Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Prévia – Indiana Pacers (15-9) x Boston Celtics (17-5)

Embalado por três vitórias consecutivas ao lado da torcida verde e branca no TD Garden, o Boston Celtics volta a jogar como visitante e inicia mais um back-to-back pela temporada 2019/2020 da NBA na noite desta quarta-feira (11). Disposto a permanecer na vice-liderança da Conferência Leste, o maior campeão da história da liga encara o Indiana Pacers, em duelo que será disputado a partir das 21h (horário de Brasília), no Bankers Life Fieldhouse. Será a primeira partida entre Pacers e Celtics desde o confronto no primeiro round dos playoffs em 2018/2019: na ocasião, Boston conquistou quatro vitórias consecutivas e “varreu” a franquia de Indianapolis.

Alvo de dúvidas por parte de torcida e imprensa após a campanha abaixo das expectativas na temporada 2018/2019, além das saídas de Kyrie Irving e Al Horford, o Boston Celtics reage com muito trabalho e resultados positivos. Além de vencer seis dos últimos sete jogos que disputou, quatro deles de forma consecutiva, a franquia de Massachusetts elevou a confiança com grandes atuações e se consolidou na segunda posição do Leste. A boa fase celta será testada em um back-to-back contra dois adversários poderosos na conferência, mas os jogadores e a comissão técnica celta estão confiantes em bons resultados.

Em Indianapolis, o técnico Brad Stevens não deve fazer mudanças no quinteto titular do Boston Celtics que encarou o Cleveland Cavaliers na última segunda-feira (9). Recuperado de uma fratura na mão esquerda, o ala Gordon Hayward atuou normalmente contra o Cavs e não terá restrição de minutos diante do Indiana Pacers. A novidade na rotação celta é o ala-armador calouro Romeo Langford: nascido no estado de Indiana e ex-atleta do Indiana Hoosiers na NCAA, o camisa 45 retorna ao time após sofrer uma entorse no tornozelo direito. Por outro lado, Boston não contará com o combo guard Marcus Smart, que está com uma infecção no olho, e o pivô Robert Williams, em recuperação de dores musculares no quadril esquerdo.

Depois da eliminação para o Boston Celtics no primeiro round dos playoffs do Leste em 2018/2019, o Indiana Pacers se reforçou para dar um passo adiante e brigar pelas primeiras posições da conferência, com destaque para a contratação do combo guard Malcolm Brogdon, que chegou para municiar um jovem e talentoso garrafão formado por Myles Turner e Domantas Sabonis. Apesar da iniciativa, o Pacers ainda sofre para engrenar: depois de cinco vitórias consecutivas, a equipe de Indiana sofreu três derrotas nos últimos seis jogos e caiu para o sexto lugar do Leste. O jogo contra o Celtics, diante da torcida, é fundamental para os planos do Pacers, que quer cortar a distância para um concorrente direto e renovar o astral para os próximos compromissos na competição.

O técnico Nate McMillan terá quase todo o elenco do Indiana Pacers à disposição na partida contra o Boston Celtics. A única baixa confirmada é o ala-armador Victor Oladipo, que ainda se recupera de uma grave lesão no joelho direito. O ala JaKarr Sampson, titular em sete jogos nesta temporada, se recupera de dores nas costas e ainda não teve presença confirmada na partida. Diante desse cenário, o Pacers não deve ter mudanças radicais em seu quinteto titular para encarar o time verde e branco de Massachusetts.

FICHA TÉCNICA

Local: Bankers Life Fieldhouse (Indianapolis, IN)

Horário (de Brasília): 21h

Transmissão: NBA League Pass

INDIANA PACERS: Malcolm Brogdon, Jeremy Lamb, T. J. Warren, Domantas Sabonis e Myles Turner. Treinador: Nate McMillan

BOSTON CELTICS: Kemba Walker, Jaylen Brown, Gordon Hayward, Jayson Tatum e Daniel Theis. Treinador: Brad Stevens

Author avatar
Gustavo Arruda
Gustavo, 28 anos, é maranhense de São Luís, jornalista formado pela UFMA e repórter do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011, com mais de 1.700 textos publicados. Nas horas vagas, é goleiro, armador, tio do João Gabriel e da Alice, e também dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

17 comentários

  1. Fernando Silva

    Mas por enquanto estamos bem

  2. PHABIO PASSOS

    que porcaria de jogar esse wanameker, nao sei pq o celtics renovou com ele,, ele armou tres ataque nosso agora, o indiana, fez 6 ponto seguidos,,,,o cara nao arma bem e nao marca benm, acho que o walters teria mais resultado em quadra, do que esse cara, tem colocar esse cara no pacote de alguma troca,,,,,,

  3. Fernando Silva

    Alguém saberia me explicar a rotação do Q2?

  4. Fernando Silva

    12 pts no Q2 até agora.

  5. Fernando Silva

    Semi = 20 min em quadra e o pts.

  6. Fernando Silva

    Não quero pegar no pé. Mas simplesmente ele não produz. Esforçado na defesa, corre, se posiciona, mas não produz.

  7. Lucas Soares Jardim

    Juizada e as lesões mataram o celtics hoje. Theis e Brown eliminados por falta. 26 faltas marcadas contra o celtics, e apenas 10 do Pacers kkkkkk

    Espero que o Hayward esteja bem e tenha sido só por precaução.

    Impossível ganhar um jogo com Tatum mal, e terminando com Wannamaker, Semi, Kanter no jogo kkkkk Deu tudo errado hoje, mas estou confiante pro jogo de amanhã contra o 76ers.

    • Marco Antônio de Paula

      Matou nosso jogo, Além disso foi a falta de um Ténico decente, um a cara que tenha uma estratégia de jogo para o momento decisivo do jogo. A Unica mudança que o Stevens consegue em quadra é mudar o chiclete de um canto pra outro da boca. Vai morrer abraçado com o seu Wanameker. Insisitir com o Ojeleye nulo em em quadra, Parece implicância, mas quando o cara está mal em quadra, o Zé Chiclete insiste com mais minutos com o cara em quadra. Qualquer time que joga infiltrando garrafão contra os Celtics, vai vencer, Stevens não tem qualquer tática de garrafão defensivo. Amanhã é dia da primeira derrora em casa para nossos fregueses. Infelizmente não vamos pegar um time no nivel dos Knicks para ganhar fácil e se iludir novamente. Hoje era dia de vencer, e ganhar moral, Mas time voltou a jogar muito mal,

  8. Marco Antônio de Paula

    Acho que aos poucos chegamos na nossa realidade nessa temporada. Vamos bater alguns times muito fracos como Cavs, Knicks e Bulls, Vamos ganhar de alguns times médios em casa, e vamos perder para os Contenders.
    Temos um técnico ultra estimado, mesmo nunca chegando nem em final de NBA. Um cara que insiste com seus protegidos, Ojeleye e Wanamaker. Não entendo essa parte de evoluir jogadores. O Tatum vai para sua terceira temporada e o que ele evoluiu defensivamente com o Stevens? Desde que o Stevens assumiu esse time, nunca tivemos um garrafão defensivo. Stevens è um cara sem fibra, sem gana de vencer, Fica o tempo todo masclando aquele chiclete e não consegue fazer o time vibrar.
    Infelizmente essa é a nossa realidade, enaltecemos uns caras que não fizeram nada por merecer ser reverenciados. Mais uma derrota para esse time fraco dos Pacers, que fizeram valer apenas o mando de quadra.
    Juizada roubou? Demais (Super natural para os times da casa desde a criação da NBA) . Kemba jogou muito? Com certeza (Apesar de alguns erros é o cara com mais personalidade nesse time) . Tatum jogou muito? Não, muito abaixo da sua capacidade. Defensivamente Tataum foi mal como sempre) Saida de Hayward e Brown foram determinante para a derrota? Sim. Mas pior é ver Ojeleye e Wanamaker juntos em quadra, e o mastigador de chicletes com cara de paisagem após mais uma derrota. Se esse é o fututo que o Ainge reserva para o Celtics, acredito que vamos demorar muito tempo para comemorar alguma coisa decente, que essa franquia merece,

  9. Fernando Silva

    As zebras não ajudaram.

    Mas os Q2 e 4 não foram bons.

    Apagão no Q2 para depois recuperarmos parte do preju, quase 40 pts no coco no Q4 e muitos, muitos minutos ao Semi.

  10. Fernando Silva

    No Q4 jogamos fora toda a vantagem que tínhamos.

    No Q1 o time foi bem. Stevens resolveu mexer no time e tivemos um apagão geral de assustar no Q2. Em poucos minutos descemos a ladeira e estavamos mais de 10 pts atrás no placar.

    Ainda remamos no Q2 e cortamos um pouco da diferença.

    Q3 bom, tal como o Q1.

    Q4… nem preciso falar. Quase 40 pts no coco.

  11. Leonardo Gabriel

    Vejo o povo reclamando do Semi e Wana e os outros reservas.
    Agora pergunto a vocês, Smart fora do jogo, Brown saiu por falta, Theis saiu por falta, Gordon pelo nariz. Sobrou 2 dos 6 que mais jogam…
    Não tem quem colocar, Edwards? o cara so serve para bola de 3 e ainda assim não é bom suficiente para isso. Javonte ou Waters eh trocar 6 por meia duzia em relação a semi e wana.
    O fato é, precisamos de mais time, jogador que faça alguma coisa vindo do banco… Com exceção do Kanter e a rotação normal entre os 6 principais… em algum jogo tivemos algum reserva com 10+ pontos?
    Em relação ao jogo de ontem, arbitragem foi uma palhaçada? foi mas o celtics não soube aproveitar também, a defesa do indiana estava muitooo forte e em cima de todos as jogadas, mais forte que a nossa. a diferença que eles partiram pra cima, logo, falta…
    Ainda assim, gosto muito do time, no final sabemos que precisamos mesmo de uns 2 ou 3 jogadores fora da curva e no total de 6 ou 7 jogadores que realmente joguem alguma coisa, o resto é para deixar os outros descansarem.
    Não espero grandes movimentações em trocas, não temos oque trocar, não bate salarios, ao menos que inventem algo com GH, não gostaria só se fosse por d Ou seria smart de 10kk, theis e kanter de 5kk o resto é tudo contrato baixo de uns 2kk ou 3kk.

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.