas bolinhas de fora (para agradar o Stevens. Acho, realmente, que seria um grande encaixe para o time.

    Sobre o pessoal pedindo o career-year Bradley no ASG, a a concorrência é de peso com DeRozan, Lowry, Irving, I. Thomas, Giannis A., J. Wall, D. Wade e K. Walker na disputa pela 1 e 2. É difícil, mas como é por votação popular, quem sabe?

    []s verdes

    • Maurício Green

      Discordo de você em relação ao despenho do Smart. Para mim ele foi muito bem ontem como PG, foi sua melhor partida no ano. Fez o time jogar, rodou a bola, preparou as jogadas, foi para dentro quando preciso e até arremessou bem (5/7 e 1/1 de 3). Além de defender como sempre.

      Ele deu um mole sou outro na defesa. Fez falta na segunda jogado do Magic do jogo com relógio de posse em 1 seg. e fim do 2/4 deu mole em duas das três bolas de 3 do DJ Agustin. Foi isso e um turneover bobo em um passe. Por outro lado o Ibaka esta procurando a carteira dele ate agora e o Gordon chorando a enterrada que não deu pq tomou um toco (não achei q foi falta, mas se foi foi bem feita).

      Foram 23min, 13 pontos, 3 reb. 3 ast. 71% FG. É outro estilo em relação ao IT (que logico é o titular absoluto), mas ele foi bem sim e devia jogar mais de PG que qualquer outra coisa.

    • Lucas Oliveira

      Se por PG puro vc quer dizer o jogador responsável por conduzir a bola e armar jogadas e não ser shooter, para mim o Smart é mais PG que o Thomas e hoje(ênfase aqui) não vejo o Rozier armando melhor que o Smart também.
      IT e Curry são mais SGs baixos (Curry é alto, mas mais baixo do que o Klay) do que PGs.

  4. Apenas Feliz por esse massacre Celta.

  5. Renato

    Jogo incrível da equipe, o melhor até agora. De todos os jogadores do elenco, apenas Green foi mal.

    Destaque para o Bradley que chamou o jogo pra si e entre os reservas Brown e Rozier foram muito bem.

    Esse tipo de jogo trás de volta dúvida Thomas titular ou vindo de sexto homem?

    • Datha

      Iria fazer exatamente essa pergunta Renato!!

      Mas quem iríamos trazer pra ser o titular, Smart ou Rozier? Fico na dúvida em relação a isso.

    • Pra mim não trás duvida não.
      Estávamos enfrentando o fraquíssimo Magic, po.
      Isaiah ainda é titular com sobras desse time.
      Não podemos nos iludir por um jogo

    • Lucas Oliveira

      Não.

      Este foi um jogo em que todos entraram pilhados sabendo que teriam que jogar mais para suprir a ausência do Thomas, não dá para esperar isso a longo prazo.

    • Mauricio Green

      Po não da para comparar. IT é titular sem menor dúvida. A temporada dele até aqui é ainda melhor q a do ano passado. Foi uma boa noite de quase todos (menos o Green) e de um time que vinha de uma boa partida e parece está se acertando. Com IT provavelmente o blow out seria já no primeiro tempo.

      O Maigc são fracos sim, e estavam em Back 2 Back, mas se não me engano eram até ontem a 5 melhor defesa da liga, top 10 com certeza. Também viam de uma boa série de vitórias. Não da para desqualificar essa vitória.

    • Francisco Machado

      Thomas so vai perder a posiçao de titular pro Lonzo, na temporada q vem.

  6. Foi um bom jogo contra um time inferior!! Os jogadores não jogaram relaxados, mas sim pilhados pela ausência do Thomas! Que é indiscutivelmente titular e melhor jogador celta!

    Rozier muito bem e ainda evoluindo nessa sua 2* temporada, Brown foi bem e quando ter confiança à ponto de partir mais pra dentro e principalmente movimentar mais pra abrir opções de chute e não ficar tão fixo nas pontas, certamente terá números melhores (as vezes o PG procura e 2 jogadores movimentam, mas Brown fica mais estático, quando ele amadurecer e evoluir dará mais opção e será melhor pra ele mesmo)!! Mas foi bem no jogo e espero que esses 2 melhorem a cada jogo e se tornem fundamentais nessa season!

  7. *** esqueci de completar, foi um jogo pra não por defeito! o time todo foi homogêneo e o resultado foi justo e do tamanho do jogo do time! foco nos próximos jogos que é a hora de ter o up no time!

  8. Mauricio Green

    Melhor atuação do time na temporada. Consciente desde do começo, oscilando pouco, com as rotações encaixando, rodando a bola muito bem e defendendo. So perdemos o primeiro tempo pq as bolas de 3 não caíram.
    Despachamos o Magic no segundo tempo pq mantemos o padrão de atuação do primeiro tempo, melhoramos a defesa de perímetro, chutamos menos e melhor de 3; fora que os caras cansaram.

    Uma coisa q me chamou atenção e não termos usado rotação com 3 Guards. Estamos usando muito isso, e não está dando certo. Só funciona, por pouco tempo, no caso do IT and D.

    AB o cara do jogo. Assumiu a liderança da equipe, tanto que tomou a primeira falta técnica da vida. Deu um toco de primeiro time de defesa e saiu falando na cara dos jogadores do Magic. Voltou ao nível de atuação dos primeiros jogos da temporada, coincidência ou não parece que se livrou do incômodo no ombro. Se não repararam ele estava sem as fitas no ombro.

    Smart atuação muito sólida. Para mim ficou provado q ele é PG. Mas vemos mais ele na 2 e até na 3 do que de PG, se “sacrificando” pelo time. Isso é um dos motivos dele ser um jogador que recebe muitas críticas.

    Rozier e Brown dando gosto de ver.

    Al contribuindo dos dos lados da quadra e elevando nosso nível. Mesmo em uma noite ruim nos arremessos compensou na distribuição do jogo.

    Crowder “quietinho” fez um duplo-duplo. Parece melhor fisicamente. Mas ainda estou esperando a atuação dele no ano.

    KO até q foi razoável mas sempre começa com freio de mão puxado. Espero dele constante 15/20 pontos por jogo, mas tá difícil. Minha paciência acaba em janeiro, até lá e mais q tempo p perder o receio da cirugia e compensar a pre temporada.

    Jeredko foi bem como de últimamente e Amir apareceu p jogar depois de uns 10 jogos, espero que não suam de novo.

    Green, por mim podia mandar embora.

    Jogos duros pela frente(Toronto casa, OKC lá e Spurs lá), com esse nível de atuação, temos chances nos 3 jogos. AInda mais se IT voltar.

    • Gustavo Miglioretti

      o Thomas disse no twitter que o jogador atual do time que ele tem mais amizade é o Green, até por terem jogado juntos no Suns. Eu acho que ele tá sendo bom no vestiario no time, sabe que a temporada é longa e pode ser usado… nao tá reclamando tambem, diferente do David Lee ano passado. Eu manteria

  9. drakes

    Falta um jogo para estrear na NCAA o Omer Yurtseven por NC State, ele é um ano e meio mais novo que o Zizic, ele tem 3 anos em um time turco profissional, já jogou dois jogos na summerleague pelo Fenerbahçe, ele é uma boa aposta nesse próximo draft.

  10. tomas p.

    Não trocaria j. Crowder nemf*. Melhor contrato da liga, barganha, por um jogador muito útil. Pra mim, Smart jogou bem sim, mas foi marcado por elfrid Payton e dj augustin, dois armadores que só seriam titulares nesse magic nets e no kings, porque todos os outros times da liga tem melhores opções. É normal ele ter ido melhor também, pois geralmente ele tem muitos minutos com os jogadores de banco, e lidera essa segunda unidade, arremessando mais(o que não deveria acontecer tanto) e sendo o 6th man. Isaiah titular. O que precisamos é umPF bom junto com alguém que venha do banco e consiga pontuar

  11. tomas p.

    Não envolveria jae crowder em nenhum troca, ele tem um contrato perfeito pra nós e sempre vai ser util, vindo do banco ou titular. Sobre o Smart, realmente ele encaixa bem nesse time titular, ele é Bradley é uma dupla defensivamente perfeita , mas sinto que aa questão tem sido que quando ele está com a segunda unidade ele é a liderança em quadra, o cara que os outros jogadores buscam e com isso ele acaba arremessando mais do que deveria(seu ponto fraco) e tem responsabilidade demais. Isso é um problema que pode ser resolvido com um jogador que venha do banco mais experiente e que consiga pontuar com mais consistência, que deveríamos buscar através de trocas(Green veio pra isso mas tem falhado feio ) ou esperar amadurecimento do Brown e rozier.

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.