Prévia – Boston Celtics (19-13) x Philadelphia 76ers (22-12)

Natal é dia de celebração, ceia, mas também é dia de basquete. Maior campeão da história da NBA, o Boston Celtics marca presença, mais uma vez, na tradicional rodada festiva da liga, que conta com cinco partidas no dia 25 de dezembro. Dessa vez, o time verde e branco de Massachusetts enfrentará o Philadelphia 76ers, a partir das 20h30 (horário de Brasília), no TD Garden, com transmissão da ESPN para todo o Brasil. Será o segundo duelo entre Celtics e 76ers nesta edição da liga: no dia 16 de outubro, primeiro dia da competição, o Alviverde bateu o Sixers por 105 a 87.

Apesar de todo o clima natalino, o Boston Celtics ainda luta para que as “noites felizes” sejam rotina na temporada. Alternando bons e maus momentos na competição, o time verde e branco de Massachusetts ainda sofre para se aproximar dos líderes da Conferência Leste: a distância para o Toronto Raptors, primeiro colocado, está em 4.5 jogos. Depois do tropeço diante do Milwaukee Bucks e de uma “lavagem de roupa suja” no vestiário, o Celtics bateu o Charlotte Hornets sem sustos e deu um alento ao seu torcedor. Agora, o Alviverde vive a expectativa de manter essa reação e emplacar uma grande vitória diante de um forte rival do Leste, em um duelo de rede nacional.

Para o jogo diante do Philadelphia 76ers, o técnico Brad Stevens deve manter o Boston Celtics com o quinteto titular que derrotou o Charlotte Hornets, lembrando que o pivô Al Horford ainda terá restrição de minutos, já que ainda não está totalmente recuperado de dores no joelho esquerdo. As duas baixas celtas estão na rotação: o pivô Aron Baynes ainda se recupera de uma cirurgia na mão esquerda, e o ala-armador Jabari Bird está suspenso por tempo indeterminado após agredir e sequestrar a namorada.

Tradicional rival do Boston Celtics e forte candidato ao título da Conferência Leste, o Philadelphia 76ers está firme na briga pelas primeiras colocações, ainda mais depois da troca que resultou na contratação do ala All-Star Jimmy Butler. Com 22 vitórias, o Sixers precisa da vitória para se distanciar do Celtics, que tem três triunfos e dois jogos a menos, e pressionar de vez o líder Toronto Raptors. A derrota para o Alviverde na rodada de abertura também servirá de motivação para Philadelphia, que quer mostrar a sua evolução no torneio.

O quinteto titular do Philadelphia 76ers ainda tem uma dúvida a ser esclarecida pelo técnico Brett Brown. Com uma contusão no músculo do quadril, o ala Wilson Chandler ainda não teve sua presença confirmada: caso Chandler não possa atuar, Mike Muscala deve formar dupla de garrafão com Joel Embiid. Os outros desfalques do Sixers são o armador Markelle Fultz, o ala-armador Zhaire Smith e o pivô Justin Patton.

FICHA TÉCNICA

Local: TD Garden (Boston, MA)

Horário (de Brasília): 20h30

Transmissão: ESPN e NBA League Pass

BOSTON CELTICS: Kyrie Irving, Marcus Smart, Jayson Tatum, Marcus Morris e Al Horford. Treinador: Brad Stevens

PHILADELPHIA 76ers: Ben Simmons, JJ Redick, Jimmy Butler, Mike Muscala (Wilson Chandler) e Joel Embiid. Treinador: Brett Brown

Publicidade

Gustavo Arruda
Gustavo Arruda
Gustavo, 26 anos, é maranhense de São Luís, estudante de Jornalismo e repórter esportivo do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011. Nas horas vagas, é goleiro, armador, consumidor de danone, tio do João Gabriel e dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

21 Comentários

  1. Publicidade

  2. Fernando Silva disse:

    É o típico jogo que nossa equipe gosta.

    76’s têm um bom time titular. Mas o bench…

    Devemos vencer com dificuldade.

    6

    1
  3. Paulo Muneroli Jr disse:

    Exato, o banco dos sixers não deixa eles serem uma ameaça ao nosso time. Irving em MVP mode até aqui!

    Complicado é ver o Hayward amassando o aro todo jogo na bola de 3, alguém tem os números da primeira temporada do George pós lesão?

    2

    1
    • Marcos disse:

      Olha no site Bball reference.
      Nao tem comparação, o George voltou destruindo.
      O Gordon é banco e joga essa minutagem por muita caridade e teimosia do Stevens.
      O Jaylen Brown é claramente o reserva a ser usado na 2 e 3.

      Abs verdes,

      4

      7
      • Marcos disse:

        Time estava 8 na frente, o cara entra joga 8 minutos direto time passa a perder por 6 (não marca, não roda a bola e não arremessa de fora ou de dentro) e o técnico cabaço não tira o cara.

        Difícil explicar isso.

        Abs verdes

        2

        11
  4. Fernando Silva disse:

    Poderíamos ter evitado esta OT. Tínhamos a bola nas mãos, KI força uma jogada no ataque (quando Stevens deveria ter pedido tempo). Depois de perdido o ataque, KI volta lentamente e levamos 3pts. No retorno KI força novamente mas converte o ataque: OT.

    Temos alguna atletas brilhantes na equipe assim como o nosso coach mas as vezes falta malícia.

    Feliz com o desempenho geral até aqui.

    Jogo disputado, como era de se esperar.

    1

    0
  5. Fernando Silva disse:

    Vitória importante.

    Tivemos mais infiltrações se compararmos com os jogos anteriores.

    Bom volume de jogo.

    Mas, embora, porém, entretanto, por outro lado, continuo engasgado com estes quartos de quase 40pts no coco.

    Não me desce.

    No geral, satisfeito.

    GH ainda precisa melhorar, Brown idem.

    Portanto, ainda não atingimos nosso teto.

    Morris e AH muito importantes.

    AH e Smart fazem muito daquilo que não aparece em números. A equipe tem ambos como pilares.

    Rozier também pode produzir mais.

    7

    0
    • Lucas disse:

      Gostei bastante do Rozier hoje, e acho que o Hayward tem jogado bem em todos quesitos menos na pontuação que é onde mais precisávamos dos talentos dele. Agora, o JB realmente está ficando bem difícil de defender

      8

      0
  6. Lucas disse:

    Boa vitória, tal qual o Toronto Raptors tem o nosso número (realidade gente, desculpa) nós temos o do 76ers.
    E a paciência com o Gordon Hayward e o Jaylen Brown ela é quase inexistente sendo bondoso e motivos não faltam e chances tbm não faltaram.

    0

    10
  7. Erondi Nunes disse:

    Precisamos do banco (Brown, Rozier e Hayward) pontuando, o único q tá honrando a camisa é o Theis. Embiid so teve amplo domínio por q o Horford está baleado, geralmente Al da aula pro Embiid. Cadê o Roy do ano passado???? Sempre se esconde contra o Celtão

    5

    0
    • Fernando Silva disse:

      Nem ROY deveria ter sido.

      Mas que treme contra o Celtics, sim, treme.

      Lembra do game na season anterior que ele saiu zerado?

      Outra obs: DA mitou ao negociar a pick 1 ou Fultz com os caras.

      O GM do 76’s deve se morder de raiva até 2024 quando o Fultz começar a jogar má ou meno…

      7

      0
  8. Marco Ferreira disse:

    Vitoria sofrida, mas poderia ter sido bem mais tranquila!

    Um ponto positivo foi as paradas do Stevens! Nossa derrota para Bucks ocorreu (na minha humilde opinião) devido ao nao pedido de tempo do Stevens na hora que levamos 14 x 0 que viraram o jogo Quando estavamos ganhando de 10 x 1.

    Sobre o Hayward, calma, calma galera! Essa temporada ele vai evoluir, mas nao Vai ser o mesmo do Jazz, este ano! O trabalho do Stevens é recuperar esse atleta, iremos para as offs tranquilamente, neste caso o Stevens Vai sim trabalhar a recuperação de atletas!

    Do mais, estou amando ver Morris e Smart jogando de titular!

    7

    0
  9. Teobaldo disse:

    Bem, pelos comentários, na média, a galera se conforma em ser “o time do futuro”. Enquanto isso, times como os amarelinhos, o Raptors e o próprio Phila, estão “investindo no agora”, combatendo o bom combate contra times obviamente mais fortes, mas mantendo a vontade de ganhar. Sei que, nesse contexto, sou voz passiva no blog, entretanto, ainda acredito que o melhor é viver “o hoje”. Carpe Diem!! Abraços!

    5

    4
  10. Ricky Brian Lacerda disse:

    Eu acho q não somos o futuro, e sim o presente tbm, falta apenas alguns ajustes para ganharmos o anel, parece longe, mas se todo mundo alcançar seu nível podemos sim ganhar, na minha opinião o problema tá no Jaylen Brown e no Hayward, esses dois estão muito abaixo, o Hayward eu ainda tenho esperança q vai chegar no seu nível de all star, enquanto o Jaylen Brown, esse eu já desisti realmente precisa ser trocado urgente, ele e rozier devem tá em uma futura troca pelo Anthony Davis, acho muito estranho o DA ainda não ter se movimentado em alguma troca sabendo das moedas de troca q ele tem, só pode está esperando próxima temporada pra oferecer algo realmente bom pelo Anthony Davis, até pq ele não vai querer perder um jogador desse nível para os Fakers.. vamos esperar pra ver, mas acho q podemos ser campeão da conferência ainda esse ano, e para o ano q vem se chegar o Davis, Hayward voltar ao nível all star e alguém saindo do gsw, acredito q o “durant” poderemos ser campeões, esse seria o cenário perfeito, com algumas chances de acontecer talvez

    0

    2
  11. Ricky Brian Lacerda disse:

    Enquanto isso dependemos do modo mvp ativado do Kyrie Irving kkkkk, e belas atuações do morris, smart e tatum… me incomoda a falta de minutagem do Robert Williams quando o time está totalmente saudável, ontem ele podia ter jogado esse jogo dividindo minutagem com o Theis, jogo grande desse pra ele dar um toco no Embiid elevaria a moral dele de uma forma, acho q ele tem condições, na vdd eu acho ele mais jogador q o theis apesar de ser muito cedo pra falar disso, mas eu fico admirado com as atuações dele

    7

    0
  12. Fernando salmazo disse:

    Gente, sem o modo MVP do Irving ativado, teríamos levado outra tonga ontem, tá parecendo o Houston, time de um jogador só, se estão no modo MVP ganham se não perdem, abra o olho DA. Não passamos de primeira rodada assim.

    7

    4
    • Paulo Muneroli Jr disse:

      Não acho válido esse comentário, com exceção do Golden State (que vc tira o curry e ainda tem o durant), todos os times da NBA são assim, tira o Ginis dos bucks, o Lebron dos Fakers, Lillard do portland, leonard dos raptores, e tantos outros exemplos todos times comuns! Ontem mesmo se não fosse o Embid o sixers não teria feito grande coisa.

      6

      0
  13. Tiago Antonio disse:

    Em relação ao jogo, gostei do time, ganhamos de uma equipe muito boa, K. Irving jogando muito, e todos os outros tirando G. Hayward e J. Brow forem bem.

    Destaque pra A. Horford, como joga bem contra o J. Embid, apesar dele ter feito mais de 30 pontos, marcação boa.

    E que jogador é esse Embid, melhor pivo da liga, reboteiro, defende bem, bloqueia, ofensivamente tem varias armas, tiro de 3 muito bom, lances livre otimo. Hoje entendo por eles draftarem ele, mesmo tendo que esperar dois anos pra atuar.

    3

    0
  14. Noah disse:

    Kyrie Irving é o cara
    Merece o MAX dos MAX

    Gordon, Brown, yabuselle e ate o HorFord (até alguma pick) seria uma ótima troca pelo A Davis, acho que o Pelicans aceitaria,
    Kyrie Smart tatum Davis e Rob Willians
    Renovaria com o Rozier e pegaria alguns caras bons para o banco

    Quanto a partida foi mto boa do time, gostei do jogo, mas podemos melhorar e muito ainda.
    Tá em crise?
    Chama o 76ers

    0

    2
  15. Fernando Silva disse:

    Sobre os comentários acima, minha opinião:

    1. Os atletas variam sua performance toda a season. Com raras exceções. Lesão, posicionamento, papel na equipe, coach, ambiente, segurança, vida pessoal. Enfim, são diversas variáveis. Por isso, nossa equipe, que deveria estar sobrando, está lutando.

    2. Neste contexto, GH e JB estão abaixo. O primeiro por razões óbvias. O segundo por motivos desconhecidos. Porém confio em ambos e no trabalho do Stevens.

    3. Por outro lado, Morris está muito bem e supre a posição. Se não tem o mesmo brilho do melhor que vimos de GH em Utah, Morris honra a camisa que veste.

    4. Sobre Smart, o outro a subir de patamar, não preciso falar. Os números não mostram o quanto ele é importante para a equipe. Ainda tem alguns pequenos deslizes, mas sim Smart parece entender seu papel na equipe (e gosta dele).

    5. Não tenha dúvida que somos equipe do PRESENTE! Este time que está lutando e passando por dificuldades, HOJE, passaria sim pelo Grego e 76’s nos offs. Tenho dúvidas sobre medir forças com os Raptors. Como esperado Leonard conduz o time do Canadá.

    6. Ainda vejo alguns testes do Stevens. Sinto que ele “segura” o time em alguns momentos (é somente uma sensação e assim não faço ideia se estou certo). Na hora certa acredito que vamos subir de produção. Assim o é em todos offs com Stevens.

    7. Preocupação 0 com o momento. Em janeiro a equipe deve engatar outra sequência de vitórias. Creio que ficaremos em primeiro ou segundo do leste. Dentro das expectativas.

    8. Nossa defesa tomar 40 pts no coco em alguns quartos, não me desce.

    13

    0

Deixe um comentário