Prévia – Orlando Magic (17-24) x Boston Celtics (25-16)

Orlando Magic

Depois de ser derrotado pelo Miami Heat, em duelo válido pela temporada 2018/2019 da NBA, o Boston Celtics disputa a segunda partida consecutiva no estado da Flórida na noite deste sábado (12). Desta vez, o time verde e branco de Massachusetts enfrenta, a partir das 22h (horário de Brasília), o Orlando Magic, que volta ao seu Amway Center após seis jogos seguidos como visitante e precisa da vitória para se aproximar do G8 da Conferência Leste. Será o segundo duelo entre Magic e Celtics nesta edição da liga: no dia 22 de outubro, em Boston, triunfo da equipe da Flórida por 93 a 90.

Em apenas 24 horas, o clima de euforia por quatro vitórias consecutivas como mandante foi embora do Boston Celtics. Mesmo diante de um Miami Heat com campanha inferior a 50%, o Alviverde não fez uma boa atuação, sofreu com velhos erros, principalmente na quadra de ataque, e amargou uma derrota que atrapalhou os planos de encostar nos líderes da Conferência Leste. Com mais tropeços que vitórias como visitante na temporada, o Celtics tenta recuperar o ânimo diante de um frágil Magic, mas terá que apresentar seu jogo coletivo, que não apareceu contra o Heat, para conquistar um bom resultado em Orlando.

Diante do Orlando Magic, o técnico Brad Stevens não deve promover mudanças no quinteto titular do Boston Celtics, que contará com Jayson Tatum como ala titular e Marcus Morris no garrafão, ao lado de Al Horford. Na rotação, o Alviverde terá duas baixas: o pivô Aron Baynes, que ainda se recupera de uma cirurgia na mão esquerda, e o ala-armador Jabari Bird, suspenso por tempo indeterminado após agredir e sequestrar a namorada.

Assim como o Boston Celtics, o Orlando Magic busca um rumo na temporada. Sonhando com o retorno aos playoffs, a franquia da Flórida volta ao Amway Center depois de uma difícil série como visitante: em seis jogos, o Magic sofreu cinco derrotas e perdeu fôlego na briga pelo G8 da Conferência Leste. Atualmente na 11ª posição do Leste, Orlando aposta no fator casa, onde conquistou 10 de suas 17 vitórias nesta edição da liga, para derrotar o Celtics mais uma vez e subir na tabela.

Na partida deste sábado, o Orlando Magic não poderá contar com o pivô Timofey Mozgov, submetido a cirurgia no joelho direito, e ainda aguarda a recuperação do pivô calouro Mo Bamba, que sofre com dores no pé esquerdo. Apesar desses problemas, o técnico Steve Clifford deve escalar três homens de garrafão no quinteto titular do Magic, com destaque para o pivô montenegrino Nikola Vucevic, que faz a melhor temporada da carreira.

FICHA TÉCNICA

Local: Amway Center (Orlando, FL)

Horário (de Brasília): 22h

Transmissão: NBA League Pass

ORLANDO MAGIC: D. J. Augustin, Evan Fournier, Aaron Gordon, Jonathan Isaac e Nikola Vucevic. Treinador: Steve Clifford

BOSTON CELTICS: Kyrie Irving, Marcus Smart, Jayson Tatum, Marcus Morris e Al Horford. Treinador: Brad Stevens

Publicidade

Gustavo Arruda
Gustavo Arruda
Gustavo, 26 anos, é maranhense de São Luís, estudante de Jornalismo e repórter esportivo do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011. Nas horas vagas, é goleiro, armador, consumidor de danone, tio do João Gabriel e dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

18 Comentários

  1. Publicidade

  2. PHABIO PASSOS disse:

    E devia aproveita esse jogo, e conversa com pessoal de orlando, para fazer negocio com VUCEVIC.. que ia cairia bem para nos…. manda o rozier e brown e yuba e algumas picks..

    6

    5
  3. Erondi Nunes disse:

    Vucevic não vale tudo isso

    3

    4
  4. Fernando Silva disse:

    Jogo bastante instável. Começamos em equilíbrio. No Q2 começamos mal, depois vencemos o quarto e chegamos a ter 10pts de frente.

    Q3 levemente superior do Mickey Mouse.

    Q4 igual ao Q3.

    Jogo empatado.

    Um pouco de capricho e levamos a Vitória para casa.

    1

    2
  5. Daniel Carvalho disse:

    Rebote defensivo… Enquanto não tivermos, somos um time médio…

    7

    2
  6. Daniel Carvalho disse:

    Acho que o KI ficou pistola de não receber a última bola..kkk

    8

    0
    • Tiago Antonio disse:

      Ficou mesmo, pelo que vi ele já não estava satisfeito com a jogada que Brad Stevens havia desenhado, ja estava discordando daquilo que ele havia planejado pra ultima jogada, ai depois que a jogada aconteceu e nao resultou no ponto do J. Tatum, ele parecia reclamar com o G. Hayward por ter passado a bola pro Tatum.
      Essa situação é bem chata, espero que não ocorra novamente, mas dou razão pro K. Irving, ele no momento é disparado nosso melhor clucth, a bola deveria ser passada pra ele sim, ou entao uma jogada perfeita deixando qualquer um dos outros com melhor espaço pra arremesso, que foi o que não aconteceu.
      Ja venho um tempo pensando e começando a não gostar do jeito que Brad Stevens esta levando o time, ele parece querer sempre fazer algo fora dos pensamentos ou da normalidade pra aparecer, nem sempre é assim.
      To começando a achar que o elenco tbm não esta satisfeito da maneira que ele esta levando, isso pode ser ruim.

      7

      2
  7. Marcelo Signori disse:

    O time ta estranho, todo jogo tem uma discussão

    6

    0
  8. André disse:

    O banco vem nos matando. Rozier 1/13 nos últimos 2 jogos, hoje -20, o pior do time.

    7

    0
  9. Geison Ruiz disse:

    Fim de carreira, ano passado que estava mais “fraco” fomos muito bem . Querem derrubar o técnico, está claro, e um sono só esse time na quadra .

    6

    3
  10. Eric disse:

    Time com uma preguiça

    2

    0
  11. Marchall disse:

    Ano que vem eu trocaria Brown, Hayward e Horford.

    Brown – É promissor, mas ou deixa ele no time ou Marcus Morris. Elenco dividido por parte da culpa do ego desses 2. E hoje, Morris é muito mais jogador.

    Hayward – Não deu certo. Alto salário e é uma incógnita se ano que vem voltará a ser aquele All Star que conhecemos.

    Horford – A cada ano que passa perde valor de mercado. A queda de rendimento é nítida, apesar de ainda ser um dos que mais contribuem defensivamente e ofensivamente!

    Visando esses três jogadores: Temos que buscar um garrafão que realmente de conta do recado. Vucevic é bom, mas não acho que seja o jogador que precisamos.

    Temos que pegar um garrafão que carregue o piano junto com o Kyrie Irving.

    Morris – Tatum – Irving – Theis e Davis (Sonho)

    1

    7
    • Geison Ruiz disse:

      Não sei, posso estar errado, mas eu acho que o Kyrie causa intriga nesse elenco, haja visto como o time foi bem sem ele no final da temporada passada. Como disse, minha opiniao, alem disso, ele não joga 1/3 do que jogava no Cavaliers . Eu trocaria o Kyrie, Hayward (não deu certo) e Brown, os 3 tem grande valor e da para montarmos um grande time ! O melhor jogador do Boston atualmente ( nunca pensei que falaria isso) , e o Marcus Morris, nao e craque, mas e muito consistente e mete bola de 3 . Trocaria o Kyrie pelo Devin Booker por exemplo, esse cara tem muito talento e pontua muito .

      5

      7
  12. Lucas disse:

    Bota na conta do treinador essa ai tbm.

    0

    3
  13. Fernando Silva disse:

    São jogos Robin Hood como estes que me fazem crer que Brad, certamente com.apoio de DA, segura o time.

    2

    1
    • Marcos disse:

      Acha que contra o Miami foi Robin Hood, Fernando?
      Pq eu olho na tabela e vejo 2 times que brigam pela 5 e 6 posição.

      Enfim, triste ver o Brad cometendo erros de treinadores velhos estilo Luxemburgo: não abre mão de controlar a minutagem de forma esdrúxula, beneficia jogadores com laços pessoais e não se mete em disputas entre pares de jogadores para acalmar e resolver discussões.

      Essa é a parte que o Doc Valdomiro era melhor: foi jogador da Liga e sabia levar o vestiário.

      Abs verdes

      1

      1
    • Marcos disse:

      Será mesmo que dá para chamar de Robin Hood, Fernando?
      Ano passado até concordaria, esse ano não.
      Contra o Miami foi o 5o contra o 6o.
      Na frieza dos números, não foi surpresa (procurem as opiniões dos comentaristas americanos).
      Ontem, o Orlando brigava por playoffs contra um time meio de tabela.
      Desculpa de back 2 back em time com maioria dos jogadores bem abaixo dos 30 também não serve de desculpa.

      Estou muito desapontado com o Brad.
      Ele é um cara jovem, cometendo erros que sepultaram caras como Luxa e Mourinho.
      Não é parte técnica, é falta de gerenciamento de grupo, favoritismo de jogadores, substituições por substituir e queima de novatos.

      O Irving já está visivelmente incomodado com as noobices e síndrome de ser underdog.

      Só quero que chegue logo os offs e offseason.

      Abs verdes

      1

      0
  14. Fernando salmazo disse:

    Ou tem mudanças drásticas ou essa temporada já foi pro saco, não importa como e onde, mas temos que mudar urgente, esse time do jeito que está não vai pra lugar algum.

    1

    1

Deixe um comentário