Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Wizards 117 x 119 Celtics

Uma grande partida!!!

Após uma sequência de dois jogos com vitória em casa, o Boston Celtics foi até a capital americana, enfrentar o Washington Wizards.

Primeiro Quarto – O Wizards iniciou a todo vapor, com John Wall jogando demais dos dois lados da quadra, auxiliado pelo retorno do polonês Marcin Gortat, a equipe dominou todo o quarto e só não foi maior a vantagem devido ao bom rendimento de Isaiah Thomas e Jae Crowder no período. Wizards 31 x 24

Segundo Quarto – Mais bem postado em quadra, o Celtics inicia uma reação, em especial após a entrada de Marcus Smart, mas também com a contribuição de Evan Turner e Jonas Jerebko. Quando parecia que o Celtics ia tirar a vantagem, Wall toma conta do jogo. Final 30 x 30.

Terceiro Quarto – Thomas vem com tudo do intervalo e com ajuda da equipe, o Celtics tira rapidamente a vantagem. Wall volta a equilibrar o jogo pelo Wizards, mas dessa vez o Celtics consegue tirar parte da vantagem. Celtics 29 x 25.

Último Quarto – Celtics vem mostrando força, Olynyk, Smart e Turner vão ajudando a tirar a vantagem, enquanto Thomas começa a fazer a diferença. Pelo lado do Wizards, Wall dá ritmo ao jogo. Avery Bradley, que estava apagado no jogo, acerta uma bola de três pontos com menos de um minuto de jogo, colocando o Celtics à frente por quatro pontos, mas o que parecia um jogo decidido, devido a diversas inversões de falta da arbitragem e falta técnica em Crowder, o Wizards empata faltando 17 segundos. Aí Brad Stevens entra no jogo, pede tempo e arma uma linda jogada para Crowder, dentro do garrafão, finalizar o jogo. Celtics 36 x 31 no período, 119 a 117 no jogo.

Destaques do Wizards

John Wall (36 pontos, 13 assistências, sete rebotes e sete roubadas de bola / duplo-duplo)

Marcin Gortat (18 pontos e 11 rebotes / duplo-duplo)

Destaques do Celtics

Isaiah Thomas (32 pontos, cinco assistências e quatro rebotes)

Jae Crowder (22 pontos, oito rebotes e seis assistências)

Resumo da partida:

Thomas foi muito bem, sendo especialmente efetivo nas bolas de três pontos, com cinco acertos em sete tentativas. Crowder contribuiu de todas as formas, Sullinger muito bem na parte ofensiva e Smart bem dos dois lados da quadra, mostrando muita qualidade em ir para cesta. Olynyk, Jerebko e Turner também foram importantes. Johnson e Bradley foram mal no jogo, Zeller foi horroroso.

Pelo Wizards, Wall jogou demais, um desempenho digno de All Star, enquanto Gortat usou nossa maior fragilidade e tomou conta do garrafão.

Nosso próximo jogo é dia 18 às 23:30hs em Dallas contra os Mavericks.

https://youtu.be/UoZdE4DroQE

Author avatar
Renato Machado
Meu nome é Renato Gaspar Machado, formado em Direito, atuo na área de liquidação financeira do Banco do Brasil, tenho 35 anos, Casado com 1 filha de 4 anos. Sou torcedor fanático do Celtics, apaixonado pela NBA. Moro no Rio de Janeiro.

17 comentários

  1. Danilo Jeolás

    Grande Renato, companheiro de Sedan!! Que jogadoraço é Jae Crowder e que treinador é Brad Stevens!!

    • Renato Machado

      Verdade cara o Stevens é genial, e o Crowder um baita Steal do Ainge. Ainda tem gente que critica, Crowder e Thomas 2 trades maravilhosas do Ainge, Smart e Olynyk 2 belas escolhas de draft.

      Não sou do Sedan, mas conheço todo mundo de lá. trabalhamos em parceria com o câmbio internacional. Família BB.

  2. Meu, o Smart voltou de lesão e com ele a defesa dos nossos guards. Não dá mesmo para comparar o Smart com o AB. No jogo contra o Dallas, olho na arbitragem! No jogo do Garden fomos roubados!

  3. Pedro Leôncio

    As zebras tentaram dificultar o jogo, mas Bradley mandou uma de 3 crucial para a vitória. Time demonstrou outras maneiras de pontuar sem ser com o Thomas, e esse acho que deveria começar do banco, apesar da melhora na defesa. Smart tem 21 anos ainda, tem muito a evoluir e acredito nele pra ser o futuro da equipe, pois ele não esconde na hora do vamos ver e mostra muita personalidade.

  4. Mauricio Green

    Colando aquí o q escrevi ontem no outro post.

    Q final de jogo, ufa ainda bem Q levamos.

    Mais uma vez a arbitragem ridícula. O q foi a falta técnica no Crowder? o q tinha sido era uma porrada do Nenê na cara dele. Como marca falta do Smart no Wall no finalzinho, foi falta do Wall com o braço direito empurando. E o bloqueio que deixou o Crowder no chão na última jogada do 2 quarto.

    Ataque fluindo, Smart e AB voltando a jogar aos poucos ( AB nem tão bem Hj mas acertou o arremeso q nos deixou bem P fechar o jogo). IT e Crowder mantendo o padrão. Amir q foi mal. Com a rotação mais limitada a parte ofensiva parece q se acertou. Hoje conseguimos ter um melhor 2 tempo.

    Mas sofremos ainda no garrafão…. Há um trade bom!!!

  5. drakes

    Achei a arbitragem bem fraca no final, pró-time da casa na cara dura, Sem muito acrescentar ao resumo sempre competente, mas o Smart me parece que melhorou depois da volta no quesito passe, o problema é que ele e o resto do time tirando IT e Crowder tá mal em definir.

    Começando uma nova sequência de 10 com 1×0, esperemos que vá para 6×4. Ano passado nessa fase o time estava com 15-26, esse ano com 22-19 daria na sequência final 44 vitórias, claro se não fossem as derrotas bestas contra nets e lakers o resultado seria 50 vitórias.

    O esperado pelo basket-reference pelos números produzidos pelo time seria: W-L: 25-16 (7th of 30), voltando as derrotas bestas afetaram aqui também.

    Das campanhas do leste:
    Acima do que pensava: Pacers, Pistons*
    Abaixo: Bucks, Wizards.

    Oeste:
    Acima: Dallas , Blazers
    Abaixo: Memphis, Rockets Pelicans suns
    .
    Dallas tá dando final 46, eu achava que no máximo chegava a 42, Bem que o Celtics pode ajudar e bate-lo no próximo jogo, afinal a pick deles é do Boston.

  6. Se o brad stevens não fosse o técnico poderíamos estar entre as piores esse ano e o ano passado e poderíamos ter towns e ben simmons em vez disso nada, obrigado brad stevens por ganhar jogos que não vão servir pra nada.

    • Não poderíamos, não.
      Aliás, é praticamente impossível ter duas primeiras escolhas seguidas (nem o 76ers conseguiu).
      Ia aparecer um Cleveland da vida e ficar com a 1a escolha e não ia adiantar nada.

      O Stevens está fazendo um grande trabalho.
      Está faltando talento (principalmente no garrafão) e jogadores com cojones para jogos importantes (tipo o do Fakers).

      []s verdes

    • Renato

      Cara é isso mesmo vc tá reclamando pq o técnico é bom rs. “Tank” é a maior furada, temos uma equipe muito melhor do que as que estão seguindo esse caminho e ainda tem o Nets que vai nos trazer escolha de loteria. Stevens é sensacional ainda bem.

  7. Fernando C. da Silva

    O Nenê está encostado em Washington. Esqueçamos que é brasileiro, pois pouco importa ao Celtics. Melhor que o Zeller, sem dúvida. Na defesa do aro, já ajudaria um pouco. Não sei qual é a condição contratual dele.

  8. Fernando C. da Silva

    O Lee nada faz e não é aproveitado mesmo. Lee + Zeller e uma pick de 2° round pelo Nenê, acho que rola. No caso, a pick seria para atrair o Wizars à entubar o Lee.

  9. Fernando C. da Silva

    Pelo que vi um recebe 13m$ outro recebe 15m$. Ambos em última temporada de contrato. Desempenho similar. Enfim, é trocar 6 por meia dúzia.

  10. Lucas Oliveira

    Independente de resultado e sofrimento, foi um ótimo jogo e por mais torcedor que eu seja, é isso que eu espero de um jogo de basquete, diferente de um jogo de futebol que eu sempre espero ser uma merda ultimamente.

    Muitos comentários sobre o Smart que fez duas grandes partidas em sequencia, ótimo. Mas não vamos esquecer as partidas medíocres que ele fez antes disso também, então vamos com calma galera. Regularidade e melhor desempenho como pontuador, é isso que espero dele.

    Um tempo atrás, antes da lesão comentei sobre a queda de desempenho do AB que levou a queda da equipe também. Essa queda continua, por sorte Crowder e Thomas estão com ótima regularidade e sempre há um terceiro jogador a se destacar (especialmente entre Smart, Amir e Olynyk) o que levou o time de volta ao caminho das vitórias. Mas sem dúvidas precisamos que o AB reencontre seu basquete.

  11. Lucas Oliveira

    Quanto ao assunto tank… Já falei isso uma vez e vou falar de novo, Lakers fez uma temporada pífia ano passado para tankar e dar uma ultima temporada digna ao Kobe, foi para o sorteio, pick nº2 (até aqui tudo ótimo)…

    E o que aconteceu essa temporada? Kobe sendo forçado a se aposentar em uma outra temporada pífia do Lakers!

    Isso se repete time após time que acha melhor trocar uma equipe em formação por uma das primeiras picks de first round. Aí eventualmente algum time consegue formar uma equipe forte deste modo e todos acham que este é o caminho… Ainge está perfeito, realizou boas steals, montou uma equipe base e garantiu picks futuras, que no caso do Nets, pode ficar entre as 4 primeiras.

  12. drakes

    Dando uma olhada antes de começar o jogo com o Dallas, agora que é mid-season, alguns pontos:

    Defesa do IT é ruim em termos de NBA Real Plus-Minus – 2015-16
    DRPM -2.39, mas é melhor que Kyrie Irving, Jeff Teague, Rose, Lillard. Brandon Knight Zach LaVine

    Smart – 9 melhor em DRPM, mas ORPM – -2.85 – 80 de 83 colocado.se acham que é ruim -3.42 de Evan Tunner é de doer, como SG não listam nem ele nem AB, tá duro…

    Jae Crowder é o destaque, 4.19 com equilibrio na defesa/ataque, é o 5 colocado em SF.

    Amir Johnson 3.57 é o 6 no geral da posição de PF, surpresa para mim,.

    Jared Sullinger em 10 no geral de pivo, me faz pensar como as estatísticas precisam se aprimorar para captar melhor o jogo. mas em grande parte deve-se ao 3.09 de seu DRPM. e ORPM ser positivo.

    Só tem dois jogadores do Celtics, muito bem em termos ofensivos: IT e Crowder.

    Os melhores em cada posição:
    PG Russell Westbrook
    SG Jimmy Butler
    SF LeBron James
    PF Draymond Green
    C Tim Duncan

  13. drakes

    fivethirtyeight – modelo 538, esses números é um sonho…3 melhor do leste e nets terceiro pior da NBA

    Eastern Conference
    1. Cleveland Cavaliers (61-21)
    2. Toronto Raptors (52-30)
    3. Boston Celtics (45-37)
    4. Atlanta Hawks (45-37)
    5. Chicago Bulls (45-37)
    6. Indiana Pacers (44-38)
    7. Detroit Pistons (44-38)
    8. Miami Heat (43-39)
    9. Washington Wizards (40-42)
    10. Charlotte Hornets (39-43)
    11. Orlando Magic (39-43)
    12. New York Knicks (38-44)
    13. Milwaukee Bucks (35-47)
    14. Brooklyn Nets (22-60)
    15. Philadelphia 76ers (14-68)

    Western Conference
    1. Golden State Warriors (68-14)
    2. San Antonio Spurs (67-15)
    3. OKC Thunder (56-26)
    4. LA Clippers (53-29)
    5. Memphis Grizzlies (45-37)
    6. Dallas Mavericks (45-37)
    7. Houston Rockets (42-40)
    8. Utah Jazz (38-44)
    9. Sacramento Kings (37-45)
    10. Portland Trailblazers (37-45)
    11. New Orleans Pelicans (37-45)
    12. Denver Nuggets (32-50)
    13. Phoenix Suns (26-56)
    14. Minnesota T’Wolves (24-58)
    15. LA Lakers (19-63)

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.