Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Prévia – Boston Celtics (19-7) X Charlotte Hornets (13-19)

Na noite deste domingo (20) com transmissão da BAND para todo Brasil, o Boston Celtics jogará novamente no TD Garden depois de 2 vitórias seguidas contra Dallas Mavericks e Detroit Pistons. A equipe vem de um excelente retrospecto em partidas dentro de casa, com 11 vitórias e apenas 1 derrota sofrida contra o 76ers. Já a equipe de Charlotte vem de uma derrota inclusive neste sábado (21) contra Utah Jazz por 117-114.

A partida marcará o reencontro de Terry Rozier com a torcida Celta depois de sua transferência para a franquia de Charlotte. Será a primeira vez também que Kemba Walker receberá sua antiga equipe jogando pelo TD Garden. O Celtics contará com o apoio de sua torcida para conseguir mais uma importante vitória dentro de casa e manter a boa colocação na conferência leste, mantendo-se próximo ao líder Milwaukee Bucks. Do outro lado, o Hornets busca uma recuperação depois de perderem 3 dos últimos 4 jogos.

E para o jogo desta noite, o Celtics continua com quatro prováveis desfalques: Gordon Hayward que vem se recuperando de uma lesão no pé esquerdo, Marcus Smart com uma infecção misteriosa no olho esquerdo, e os dois pivôs reservas Vicent Poirier (fratura no dedo mindinho da mão direita) e Robert Williams (dores no músculo do quadril). É provável que, caso de fato Hayward não seja escalado para a partida, Semi Ojeleye acabe integrando o quinteto titular da equipe.

O Celtics deverá se atentar com Devonte Graham, 34º escolha no Draft do ano passado e que se firmou nesta temporada. O jogador vem com um aproveitamento de 40% fora do arco, tornando-se o segundo pontuador de três na liga (119) até o momento. O jogador possui as médias de 19.1 pontos por jogo e 7,5 assistências. Com esse bom desempenho, Graham assumiu o trabalho ofensivo da equipe e vem proporcionando diversas situações Clutch’s (jogadas decisivas) a favor da franquia de Charlotte.

Pelo lado da franquia Celta, por mais que Kemba Walker tenha anotado somente 2 pontos no último jogo contra Detroit, Jayson Tatum e Jaylen Brown tiveram performances importantes, ambos anotando 26 pontos e contribuindo para a vitória da equipe.  Jayson Tatum, inclusive, vem com sua melhor média de pontos de sua carreira até o momento, com 21 pontos por jogo.

FICHA TÉCNICA

Local: TD Garden (Boston, MA)

Horário (de Brasília): 20h00

Transmissão: BAND e NBA League Pass

BOSTON CELTICS: Kemba Walker, Jaylen Brown, Gordon Hayward (Semi Ojeleye), Jayson Tatum e Daniel Theis. Treinador: Brad Stevens

CHARLOTTE HORNETS: Bismack Biyombo, Terry Rozier, Devonte’ Graham, Nicolas Batum e Miles Bridges. Treinador: James Borrego

Author avatar
Junior Santos
Paulista, 24 anos, Administrador e Analista Financeiro. Apaixonado por futebol e basquete, principalmente por dois times que usam as cores verde e branco: Palmeiras e Boston Celtics. Encontrou na escrita um hobby e busca contribuir com o entretenimento esportivo.

31 comentários

  1. Marco Antônio de Paula

    Hornets é um time fraco. Jogando em casa com foco e concentração é vitória fácil para o Celtão. Jogo bom para ajustar ainda mais a defesa. Bom tambem para aprimorar nosso jogo de garrafão .

    • Fernando Silva

      Oi Marco, eu não faço ideia de como ajustar nosso garrafão.

      Theis na 4 e RW na 5?

      Não sei se é o melhor caminho.

      Creio que dependamos de trade para tanto

      • Marco Antônio de Paula

        Acho que não teremos muitas alternativas. Não vejo o Ainge buscando esse cara na trade. Acho que vamos precisar evoluir o Kanter naquela posição. Pelo menos ele está sendo efetivo em rebotes. Tentar evolução do Brown para ajudar por ali. E em certos momentos contar com o Tatum defendendo mais por ali. Acho que na falta de um Center dominante o técnico precisa montar um esquema eficiente de garrafão. Não confio no Stevens pra isso. Mas vamos aguardar.

      • Gz

        Duas ideias de trade que eu vejo como possíveis e positivas para o time:

        1.
        CELTICS > R. Covington + J. Teague
        WOLVES > G. Hayward + C. Edwards + Pick Bucks

        2.
        CELTICS > M. Beasley
        NUGGETS > S. Ojeleye + Wanamaker + Pick 2rnd

        K. Walker / J. Teague / T. Waters
        J. Brown / M. Smart / J. Green
        J. Tatum / M. Beasley / R. Langford
        R. Covington / G. Williams /
        D. Theis / E. Kanter / R. Williams / T. Fall

        Obs: Trade pelo Baynes tbm seria uma boa, mas acho que Phoenix pediria uma Pick ( Kanter + Pick 2rnd por Baynes).

        Teríamos um banco mto forte e uma das melhores defesas da NBA. E ainda Teague tem um contrato alto expirante ao fim da temporada, poderíamos investir em um PG no final do Draft (Tre Jones) e ainda terimos mais uma Pick top 10 de Memphis.

        • Raphael Ferraz

          Cara, por favor e a terceira vez que vc comenta sobre trocas envolvendo o Hayward. Suas sugestões são horríveis. Que parte vc não entendeu que o Ainge não fará trocas? Ainda mais envolvendo o Hayward. Suas sugestões de troca são pouco favoráveis aos Celtics. Vc seria um péssimo GM.
          Além de tudo, e contra as regras da NBA realizar trocas por um jogador que já foi trocado pelo mesmo time na mesma temporada: o caso do Aron Baynes.

          • Gz

            Minhas desculpas fiscal de comentário do Celtics Brasil rsrsr pensei que esse campo era para comentários e interação entre os torcedores da franquia. Se Eu comentar novamente será plausível de multa???

          • Gz

            E confesso que vc abalou um pouco minhas expectativas para meu futuro profissional, era meu sonho ser GM de uma franquia da NBA, mas vejo que esse sonho não vai se tornar realidade após esse balde de água fria do maior conhecedor de basquete do Brasil, Raphael Ferraz!!!

          • Raphael Ferraz

            Fique a vontade Gz. Só tente estudar um pouco as regras antes de propor estas trocas. A graça de sugerir as trocas e antecipar um movimento da direção baseado em uma deficiência do time. Nenhuma das trocas que vc sugeriu supre nossas lacunas. E vc ainda sugeriu uma troca pelo Aron Baynes que não e permitida pelas regras da liga.

  2. Lucas Soares Jardim

    Off-Topic aqui, vejam esse vídeo sobre como funciona nosso ataque (e as duas jogadas que nossa equipe mais realiza) e como Theis é importante pra ele mesmo não pontuando muito, o QI de basquete do Theis é o motivo dele ser o titular do time. E apesar de todas as críticas feitas em cima do Brad, esse esquema é o melhor que temos pra extrair o máximo de cada jogador nosso ofensivamente.

    https://www.youtube.com/watch?v=U3INe9hPAEk

  3. Fernando Silva

    Ainda falando do garrafão, minha esperança desde o início da season seria uma boa evolução defensiva do Kanter.

    Houve uma lesão que atrapalhou o início da temporada mas agora ele está se destacando nos rebotes.

  4. Joao

    Uma chance ao tacko, é so o q todos querem.

  5. Fernando Silva

    Gostaria que Tacko estivesse pronto. Mas ainda é bem cru.

    Sou daqueles que acha que para amadurecer ele precisaria jogar.

    É o mesmo que penso de RWil.

    Então mr. Stevens deveria ter dado tempo de quadra.

    Agora…

    Sobre o jogo: levamos em banho maria até o Q4. Então resolvemos jogar.

  6. Marco Antônio de Paula

    Jogo tranquilo como eu prévia. Time começou preguiçoso sem muita intensidade. No momento que decidiu jogar com mais seriedade disparou. Hornets é um time muito fraco. Um time sem qualquer jogo de garrafão. Foi um massacre em rebotes. Difícil avaliar nosso jogo de hoje, pois o adversário era muito limitado. Como eu já tinha mencionado. Time precisa crescer jogos mais cascudos e complicados, precisa buscar personalidade para os playoffs. Classificar com mando de quadra. Acho bem tranquilo. Mas quando pegar um adversário mais dominante como sixers ou bucks numa série decisiva? Precisamos evoluir essa defesa de garrafão para encarar esses caras.

  7. Marco Antônio de Paula

    Outra observação. Partida espetacular do Tatum. Jogou muito hoje. Ele precisa assumir que é o FP da franquia e chamar a responsabilidade como fez hoje. Principalmente nos jogos mais cascudos. Hoje ele foi muito bem. 39 pontos 12 rebotes.

  8. Marchall

    Wannamaker; Ojeleye; Hayward

    O professor pardal continha colocando essas amebas no time. Até entendo que temos que colocar o Hayward para conseguir uma trade milagrosa nessa bomba. Agora Wannamaker e Ojeleye é de assistir o jogo e pegar o aparelho de pressão!

    De espaço aos meninos BAD STEVENS!

    Essas duas amebas ocupam o lugar e os minutos de dois meninos do Draft.

  9. Marchall

    •J.Brown
    •J.Tatum
    •K.Walker
    •G.Williams
    •Enes Kanter

  10. Enes Kanter ta me surpreendendo positivamente, ta sendo nosso melhor reboteiro, ele briga muito dentro do garrafão ofensivo e consegue vários rebote.
    Em vez do Stevens entrar com Ojeleye no quinteto inicial, podia iniciar com Kanter, ficaria assim
    Kemba Walker
    Jaylen Brow
    Jason Tatum
    Enes Kanter
    Daniel Theis
    Ficaríamos mais forte no garrafão, exigindo menos dessa função do Tatum.
    Mesmo Smart voltando, ele deve ser reserva do Walker, Wanamaker não da, você vê que o cara não tem garra.
    A segunda unidade ficaria
    Marcus Smart
    Romel Langford
    Gordon Hayward
    Grant Willians
    Rob Willians
    Uma equipe boa na minha visão.

    • Fernando Henrique

      O complicado de colocar o Kanter de titular agora é que você fica sem nenhum pivô no banco, exceto o Tacko. O que o Stevens podia fazer é testar o Langford de titular ao invés do Ojeleye enquanto o Hayward ta de molho. Foi o que ele fez quando o Hayward teve aquela lesão, optou pelo Tatum de titular mesmo sendo calouro, e isso foi fundamental pro seu desenvolvimento. Langford ta mostrando que joga bem, então por que não começar com Kemba, Langford, Brown, Tatum e Theis?

      Com todos saudáveis, o time ideal pra mim é Kemba, Brown, Hayward, Tatum e Theis, com Smart, Kanter, Langford e Rob Williams na rotação principal. Pra preencher alguns minutos durante o jogo, Carsen Edwards e Grant Williams. Wanamaker e Ojeleye podiam ser trocados ou ter seus minutos reduzidos drasticamente

    • Marco Antônio de Paula

      Acho que Theis e Kanter juntos só em alguns momentos do jogo. Os caras não tem criatividade e nem agilidade para jogarem juntos. São caras com as mesmas características, mais estáticos e isso iria comprometer a mobilidade do time. Talvez a peça para jogar no lugar do Wanamaker pode ser o Hayward se recuperar sua forma, pois parece que o cara é de vidro. Smart também vinha bem antes do problema no olho. Gostaria de mais minutos pro Romeo também para verificar o potencial do cara.

    • Fernando Silva

      Fica mais equilibrado mesmo.

      Porém GH estava arrebentando antes da lesão.

      Preocupado: outra lesão e já começo a achar que ele é de açúcar.

  11. Tiago Coelho

    Mas o Romeo Langford já é primeira opção na frente de Ojeleye, por isso Stevens não coloca ele pra iniciar pra não ficar buraco na segunda unidade.
    Podem ver que Ojeleye começou no quinteto titular no início dos dois tempos mas não entrou novamente no decorrer de cada tempo, si não me engano somente no final quando o jogo estava liquidado.
    Tudo indica que Stevens começou a gostar do Langford, vê ele jogando ontem me lembrou o Matisse Thybulle dos Sixers, na estatura, na posição, na mecânica de arremesso, treinando mais arremessos de 3 e pegando confiança pode ser uma ótima ótima opção para o perímetro.
    Não via oportunidade pra ele, mas agora estou mais confiante no seu desenvolvimento.

    • Raphael Ferraz

      Langford tem muito mais potencial que Thybulle, a começar pela idade. São 19 anos do Langford contra 22 do Thybulle. Não vejo o Langford brigando com os minutos do Ojeleye. São posições diferentes. Langford joga os minutos do Gordon Hayward. Ojeleye faz o papel de 4 defensivo.

  12. drakes

    Celtics em seu melhor momento em termos de eficiência, 3 em defesa e 5 em ataque, a guiza de comparação temos só 4 times no top 10 nas duas, que são :
    Bucks – 1 def 2 ataq
    Lakers – 5 def e 6 ataq
    clippers 8 def e ataq

    Nas contas que eu vejo, celtics finaliza com 56 v ou 57 vitórias, é um bom resultado, mas ainda acho que é time para semis apenas.

    • Fernando Silva

      A depender de uma série de coisas, penso que possamos chegar às finais.

      Os famosos “e se”.

      E se 76 e Bucks se encontrarem nas semis?

      E se nossa semi for contra Miami?

      E se 76 perdem Embid por lesão?

      E se os Bucks perdem o grego por lesão?

      E se estamos 100% saudáveis e Theis faz a partida da vida segurando o Embid?

      E se nos reforçamos via trade, no garrafão?

      Concordo com não somos favoritos em 7 jogos contra 76 e contra os Bucks.

      Mas…

      • drakes

        Contra o sixers tendo o mando de quadra é bom possível do Celtics vencer, os confrontos da regular vão contar pouco já que eles começaram no jogo em casa e depois foram dois jogos de volta, sendo que phila descansou no dia anterior.

        Se o celtics pegar a segunda posição, acredito que seja mais de 50% as chances de chegar a final de conferência, mas bater o bucks com alguns “ses” são fatores.

  13. Claudio Almeida

    Vou deixar de assistir os jogos do Boston enquanto estiverem no time Wanamaker e Ojeleye, não dá, minha paciência acabou.

  14. Raphael Ferraz

    Calma cara, não precisa deixar de assistir os jogos kkkkkkkk. Concordo que Ojeleye não tem ajudado muito ofensivamente, mas ele eh importante na parte defensiva, assim como Wanamaker. Pelo menos os minutos do Wanamaker vão diminuir bastante depois que o Smart voltar. E acho que os bons jogos do Grant Williams vão acabar diminuindo os minutos do Ojeleye.

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.