Celtas são lembrados em votações, mas passam em branco no 2018 NBA Awards

Vice-campeão da Conferência Leste nos playoffs da temporada 2017/2018 da NBA, o Boston Celtics emplacou representantes na maioria das votações do 2018 NBA Awards, que foi realizado na noite de segunda-feira (25) e premiou os destaques da última edição da liga. O excelente desempenho e a lembrança dos votantes, entretanto, não foi o suficiente para o time verde e branco de Massachusetts, que passou mais uma eleição sem prêmios individuais do primeiro escalão. Em 2007/2008, o Celtics conquistou seus últimos troféus, com Paul Pierce faturando o prêmio de melhor jogador das Finais (Bill Russell Finals MVP), Kevin Garnett vencendo a disputa de melhor defensor (DPOY) e Danny Ainge levando a melhor como executivo do ano (EOY).

Em duas votações, o Boston Celtics teve representantes no Top 3: Brad Stevens foi indicado ao prêmio de melhor técnico (COY), e Jayson Tatum entrou na disputa de calouro do ano (ROY). Porém, os dois celtas amargaram a terceira colocação em suas disputas. Entre os técnicos, Stevens recebeu 23 votos para o primeiro lugar, 23 votos para a segunda posição, e 19 votos para o terceiro lugar, mas não foi o suficiente para superar Quin Snyder, do Utah Jazz, e Dwane Casey, do Toronto Raptors, que ficou com o prêmio. Já na eleição dos calouros, Tatum recebeu dois votos para o segundo lugar e 95 para a terceira posição, perdendo a disputa para o premiado Ben Simmons, do Philadelphia 76ers, e Donovan Mitchell, do Utah Jazz.

Na disputa do jogador que mais evoluiu na temporada (MIP), que foi vencida pelo ala-armador Victor Oladipo, do Indiana Pacers, o Boston Celtics não emplacou representantes no Top 3, mas teve dois atletas lembrados pelos votantes. O ala-armador Jaylen Brown ficou em sétimo lugar e o armador Terry Rozier ocupou a 11ª colocação, com um voto para o segundo lugar e cinco votos para a terceira posição. Rozier também foi lembrado na votação para melhor reserva (6th Man), ficando na 11ª posição. O troféu ficou com Lou Williams, do Houston Rockets.

Outra votação em que o Boston Celtics teve dois atletas indicados foi a de melhor defensor (DPOY): enquanto o pivô Al Horford ficou na quinta posição, Jaylen Brown garantiu a 10ª colocação. O troféu de DPOY ficou com o pivô Rudy Gobert, do Utah Jazz. Na disputa dos executivos, Daryl Morey, do Houston Rockets, foi o mais votado, com o celta Danny Ainge encerrando a disputa em quarto lugar.

Al Horford também chegou perto de vencer a disputa do Sportsmanship Award, que premia o atleta com melhor espírito esportivo na temporada. O dominicano foi o mais votado para o primeiro lugar, mas não conseguiu tantos votos nas outras posições e ficou na segunda posição, perdendo o prêmio para o armador Kemba Walker, do Charlotte Hornets. O Boston Celtics só teve sucesso em uma votação dos fãs, com o armador Kyrie Irving, que venceu o Handle Of The Year por uma jogada espetacular diante do Milwaukee Bucks, no dia 26 de outubro.

Seleções individuais

Antes do 2018 NBA Awards, já tinham sido divulgadas as seleções ideais da liga, com dois jogadores do Boston Celtics garantindo vaga nessas equipes. Enquanto o ala Jayson Tatum ficou na equipe ideal dos calouros, o pivô Al Horford foi indicado para o segundo time de defesa.

Confira o lance de Kyrie Irving que foi o mais votado pelos fãs:

Publicidade

Gustavo Arruda
Gustavo Arruda
Gustavo, 26 anos, é maranhense de São Luís, estudante de Jornalismo e repórter esportivo do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011. Nas horas vagas, é goleiro, armador, consumidor de danone, tio do João Gabriel e dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

4 Comentários

  1. Publicidade

  2. Sander disse:

    O Brown defendeu muito nesse ano, a tendência é melhorar.

    12

    0
  3. Júnior M disse:

    Muito me incomoda sempre ler rumores de trades envolvendo o Brown como moeda de troca. O rapaz tem ótima defesa e já evoluiu demais ofensivamento do primeiro para o segundo ano. Tem todo o potencial para se transformar, no mínimo, em um jogador do nível do Jimmy Butler.
    Entendo que o futuro do Celtics deve ser montado ao redor do Tatum, mas com papel relevante no Browm, porque este rapaz também será all star.

    22

    0
  4. cavassin disse:

    Também sou contra trade com Brown. Joga demais o moleque pra entregar por algum mercenário de plantão

    12

    0

Deixe um comentário