Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Prévia – Boston Celtics (19-34) x San Antonio Spurs (37-15)

Talvez poucos duelos na atual temporada regular da NBA tenham grandes diferenças de estilo entre as duas equipes como o que será realizado na noite desta quarta-feira (12), em Boston. Em seu TD Garden, o Celtics e seu grupo de garotos, treinados por um comandante de primeira viagem, terão que superar o vice-campeão da última temporada, o San Antonio Spurs, que conta com uma base bem experiente e um treinador que dispensa maiores apresentações. Uma promessa de grande jogo, que será o último das duas franquias antes da parada para a All-Star Weekend, que acontecerá a partir de sexta-feira (14), em New Orleans.

Na equipe de Massachusetts, o mês de fevereiro começou bem diferente em relação a janeiro: com quatro vitórias nos últimos cinco compromissos, o Celtics subiu na tabela da conferência Leste e já não vê a participação nos playoffs como meta impossível. Porém, o dilema segue: depois de algumas trocas, muitos jogos perdidos e a natural inexperiência tanto do treinador Brad Stevens quanto do renovado elenco, será que vale a pena apostar em uma arrancada ou seguir com o pensamento em 2015? O duelo desta quarta, diante do Spurs, pode se tornar um divisor de águas para os celtas.

O quinteto que deverá encarar os texanos tem tudo para contar com a volta dos titulares Rajon Rondo e Avery Bradley, que foram poupados na partida contra o Milwaukee Bucks, vencida pelos celtas por 102 a 86. Porém, a rotação seguirá com uma baixa: o brasileiro Vitor Faverani, que vem atuando mais na Liga de Desenvolvimento do que com a camisa do Celtics, segue com problemas no joelho esquerdo e desfalcará a equipe.

Enquanto o Celtics busca sua afirmação na temporada e o desenvolvimento de seu novo time, o San Antonio Spurs continua sendo a equipe da NBA que melhor representa o significado das palavras ‘eficiência’ e ‘conjunto’. Afinal de contas, o Alvinegro do Texas manteve a base do elenco vice-campeão em 2013, segue mostrando um basquete sólido e já encaminha sua 17ª participação consecutiva na pós-temporada da liga. Juntos no Spurs desde o longínquo ano de 1998, os veteranos Tim Duncan e Gregg Popovich continuam sendo, dentro e fora de quadra, os sinônimos da franquia e também os seus maiores líderes em busca de boas campanhas. Atualmente na vice-liderança do Oeste, a franquia de San Antonio tem 71,2% de aproveitamento.

Em meio a uma série de nove compromissos seguidos como visitante e diante do quinto consecutivo contra uma equipe do Leste, Gregg Popovich terá dois desfalques importantes em Boston: titulares em toda a última temporada e peças-chave no esquema do Spurs, o ala Kawhi Leonard e o pivô brasileiro Tiago Splitter não enfrentarão o Celtics, sendo substituídos por Nando De Colo e Boris Diaw. Sem a dupla, Pop deve investir forte em sua rotação, que conta com nomes consagrados como Manu Ginobili e Marco Belinelli.

O confronto desta quarta-feira pode significar a revanche para os celtas, já que os texanos aproveitaram bem o fator quadra no único embate entre as duas equipes na atual temporada: no dia 19 de novembro, no AT&T Center, o Spurs superou uma boa atuação de Jared Sullinger no garrafão verde e derrotou os visitantes por 104 a 93, contando com um duplo-duplo de Duncan.

Ficha Técnica

Local: TD Garden (Boston, MA)

Horário: 22h30 (horário de Brasília)

Transmissão: @Celtics_Brasil

Boston Celtics: Rajon Rondo, Avery Bradley, Jeff Green, Brandon Bass e Jared Sullinger. T: Brad Stevens

San Antonio Spurs: Tony Parker, Nando De Colo, Danny Green, Tim Duncan e Boris Diaw. T: Gregg Popovich

Author avatar
Gustavo Arruda
Gustavo, 28 anos, é maranhense de São Luís, jornalista formado pela UFMA e repórter do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011, com mais de 1.700 textos publicados. Nas horas vagas, é goleiro, armador, tio do João Gabriel e da Alice, e também dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

11 comentários

  1. Renato

    Apesar do favoritismo do Spurs, acredito que temos chances de vencer esse jogo.

    Será bacana assistir 2 dos 3 melhores armadores da liga

  2. PHABIO PASSOS

    para mim, parker e rondo sao os melhores da atual nba….

    • rafael taborda

      Eu coloco o CP3 também nessa lista…

      • Marcos

        CP3 = amarelão => Parker e Rondo, clutch + anel

        • Danilo Jeolás

          Paul é o melhor, seguido pelo Parker. Rondo para mim é o terceiro.

          • rafael taborda

            Cp3, Rondo e Parker pra mim nessa ordem!

          • Marcos

            Nossa, entregue a bola em uma jogada clutch para cada um dos três e veremos o que acontece. Na ordem, para mim, Rondo, Parker, CP3.

            Por isso que quando a mídia angelina começou a comparar o CP3 com o Magic eu só faço dar risada. Alguns jogadores jogam mesmo para inflar números. Não que CP3 não seja bom, mas…

            Parker está em ótima fase na carreira e deve levar a França a prata no Mundial.

            Aliás, será que os redatores do Blog poderiam fazer uma matéria sobre o mundial e nossa wild card? Tenho certeza que muitos tem algo a comentar com os amigos celtas.

            []’s verdes

  3. Danilo Jeolás

    E quanto ao jogo, acredito sinceramente numa vitória apertada.

  4. Fernando C S

    Entendo que não temos condições de vencer o Spurs, se completo. Mas… eles devem vir bem desfalcados e poupando atletas. Então há uma chance.

  5. Danilo Jeolás

    Estamos bem, podemos ganhar.

  6. Marcos

    Tim Duncan, monstro sagrado. Sangrou nosso garrafão até a morte.

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.