Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Raio-X dos reforços para a temporada 2011-2012

Após um agitado início de mercado, com muitos rumores e contratações, a equipe de Boston já deu inicio ao seu campo de treinamentos e poucas novidades deverão ocorrer.

Com um CAP já excedido em cerca de 35 milhões e a informação de que a exceção de 3 milhões já foi utilizada em um dos reforços (Wilcox), novidades só virão por meio de alguma troca ainda não formulada, ou por intermédio de contratações de jogadores por salários mínimos.

Tendo em vista a atual situação, já podemos começar a traçar uma perspectiva de como será o Celtics na temporada 2011/2012.
Abaixo vamos relacionar os novos contratados, e falar um pouco mais deles.

Brandon Bass

Bass foi contratado por meio de uma troca entre Celtics e Magic, onde a equipe Celta renovou com Glen Davis para em seguida envia-lo para Orlando na troca. Bass vem de sua melhor temporada na carreira, com números muito semelhantes ao de Glen Davis, mesmo tendo jogado em média 4 minutos a menos.

Por ter sido trocado por um atleta da mesma posição, as comparações serão inevitáveis. Apesar de jogarem na mesma posição e terem feito números semelhantes na ultima temporada, existem algumas diferenças entre os atletas.

Bass é um jogador muito mais atlético que Glen. Possui mais velocidade e maior impulsão, o que fundamentalmente pode ajudar o Celtics em duas coisas: Rebotes e Pontuação em jogadas de velocidade e infiltração sobre o comando de Rajon Rondo. Por outro lado, Brandon não tem a mesma capacidade de marcação que Glen Davis.

Vivendo em uma filosofia de defesa pura em Boston por toda sua carreira profissional, e atuando ao lado de ótimos defensores como Perkins e Garnett, Glen Davis evoluiu muito nesse quesito. Big Baby tinha um bom posicionamento defensivo, uma capacidade única de cavar faltas ofensivas. Sua maça corporal também o beneficiava no contato corpo a corpo com outros alas mais fracos.

No entanto, nada impede que Bass, inserido no contexto defensivo de Boston, melhore cada vez mais sua defesa, e passe a deixar de ter essa desvantagem sobre seu antecessor. No final das contas, minha avaliação pessoal sobre a troca é positiva. Imagino eu que os benefícios da chegada de Bass são maiores e que seus números podem aumentar atuando ao lado de Rondo, e sem ter a sombra de Dwight Howard para dividir rebotes.

Marquis Daniels

Daniels já é um velho conhecido dos torcedores Celtics e não existem muitas novidades para serem contadas a seu respeito.
Jogador mais versátil do elenco, tem como posição original a Ala, mas é capaz de atuar em 4 das 5 posições do basquete, e isso ele teve oportunidade de demonstrar na ultima temporada, onde devido as lesões no elenco, teve que ser improvisado em várias ocasiões como Armador, Ala Armador e Ala de Força.

Marquis Daniels é o que podemos chamar de um jogador operário. Não aparece muito, não faz estardalhaço, mas joga pela equipe e é eficiente no que se propõem, que é dar suporte as reais estrelas do time, esteja ele jogando em qual posição estiver.
Daniels também é um grande defensor. Seguindo seu estilo “come quieto”, nem todas as pessoas notam isso, afinal ele não é um grande ladrão de bola, muito menos um reboteiro.

Mas Daniels é um grande dificultador para seus adversários. Estatísticas da ultima temporada apontaram Daniels em 1ª lugar, no que se diz a reduzir o aproveitamento de arremessos dos jogadores do qual está marcando. Sseus adversários tem apenas 32,9% de acerto em arremessos, aproveitamento menor do que adversários que enfrentam nomes como Lebron James (33,9%) e Tony Allen (34,2%). Vendo esses números, portanto, não podemos considerar esse reforço como ruim. Daniels já é da casa, e aqui será sempre bem recebido.

Pesa apenas contra o atleta, o fato de estar parado a 6 meses, devido a uma lesão na espinha que o tirou da ultima temporada.
Resta saber se Daniels estará 100% para a temporada. Ele disse que sim, Doc Rivers também, então vamos aguardar.

Keyon Dooling

Dooling chegou a Boston quase que de graça, tendo vindo por intermédio de uma troca com o Milwaukee Bucks por uma escolha de segundo round no draft. Sendo assim, o que vier do atleta, já seria lucro. Porém podemos esperar um pouquinho mais dele.

Dooling é o que se chama de Combo Guard, ou seja, ele é um armador, e vai atuar na reserva de Rondo, mas pode muito bem entrar na rotação de Ray Allen, para dar descanso ao veterano. Mais um jogador versátil que pode atuar em mais de uma posição? Sim, e essa parece ser a palavra chave para o elenco deste ano. Dooling vai ter como papel principal em Boston, exercer sua defesa, que é muito boa.

Em dias inspirados, o atleta também pode contribuir com pontuação vinda de seus arremessos de média e longa distancia. O atleta ha 3 temporadas, fez média de 42,1% de aproveitamento em arremessos de 3. Só pra modo de comparação, Ray Allen, um gênio na bola de 3, em sua carreira de 16 anos, só encerrou temporadas com aproveitamento maior a 42% em 3 ocasiões. Portanto, creio que isso credencia Keyon Dooling a receber esse voto de confiança por parte dos torcedores.

Sasha Pavlovic

Existe muito pouco o que se falar sobre Sasha. Nos últimos 3 anos o atleta atuou em apenas 31 partidas, sendo que todas por poucos minutos e em 3 equipes diferentes. Sendo assim, não é possível nem se quer ter uma ideia de como estão suas condições técnicas e físicas.

Sasha provavelmente terá pouco ou nenhum espaço no time. Foi contratado pra termos opções de banco caso muitos atletas venham a se machucar simultaneamente.

Chris Wilcox

Wilcox é mais um jogador que pode atuar em duas posições, sendo que no seu caso são as posições de Pivô e de Ala de Força.
No entanto, em Boston, deve exercer mais a função de Pivô, como reserva imediato de Jermaine Oneal. Wilcox é um jogador experiente, que chegou a NBA sob boa expectativa, mas que teve sua evolução prejudicada por lesões no começo da carreira. Mesmo assim, se motivado, Wilcox ainda pode contribuir muito com o Celtics.

Trata-se de um jogador muito esforçado, e de boa presença em rebotes ofensivos, coisa que definitivamente tem faltado em Boston nos últimos anos. Por atuar como Ala também,  o jogo ofensivo do atleta não se resume apenas a jogadas em baixo da tabela, mas também com tiros de média distancia, o que pode ser usado para abrir espaço no garrafão para infiltrações de Rondo, Pierce e companhia.

Greg Stiemsma

Sem duvida a grande surpresa até o momento e também uma grande incógnita. Jogador de boa estatura e forte massa muscular, foi contratado sobre o discurso de ser grande defensor e um ótimo bloqueador.

Vendo vídeos de atuações suas nos campeonatos que disputou, podemos confirmar isso, principalmente em um vídeo que rola na internet onde o rapaz desfere vários tocos em uma partida contra o astro Blake Griffin.

No entanto nunca foi testado na NBA. Já teve passagens por Cavaliers e Tiberwolwes mas nunca entrou em quadra. Sendo assim, não tenho muito o que falar sobre ele. Teremos que aguardar e ver o que o garoto pode fazer (ou o que ele não pode fazer).

Jeff Green

Green é um jogador que tem sobre sí, olhos de desconfiança de grande parte da torcida. Tal fato se deve pois o atleta é simbulo de um acontecimento que praticamente tirou do Celtics a chance de título na temporada passada, as trocas que envolveram Perkins e Nate.

Recém chegado em uma equipe com um esquema tático totalmente diferente e com a moral abalada, Green não conseguiu ser o que se esperava dele, ou o que o gerente de operações, Danny Ainge, esperava. No entanto estamos em uma temporada nova e com vida nova.
Green hoje deve ser um jogador mais habituado ao esquema e mais enturmado com o elenco.

As mágoas com a saída de Perkins, também já foram cicatrizadas no elenco, e Green finalmente pode jogar com menos pressão e tentar evoluir seu jogo. A contratação de vários Alas de Força para o elenco, também devem beneficiar o atleta, que não terá que revezar o tempo todo entre as posições 4 e 3, podendo se fixar melhor como reserva direto de Paul Pierce, e trabalhar nos treinamentos pra cumprir melhor essa função em específico.

Alguns de seus problemas defensivos que eram observados com mais frequência quando jogava de ala de força, devem reduzir, e o fato de ter uma boa estatura, deve auxiliar na marcação de alas adversários. Ofensivamente, Green terá de chamar mais a responsabilidade na conclusão de jogadas, já que a equipe perdeu seu maior pontuador do banco, Glen Davis.

Eu particularmente como muitos devem saber, tenho minhas restrições com o jogo de Green, e sua ausência de evolução nos últimos anos. No entanto acho que o atleta pode melhorar nesta temporada, dada as explicações feitas acima, portanto minhas expectativas ao menos para agora, são boas com relação ao atleta.

Author avatar
Daniel Emiliano
https://danielemiliano.com.br
Daniel é publicitário, web designer e ilustrador residente em Campinas/SP. Em 2008 uniu paixão e profissão e deu vida a um Blog de notícias e opiniões sobre o Boston Celtics.Com ajuda de outros apaixonados o Blog foi tomando proporções inimagináveis e hoje é este Celtics Brasil, o maior site sobre uma equipe da NBA no Brasil.

16 comentários

  1. Fábio Malet

    O Greg Stiemsma foi escolhido o jogador defensivo do ano na D-League em 2010. E o Brandon Bass já ajudou várias vezes no descanso do Howard no Magic.
    Dentro das possibilidades financeiras e da supervalorização dos pivôs nessa temporada, acho que as aquisições foram boas.

    • Acho meio normal.
      Com o lockout que tivemos, jogadores muito tempo parados e impedidos de treinar em suas franquias, é natural que muitos retornem fora de forma e tenham que ralar muito até o início da temporada.
      Green com certeza não vai ser um caso unico, em relação a isso.

  2. Pedro

    Cade os garotos que foram escolhidos no draft?

  3. JaJuan Johnson e E’Twaun Moore já tiveram tópicos a seus respeitos, logo que foram draftados.
    Segue abaixo os links:

    JaJuan Johnson
    http://www.celticsbrasil.com.br/index.php/conheca-o-escolhido-celta-jajuan-johnson/

    E’Twaun Moore
    http://www.celticsbrasil.com.br/index.php/etwaun-moore-a-segunda-escolha-celta/

  4. Esaú

    Todos jogadores pra compor banco.

    Apesar de estar no limite dos salários ainda acho que pra tentar título tem que chgar um jogador de nível alto na posição 5

    Os Mavs apesar de terem trocado seus drafts se reforçaram bem. OKL tem time novo mas com a experiência adquirda temporada passada. Hamilton está próximo do Bulls. E os amarelões não desistiram do D12 e do CP3.

  5. Gustavo Pires

    Gostei bastante de Bass,Wilcox e a renovação de green pode ser interessante se usado como moeda de troca,eu particularmente ainda acho que não podemos depender de J.O apenas para pivô,precisamos de um outro pivô,acho que vacilamos em não renovar com Delonte.
    Mas vamos ver como desenrola o resto do elenco

    • O problema é encontrar Center decente na temporada.
      TODOS estão super valorizados.
      Nenê recebendo proposta pra ganhar 17 milhões! Isso é quase a soma de Rondo + Ray Allen !!!
      UM ABSURDO !!!!

      Até os center mais porcarias estão recebendo boas propostas, então ainda demos sorte de conseguir trazer ao menos 1, o Wilcox.
      Pra conseguir outro agora, só se alguém topar receber o mínimo pra veteranos, o que ta sendo difícil, pelo visto, se não acho que já tinham contratado, pois o Doc queria o grupo pronto e fechado pra treinar, o quanto antes.

    • Sérgio

      Concordo com você. Ha quantas temporadas o Jermaine não consegue jogar seguidamente sem se machucar?
      Aí estamos correndo o mesmo risco da temporada passada, quando contávamos com o Shaq e o próprio Jermaine, e deu no que deu…

  6. guilherme

    e os draftados esse ano ja assinaram vao jogar esse ano ou ainda n?

  7. PHABIO PASSOS

    OK, NAO PODEMOS JOGAR FORA UM TIME TAO TALENTOSO COMO NOSSO, ELES PODE ESTA COM IDADE AVANÇADA MAIS TEM O ENTROSAMENTO DE VARIOS ANOS, E ESTE ANO PODEMOS FAZER BOAS CONTRAÇAO DEVIDO NO CAP COM JA FOI EXPLICADO VARIAS VEZ POR DANIEL E PESSOAL TEIMOSO QUE FAZEMOS LOUCURAS..
    TEMOS UM TIME DINAMICO, COM VARIOS JOGADORES SABEM JOGAR EM DUAS FUNÇOES E ISSO MUITO BOM PRA O TIME, ESTAMOS TESTANDO 3 JOGADORES PRA ELENCO PRA CENTER E QUEM SABE PODE SER BONS. DOC SABE TREINAR E VER BEM
    VALEU …

  8. Diego Rezende

    Seria foda demais se o Cavs dispensasse o Semih Erden ter o turco de volta daria um upgrade bacana no garrafão

  9. Rafael

    Impressão minha ou estamos com problemas na armação? Delonte foi embora pro Mavs, Arroyo não renovou (e pelo visto nem vai), e numa dessas, quem sobra pra reserva do Rondo? Um Dooling que cai no colo do Celtics quase que por obra divina, um Daniels que é muito bom em qualquer posição mas não é excelente em nada, e um Moore recém-draftado? Acho pouco…

    • Daniel Emiliano

      Rondo é muleke.
      joga 40 minutos por partida e nem se cansa.
      não tem porque investir muito dinheiro em reserva pra ele, pois o jogador será pouco aproveitado.
      Dooling ta bom até de mais.
      É um excelente marcador e tem experiência.

      • Relendo os nossos comentários pré-temporada, não vejo ironia maior que ver o Rondo se machucando (e, ainda bem, voltando) logo no comecinho, e o mais incrível, tendo um substituto quase que a altura no Avery Badley.
        Quem esperava? Eu confesso que não, mesmo, grata surpresa! Abraço!

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.