Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Prévia – Charlotte Hornets (7-8) x Boston Celtics (9-7)

Após três partidas consecutivas como mandante na temporada 2018/2019 da NBA, o Boston Celtics terá um compromisso fora de casa na noite desta segunda-feira (19), diante do Charlotte Hornets, no Spectrum Center. Enquanto o time verde e branco de Massachusetts luta para se aproximar dos líderes da Conferência Leste, a franquia da Carolina do Norte conta com o apoio da torcida para voltar a vencer e se consolidar no G8 do Leste. Hornets e Celtics se enfrentam a partir das 22h (horário de Brasília), com transmissão exclusiva no NBA League Pass.

Apontado por vários especialistas e fãs de basquete como um dos favoritos ao título da Conferência Leste e da NBA, o Boston Celtics continua com um desempenho irregular nesta temporada. Dono de uma campanha com 56,3% de aproveitamento, o Alviverde está na quinta colocação da Conferência Leste, com três vitórias e um jogo a menos que o líder Toronto Raptors. O jogo contra o Charlotte Hornets é considerado um bom teste para o Celtics, que poderá lapidar o seu ataque, ponto fraco nos últimos jogos, e testar a sua defesa diante de Kemba Walker, em grande fase na equipe da Carolina do Norte.

Depois da derrota para o Utah Jazz, no último sábado (17), o técnico Brad Stevens fez críticas ao desempenho do Boston Celtics e cobrou uma melhora de atitude da equipe. Entretanto, o treinador não cogita fazer mudanças no quinteto titular do Alviverde, que deve contar com Gordon Hayward e Jayson Tatum revezando na função de ala. O único desfalque celta em Charlotte será o ala-armador Jabari Bird, suspenso por tempo indeterminado após agredir e sequestrar a namorada.

Assim como o Boston Celtics, a equipe do Charlotte Hornets quer se encontrar na temporada e mostrar que está na briga por uma das oito vagas nos playoffs da Conferência Leste. As três derrotas nos últimos quatro jogos não tiraram a franquia da Carolina do Norte do G8, já que os principais concorrentes também tropeçaram, mas ligaram o sinal de alerta na equipe, que conta com o apoio de seu torcedor para bater o favorito Celtics e ganhar fôlego na classificação.

Para o jogo diante do Boston Celtics, o técnico James Borrego terá apenas um desfalque na escalação do Charlotte Hornets: com uma entorse no tornozelo direito, o ala Michael Kidd-Gilchrist está sendo monitorado pelo Departamento Médico. O destaque do Hornets continua sendo o armador Kemba Walker, que vive um momento espetacular na Carolina do Norte: autor de 60 pontos no último sábado (17), contra o Philadelphia 76ers, Walker tem média de 28,7 pontos por jogo e promete dar trabalho ao perímetro celta.

FICHA TÉCNICA

Local: Spectrum Center (Charlotte, NC)

Horário (de Brasília): 22h

Transmissão: NBA League Pass

CHARLOTTE HORNETS: Kemba Walker, Jeremy Lamb, Nicolas Batum, Marvin Williams e Cody Zeller. Treinador: James Borrego

BOSTON CELTICS: Kyrie Irving, Jaylen Brown, Gordon Hayward, Jayson Tatum e Al Horford. Treinador: Brad Stevens

Author avatar
Gustavo Arruda
Gustavo, 28 anos, é maranhense de São Luís, jornalista formado pela UFMA e repórter do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011, com mais de 1.700 textos publicados. Nas horas vagas, é goleiro, armador, tio do João Gabriel e da Alice, e também dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

8 comentários

  1. Samucarj

    Gordon H. jogou 31minutos e fez 4 pontos…

  2. Gustavo Rangel

    Espero estar enganadíssimo no que vou dizer agora, mas parece que o Hayward desaprendeu a jogar basquete em alto nível.
    Algumas situações simples para um All-Star se tornaram tarefa árdua pra ele.
    Pode ser que seja apenas falta de ritmo, pois foi um ano todo fora das quadras, mas ele nitidamente não é o mesmo jogador
    que o Boston Celtics adquiriu na free agency.

    Quanto ao Brown: esse ano é o ano da afirmação. Um jogador oscilante e, constantemente vacilante como ele vem sendo
    até o momento, não pode ser starter de um time que tem pretensões ambiciosas como o Celtics tem.
    Ou ele joga no nível que jogou os playoffs de 2018 ou, muito provavelmente será um role player daqui um tempo.

    No mais, regular season é isso mesmo: ajustes, adaptações, alguns percalços mas nada que preocupe de fato.
    Espero ver o Williams com mais minutagem nesse time. Ele tem potencial para ser melhor que Baynes e o Horford na função
    de center.

    []s Verdes.

    • R2

      Cara concordo com sua análise quanto a questão do Brown e com sua preocupação com relação ao Hayward, apesar de acreditar que ele GH vá voltar a jogar o que sabe, só não vai ser rápido.
      Agora, pra mim já acendeu um sinal amarelo para essa temporada, nesse momento, estamos atrás no mínimo dos raptors e dos 76ers e crio que seria importante para esse time chegar a uma final, mesmo que não tivesse chances reais de vitória.

  3. Marcelo SM

    Hayward vai voltar jogar, se não o mesmo basquete, próximo dele. Tudo é questão de confiança. Ontem recebeu uma bola embaixo da cesta e…passou. Meu receio é o Brad (não, não é uma crítica…também acho ele um dos melhores da Liga). Contudo, me parece que não está sabendo lidar com muita qualidade nas mãos. Parece que controla melhor o grupo, trocas, etc., quando está com um número de bons jogadores limitado. A ver.
    Não ficaremos entre 1º e 2º da conferência. Estas posições já têm donos. Mas precisamos rigar para ficar entre 3º e 4º.
    E a defesa tem que voltar a funcionar!!!

    • Lucas

      Essa parte do Brad Stevens eu percebi esse ano, ele é um excelente técnico quando a situação não é/não parece ser favorável. Mas agora quando tem todos os brinquedos em mãos não consegue dar o passo seguinte.
      Obs: Se alguém ler isso aqui vai ficar muito puto comigo, mas é preciso tirar isso do peito kkkk, quanto mais eu vejo Jaylen Brown mais eu lembro do Jeff Green (consistência na inconstância).

  4. Neto

    nem sei o que falar, até pro hornets, desse jeito quando pega o lakers Lebron faz 70 pts

  5. Marchall

    Incrível como continuam puxando saco do Bad Stevens. O tal “good coach” tem a capacidade de deixar Gordon Hayward jogar 31min e fazer 4 pontos, além de afundar a defesa do time.

    Tem a capacidade de insistir com J.Brown que é um pereba que deu sorte ano passado por conta do coletivo que favoreceu.

    Wannamaker e Williams não tem chances de jogar, sendo que são ótimos pontuadores e reboteiros. Então, não vejo o porque desse técnico continuar no time. Ele perdeu a mão do elenco! Está perdido!

    E que ano que vem seja possível contratar um pivô de qualidade para reparar a humilhação que está sendo essa temporada.

    Davis; Embiid; Drummond; Towns;

    Não aceito menos do que esses!

    Temos muitos perebas para oferecer em troca 🙂

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.